terça-feira, 31 de janeiro de 2012

POR QUE SERÁ

O evangelista Rowland Hill, caminhava em um local fora da cidade quando se deparou com três operários que acabavam de ser soterrados por um deslizamento de terra. Imediatamente começou a gritar por socorro, pedindo ajuda para os trabalhadores, de maneira tão intensa que sua voz podia ser ouvida na aldeia próxima, há um quilômetro de distância! Ninguém questionou seu grito de urgência naquela emergência, mas muitos o acusaram de fanático quando, em voz alta, dava aleluias em suas pregações de advertência aos pecadores.


por que será que coisas assim acontecem? Por que determinadas coisas parecem normais enquanto outras são vista como um comportamento exagerado? Certa vez vi um bêbado cantado uma música em frente ao mercado, as pessoas riam e se divertiam; mas quando um homem de Deus ergueu sua voz e canta um hino nas praças há sempre aqueles que o consideram louco e o tratam como alguém que está fora dos padrões aceitáveis.


Por que será?

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

A MÃO MARCADA

E, se a tua mão direita te escandalizar, corta-a e atira-a para longe de ti, porque te é melhor que um dos teus membros se perca do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.

Mt 5.30

Conta-se a história de um soldado russo que foi capturado por Napoleão quando os franceses invadiram a Rússia. O soldado foi trazido a Napoleão e a letra N foi estampada na carne de sua mão direita. Então lhe explicaram que isto significava que agora ele pertencia a Napoleão. Ao ouvir isto, o soldado russo tomou a espada e com um golpe cortou sua própria mão direita. Então, levantando o toco ensangüentado gritou: "Agora não há nenhuma parte de mim que não pertença a meu país". Os soldados de Cristo também precisam deste tipo de lealdade. Precisamos mostrar ao mundo que não há parte de nós, nenhum setor de nossas vidas que não pertença a Cristo. Devemos proclamar a todos os homens que Deus está acima de tudo e que sua vontade é suprema.

Quando Jesus nos salva Ele deseja que tudo o que nós somos, temos e pensamos pertença a ele. Afinal de contas fomos comprados e redimidos por um alto preço - seu próprio sangue. Ele não exige nada menos que o total compromisso de serviços. Uma entrega total segue-se ao chamado do homem.

domingo, 29 de janeiro de 2012

O SANGUE DE CRISTO

Isaías 53:12 - "..., contudo, levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu"

É JUSTAMENTE ISSO QUE O SANGUE DE CRISTO FEZ, ELE FOI DERRAMADO PARA PERDOAR OS PECADOS DE MUITOS

O significado da morte de Cristo como um sacrifício está ligado com um entendimento da páscoa e da aliança. No entanto, é importante que nós reconheçamos que a ceia do Senhor também está ligada com o que Isaías 53 diz sobre o Servo sofrido do Senhor se colocou "por expiação do pecado" (Isaías 53:10).



Lucas 22:37 inclui entre as palavras de Jesus: "Porquanto vos digo que importa que se cumpra em mim isto que está escrito: E com os malfeitores foi contado. Pois o que me diz respeito tem seu cumprimento." O verso que Jesus cita - Isaías 53:12 - também diz que "derramou a sua alma até a morte," e que ele ; "levou sobre si o pecado de muitos". Mateus 26:28 diz que o sangue de Jesus foi "derramado por muitos para remissão dos pecados". A taça da comunhão, então, deve nos lembrar do sangue de Jesus derramado como uma oferta para cuidar de nossos pecados.

Que Deus nos ajude e nos mantenha sempre firmes.


segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

O AMANHÃ PERTENCE A DEUS

Alfred Hitchcock (1899-1980), famoso diretor de filmes de suspense, contou uma parábola para a revista Guideposts (1959) sobre o desconhecido. 

"Houve, certa vez, um rei a quem foram concedidos dois desejos. Seu primeiro pedido foi ver o futuro. Porém, quando ele viu tudo que aconteceria adiante - a beleza e a dor - ele imediatamente pediu seu segundo desejo: que o futuro fosse ocultado. "Eu agradeço ao Céu", proclamou o mestre do suspense, "o amanhã não pertence a qualquer homem. O amanhã pertence a Deus". 

Muitas vezes estamos tão preocupados com o dia de amanhã que esquecemos de viver o dia de hoje. Angustiamo-nos por ver demorar os nossos sonhos e anseios, concluímos que o nosso futuro é incerto, que nada dará certo para nós, e perdemos grandes oportunidades de viver felizes com as incontáveis bênçãos que o Senhor nos dá hoje. 

O amanhã pertence a Deus e precisamos confiar que será maravilhoso, mesmo que o momento atual não apresente sinais de que será assim. Deus é amor e tudo que faz por nós está baseado em amor. Se não o experimentamos é porque a nossa afobação em alcançar a pretensa felicidade por nossos próprios méritos e esforços, por vezes, nos leva a atalhos fora da vontade do Senhor, impedindo, assim, que encontremos as bênçãos que Deus preparou e colocou à nossa disposição. A nós cabe viver o dia de hoje da melhor maneira possível. 

Se a vontade do Senhor é que vivamos em amor, procuremos fazê-lo em todos os dias de nossa vida. Se a vontade do Senhor é que creiamos que Ele cuida de nós hoje e continuará cuidando por toda a eternidade, descansemos sem jamais duvidar disso. Se a vontade do Senhor é que testifiquemos da Sua grandeza aqui na terra, empenhemo-nos em fazer a nossa vida brilhar para a glória e honra do nome de Jesus. O amanhã a Deus pertence, e será repleto de felicidade para nós que vivemos com alegria e dedicação cada minuto do dia de hoje.

sábado, 21 de janeiro de 2012

SEGUNDA VERSÃO

Quando Thomas Carlyle, historiador e ensaísta inglês, concluiu o segundo volume de sua História da Revolução Francesa, entregou o manuscrito a John Stuart Mill, para que este fizesse observações. Mill leu o manuscrito e emprestou-o a um amigo. Esse amigo deixou-o sobre a escrivaninha certa noite, depois de lê-lo. Na manhã seguinte a empregada, procurando alguma coisa com a qual acender o fogo, encontrou a pilha de papéis soltos e, pensando que fossem rascunhos antigos, usou-os para acender o fogo. Aquilo que havia custado anos de trabalho a Carlyle era cinza agora!

Quando Mill, branco como um lençol, relatou a devastadora notícia a Carlyle, este ficou tão atônito com sua perda que não conseguiu fazer nada durante semanas. Então um dia, sentado diante da janela aberta, remoendo sua terrível perda, observou um pedreiro reconstruindo uma parede de tijolos. Pacientemente, o homem colocava tijolo sobre tijolo, enquanto assobiava uma alegre melodia.
"Pobre tonto", pensou Carlyle, "como pode estar tão alegre quando a vida é tão fútil?" Depois, repentinamente, teve outro pensamento. "Pobre tonto", disse ele de si mesmo, "você está aqui sentado junto à janela, queixando-se e lamentando, enquanto aquele homem reconstrói uma casa que durou gerações."

Levantando-se da cadeira, Carlyle começou a trabalhar no segundo rascunho da História da Revolução Francesa. Conforme seu próprio relato, e o daqueles que tiveram a oportunidade de ler ambas as versões da obra, a última foi bem melhor! A destruição de nossos queridos sonhos não precisa ser o fim do mundo. Pode ser o início de algo melhor!

Carlyle tem sido uma inspiração para muitos, no sentido de recomeçar depois de terem visto destruído o trabalho de sua vida. É improvável, entretanto, que o humilde pedreiro que deu a Carlyle a inspiração de começar de novo, tenha ficado sabendo que ele teve participação em recriar uma obra-prima literária.
Nosso inconsciente exemplo cristão pode ser exatamente o incentivo de que alguém precisa para superar um fracasso na vida.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

O PREGO


Certo feirante, depois de um dia muito proveitoso com excelentes resultados no negócio, se dispôs a voltar para casa antes do entardecer. Montou seu cavalo e, prendendo muito bem à cintura a bolsa com seu dinheiro, deu início à jornada de volta. Lá pelas tantas, parou em um pequeno povoado para uma rápida refeição.

Quando já se preparava para prosseguir na caminhada, o moço da cachoeira o avisou: "Senhor, está faltando um prego na ferradura da pata esquerda do seu animal. Não seria melhor providenciar outro?"

- Deixa faltar... - respondeu o feirante - Estou com muita pressa; sem dúvida a ferradura agüentará bem as horas que ainda restam a percorrer E lá se foi ele. 

À tardinha, quando parou para dar ração pro cavalo, o encarregado da cavalaria também foi ter com ele, dizendo: "Olha, está faltando a ferradura da pata esquerda do seu animal. Quer que o nosso ferreiro veja isto?"

- Deixa faltar. Estou com muita pressa e restam poucas horas para que cheguemos ao nosso destino. Por certo o cavalo resistirá.

Continuou a cavalgar, mas já não conseguira andar muito, quando notou que o cavalo estava manquejando. Tentou continuar na esperança de chegar em casa; entretanto, depois de poucos metros o animal passou a tropeçar e, com pouco mais de tempo, numa queda mais forte, o cavalo fraturou a perna e já não pôde mais sair do lugar.

Era noite e o feirante viu-se obrigado a deixar o pobre animal caído, sem qualquer atendimento. Desprendendo a caixa onde carregava uma série de apetrechos para seu uso na feira, pô-la às costas e foi caminhando. A distância que parecia curta tornou-se longa e penosa. Só muito tarde chegou ele cansado, faminto e preocupado com a possível perda do animal. Foi então que começou a raciocinar: Tudo por causa de um simples prego que não foi substituído no momento que se fez necessário.

Entendeu tarde demais o fato de que a pressa exige calma. Pequenas omissões podem resultar numa perda irreparável...

Reflitamos nisso!

Autor desconhecido

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

RECONHECER!

Jeremias 12:3 - "Mas tu, ó SENHOR, me conheces, tu me vês, e provas o meu coração para contigo".

Um pequeno menino visitou o jardim zoológico com seu pai. O menino olhou fixamente por muito tempo quando passou pela gaiola da cegonha. Voltando-se para o pai, ele falou: "Puxa, Papai, ele não me reconheceu."

Quero aproveitar essa historinha engraçada para meditar em nosso relacionamento com Deus. Em qualquer lugar e em qualquer situação, Ele nos reconhece. Estejamos bem vestidos ou usando trapos, Ele nos reconhece. Estejamos fazendo boas coisas ou más, Ele nos reconhece. Estejamos na igreja ou em um lugar de má fama, Ele nos reconhece.

O Senhor não apenas nos distingue em qualquer circunstância como conhece o nosso pensamento e o nosso coração. Sejam bons ou não os nossos propósitos, Ele nos sonda e, nos ama. Se estamos andando por maus caminhos, Ele oferece os braços abertos para que, arrependidos, peçamos perdão e voltemos à Sua presença. Se estamos com dúvidas sobre um assunto qualquer, Ele está pronto a nos esclarecer e oferecer uma fé capaz de remover montanhas. Se o nosso coração está duro como pedra, se os nossos olhos não querem enxergar a verdade que liberta, Ele tem paciência e mostra Seu amor que nos transforma e edifica.

Sim, o nosso Senhor sempre nos reconhecerá. Somos Seus amados, Seus escolhidos, Seus filhos queridos. Ele sofre quando estamos sofrendo, se regozija com a nossa felicidade. Se estamos sujos pelo pecado, Ele nos lava com Seu sangue e nos torna puros e santos.

Se o nosso dia está iluminado pelo Sol da Justiça, Ele nos reconhece; se está encoberto por trevas, Ele nos reconhece. Ele está sempre ao nosso lado, Ele nos vê e nos protege, Ele é o nosso melhor Amigo.

Ele nos conhece e sempre nos reconhecerá.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

PRIMEIRA OU ÚLTIMA?

"Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" 

Mateus 6:33.

Talvez o resultado mais valioso de toda educação seja a habilidade de fazer com que você mesmo faça a coisa que você tem que fazer, quando ela deve ser feita, quer você goste ou não. É a primeira lição que deve ser aprendida. E, contudo, quando um homem começa a ser treinado, é provavelmente a última lição que aprende inteiramente." (Thomas Huxley)

O que nós aprendemos quando abrimos nosso coração para Jesus e o convidamos a fazer morada em nossas vidas? Que Ele é o Salvador,o Senhor que cuida de nós, que supre nossas necessidades, que sara nossas enfermidades, que guarda-nos do mal e nos guia por caminhos de fé e esperança.

Quando colocamos em prática o que aprendemos para nossas vidas espirituais, somos fortes, perseverantes, determinados, vitoriosos. Porém, tem sido sempre assim? Infelizmente, não!

Quando enfrentamos a primeira luta, quando nos deparamos com o primeiro obstáculo, quando nos sentimos enfraquecidos, corremos para todos os lados, buscamos a todos que conhecemos, nos queixamos e murmuramos, até que, por fim, lembramo-nos do Senhor e o buscamos. Só então percebemos que fizemos o caminho inverso. Buscar ao Senhor deveria ser a primeira opção, o primeiro passo a dar, a primeira alternativa a ser pensada.

Nós sabemos o caminho a seguir e, muitas vezes, não andamos por ele. Sabemos que Jesus está ao nosso lado e, quase sempre, O ignoramos. Sabemos que Ele é fonte de todas as bênçãos, mas, preferimos passar sede.

Se você deseja ter uma vida de sucesso e ser completamente feliz, pratique o ensino da Palavra de Deus e coloque Cristo em primeiro lugar em todas as suas decisões.

Paulo Roberto Barbosa

EU VI O EVANGELHO

A um chinês que fazia profissão de fé, foi perguntado: "Quando você ouviu pela primeira vez o Evangelho?" 

Sua resposta foi esta: "Eu nunca ouvi o Evangelho. Eu vi o Evangelho na de um homem que era o terror da sua vizinhança, pela sua truculência e agressividade e que, ao aceitar Cristo como Salvador e Senhor, teve sua vida totalmente mudada. Não, eu nunca ouvi o Evangelho. mas eu vi o Evangelho na vida daquele homem"

Jesus disse que os homens que cressem eu seu nome seriam luzes a iluminar o mundo. Hoje, vemos muitos evangélicos, mas pouco evangelho.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

CORRA

O colunista Herb Caen escreveu no São Francisco Crônicas: "Toda manhã, na África, uma gazela acorda. Sabe que deve correr mais rápido que o mais rápido leão ou será morta. Toda manhã um leão acorda. Sabe que deve correr mais que a gazela mais lenta ou morrerá de fome. Não importa se você é um leão ou uma gazela; quando o sol surgir, será melhor você estar correndo". 

Spurgeon, semelhantemente, escreveu: "Se você não estiver buscando o Senhor, o Diabo estará buscando você. Se você não estiver buscando o Senhor, o juízo seguirá seus passos". 

Na vida Cristã, acordar não é o suficiente. Nós somos chamados a correr, ser mais parecidos com Cristo, proclamar a Sua Palavra. As grandes conquistas não acompanham os acomodados e nem os que nada fazem para alcançá-las. Elas são parte da vida dos que se esforçam, dos que se empenham, dos que não cessam de lutar pelos seus sonhos. 

A vida é uma maratona. Precisamos participar com afinco desta prova. Alguns correm mais rápido e chegam em primeiro, outros não são tão velozes, mas não desanimam -- perseveram na corrida até ultrapassar a linha de chegada. O mais importante não é chegar em primeiro, mas chegar. Todos os que atravessam a linha são vencedores, realizadores de seus sonhos.

sábado, 7 de janeiro de 2012

QUERENDO SER ACHADO

Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.

Lc 19.10

Ouvi a história de um menino que foi com seu pai ao teatro. Lá estava muito cheio. Havia muita gente e todas as cadeiras ocupadas. Na hora da saída, aconteceu que o menino separou-se, por um descuido, do seu pai. Não podia achá-lo  por causa da multidão. Então, a criança começou a chorar e a gritar: “Papai, onde está você?” 

Do outro lado se ouvia o pai também gritando: “Filho, onde está você?” Meus amigos, um não via o outro. Quando a multidão saía pelo portão principal, finalmente, lá dentro, num corredor, veio o pai do lado de lá novamente gritando: “Filho! Filho!” e do lado de cá, apareceu a criança gritando: “Papai! Papai!” . Quando se avistaram os dois correram um para o outro, pai e filho; e houve aquele reencontro maravilhoso dos dois.

Eu pergunto aos senhores: Quem buscava quem? Era o filho procurando o pai ou era o pai procurando o filho? Ah! Eram os dois buscando um ao outro...

Deus de igual forma busca o coração humano, ele grita aos quatro cantos. Seu amor amor é visto a cada manhã, em todo por do sol. No entanto, a vida nos mostra que somos nós que, na maioria das vezes, não queremos ser achados.

RESPOSTAS

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

QUAL A SUA PALAVRA PARA 2012?


A minha certamente é FÉ e PERSEVERANÇA. Fé para continuar firme nas promessas que Deus tem me falado, embora eu não veja nada acontecendo (ainda). Coisas que às vezes parecem tão difíceis, até mesmo impossíveis. Mas eu sei que nada é impossível para Deus.

"Fé é a certeza das coisas que esperam, e a prova das coisas que não se vêem" (Hb 11:1)

"Ver não é crer. Ver é ver. Crer é confiar sem ter visto." (G Campbell Morgan)



Perseverança para continuar lutando pelos meus objetivos, meus projetos de vida.

"Desistir é uma solução permanente para um problema temporário". (James MacArthur )

“Você pode optar hoje pela persistência e pela atitude de superar os obstáculos, não importando quão difíceis e complicados possam ser; você pode optar por se mover entusiasticamente para a frente e acreditar que nada – mas absolutamente nada – virá desencorajá-lo.” (David Franckel )

domingo, 1 de janeiro de 2012

RECEITA PARA O ANO NOVO

Tome 12 meses completos. Limpe-os cuidadosamente de toda a amargura, ódio e inveja. Corte cada mês em 28, 30, ou 31 pedaços diferentes, mas não cozinhe todos ao mesmo tempo. Prepare um dia de cada vez, com os seguintes ingredientes: Uma parte de fé; Uma parte de paciência; Uma parte de coragem; Uma parte de trabalho; Junte a cada dia uma parte de esperança, de felicidade e amabilidade. Misture bem, com uma parte de meditação e uma parte de entrega. Tempere com uma dose de bom espírito, uma pitada de alegria, um pouco de ação, e uma boa medida de humor. Coloque tudo num recipiente de Amor. Cozinhe bem, ao fogo de uma alegria radiante. Guarneça com um sorriso e sirva sem reserva. 

Com um enorme abraço e votos de um BOM 2012!!

RIQUEZA E ALEGRIA

"Vale mais o pouco que tem o justo, do que as riquezas de muitos ímpios" 

Salmos 37:16

Perguntaram, uma vez, ao multimilionário John Rockefeller, que importância em dinheiro seria capaz de fazer uma pessoa feliz. Sua resposta foi: "SÓ UM POUCO MAIS". Perguntaram a Sócrates: "Quem é o homem mais rico?" Sua resposta foi: "Aquele que se contenta com o pouco".

Eu perguntaria: "Quem é o homem mais rico e mais feliz?" E eu mesmo responderia: "Aquele que tem todas as necessidades supridas; aquele que tem o nome escrito no Livro da Vida; aquele que teve os pecados perdoados; aquele que estava perdido e foi achado; aquele que estava morto espiritualmente e agora vive... para sempre -- aquele que tem Jesus Cristo no coração".

Não há riqueza maior do que poder confiar na Palavra que nos assegura: "Pedi e dar-se-vos-á". Não há alegria maior do que estar na presença do Senhor. Não há riqueza maior do que ser filho do Deus que é dono de todo ouro e prata desse mundo. Não há alegria maior do que saber que temos uma morada preparada no Céu de glória.

Há muitas pessoas que não são felizes porque não possuem grandes riquezas. Passam a vida correndo atrás de coisas materiais, invejam aos que já as têm e passam os dias em angústia por serem pobres. Sim, são pobres por não terem a alegria do Senhor para enriquecê-los.

Há muitas pessoas que são ricas porque têm a felicidade de ter o Amigo Jesus no coração. Sentem-se felizes tendo muito ou pouco. Sua alegria não depende de patrimônio. São ricos porque são alegres e é essa alegria verdadeira que constitue seu maior tesouro.

A riqueza nem sempre traz alegria. A alegria, contudo, é uma riqueza que nenhuma crise pode destruir. Seja alegre... confie em Jesus... assim você será rico, tendo muito ou pouco dinheiro.

Jesus é a verdadeira alegria. É a grande riqueza na vida de todos nós. 

Paulo Roberto Barbosa