terça-feira, 31 de maio de 2011

ACREDITAR NOS SONHOS

É preciso acreditar nos sonhos sempre. Eles são como um sementinha que se joga na terra. Ela está pronta a germina, mas espera as condições lhe sejam favoráveis par abrir sua primeira folha. Assim é na vida, as realizações não acontecem por acaso. Nós precisamos lutar, é no esforço que as oportunidades nascem e no trabalho que as condições favoráveis surgem.

Charles Dickens, grande escritor inglês do século XIX, não parecia ter o direito de sequer sonhar com a fama e o sucesso. Nascido em um lar muito pobre (seu pai fora preso por não poder pagar as dívidas da família), só estudou até a quarta série. Ainda criança, trabalhava num porão e morava numa favela em Londres.

Os primeiros contos que escreveu foram todos recusados pelos editores da época. Alguns nem se deram ao trabalho de examiná-los. Embora tudo se mostrasse contrário, ele acreditava no seu potencial como escritor. Um dia, finalmente, um de seus contos foi aceito e publicado. Ele não recebeu nem um tostão por isso.


Mas com o incentivo do primeiro sucesso, dedicou-se ainda mais à sua carreira de autor literário. Saiu-se tão bem que, ainda em vida, tornou-se reconhecido e admirado por todos, sendo aclamado como um dos maiores escritores de língua inglesa de todos os tempos.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

COROA DE JUSTIÇA

Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda.

II Tm 4.8


Na Grécia antiga, os atletas competiam em estádios e os vencedores eram premiados com uma coroa de ramos de oliveira. Ela não tinha nenhum valor material, mas possuía um significado muito especial para o atleta e a cidade de onde provinha. O campeão era recebido com grande festa e eram criadas estátuas em sua homenagem.

Todo homem que conhece Jesus participa de uma corrida, não essas semelhantes as dos homens na qual somente os vencedores são premiados e celebrados. Mas de uma corrida que perdura por toda a vida. É uma caminhada observada por Deus que termina com a morte.

O Pai promete aos vencedores uma coroa, não de folhas de louros ou oliveiras, mas de justiça. Ela representa a perseverança quando tudo ia mal, a fé em meio às dúvidas e a incredulidade do coração, a vitória de cada dia e obstáculos, a superação a cada queda e a certeza de que a vida é apenas o início de tudo.

Se você está correndo, entenda que você já é um vencedor e que a linha de chegada te espera. Não importa os obstáculos ou a cansaço do corpo. Você precisa continuar... Afinal, Deus nos espera com um coroa quando nossos olhos fecharem para sempre nesta terra.


Banda Giom - Coroa de Justiça


domingo, 29 de maio de 2011

O BOM AMIGO

carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados.

1 Pe 2.24

Há uma ilustração que narra perfeitamente o que Jesus fez por nós ao morrer na cruz. Como Ele salvou de uma condenação certa em razão de vivermos uma vida contaminada pelo pecado.

Certo homem cometeu um crime, e foi trazido perante o tribunal, sentiu-se grandemente encorajado quando notou que o juiz era seu melhor amigo. O culpado ficou certo de que o juiz “daria um jeito” na lei para ajudá-lo.

O juiz no entanto, não poderia abusar da justiça; sentenciou seu amigo a pagar uma multa elevada.

O culpado ficou em pé ali, desiludido e não querendo crer no que ouvia, enquanto observava o juiz, que, sem vacilar, levantou-se para deixar a sala do tribunal. Sua decepção e desespero, no entanto, transformaram-se em grande alegria quando soube que o juiz parou no guichê da tesouraria do tribunal e pessoalmente pagou a fiança e toda a dívida do culpado.

sábado, 28 de maio de 2011

IMAGINAÇÃO

Salmos 121:1-2 - "Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra."


Em qualquer situação, é fácil e natural imaginar que o pior pode acontecer. Mas qual a vantagem de pensar desta maneira?... É tão fácil imaginar o pior como imaginar o melhor. Nenhum dos dois ainda aconteceu. Cada cenário só existe na sua imaginação. Entretanto, tudo aquilo que você imagina em sua mente começa a aproximar de você como uma possibilidade.

Portanto, vale a pena imaginar o melhor. Se a sua imaginação vai levá-lo a algum lugar, e certamente vai, esteja contudo certo de que estará contribuindo para que ela o esteja conduzindo a um lugar aonde você deseja chegar.

Use o poder da sua imaginação para empurrá-lo para o alto, em lugar de arrastá-lo para baixo. Não existe razão alguma para que você pense o pior a seu respeito. Confiado na bondade, no amor e na graça de Deus, você pode sonhar o que há de melhor para você.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

A INVISÍVEL QUILHA

Era uma manhã de primavera com o céu azul e o sol brilhando como uma grande bola de ouro. Não muito distante da praia estavam dois barcos, réplicas de veleiros do século 17. Eles foram construídos para uma filmagem que estava sendo feita naquela praia. O vento começou a ficar mais forte, enchendo as velas e dando muito trabalho à tripulação. Embora o vento estivesse muito forte os veleiros permaneciam no seu curso sem adernar. Qual era o segredo? Abaixo do nível da água existia uma grande e pesada quilha - uma parte da embarcação que não se podia ver. A quilha é essencial para manter o barco estável, equilibrado mesmo durante uma tempestade.

O que é que nos mantém firmes e estáveis quando tormentas assolam as nossas vidas? O que impede que adernemos quando o stress e a tensão nos atingem? O que nos permite continuar navegando no curso certo quando as crises aparecem? A "quilha da fé" no nosso Deus que é soberano, Senhor da história! É a nossa relação pessoal e invisível com Cristo que manterá o nosso equilíbrio.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

O SILÊNCIO DE DEUS

Bom é aguardar a salvação do SENHOR, e isso, em silêncio.

Lamentações 3:26  


A maioria das pessoas estão prontas a buscar a Deus quando tudo vai mal. Elas colocam em Deus suas últimas esperanças. Os amigos falharam, os médicos se mostraram impotentes, o dinheiro faltou, a solidão se apresenta interminável e a paz  é um tesouro que não se possui. As guerras sangrentas do coração tornam a gente sensível as coisas espirituais e, como consequência,  há sinceridade em buscar a Deus.


O homem faz promessas, correntes de oração, jejuns, vigílias e tudo mais que achar necessário para chamar a atenção de Deus. Depois, ele aguarda ser ouvido, respondido, aceito. Mas muitas vezes, Deus não age como esperávamos. Ele se faz silêncio em meio a nossa dor, Ele parece ausente diante do meu caos e, o coração começa a duvidar dizendo: que Deus não se importa, que Ele não me ama, que Ele não existe.


Aprendi com a vida, com minhas dores e tragédias que as lutas que enfrentamos têm um propósito bem claro, traçado pelo Pai, para nos levar além das aparências para conversarmos com Deus, livres das máscaras. Aprendi que o silêncio de Deus é o meu maior tesouro amanhã. Ele me ama e não quer me ver sofrer mais ainda, por isso, deixa que minha alma seja revestida de sinceridade e verdade. E é o silêncio de Deus que cria essa possibilidade em mim.


Por isso, se Deus não nos responde no tempo que desejávamos ou do modo como esperávamos, não é o fim. Chore se preciso, grite se sentir melhor, mas não desista, caminhe por fé e tenha paciência. Deus jamais abandonou um filho seu nem nunca deixou um amado seu no meio do caminho.


Judson de Oliveira - Eu adoro.

ESTEJA CONTENTE

Por que a gente nunca está contente com tudo o que é e com o que possui? Nós sempre achamos que poderíamos ser como o outro. É um terrível engano que assola muitos corações.

Conta-se a história de um rei que um dia foi ao seu jardim e encontrou tudo murchando e morrendo.

Perguntou ao carvalho que estava perto do portão o que estava acontecendo, e descobriu que ele estava cansado de viver e tinha decidido morrer porque não era alto e lindo como o pinheiro. O pinheiro estava todo desconsolado porque não dava uvas como a videira.

A videira ia desistir da vida porque não podia ficar ereta e dar frutos lindos como o pessegueiro. O gerânio estava todo choroso por não ser alto e perfumado como o lilás; e assim por diante, em todo o jardim.

Quando chegou a um pequenino amor-perfeito, encontrou-o de rostinho levantado, radiante e animado como sempre. "Puxa, amor-perfeito, ainda bem que no meio de todo este desânimo achei uma florzinha corajosa. Você não parece nem um pouquinho desanimada."

"Não, eu não sou muito importante, mas pensei que se o senhor quisesse um carvalho ou um pinheiro, um pessegueiro ou um lilás, teria plantado um, mas eu sabia que o senhor queria um amor-perfeito, por isso estou determinado a ser o melhor amor-perfeito que eu puder."

quarta-feira, 25 de maio de 2011

A PONTE E A PINGUELA

Existe gente que, ao invés de tentar melhorar aquilo que faz, procura sempre destruir o que os outros estão tenteando fazer.

Certo homem, depois de muitos anos de trabalho e meditação sobre a melhor maneira de atravessar o rio diante a sua casa, construiu uma pinguela sobre ele. Acontece que os habitantes da aldeia raramente ousavam atravessa-la, por causa da sua precariedade.

Um belo dia apareceu por ali um engenheiro, junto com os habitantes, construíram uma ponte, o que deixou enfurecido o construtor da pinguela. A partir daí, ele começou a dizer, para quem quisesse ouvir, que o engenheiro tinha desrespeitado o seu trabalho.

- Mas a pinguela ainda esta lá! - respondiam os habitantes. É um monumento aos seus anos de esforços e meditação.

- Ninguém a usa - o homem, nervoso, insistia.


- O senhor é um cidadão respeitado e nós gostamos do senhor. Acontece que, se as pessoas acham a ponte mais bela e mais útil que a pinguela, o que podemos fazer?

- Ela esta cruzando o meu rio!

- Mas senhor, apesar de todo o respeito que temos pelo seu trabalho, queríamos dizer que o rio não é seu. Ele pode ser atravessado a pé, por barco, a nado, de qualquer maneira que desejarmos; se as pessoas preferem cruzar a ponte, porque não respeitar o desejo delas? Finalmente, como podemos confiar em alguém que, ao invés de tentar melhorar a sua pinguela, passa o tempo todo criticando a ponte?

Existe gente que, ao invés de tentar melhorar aquilo que faz, procura sempre destruir o que os outros estão tentando fazer.

(BASEADO NUM CONTO DE SILVIO PAULO).

terça-feira, 24 de maio de 2011

APÓS A TEMPESTADE

Os fazendeiros no Alabama estavam acostumados a um único tipo de plantio - algodão. Eles aravam a terra e após a colheita, plantavam novamente. Viveram, assim, do algodão por vários anos. Foi então que, em determinado ano, uma praga - o gorgulho do algodão, devastou a área inteira.

No ano seguinte os fazendeiros hipotecaram suas casas e plantaram algodão mais uma vez, prevendo uma boa colheita. Tão logo o algodão começou a crescer, os insetos retornaram e destruiram toda a colheita, levando à falência a maioria das fazendas. Os que conseguiram sobreviver, decidiram fazer uma experiência no terceiro ano cultivando algo que nunca haviam plantado antes - amendoim.

O resultado foi tão fabuloso e a aceitação do mercado tão voraz que os fazendeiros já no terceiro ano de plantio haviam conseguido saldar todas as dívidas. Continuaram plantando amendoins e prosperaram grandemente. Os fazendeiros, felizes com seu progresso, reuniram-se e construíram um monumento à praga do algodão! Se não fossem aqueles insetos, jamais teriam descoberto o amendoim.

Eles descobriram que até nos grandes desastres pode existir motivos de regozijo.
 

PERDÃO

Filipenses 2:3 - Nada faças por contenda, mas por humildade, cada um considere os OUTROS superiores a si mesmo."

Perdão, palavra que sempre devemos guardar em nosso coração, as vezes é difícil perdoar aquele que nos magoa e nos faz sofrer, mas Jesus disse: Perdoa aquele que nos tem ofendido, e nós também precisamos ser perdoados por pessoas que ferimos, por DEUS pelos pecados que cometemos. Você já pensou se DEUS não nos perdoasse?

Então, se nós queremos perdão, primeiro temos que liberar perdão, sejamos humildes, ninguém é superior a ninguém e não é vergonha reconhecer um erro e nem humilhação é sim um grande e honroso gesto de humildade em sua Palavra Deus diz: Nada faças por contenda, mas por humildade, cada um considere os OUTROS superiores a si mesmo Filipenses 2:3, o próprio DEUS esvaziou-se de si mesmo tomando a forma de servo (homem), sofreu, foi humilhado e morreu por AMOR a nós, pense nesse grande gesto de AMOR, e veja o quanto somos pequenos (nada) quando olhamos só para nós mesmos, olhe em volta, abrace a quem precisa, console, ajude, estenda tua mão e libere PERDÃO.

domingo, 22 de maio de 2011

O PODEROSO SACRIFÍCIO

Jo 12:24 - "Em verdade, Em Verdade vos digo que se o grão de trigo, caindo na terra não morrer, fica só, mas se morrer produz muito fruto."

Neste versículo Jesus fala de sua vida como uma semente. Da mesma forma que o grão de trigo precisa morrer para produzir em abundância, Cristo haveria de padecer, para que através desta sua morte houvessem resultados significativos. A morte, ressurreição e ascensão de Jesus, colocou todo Reino do Céu em prol deste mundo.

Cristo é a semente, Ele é a essência, o fermento novo que pode fazer toda massa levedar. Jesus é a própria Palavra, Jo 1.1 , o Evangelho. Um dia Ele encontrou abrigo nos nossos corações e as condições iniciais para se desenvolver e produzir talvez alguns frutos. A cada dia como filhos de Deus, portadores da sua semente, Jesus, na pessoa do Espírito Santo, temos a solene responsabilidade de fazer Jesus transparecer através do que somos.

É também da vontade que um dia chegamos a ser o que Jesus é, em virtude, em caráter, em amor, misericórdia, etc. O apóstolo Paulo nos fala a respeito desta tremenda responsabilidade em Efésios 4:15 “Até que todos cheguemos a unidade da fé, a do pleno conhecimento do Filho de Deus, a perfeita varonilidade, a medida da estatura de Cristo”. É do desejo de Deus que todos sejamos o que seu Filho é, não nos atributos exclusivos, como onisciência, onipresença, mas de santidade, justiça, etc.

Amém!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

TUDO MUITO BEM

2 Reis 4:23 - "E ela disse: Tudo vai bem".

Um homem de negócios, cristão, após sofrer grandes perdas, sentiu-se tentado a duvidar das coisas de Deus. "Por que Ele permitiu que todos esses contratempos me sobreviessem?" questionou ele. Uma noite, ele estava sentado diante da lareira, abatido e desencorajado, quando seu filho, de seis anos de idade, veio e se sentou em seu colo. O menino pregou um cartão no casaco do pai onde se lia: "As obras de Deus são perfeitas". "Papai, o que significa perfeitas?"

perguntou o filho. Antes do pai poder responder, ele continuou, "significa que Deus nunca comete erros?" Aquilo era tudo que o pai precisava ouvir. Abraçando carinhosamente o filho, o pai disse: "Sim, querido, é isso que quer dizer."
Até que ponto cremos, verdadeiramente, que Deus nos ama e tem o melhor desta terra para nos dar? Temos confiado plenamente nele somente quando tudo vai bem ou ao primeiro sinal de dificuldades abandonamos a fé e corremos para lugares incertos? Costumamos louvar a Deus apenas quando vivemos a abundância de Suas bênçãos ou continuamos adorando-O também nos momentos de escassez?

A palavra de nosso verso inicial foi proferida por uma mulher que acabara de deixar seu filho em casa, morto. Estava aflita, angustiada, desesperada, porém, procurou o homem de Deus. Ela confiava no Deus daquele homem. Saiu de casa deixando o filho morto mas, em seu coração, ainda alimentava a esperança de voltar e encontrá-lo vivo.

E, se hoje a nossa situação financeira vão mal... amanhã tudo poderá ser diferente. Se nos sentimos fracos e desalentados... amanhã poderemos estar com as forças revigoradas. Se nos sentimos em meio a uma luta espiritual, sob raios e trovões... amanhã o sol poderá estar brilhando novamente sobre nós.

Como está a sua situação hoje? Mesmo que tudo pareça mal... creia em Deus.


segunda-feira, 16 de maio de 2011

MÃOS SANTAS

1 Timóteo 2:8 - “Quero, portanto, que os varões orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira e sem animosidade.”

Mãos são elementos fundamentais para desempenharmos nossas tarefas, expressarmos nossos sentimentos, declararmos alguma coisa sem palavras. As mãos sem palavras ofendem, acusam, rejeitam, magoam, machucam, ferem, quebram e derrubam. Mas também acariciam, elogiam, incentivam, valorizam, adoram, acolhem, consolam, levam cura.

As mãos podem ser benção ou maldição, sem dúvida. A mesma mão que abraça pode apunhalar. Se Paulo orientou os irmãos sob o cuidado de Timóteo que levantessem mãos santas, é por que isso é possível e deve ser feito. Mãos santas são mãos separadas do pecado, limpas de sangue e de sujeira do pecado.

Paulo aqui relata duas características de mãos santas, mas certamente isso não encerra o assunto. Sem ira, aponta para mãos que não são usadas contra seus irmãos, seus familiares, seus vizinhos, seus colegas. Mãos que não expressam violência. Mãos santas são aquelas que não roubam, não agridem, não rejeitam pessoas. São mãos que recebem o necessário cuidado para que no momento de orar e serem levantadas ao Senhor, estejam prontas. Mãos santas são aquelas que não precisam ser preparadas para a adoração, pois estão sempre prontas, sempre limpas, sempre arrumadas.

Podemos ter mãos santas sim, desde que desejemos isso e paguemos o preço de não sujá-las.

Talvez suas mãos sejam grandes ou, como as minhas, um pouco menores. Talvez sejam mãos fortes e calejadas pelo trabalho pesado, ou talvez delicadas e macias como a de quem só trabalha com algo mais leve. Talvez sejam mãos sedosas e bem cuidadas, ou seja ásperas e sofridas pela falta de cuidado. Nada disso importa. Importa é que tenhamos mãos santas, sejam elas grandes ou pequenas, fortes ou fracas, jovens ou cansadas.

A LIBÉLULA E A TARTARUGA

A libélula recém nascida, que pairava as suas leves asas sobre a água transparente do ribeirão, viu imóvel sobre uma pedra, uma tartaruga que tomava banho de sol. Espantada diante de uma criatura tão feia, pousou sobre uma folha de capim a fim de ver melhor. A tartaruga, achando que a libélula a estava admirando, começou a falar:

- Olá - disse ela.

A libélula levou um susto.

- Pensei que você estivesse morta, de tão parada.

- Já fui como você, minha criança, muito agitada, mas aprendi que é perigoso vier assim. Em você tudo é esbanjamento: asas vibrando, ir e vir nas costas do vento, voar sem cessar. Mas tudo isso faz mal. Quem se mexe muito morre logo. A vida é como a vela: há de se economizar para durar mais. Minha filosofia é simples: nunca ficar de pé, quando posso ficar deitada. Para simplificar, fico sempre deitada...

A libélula espantada de que alguém pudesse viver assim, ia perguntar se a vida vale a pena. Mas não deu tempo porque a tartaruga continuou a falar:

- Você ainda não aprendeu a lição do peso. Para se voar é preciso ser leve. Mas tudo o que é leve é frágil. As crianças gostam de empinar papagaios. Mas para subir no vento, eles têm de ser feitos com varetas finas de bambu e papel de seda. Por isso, acabam quase sempre enroscados em algum galho de árvore. Mas você nunca viu uma tartaruga enroscada num galho de árvore. Estão fora dos enroscos porque não se metem a voar, porque são muito pesadas e por isso ficam sempre junto ao chão. Somos prudentes. Voar é perigoso, exige leveza e fragilidade. Isso é coisa que fascina as crianças, mas não os adultos. Os adultos são graves. E grave é aquilo que respeita a lei da gravidade e gosta de ir para baixo. Como eu. Os adultos quando querem elogiar alguém dizem que ele é uma pessoa de peso. O contrário de peso? Leveza, bexiga solta no espaço. Quando se diz que alguém é leviano, isso não é um elogio, é uma ofensa. Leviano é quem não leva as coisas a sério, como as crianças. Quanto mais adultas, mais parecidas comigo.

A libélula ia dizer que ser leve é coisa muito gostosa, porque dá sempre uma enorme vontade de rir, mas se calou, com medo de ser acusada de leviana. A tartaruga não entenderia.

- E há também a necessidade de defesas - continuou a tartaruga - Veja o seu corpo, fino como um palito. O bico de qualquer pássaro pode cortá-lo ao meio. E suas asas? Lindas e fracas. Veja agora a minha carapaça. Nem martelo consegue quebrá-la. Você é mole, eu sou dura. Mole são as crianças, os palhaços, os poetas, os artistas. Duros são os generais, os banqueiros, os policiais, as pessoas importantes. Quando as crianças deixam de ser uma libélula para se tornarem uma tartaruga, os adultos dizem que elas ficaram maduras. Na verdade o que querem dizem é que ficaram armaduras. Coisa madura é coisa mole, gostosa, boa de se comer e se descuidar apodrece e acaba. Já a armadura é coisa que vara os séculos. Como eu, impenetrável, constante, sempre a mesma. Digna de confiança. Serei amanhã o que sou hoje. Quanto a você, não sei onde estará. As coisas leves passam. As duras permanecem. Ninguém diz que Deus é vento ou nuvem.

Mas dizem que é rocha e fortaleza. Claro que as armaduras criam certos problemas. Fica difícil para brincar, pular, abraçar... Mas é o preço da sobrevivência.

sábado, 14 de maio de 2011

TESOUROS MATERIAIS

Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem...

Mateus 6.19

Jesus nos adverte para não gastarmos todo o nosso tempo ajuntando tesouros materiais. Eles brilham, atraem, nos permite realizar grandes coisas, mas não nos satisfazem totalmente. O ser humano precisa de algo que lhe faça bem também a alma. 

Quase tudo o que é material sofre a ação do tempo. Os dias corroem quase tudo. Uma bicicleta nova em 2010, em 2015 é sucata; a moda de hoje é o ridículo de amanhã; a beleza de hoje é a decadência do futuro; o atual nos dias de hoje é ultrapassado de amanhã. Esta regra é eterna e abrange a todos e a tudo. Poucos são os tesouros materiais que não se desgastam com o tempo. Viver como se a vida não fosse assim é uma doce ilusão.

Jesus disse que os tesouros humanos sofrem com a traça e perdem o valor, deixando de ser tesouros. Nosso coração precisa ter bem claro que não é material os verdadeiros tesouros, mas o espiritual. Se o mundo aprendesse que R$ 50,00 reais não valem mais do que fazer o bem, amar, cuidar dos filhos o mundo seria melhor.

O homem precisa investir seu tempo naquilo que não se desgasta com os anos nem desaparece com os dias. Os valores espirituais são eternos, são os tesouros inabaláveis e inatingíveis e nada o pode corroer. Quando eu pratico o bem do mais íntimo do meu coração, Deus o vê, isto faz bem alma e torna o mundo melhor.

Se todo o homem entendesse o que é ser rico de acordo com os ensinos de Jesus o mundo seria um lugar melhor. Mas não, se mente, rouba, critica, engana, mata, odeia por causa do material, do poder. Em vez de queremos os tesouros do céu passamos a vida, gastamos o nosso tempo, perdemos as oportunidades, iludidos pelo dinheiro, construindo um tesouro que ficará neste mundo quando partirmos.

DAVI SACER - MAIOR TESOURO.
 

sexta-feira, 13 de maio de 2011

O QUE VOCÊ TEM FEITO?

Marcos 16:15 - "Ide por todo mundo e pregai o Evangelho a toda criatura, para que todo aquele que Nele crer não pereça mas tenha a vida eterna".

Se todos nós se propuséssemos a fazer alguma coisa pelo Reino de Deus imagine quantas pessoas poderiam ser abençoadas. Muitas vezes temos o talento dado por Deus e não o usamos, guardamos escondido para que ninguém o veja. Então pense e desenterre os teus talentos e faça aquilo que Deus ordena na sua Palavra: Ide por todo mundo e pregai o Evangelho a toda criatura, para que todo aquele que Nele crer não pereça mas tenha a vida eterna. Que Deus possa abençoar sua vida grandiosamente e não deixe de abençoar vidas, esqueça um pouco o dinheiro e use um pouco daquilo que te dá lucro para abençoar vidas.

Entregue um folheto, abençoe a vida de alguém com um livro, um CD. Quantas pessoas não têm uma bíblia? Aprenda algo que Deus tem me mostrado a tempos: "Você não vence Deus no dar, quanto mais você dá para Deus, Ele te devolve muitas vezes mais para continuar a fazer a sua vontade, que é que abençoemos vidas."

Quer ser próspero? Abençoe vidas. Você que tem um comércio o que você tem feito, pedido a Deus que te abençoe somente, reclamado muitas vezes pela falta de dinheiro, ou tem abençoado para depois pedir. Pense nisso, pois você pode fazer muito pelo reino de Deus.

O VELHO QUE NUNCA AMOU

Contam que Bajezid Bistami encontrava-se falando a uma grande e atenta platéia. Todos os presentes, velhos ou jovens, estavam fascinados com suas palavras. No auge deste encantamento, quando seu discurso enlevava a todos, entrou um fumador de ópio, e com a fala algo arrastada disse:

- Mestre, meu burro se perdeu. Ajuda-me a encontrá-lo.

- Paciência, meu filho, eu vou achá-lo - disse-lhe Bajezid Bistami, continuando seu sermão.

Após algum tempo, enquanto ainda discursava, perguntou aos presentes: "Existe alguém entre nós que nunca amou?"

- Eu - disse um velho levantando-se - eu nunca amei ninguém, desde minha mais remota juventude. Nunca o fogo da paixão consumiu minha alma. Para que não turvasse minha mente, nunca deixei o amor ocupar meu coração.

Bajezid Bistami voltou-se então para o fumador de ópio que pouco antes o havia interrompido e lhe disse: "Vê, meu filho, acabo de achar teu burro! Pega-o e leva-o daqui."

quinta-feira, 12 de maio de 2011

TESOURO


Porque, onde está o teu tesouro, aí, estará também o teu coração."

Mateus 6.21

Nós seres humanos somos propícios a ajuntar. Ajuntamos tantas coisas: papéis, revistas, roupas velhas, móveis inúteis, dinheiro, etc. Nós as guardamos numa caixa, num quarto, num cofre a depender de seu valor.

Jesus falava dessas coisas. Ele chama de “tesouro” os bens mais preciosos que um homem possui. A riqueza de um homem não é apenas ouro ou prata, mas tudo aquilo que ele carrega no coração. Por isso, disse: “Onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.”.

A pergunta para mim é: Qual é o meu tesouro? O que eu considero mais valioso em minha vida é o meu tesouro. A mulher de Ló era a cidade onde morava; O jovem rico, seus bens; Abraão, o filho; Judas, dinheiro, Jacó, a mulher que amava.

O que Jesus nos adverte é que precisamos escolher bem os nossos tesouros. Porque eles determinam o modo como vamos viver neste mundo. Os tesouros de um homem afetam o humor do coração. São os responsáveis diretos por muitas de nossas alegrias, tristezas, dores, ações. Nós reagimos ao que o coração sente e somos influenciados por seus pensamentos. Por isso, precisamos ter cuidado com o que estamos guardando no coração.

TESOUROS DA ALMA

A PÉROLA E A MAÇÃ

Todas as manhãs o rei poderoso e rico de Bengodi recebia as ofertas dos seus súditos. No meio dos outros, sempre pontual, aparecia também um mendigo silencioso, que trazia ao rei uma maçã. Depois retirava-se.

O rei, habituado a melhores presentes, aceitava a oferta, mas logo que o mendigo virava costas começava a zombar dele, seguido por toda a corte.

O mendigo não desanimava. Voltava em cada manhã com a sua oferta. O rei aceitava-a e punha-a numa cesta ao lado do trono. A cesta continha todas as maçãs trazidas pelo mendigo com gentileza e paciência. Por fim, já transbordava.

Um dia o macaco predileto do rei pegou num daqueles frutos e deu-lhe uma dentada. Depois deitou-o fora aos pés do rei: O soberano, surpreendido, viu no coração da maçã uma pérola brilhante. Maravilhado, o rei mandou chamar o mendigo e interrogou-o.

— Trouxe-vos todas estas ofertas, Majestade!

Respondeu o homem: “para vos fazer compreender que a vida vos oferece todas as manhãs um dom extraordinário que esqueceis e deitais fora, porque olhais apenas as aparências e não compreendeis que a verdadeira riqueza é viver a vida de cada dia."

quarta-feira, 11 de maio de 2011

POBRES

Eu sou pobre e necessitado, porém o Senhor cuida de mim; tu és o meu amparo e o meu libertador; não te detenhas, ó Deus meu!
Salmo 40.17

No mundo em que vivemos, nunca houve tantos pobres e necessitados, mesmo num país rico como o nosso que não sofre com catástrofes naturais ou guerras civis, os índices de pobresa são alarmantes: 59,6 minhões de pobres entre os quais 24,7 milhões em extrema pobreza.

Quando Jesus Cristo andou neste mundo, ele disse uma coisa interessante: "Porque os pobres, sempre os tendes convosco e, quando quiserdes, podeis fazer-lhes bem" (Mc14.7). Ele mesmo, o Filho de Deus, foi um pobre.

A Bíblia diz que Ele nasceu numa estrebaria, durante o seu ministério passou necessidades - Mas Jesus lhe respondeu: As raposas têm seus covis, e as aves do céu, ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça. (Mc14.7), foi auxiliado por mulheres - Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, Suzana e muitas outras, as quais lhe prestavam assistência com os seus bens. (Lc 8.3).

O mestre nunca teve posses, até seu túmulo foi doado. Se Jesus veio a este mundo e realizou a maior obra de todas - morrer para salvar o homem, e não precisou de dinheiro nem de riquezas, por que nós amamos tanto o dinheiro e abominamos a pobreza?

Roguemos ao Pai como Agur: "não me dês nem a pobreza nem a riqueza; dá-me o pão que me for necessário; (Pv. 30.8). No fundo de nossa alma, sabemos que não precisamos da riqueza para sermos felizes e lembremos que Deus não nos chamou para sermos bem sucedidos, mas fiéis.

Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber... Então, perguntarão os justos: Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Ou com sede e te demos de beber?... O Rei, respondendo, lhes dirá: Em verdade vos afirmo que, sempre que o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. (Mt. 25.35-40)

terça-feira, 10 de maio de 2011

UM NOVO DIA!

Josué 3:5 - "... amanhã fará o SENHOR maravilhas no meio de vós".



Um homem sofreu um acidente e, não podendo se mover, tinha que passar os dias inteiros em um leito. Após um longo período na cama, um amigo que lhe fazia uma visita, perguntou: "Quanto tempo você ficará assim, sem poder sair da cama?" Sua resposta foi: "Somente um dia de cada vez."



Quantas vezes já nos queixamos por um problema enfrentado, murmurando a todo momento pela longa espera de uma solução? Quantas vezes nos lamentamos diante de Deus, reclamando por uma bênção que nunca chega? Quantas vezes já dissemos que todos os sonhos dos outros são realizados, menos os nossos?



Somos pessimistas por antecipação, somos azarados por antecipação, somos frustrados por antecipação, somos derrotados por antecipação, Deus passa a se importar com todos e não conosco...



O melhor a fazer, para nossa alegria, é viver um dia de cada vez. Se estamos tristes, tenhamos fé de que amanhã tudo será diferente. Se estamos alegres, estejamos prontos para experimentar muito mais alegria amanhã. Se uma tentativa foi fracassada, creiamos que a vitória nos espera no dia seguinte. Se hoje nos chamam de derrotados, glorifiquemos ao Senhor porque, no final, sempre seremos vencedores. Ele prometeu e precisamos apenas confiar em Suas promessas.



O texto inicial fala que Deus iria fazer maravilhas, no meio do povo, no dia seguinte. E eles precisavam apenas santificar suas vidas. Da mesma forma, Deus quer transformar o nosso dia de amanhã em um dia de grandes maravilhas e bênçãos. Precisamos apenas crer, colocar a vida no altar de Deus e dormir tranquilamente.



Amanhã será um novo dia. Comece a se alegrar desde hoje.

DÊ PARA RECEBER

Existe uma lenda chinesa que ilustra perfeitamente a necessidade de dar antes de receber. Um mendigo vivia em uma rua de uma cidade chinesa e segurava uma caneca o dia inteiro, pedindo arroz ou qualquer outra coisa que os passantes tivessem para dar.

Um dia, o mendigo viu um grande cortejo descendo a rua, liderado pelo imperador em seu imponente riquixá, entregando presentes aos seus súditos. O mendigo se encheu de felicidade. “Chegou a minha grande oportunidade”, pensou Woo. “Dessa vez receberei um presente valioso”, e dançou com alegria.

Quando o imperador chegou perto dele, Woo exibiu sua caneca com grande determinação, mas em lugar de receber o esperado presente do imperador, sua Majestade pediu a Woo um presente.

O pobre Woo ficou extremamente desapontado e envergonhado; pegou os dois menores grãos de arroz que conseguiu encontrar em sua caneca e, muito a contragosto, entregou-os ao imperador, que depois foi embora.

Durante todo o dia, Woo reclamou e resmungou. Censurou o imperador, tratou mal os que se dirigiam a ele; e poucas pessoas pararam para lhe falar ou colocar grãos de arroz em sua caneca.

Naquela noite, quando chegou em sua cabana e derramou seu escasso suprimento de arroz, Woo encontrou duas pepitas de ouro do tamanho exato dos grãos de arroz que tinha dado ao imperador.
Jack Canfield e Mark Victor Hansen

domingo, 8 de maio de 2011

MÃE

Mãe é presente de Deus aos filhos para os ensinar a viver com amor. Mãe é anjo que vela, proteje e ajuda os filhos a viver honestamente num mundo tão cruel e mal. Mãe é comandante do amor, que sempre procura liderar seus pequenos guerreiro numa luta pelo bem e pela vida.

Gostaria de através desta música fazer uma homenagem para as  todas as mães que amam seus filhos e entendem que eles são presentes de Deus.

Um Feliz Dia das Mães na paz do Senhor! Voices - Mãe.

sábado, 7 de maio de 2011

POR QUE AS MÃES CHORAM?

gif

Por que você está chorando?
ele perguntou à sua mãe.

Porque eu sou mãe,
ela respondeu.

Eu não entendi,
ele disse.

Ela apenas o abraçou e sussurrou:

Você nunca entenderá.

gif

Mais tarde, o menino perguntou ao pai
porque as mães parecem chorar
sem nenhuma aparente razão.

Todas as mães choram sem motivo,

foi o que o pai conseguiu responder.

gif

O menino cresceu, tornou-se um homem
e ainda tentava entender porque mães
volta e meia estão chorando.

gif

Após muitos anos, já em avançada idade,
ele deixou o mundo.

Quando sua alma viu-se frente a frente
com Deus, logo disse:

Senhor, nunca entendi porque mães
choram tão facilmente

gif

Disse Deus:

Quando eu criei as mães tinha que ser algo especial.
Eu fiz seus ombros fortes o suficiente
para carregar o peso do mundo
e, ainda, suficientemente
confortáveis para dar apoio.

gif

Eu dei a elas a força para
a hora do nascimento dos filhos
e para suportar a rejeição
que tantas vezes vem deles.

gif

Eu dei a elas a fibra que permite
a continuação da luta
quando todos à sua volta já desistiram.

gif

Dei-lhes a perseverança em proteger
a família por entre doenças e tristezas
sem jamais desistir de amar.
gif

Dei-lhes a sensibilidade para amar seus filhos
diante de quaisquer circunstâncias,
mesmo que eles a tenham
magoado profundamente.

gif

Essa mesma sensibilidade
as ajuda a silenciar
o chorinho dos seus bebês,
fazendo com que se acalmem e,
quando adolescentes,
que compartilhem com ela
suas ansiedades e medos.

gif

... E, finalmente,
dei-lhes a lágrima para derramarem
sem nenhuma razão aparente.

É sua única fraqueza.


gif

Por que fiz isso ?

Para não diferenciá-las por completo
do restante da espécie humana.

EXÌLIO

Salmos 95:7 - "Ele é o nosso Deus; nós somos o povo de quem Ele cuida, somos o rebanho de quem Ele sustenta."

O exílio foi a prova de fogo para a fé do povo de Israel. Eles foram levados ao limite da existência onde pensaram estar pendurados nas pontas dos dedos e descobriram que, na realidade, haviam sido levados ao centro, onde Deus estava. Os exilados experimentaram não uma vida de sobrevivência, mas de abundância. Agora eles podiam enxergar com clareza que a vida que outroram tinham, aquela sim, era de sobrevivência. Uma existência à margem de tudo que realmente vale a pena. O exîlio os levou das extremidades para o centro, onde a vida e a morte, o amor e o significado, o propósito e o valor criavam um viver dinâmico, onde participavam do futuro de Deus para eles.

Isso permanece ainda hoje. O exílio é o pior que se revela melhor. É difícil acreditar que a tragédia pode ser boa. Quando o supérfluo é removido, descobrimos o essencial/ e o essencial é Deus. Uma vida normal é repleta de distrações e coisas sem importâncias. Então surgem as catástrofes: mudanças, doenças, acidenes, desemprego, divórcio, morte. Cada um sabe o “exílio” que enfrenta. A realidade de nossa vida é modificada sem nenhuma consulta prévia ou permissão. Não estamos mais em casa.

Todos nós passamos por momentos, dias, meses ou anos de exílio. Que faremos com estas experiências? Reclamaremos? Fugiremos para o mundo das fantasias? Vamos nos embriagar para esquecer a realidade? Ou cultivaremos o solo e buscaremos a paz neste local que habitamos junto das pessoas que convivemos?

O exílio revela o que na verdade importa e nos torna pessoas livres para perseguir isso, isto é, buscar a Deus de todo o nosso coração. Buscar refúgio onde realmente há resposta, plenitude e essência de vida.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

DOUTORADO ESPECIAL: SER MÃE

Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para comigo.
Sl 131.2 
 
Se tem alguém que nos ama muito e sem nenhum interesse neste mundo, é a nossa mãe. É só lembrar que antes mesmo que nós fôssemos alguma coisa, quando éramos apenas células se formando, ela já nos aguardava e nos amava.
 
A Bíblia narra lindas histórias de mães, mulheres que mostraram ao mundo um pouco do amor de Deus. Ser mãe é ter um pouco de Deus dentro de si. Um sentimento que é maior que a própria vida. Não se esgosta nem finda, mas termina sempre em perdão, amor, carinho e perdão de novo. 
 
Nesta semana que antecede ao segundo domingo de maio, queremos oferecer a todas as mães mensagens de amor, de gratidão, de louvor. Quem poderia acordar de madrugada e cuidar de nossas tristezas? Quem poderia ficar feliz com os nossos sucessos e tristes com os nossos fracassos? Quem poderia chegar em casa tarde, cansada e ainda ter tempo para nos aconselhar, nos abraçar, nos ajudar? Quem perdoaria tanta ingratidão? Quem poderia nos amar do jeito que nós somos e virar uma fera quando somos magoados?
 
Só mãe! Mãe é anjo que não envelhece jamais! Mãe é sol que aquece até na noite mais escura! Mãe é a lembrança que até o louco traz no peito! Mãe é a pura forma de demonstrar amor! Mãe é presente de Deus dado aos homens! Mãe é um infinito na alma de mulher.


quarta-feira, 4 de maio de 2011

NA ETERNIDADE

Não existe nada melhor na vida
Do que presença de mãe nos momentos de aflição!
Principalmente nas horas de grande carência,
Quando a angústia insiste em visitar nossos sonhos.
Presença de mãe alivia a alma cansada e faz vibrar a longa estrada.
Dando mais emoção aos sonhos, embelezando o coração.
Presença de mãe vem sempre no momento certo.
Na hora exata.
Só as mães tem a presença que acolhe, entende,
Abriga e abraça!
Presença de mãe é como anjos tocando harpas no céu,
Numa bela canção que fala de amor, suavizando as
Incertezas e trazendo um eterno bem estar!
Presença de mãe é paz! Momento de felicidade
Compartilhada com respeito e carinho.
Presença de mãe eterniza os bons momentos da vida
Ajudando a escolher o caminho do bem!
E nos livrando de todo o mal.
Ah! Que saudade minha mãe!
Que saudade!
Que saudade!

Antonio Marcos Pires

Bruna Karla - na Eternidade 

terça-feira, 3 de maio de 2011

MÃE

Mãe é uma palavra tão pequena, tão meiga. Três letras apenas, mas repleta de um significado tão profundo, quase infinito. É a primeira palavra que o bebê aprende, é a presença que toda criança procura quando a dor, o medo, a dúvida lhe bate a porta. Mãe é o amparo, a fortaleza, o barco seguro.

Mãe é o amor bem perto de nós. A verdade é que ela tem algo de divino, de especial que contagia o coração e faz a gente mais humano. O que dizer dos seus defeitos? São muitos! Mas a sua bondade, cuidado, amor, dedicação e sinceridade nos envolvem todos os dias.Pra ser sincero, suas qualidades são mais e maiores.

Ela é chata, às vezes, mas quem se importa com isso. Ela é valente, enfrenta os maiores monstros por nós. Ela é uma fera quando escorregamos e deslizamos nos seus conselhos. O bom disso é que ela sempre tem razão.

Pra ser sincero, ela erra, mas quem não erra? O importante é que no final, vamos descobrir que o seu amor é a maior riqueza que vamos experimentar nesta vida e deixará  saudades eternas.

Mãe, Exemplo de Mulher - Eyshila e Liz Lanne
 

segunda-feira, 2 de maio de 2011

A CRIANÇA E O TREM

Uma criança que viajava de trem pela primeira vez ouviu que teria que cruzar vários rios. Quando pensava na água se sentia perturbada e tinha medo.


Porém, cada vez que o trem se aproximava de um rio, sempre havia uma ponte que permitia cruzar com toda segurança.


Depois de passar sem problemas por vários rios e correntezas, a menina se recostou em seu assento dando um suspiro de alívio.


Então se dirigiu a sua mãe e disse: " Já não estou preocupada alguém colocou ponte em todo o caminho."


Quando nos encontrarmos em águas profundas de tristeza nós também descobriremos que Deus, em sua graça, nos tem colocado pontes em nosso caminho.


Assim, não temeremos estar nos abismos dos desesperos e da ansiedade. De maneiras encantadoras, porém, muitas vezes inescrutáveis, Ele vai prover para nós e nos ajudará a "passar" por todas as nossas dificuldades até chegar ao outro lado.


Ainda que não entendamos como vai suprir as nossas necessidades, podemos estar seguros de que vai proporcionar os meios. Os que têm entregue suas circusntâncias a Deus podem com o salmista dizer:


"Justo é o Senhor em todos os seus caminhos, e misericordioso em todas as suas obras. O Senhor guarda a todos os que o amam." (Salmo 145. 17,20)

domingo, 1 de maio de 2011

VIDRO OU DIAMANTE

Um homem esperava para atravessar uma avenida movimentada quando um brilho na grama em que pisava chamou sua atenção. Deu uma olhada sem se abaixar e pensou “Deve ser um caco de vidro” e foi embora.

Mais tarde outro homem na mesma situação percebeu o brilho, abaixou-se, pegou a pedra meio suja e viu que era talhada como um lindo diamante. Parecia mesmo um diamante enviando raios luminosos com as cores do arco-íris quando colocado ao sol. O homem pensou “Puxa, será um diamante? Desse tamanho? Perdido aqui? Como veio parar aqui? Talvez eu devesse levar a um joalheiro pra ver ser é mesmo.”

Olhava e olhava e de repente disse a si mesmo: “Que idiota eu sou, imagina se isso é um diamante, só pode ser um vidro talhado em forma de diamante que caiu de algum anel de bijuteria. Porque um cara como eu iria achar um diamante? E se eu levar a um joalheiro ainda vou ter que agüentar a gozação do homem por eu ter achado que podia ser um diamante… Ha… logo eu ia achar um diamante assim… perdido numa grama… logo eu…”

E assim pensando jogou de novo a pedra na grama e atravessou a avenida até meio triste pela sua pouca sorte.

No dia seguinte outro homem passando pelo mesmo lugar viu a pedra, atraído pelo seu brilho. “Que beleza de pedra” ele pensou! “Parece um diamante, talvez até seja um diamante, mas também pode ser apenas um pedaço de vidro imitando um diamante… o melhor que tenho a fazer é leva-la a um joalheiro e pedir uma avaliação." E colocou a pedra no bolso.

Tendo levado-a para avaliação mais tarde descobriu ser um verdadeiro diamante, de muitos quilates e com uma lapidação especial. Era uma pedra muito valiosa! Realmente especial e o homem ficou muito feliz com a sua boa sorte!

Na nossa vida as vezes encontramos pessoas que são como esse diamante…valiosas! Pena que nem sempre nos damos o tempo para avalia-las, confiando na nossa primeira, e muitas vezes errônea, impressão, ou simplesmente achando que nunca tivemos sorte, então, porque aquela pessoa apareceria justamente pra nós?

Pense nisso! Dê-se uma chance!

TRABALHO