terça-feira, 31 de julho de 2012

HÁ SEMPRE PERDÃO


Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.


1 João 1.9


Há pessoas que acreditam que existem erros, pecados e comportamentos que Deus não pode perdoar. No entanto, Deus não é como nós... Que somos movidos pela emoção, raiva, rancor. Deus vive numa esfera superior... Num mundo onde o perdão é real se pedido de todo o coração.

Spurgeon disse: "Tenho pregado o Evangelho de Cristo por muitos anos e jamais conheci alguém que tenha confiado em Cristo e pedido perdão pelos seus pecados, que Ele tenha lançado fora. Nunca me encontrei com um só homem que tivesse sido recusado por Jesus. Tenho conversado com mulheres as quais Ele restituiu a pureza primitiva; com bêbados a quem Ele livrou dos hábitos vis, e com outros culpados de horríveis pecados que se tornaram puros como criança. Sempre tenho ouvido a mesma história: 'Busquei o Senhor e Ele me ouviu: lavou-me no seu sangue e estou mais branco do que a neve'." 

A Bíblia diz que o sangue de Jesus pode nos perdoar de todo o pecado. Se matar! Há perdão... Se roubar e cometer os maiores erros que se pode imaginar! Há perdão através do sangue de Jesus! Mesmo que as pessoas não nos perdoe, Deus nunca vai desistir de nós e estará sempre a nos oferecer o seu perdão, mediante o sangue purificador de Jesus.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

NÃO DESISTA

Alegra-te do Senhor e, ele satisfará o desejos do teu coração.

Salmo 37.4

"Certo homem faliu nos negócios com 31 anos de idade. Foi derrotado numa eleição para o legislativo, com 32 anos. Faliu outra vez nos negócios aos 34 anos. Superou a morte da noiva aos 35 anos. Teve um colapso nervoso aos 36 anos. Perdeu outra eleição com a idade de 38 anos. Perdeu nas eleições do Congresso aos 43, 46 e 48 anos. Perdeu uma disputa para o Senado com 55 anos. Fracassou na tentativa de tornar-se presidente aos 56 anos. Perdeu uma disputa senatorial aos 58 anos. Aos 60 anos, Abraham Lincoln foi eleito presidente dos Estados Unidos."

Ao olharmos para a biografia de Lincoln entendemos a importância de não nos abatermos com as experiências negativas da vida. Quando compreendermos que as derrotas e obstáculos são necessários para nos aperfeiçoar estaremos nos apossando de um espírito vencedor. As dificuldades da vida tornar-se-ão em combustível para superar os obstáculos e não em desculpas para explicar e justificar nossos fracassos.

O legado deixado por este homem, segundo Sérgio Dusilek é "que ele se manteve fiel ao seu sonho, a sua vocação." A Bíblia fala de um coxo que aguardava ser curado há 38 anos. Dia após dias, ele esperava seu milagre.

O que eu quero dizer é que não importa o quão distante e difícil seja seu sonho, mas se ele é um sonho de Deus, o tempo montará as peças do quebra-cabeça e ele florescerá como uma árvore na primavera. Se Deus semeou um sonho no seu coração, acredite nele. O tempo jamais poderá destruir um sonho de Deus e nada neste mundo poderá deter um homem que sonha os sonhos de Deus. A gente só precisa confiar no Pai e desafiar o impossível.

"Confia no Senhor e os teus planos serão estabelecidos"

terça-feira, 24 de julho de 2012

O FUTURO DA HUMANIDADE

Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.


Mateus 24.21


A Bíblia sempre disse que o mundo um dia vai acabar. Em Mateus 25, Jesus falou, há dois mil anos, que a vida na terra sofrerá com a tragédia, catástrofes naturais, guerras, fomes, epidemias e outras coisas terríveis. Agora a própria ciência está afirmando a mesma coisa. Nos dias de hoje, é impossível de se negar que estamos caminhando para uma situação de extrema calamidade num futuro próximo.

"Na série Poeira das Estrelas do Fantástico foi dito que o Universo está em expansão e tem um tempo de validade. Conforme a teoria da evolução, o mundo surgiu há bilhões de anos com o Big Bang  e está num processo de distanciamento entre as galáxias e num inevitável apagão universal. Um dia tudo vai desaparecer e voltar àquilo que era antes, isto é, não vai existir mais nada. Esta é uma previsão dos astrônomos para um futuro extremamente distante. 

A preocupação mesmo é dos ecologistas num tempo bem próximo, sem precisar olhar para cima. Além do perigo constante da guerra nuclear no planeta Terra, existe o alerta sobre o aquecimento global. Provocado pelo efeito estufa, a temperatura está subindo, e até o final do século os termômetros vão aumentar uns 5 °C.  Dois mil quilômetros quadrados se transformarão em deserto a cada ano devido à falta de chuvas.  40% das árvores da Amazônia desaparecerão. Milhões de pessoas que vivem em deltas de rios, como Porto Alegre, terão que se deslocar. A calota polar irá desaparecer por completo provocando o fim das correntes marítimas. Conseqüentemente, o clima ficará mais frio apenas no hemisfério norte e, no resto do mundo a temperatura média subirá, modificando os padrões de secas e chuvas em todo o planeta. Com todas estas terríveis calamidades, metade das espécies vivas em terra e na água será extinta."

Fonte: Artigo para o Jornal NH - para dia 16/11/2006, Marcos Schmidt

segunda-feira, 23 de julho de 2012

SEGURANDO A CORDA


Quando Moisés levantava a mão, Israel prevalecia; quando, porém, ele abaixava a mão, prevalecia Amaleque. Ora as mãos de Moisés eram pesadas, ... Arão e Hur sustentavam-lhe as mãos, um dum lado e o outro do outro: assim lhe ficaram as mãos firmes até ao pôr-do-sol. E Josué desbaratou a Amaleque. 

Êxodo 17:11-13.

A batalha que esses versos descrevem foi travada há mais de 3.400 anos, em Refidim, um vale rochoso na península do Sinai. Visitei Refidim em 1959, com um grupo que viajava pelas terras bíblicas. Alguns do grupo subiram até o topo de um monte que dominava a região. Pediram-me que me assentasse sobre uma pedra, assim como Moisés fez, enquanto dois do grupo me seguravam as mãos para que outros tirassem uma fotografia.

Geralmente é verdade que, para o sucesso de um empreendimento, deve haver apoio por parte daqueles que não desempenham um papel "heróico". Sem essa sustentação, muitos empreendimentos fracassam.

Um exemplo desse fracasso ocorreu alguns anos atrás, ao largo da costa da Nova Escócia. Uma embarcação havia sido atingida por terrível tormenta e feita em pedaços, com lamentável perda de vidas. Um único sobrevivente, agarrado a destroços do naufrágio, podia ser visto pelas pessoas ansiosas que se haviam reunido na praia.

Um rapaz, conhecido como grande nadador, amarrou a extremidade de uma corda em torno de sua cintura e instruiu as pessoas a segurarem a outra ponta, enquanto ele nadava para resgatar o sobrevivente. Lutou contra as ondas até alcançar o homem em perigo e, depois de segurá-lo, fez sinal para que as pessoas na praia os puxassem. Justamente naquele momento, as pessoas levantaram as mãos com um brado de triunfo e - por um instante apenas - soltaram a corda! Antes que pudessem agarrá-la novamente, a corda foi levada pelo mar e tanto o resgatador como o sobrevivente pereceram! Por um momento apenas os auxiliares do resgatador se esqueceram da importância vital de seu papel "sem charme".

Observe que, em nosso texto, Israel vencia quando as mãos de Moisés eram levantadas, e a vantagem passava para Amaleque quando ele as baixava. Essa foi uma parábola encenada, mediante a qual Deus quis ensinar a Israel - e também a nós - a verdade de que, embora nossa função não pareça atraente, os líderes da causa de Deus, bem como a "tropa de combate", necessitam de nosso apoio para levar a obra avante.

Fonte: http://www.advir.com.br/

TRATA-ME COMO EU TRATO O PRÓXIMO

domingo, 22 de julho de 2012

O GRANDE AMOR

João 3:16  - “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê, não pereça mas tenha a vida eterna”

Hoje em dia é difícil ver alguém fazendo algo para alguém, não é verdade? Hoje nós vemos na realidade pessoas, matando pessoas, interesses pessoais, acima de qualquer coisa enfim, tudo por mim, e nada para ninguém.

Então, imagine se Deus fizesse assim com você e comigo. Você já parou para imaginar o tamanho do Amor que Deus teve por nós a tal ponto de dar o seu único Filho para morrer por nós. Ele enviou Jesus de Nazaré para nos salvar, Ele poderia simplesmente não vir. E deixar nos ficarmos a mercê dos nossos pecados.  Mas diz a Palavra do Senhor, que Ele não usurpou. Ele pelo seu grande Amor veio para nos Salvar e libertar, Ele não pensou três vezes, tudo isso para que eu e você tenhamos a vida eterna.

Será que alguém faria isso por você? Pois é, mas Jesus fez, Ele foi crucificado e morreu pelos meus e o seus pecados. Cuspiram em seu rosto, Ele teve sede e deram-no vinagre, morreu sem pecado algum. Mas ao terceiro dia Ele ressuscitou. Mostrando assim que Ele e Deus, entre todas as nações

E hoje Ele está a sua espera. ...eis que estou a porta.... basta você o receber em sua vida e você sentirá esse Amor que Deus tem por você, esse Amor que só Jesus pode dar.

"...e disse Jesus: Eu sou o caminho a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai se não por mim..." "...e o que vier a Mim, de maniera alguma Eu os lançarei fora, diz o Senhor...."

sábado, 21 de julho de 2012

SEM ORIENTAÇÃO

Faze-me ouvir a tua benignidade pela manhã, pois em ti confio; faze-me saber o caminho que devo seguir, porque a ti levanto a minha alma.

Salmo 143:8

Já se sentiu meio perdido neste mundo, sem saber a direção a seguir nem que caminho percorrer? Todo homem enfrenta situações assim de vez em quando, no entanto, quando a vida se torna assim é preciso buscar orientações para que jamais aconteça de não saber para onde se está indo.

Charles E. Fuller conta que certa noite andava num jumento pela África. A chuva caia levemente, tornando o matagal uma escuridão total. Apressava-lhe o coração o desejo de chegar na casa de um amigo, por isso tentou conduzir o animal pelos atalhos, mas só conseguia perde-se ainda mais. Cansado, resolveu deixar o animal conduzi-lo e diz ele: "e ele me conduziu até uma aldeia adormecida".

Lá, bateu à porta da maior cabana. Alguns momentos depois, um velho chefe africano, de barbas e cabelos brancos, surgiu à porta. Enquanto Charles falava de sua situação, ouviu atrás da cabana alguém mexer com as galinhas. Logo depois, um menino surgiu, trazendo um frango e entregou-lhe. Grato pelo presente, montou no jumento e preparava-se para ouvir as orientações sobre o caminho que deveria tomar. 

O velho, porém, disse: "Eu o levarei até lá". 

Charles conta: "Na escuridão absoluta, passamos por um pântano, um rio e colinas com matagais. O chefe levou-me ao destino sem errar. Quando falei de sua habilidade impressionante, ele respondeu: "Mas, é meu país". 

Toda vez que me sinto meio perdido, tento me lembrar de que Deus conhece todas as direções e caminhos e, que, portanto, eu não preciso ter medo de andar pelo mundo de meu Pai, basta eu apenas me submeto à sua direção. O segredo para não se perder é sempre buscar os conselhos e orientações do Pai.

Bruna Karla - Eu sei que não estou só.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

ACAMPAMENTO KOINONIA 2013

Pastor Allan esteve aqui entre nós nesse final de semana, divulgando o acampamento Koinonia 2013. Previsto para acontecer no dias 09, 10, 11 e 12 de fevereiro do ano que vem, numa chácara na cidade de Rio Banco. 

O acampamento será a oportunidade de se conhecer novos irmãos, rever antigos, fazer novas amizades e aprofundar a comunhão. Além de aprender um pouco mais de Deus com palestras de pastores consagrados a vários ao Ministério, cantar louvores ao Pai Celestial, divertir-se e, é claro desenvolver um intercambio saudável entre as igrejas de diferentes cidades.

Abaixo, segue o vídeo, no qual o próprio pastor Allan faz algumas explicações sobre o projeto acampamento. Eu, com toda certeza, pela graça de Deus, estarei lá. Espero rever, conhecer outros irmãos.

Quero iniciar aqui o movimento "EU VOU"

QUERO O SEU PIOR PORCO

Um pastor de uma pequena cidade estava evangelizando um fazendeiro, criador de porcos, tentando levá-lo a abrir seu coração para o Salvador. Todas as vezes que o pastor lhe falava de Jesus o fazendeiro apontava para os hipócritas da igreja, dizendo:

- Eu não vou ser igual ao fulano que da um de saqui fora é pior que eu...

O Pastor argumentava que ele precisa cuidar da sua alma e não se levar pelos maus exemplos, mas o homem mostrava-se inflexível.

Certo dia, o pastor foi até a fazenda daquele homem e disse-lhe que desejava comprar um de seus porcos. "Tudo bem," disse o homem, "vou lhe mostrar os melhores porcos que tenho." "Não!", retrucou o pastor, "quero o pior porco que o senhor tiver." "Mas por que deseja o pior se eu tenho excelentes porcos?", perguntou o fazendeiro. 

- "É que eu pretendo levá-lo a todos os fazendeiros da vizinhança para mostrar o tipo de porcos que o senhor cria." 

- Não faça isso. O senhor está equivocado. Não porque tenho um porco ruim que todos os outros da minha criação são!

- Todos os dias, o senhor diz isso da minha igreja, porque eu não posso dizer o mesmo dos seus porco?

Sabe qual é o problema? Nós temos o péssimo costume de formar conceitos baseados no lado ruim daquilo que observamos. Uma pessoa estraga toda a comunidade, uma ovelha negra destrói a reputação das outras 100, um tropeço aniquila outros sucessos e vitórias.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

UM DIA DE CADA VEZ

“O meu Deus, o meu rochedo em que me refugio; o meu escudo, a força da minha salvação, o meu baluarte e o meu refúgio. Ó Deus, da violência tu me salvas.” 2 Samuel 22:3

Tribulações podem vir como um trem de carga, uma após a outra, mas, finalmente, o último vagão passará. Quando os problemas parecem não cessar, lembre-se de que “isso também vai passar”. Lide com uma tribulação de cada vez no poder do Espírito Santo até a série de problemas passar. Deus lhe dará uma unção fresca diariamente para lidar com cada coisa que vier à sua vida.

Cada vez que enfrentar um dia difícil, você pode esquecer disso, adormecer e começar renovado no dia seguinte. Assim, você pode também desfrutar os dias difíceis, porque o favor de Deus dura toda a vida; o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã (veja Salmos 30.5).

Joyce Meyer, em “EU DESAFIO VOCÊ”

A ARTE DE QUERER

Diversas pessoas se reuniram em volta de um grande sábio e lhes fizeram a seguinte pergunta:

- Afinal de que depende a vida de um homem ?

O sábio respondeu:

- A vida de um homem depende da vontade, da personalidade e da sorte. Mas em cada pessoa, a importância de cada um desses fatores é diferente. A vontade é a liberdade de escolher;  a personalidade é a soma das qualidades resultantes da hereditariedade e da educação recebida. A sorte nada mais é do que o acaso, ou seja, é a combinação acidental dos acontecimentos.

Finalmente o sábio acrescentou: - Nunca se esqueçam de que pela vontade o homem pode formar a sua personalidade e modificar sua sorte.

Fonte: http://blogdoproffreitas.blogspot.com.br

quarta-feira, 18 de julho de 2012

NÃO COMO AS ONDAS DO MAR


"... porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte" 

Tiago 1:6

Samuel Rutherford declarou: "Acredite no Amor e no Poder de Deus, mais do que acredita em seus próprios sentimentos e experiências. Cristo é sua Rocha e esta Rocha não é como a maré que um dia está alta e no outro está baixa, mas como o mar."

Muitas vezes perdemos uma grande bênção porque nos deixamos dirigir por nossas próprias emoções que são completamente instáveis. Um dia estamos de bom humor e no outro, totalmente angustiados. Um dia cantamos e dançamos como se fôssemos a mais feliz das criaturas e no outro choramos e murmuramos como se fôssemos pobres coitados e derrotados. Um dia agimos como se fôssemos capazes de mover montanhas com a oração e no outro, como se fôssemos ateus e inimigos de Deus.

É preciso que a nossa fé seja inabalável, que a nossa esperança seja indestrutível, que o nosso "sim" ao Senhor nunca se torne um "talvez" ou um "não". É importante que tenhamos a compreensão de que o Senhor tudo pode e que aquele que crê também tudo pode, em nome do Senhor. É necessário que não esqueçamos jamais que somos salvos e não mais perdidos, que somos cristãos que confiam no seu Deus e não incrédulos que de tudo duvidam.

Cristo é nossa Rocha e nEle estamos firmados e protegidos. Dele vem a nossa força e o Seu poder não tem limite. Ele nos faz caminhar em segurança, nos abriga das intempéries, é a fonte de nossa alegria.

Não podemos ser como as ondas do mar que vão e voltam, que às vezes estão fortes e outras fracas, que uma hora estão lá em cima e outras lá embaixo. Os inconstantes não vão a lugar algum, não realizam seus sonhos, não se firmam no caminho, não alcançam grandes vitórias.

Você continua oscilando, como as marés, ou já aprendeu a descansar em Deus?

Paulo Barbosa

DOR

domingo, 15 de julho de 2012

AMAR OS INIMIGOS

Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem. 

Mateus 5:43-44.

Durante a Guerra da Independência dos Estados Unidos, um homem chamado Wildman, de Efrata, Estado da Pensilvânia, adquiriu má reputação por ter agredido verbalmente o Pastor Peter Miller, da igreja de Dunker, na mesma cidade. Wildman alistou-se no exército. Enquanto ainda estava prestando serviço, descobriu-se que ele era um espião. Foi julgado, condenado e sentenciado à forca.

Miller ficou sabendo da sentença. Seu coração foi tocado. Caminhou 95 quilômetros até Filadélfia para interceder em favor de Wildman. Quando apresentou sua súplica perante o general George Washington, este respondeu:
- Lamento, mas não posso atender o pedido para poupar a vida de seu amigo.
- Mas, senhor, ele não é meu amigo - explicou Miller. - É meu pior inimigo.
- Quer dizer que o senhor caminhou 95 quilômetros para suplicar pela vida de seu inimigo? Isso coloca a questão sob um ângulo totalmente diferente. Vou deferir seu pedido.

Washington assinou o documento de perdão e entregou-o a Miller, que caminhou mais 25 quilômetros até onde Wildman se encontrava aguardando a execução. Quando Wildman viu que Miller se aproximava, comentou sarcasticamente com seus companheiros de sentença:
- Lá vem chegando o velho Peter. Veio para assistir ao meu enforcamento.

Nem bem Wildman havia acabado de dizer isso, quando Miller se enfiou pela multidão e entregou ao homem condenado o documento que o perdoava.

sábado, 14 de julho de 2012

A IGREJA É LUGAR DE GUERRA

Eu de muito boa vontade gastarei, e me deixarei gastar pelas vossas almas, ainda que, amando-vos cada vez mais, seja menos amado.


2 Co 12:15


"Um grande número de pessoas tem uma idéia equivocada a respeito da Igreja. Eles pensam que a Igreja é um lugar para se descansar... com bancos almofadados e confortáveis, onde poderão contribuir para obras de caridade, escutar o sermão do ministro e ofertar para mantê-la aberta. Isto é tudo que eles querem. A idéia de trabalhar na Igreja trabalho real para Deus, jamais entra em suas mentes." (Moody)

Não sei por que quando olhamos para a igreja imaginamos um lugar para ouvir a Palavra de Deus, cantar louvores, descansar de nossas lutas diárias e encontrar algum conforto não só para o espírito, mas também para o corpo. 

No entanto, é preciso compreender que a igreja é um local de trabalho. A Bíblia é cheia de referência que convidam o Povo de Deus a se empenhar na obra. Aquele que tem Jesus na sua vida não pode se conformar em apenas contribuir, ele precisa descobrir razões para ser útil e servir.

A grande maioria esquece que a igreja é um lugar de combate. Ali, é travada uma grande luta - ministros, usados por Deus, lançam a semente da verdade nos corações das pessoas - os demônios tentam de tudo para que elas jamais germinem nem deem frutos.

A igreja é um lugar de oração. Antes de louvarmos, ou mesmo trabalharmos é preciso levar nossos pensamentos a Deus e pedir seu perdão e bênçãos. No livro de Samuel, o Pai disse que a oração feita na igreja, quando sincera, é ouvida dos céus e retorna a terra em forma de milagre.

Ao sairmos de casa para irmos a igreja estejamos cientes de que não vamos para descansar. Estamos indo trabalhar, guerrear, orar e louvar ao Pai.

A LIBERDADE DE AMAR

sábado, 7 de julho de 2012

A TERRÍVEL PORTA NEGRA

Era uma vez um país de Mil e Uma Noites. Neste país, havia um rei que era muito polêmico por causa de seus atos. Ele pegava os prisioneiros de guerra e levava para uma enorme sala.

Os prisioneiros eram enfileirados no centro da sala e o rei gritava: -Eu vou dar uma chance para vocês. Olhem para o canto direito da sala.

Ao olharem, os prisioneiros viam alguns soldados armados de arco e flechas, prontos para ação.

- Agora, - continuava o rei - , olhem para o canto esquerdo.

Ao olharem, todos os presos notavam que havia uma terrível Porta Negra de aspecto dantesco. Crânios humanos serviam como decoração e a maçaneta era a mão de um cadáver.

Algo horripilante só de imaginar, quanto mais para ver.

O rei se posicionava no centro da sala e gritava:

-Agora, escolham: o que vocês querem? Morrerem cravados de flechas ou... abrirem rapidamente aquela Porta Negra e entrarem lá dentro enquanto eu tranco vocês? Agora, decidam, vocês têm livre arbítrio, escolham...

Todos os prisioneiros tinham o mesmo comportamento: na hora da decisão, eles chegavam perto da terrível Porta Negra de mais de quatro metros de altura, olhavam para os desenhos de caveiras, sangue humano, esqueletos, aspecto infernal, coisas escritas do tipo: “Viva a morte”, etc, e decidiam:

- Quero morrer flechado...Um a um, todos agiam assim: olhavam para a Porta Negra e para os arqueiros da morte e diziam para o rei:

- Prefiro ser atravessado por flechas a abrir essa Porta Negra e ser trancado lá dentro. Milhares optaram pelo que estavam vendo: a morte feia pelas flechas.

Mas um dia, a guerra acabou. Passado algum tempo, um daqueles soldados do “Pelotão da Flechada” estava varrendo a enorme sala quando eis que surge o rei. O soldado, com toda reverência e meio sem jeito, perguntou:

Sabe, ó Grande rei, eu sempre tive uma curiosidade, não se zangue com minha pergunta, mas... o que tem além daquela Porta Negra?

O rei respondeu:

- Lembra que eu dava aos prisioneiros duas escolhas?

Pois bem, vá e abra a Porta Negra.

O soldado, trêmulo, virou cautelosamente a maçaneta e sentiu um raio puro de sol beijar o chão feio da enorme sala. Abriu mais um pouquinho a porta e mais luz e um gostoso cheiro de verde inundaram o local.

O soldado notou que a Porta Negra abria para um caminho que apontava para uma grande estrada. Foi aí que o soldado foi perceber: a Porta Negra abria para um caminho que apontava para uma grande estrada. Foi aí que o soldado foi perceber: a Porta Negra dava para a ... Liberdade.

Moral: Todos nós temos uma Porta Negra dentro da mente. Para uns, a Porta Negra é o medo do desconhecido. Para outros, é um cliente difícil, ou uma frustração qualquer do tipo medo de arriscar, medo de assumir, ou medo de se relacionar, ou medo de ser rejeitado, ou medo de inovar, ou medo de mudar ou medo de voar mais alto.

Para alguns, a Porta Negra é a incerteza que a falta de preparo atemoriza. Ou uma trava imaginária que as inseguranças da vida fabricaram durante a educação.

Mas, se você pode perder, você pode vencer. Se der um passo além do medo, você vai encontrar o raio de sol entrando em sua vida. Não se apavore com as aparências da era do caos que um mundo globalizado nos traz. Não se desespere com a crise.

Decida avançar sem medo. Decida triunfar.

Autor Desconhecido

sexta-feira, 6 de julho de 2012

O DEUS DE TODA CONSOLAÇÃO

“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação.”

2Coríntios 1:3



Você já passou por uma situação em que não via mais nenhuma saída? Alguma vez o desespero bateu à sua porta? Você não é o único. Paulo passou por situação semelhante. Mas o apóstolo aos gentios foi livrado e consolado por Deus (2 Coríntios 1:3-11). Deus nos consola em nossas tribulações.



Esse é o tema que percorre toda a passagem supracitada (VS.4). O apóstolo menciona dez vezes a ideia de consolo pelas palavras consolação, consolar, confortar e conforto. Tudo isso no contexto de tribulação, sofrimento e angústia.



Deus nos consola para fazermos o mesmo pelos outros (vs.4b). Receber o consolo de Deus é um presente a ser compartilhado com o próximo. As tribulações de Paulo serviam como incentivo à paciência dos coríntios diante de seus sofrimentos (VS.6). O apóstolo era um exemplo de perseverança.



Quando passamos por tribulações, o Senhor nos conforta, entre outras maneiras, por pessoas que passaram por situações semelhantes. Se você já passou por grandes sofrimentos, ajude aqueles que precisam de consolo. Se você está passando por angústias, deixe o SENHOR falar contigo pelos outros.



Deus nos consola, por isso precisamos confiar Nele (8-9). No verso 8, Paulo fala das tribulações específicas. Os coríntios certamente sabiam do que ele estava falando. Ele só lembra que elas foram acima de suas forças, ao ponto dele se desesperar da própria vida. Não esperava sair daquela situação. Tinha chegado a uma situação desesperadora e, humanamente falando, sem possibilidade de fuga, um verdadeiro beco sem saída. Contudo, não era o fim, pois ele confiava no Deus que ressuscita os mortos. Paulo havia aprendido que um dos propósitos de Deus ao atirar-nos em aflições é ensinar-nos a total dependência Dele.



Não confiemos em nossa espiritualidade, conhecimento nem recursos, mas em Deus. Ele quer aumentar nossa fé até mesmo pelas tribulações. Ele quer que dependamos total e exclusivamente Dele. Por isso, tenha uma visão espiritual das tribulações. Tenha uma visão espiritual da vida. Ela não acaba aqui. Paulo confiava no Deus que ressuscita os mortos. É neste Deus que você confia? Então você tem grande consolo.

Pr. José Roberto

ALCANÇAR O IMPOSSÍVEL

segunda-feira, 2 de julho de 2012

A CORAGEM DE MOFFATT

Na biografia de Roberto Moffatt, conta-se como um chefe do sul da África e doze de seus bravos seguidores esperavam com as suas lanças envenenadas, levantadas nas mãos. Estavam prontos a enfiá-las no peito do missionário. Este estava consertando o seu vagão com a esposa ao lado, quando chegaram os guerreiros. Deixando as ferramentas cair ao chão, e expondo o peito aos selvagens, Moffatt disse-lhes calmamente: "Não temos receio nenhum das suas ameaças. Viemos abençoá-los e pretendemos ficar aqui. Se quiserem, porém, ficar livres de nós, façam o que quiserem. Mas quando estivermos mortos virão outros para fazerem o nosso trabalho". 

As lanças caíram, e o chefe disse aos seus homens: "Estes missionários não têm receio algum da morte, parecem ter dez vidas. Com
certeza há uma vida além". 

O espírito de Roberto Moffatt animou e anima a todo missionário de coração, pois muitos, seguindo o seu exemplo, têm arriscado e dado até suas vidas ao trabalho da Causa.