segunda-feira, 31 de agosto de 2015

A PEDRA

O distraído nela tropeçou,
o bruto a usou como projétil,
o empreendedor, usando-a construiu,
o campônio, cansado da lida.
Dela fez assento,
para os meninos foi brinquedo,
Drummond a poetizou,
Davi matou Golias...
Por fim;
o artista concebeu a mais bela escultura.
Em todos os casos,
a diferença não era a pedra
mas o homem.




Antonio Pereira

OUVIR AS PESSOAS

domingo, 30 de agosto de 2015

CUIDANDO PARA NÃO AFUNDAR

"sabei que aquele que fizer converter um pecador do erro do seu caminho salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados" 

Tiago 5:20


Como um pedaço de madeira em uma lagoa, um cristão pode "flutuar" na superfície do pecado sem se molhar muito. Mas, da mesma forma que a madeira afunda ao ficar encharcada se permanecer muito tempo na água, assim acontece com o cristão que gasta muito tempo com o pecado.

A Bíblia diz que o mundo jaz no maligno e sabemos que por todo lado onde passamos encontraremos evidências de um mundo pecaminoso e indiferente às coisas de Deus. Precisamos trabalhar, estudar, fazer compras, conviver diariamente com todas as pessoas sem qualquer discriminação. E, sem dúvida, não há melhor lugar para que deixemos a luz de Cristo brilhar na nossa vida do que nos lugares onde ela se mostra necessária.

Deus conta com nosso testemunho, com nosso amor, com as nossas mãos estendidas para todos. É muito fácil amar a quem nos faz bem e nos cerca de carinho. Mas da mesma maneira que Deus amou a todos, oferecendo Seu Filho para se sacrificar pelos pecadores, deseja que nós, que já experimentamos o gozo da salvação e da vida abundante, amemos a todos, oferecendo nosso tempo e nossas vidas por aqueles que continuam sob a aflição da desesperança e da incerteza do amanhã.

É preciso que, nesses lugares de trevas, a luz do cristão esteja sempre acesa. Se ele a deixa apagar por algum tempo, acaba se acostumando com a escuridão e a possibilidade de ser também iludido pelo maligno, é muito grande. Como o pedaço de madeira antes de ficar ensopado, podemos flutuar em qualquer ambiente, mas com o máximo cuidado para não permitirmos que nosso corpo espiritual se contamine e acabe indo de encontro ao fundo, de onde é muito difícil voltar à tona.

Na força do Senhor, não somente estaremos guardados de afundar como preparados para impedir que outros afundem.

Paulo Roberto Barbosa

sábado, 29 de agosto de 2015

TUDO FOI ABERTO

 [Cristo] abrirá, e ninguém fechará, e fechará, e ninguém abrirá

(Isaías 22:22; Apocalipse 3:7).


No momento em que Jesus entregou o espírito, tudo foi aberto (Mateus 27:50-57):

– O lugar santíssimo se abriu, o véu do templo se rasgou de alto a baixo.

– A terra tremeu e as rochas se partiram (se abriram).

– Os sepulcros foram abertos e muitos santos ressuscitaram.

– A boca do oficial romano e a de seus soldados se abriram para declarar: “Verdadeiramente, este era o Filho de Deus.”

O acesso ao lugar santíssimo significa para nós que, pela morte de Cristo, o caminho até Deus está aberto. Os salvos têm agora plena liberdade para se aproximarem de Deus. Quando o Senhor Jesus voltar, dirá à Sua Igreja constituída de todos os redimidos: “Subam, venham para cá.” Isso será também o fim do tempo da graça. Os que não receberam Cristo como seu Senhor e Salvador estarão diante de uma porta fechada que “ninguém abrirá”.

O terremoto nos lembra que a criação também será libertada da escravidão da corrupção (causada pelo pecado do homem) para desfrutar da “liberdade da glória dos filhos de Deus” (Romanos 8:21).

Os sepulcros abertos dos santos confirmam que os que creram em Deus, como Abraão, foram justificados e salvos pela fé. Apareceram na cidade como testemunho da vitória de Cristo sobre a morte, porém isso só aconteceu após a ressurreição do Senhor.

Por fim, o centurião, um homem romano, abriu sua boca para confessar a origem divina do Crucificado. A nós hoje nos é dada a honra de abrir nosso coração e nossa boca para confessar que Jesus Cristo é o Senhor e receber a salvação que Ele nos oferece. “Se, com a tua boca, confessares ao Senhor Jesus e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação” (Romanos 10:10).

Extraído do devocional Boa Semente

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

ALGUÉM AMA VOCÊ

Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós.

Romanos 5:8
Dificilmente podemos imaginar amor maior do que o de um jovem por aquela mulher com quem decidiu casar-se. Mas há um amor com um elevado grau de intimidade, mas sem nenhum sinal visível e nenhuma motivação egoísta. É um amor que você pode experimentar. Nem mesmo o amor da mãe mais terna e dedicada pode comparar-se a ele. Você pode sentir-se só e pensar que ninguém lhe entende; talvez passe pela vida sem saber o que é o amor realmente. Todavia há Alguém que ama você e quer preencher sua vida com gozo e amor.

Ele se importa, procura e tem feito muito por você: pagou a sua dívida, providenciou-lhe um lar e tem uma herança guardada para você. Faz de você o feliz filho de um Rei. Ele cuida de todas as suas preocupações, remove todos os seus problemas e enxuga as suas lágrimas.

Você pode perguntar: “Será isso verdade?” Sim, verdadeiramente! Que fato maravilhoso e alegre! Esta Pessoa maravilhosa não é outra senão o Criador de todo o universo, o Deus todo-poderoso e eterno, que tem tudo à Sua disposição. Você pode alegrar-se com o fato de que Deus lhe ama.

Por um genuíno amor a você, Ele enviou Seu único Filho para sofrer o juízo e a morte a fim de lidar com os seus pecados. isso teria de ser feito antes que Deus pudesse torná-lo filho dEle. E é por isso que o Senhor Jesus veio ao mundo para morrer pela culpa de outros. Ele derramou Seu sangue para lhe purificar e lhe dar Sua vida, a fim que você receba a vida eterna. Não rejeite Seu maravilhoso amor. “Quem crê no Filho tem a vida eterna” (João 3:36).

 

PARA SER FELIZ


quinta-feira, 27 de agosto de 2015

MAIS PRÓXIMO

Os discípulos pensavam que aquele mar enfurecido os separava de Jesus. E mais! Alguns deles pensaram algo ainda pior: pensaram que aquela dificuldade era sinal de que Jesus os tinha esquecido. É aí que está o ferrão das tribulações: “Deus Se esqueceu de você!” Quando o seu coração incrédulo exclama como Gideão: ”Se o Senhor é conosco, porque tudo isto nos sobreveio?”

As dificuldades, os problemas, as adversidades vêm sobre nós para nos aproximar mais do Senhor, não para nos distanciar de Jesus, mas para nos levar a depender Dele mais fielmente, mais confiadamente.

Quando parece que o Senhor nos abandonou, então é que devemos abandonar-nos mais ainda em Suas mãos. Gozemos a luz e o consolo que Ele tem prazer em nos dar; mas não fiquemos ligados apenas aos Seus dons, e sim a Ele mesmo.

“Porque tu estás comigo.” (Sl 23.4.)

F. B. Meyer, em “JOSUÉ NA TERRA DA PROMESSA”
http://salmo37.wordpress.com/

SIMPLICIDADE


quarta-feira, 26 de agosto de 2015

DEFICIENTES ESPIRITUAIS

Há alguns anos, nas olimpíadas especiais de Seattle nove participantes,todos com deficiência mental, alinharam-se para a largada da corrida dos 100 metros rasos. Ao sinal, todos partiram, não exatamente em disparada, mas com vontade de dar o melhor de si, terminar a corrida e ganhar.

Um dos garotos, tropeçou no asfalto, caiu e começou a chorar. Os outros oito ouviram o choro. Diminuíram o passo e olharam para trás. Então eles viraram e voltaram. Todos eles. Uma das meninas, com síndrome de down, ajoelhou, deu um beijo no garoto e disse :

- Pronto, agora vai sarar !

E todos os noves competidores deram os braços e andaram juntos até a linha de chegada. O estádio inteiro levantou e os aplausos duraram muitos minutos

.... Talvez os atletas fossem deficientes mentais ... Mas com certeza, não eram "deficientes espirituais"...

Isso porque, lá no fundo, todos nós sabemos que o que importa nesta vida, mais do que ganhar sozinho, é ajudar os outros a vencer, mesmo que isso signifique diminuir os passos.

COMO VIVER

terça-feira, 25 de agosto de 2015

RESPOSTA DE FÉ

O meu direito está perante o Senhor, e o meu galardão perante o meu Deus.


Isaías 49.4
 
Certa vez o cavalo do Imperador Napoleão Bonaparte assustou-se e ameaçou sair em disparada. Um soldado, percebendo o perigo, avançou e, segurando as rédeas bem curtas, conseguiu dominar o animal.

O Imperador demonstrou sua gratidão por meio de uma continência e disse ao soldado: - Obrigado, "Capitão".

Com uma rápida resposta, o soldado correspondeu à continência, e perguntou com simplicidade: - De que batalhão?

Impressionado com a fé do soldado, o imperador tornou-lhe a prestar continência, dizendo: - Da minha guarda pessoal.

O soldado respondeu à continência, virou seu cavalo, foi até a formação da Guarda Imperial e disse-lhes com uma continência: - Sou seu novo Capitão!

Retribuindo à continência, o oficial perguntou: - Por ordem de quem?

Apontando para o Imperador, respondeu-lhe: - Dele.

E assumiu sua nova posição.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

UMA DURA VERDADE

E aí já mentiu hoje?

Ah, tá cedo para ter mentido, né? Será?

Tão logo acordamos, já colocamos nossa máscara... A máscara da hipocrisia... a máscara " é melhor maquiar", passar por cima e fingir que está tudo bem...

É triste ver que a cada dia mais os relacionamentos íntimos tem se tornado frios e distantes... a verdade tem caminhado longe, tudo para evitar "conflitos"...

Maridos e esposas vão empurrando uma rotina massante até onde der... filhos por terem pais e mães ausentes, temem falar o que pensam pois acreditam que se contrariarem podem vir a perder ainda mais seus pais... amigos com medo da reprovação aceitam contaminar-se, funcionários submetem-se ao ilegal só para manter-se...

O que tudo isso gera?

Tudo isso gera mentira... mas não somente a mentira como uma contaminação do ser... mas a mentira que perturba, que gera incômodo, falta de paz e traz somente perdas e prejuízos...

Nem sempre a mentira traz prejuízo material, mas certamente sempre traz prejuízo emocional... Uma verdade não dita, causa estrago que pode perpetuar anos e até gerações...

Existe um ditado que diz: "Eu prefiro uma dura verdade a uma doce mentira"... e você também prefere?

Até quando você terá medo dos conflitos terrenos que te impedem de sentir paz? Até quando você vai fingir que nada está acontecendo? Verdade não dita, é como enterrar sem estar morto... vira fantasma e sempre volta para assombrar...

A verdade mantém a coesão de tudo, é ela que traz harmonia, que traz benefícios... Obviamente que na hora da verdade surgem faíscas, pois muitas vezes a pessoa com quem expomos, não está madura ou preparada para ouvir a verdade, mas certamente a verdade produz justiça e te isenta de carregar um peso para o resto da vida...

Quando se ama, a verdade se faz sempre necessária... no amor diz a bíblia não existe medo... então não aceite mais situações erradas, não conviva com o pecado, não finja que uma hora a pessoa enxergará por si só...

A verdade e a justiça caminham juntas, e quando você parte para entender que o certo, o honesto, o íntegro, o limpo, nem sempre agrada a todos, mas é o justo, você tem paz, e você passa a jogar no time daqueles que seguem com verdade da palavra de Deus, custe o que custar, doa a quem doer, independente do que possa vir a acontecer...

A dica é, se você quer MANTER algo em sua vida, abandone todo e qualquer tipo de mentira ou omissão... transborde verdade nos mínimos detalhes...

Os relacionamentos saudáveis são alicerçados na verdade... E, se mesmo tendo dito a verdade ainda encontrar barreiras e resistência, simplesmente confie em Deus, que honra atitudes de filhos que buscam primeiramente viver conforme a sua Palavra... A Bíblia diz em Hebreus 12: 11: "Nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde, porém, produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados"... ou seja, agora a pessoa pode ficar triste ou bravinha, mas certamente saberá que você é alguém justa que por tanto dar valor àquele relacionamento correu o risco de desagradar para futuramente trazer paz...

Não negocie, não empurre com a barriga, não deixe para amanhã... seja íntegra, diga sempre a verdade!!!

"A integridade dos retos os guia; mas, aos pérfidos, a sua mesma falsidade os destrói." Provérbios 11:3

"Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça." Efésios 6:14

Mirella Paris

DIZER A VERDADE

domingo, 23 de agosto de 2015

O QUE O PERDÃO PODE FAZER?

Jesus dizia: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. 

Lucas 23:34.

Wilfred T. Grenfell, famoso médico missionário, nasceu em 1865. Em 1892, ainda na faixa dos vinte anos, ele dedicou sua vida ao povo da costa oriental do Canadá, onde serviu ao seu Senhor até cinco anos antes de sua morte, em 1940. Certa vez, quando lhe perguntaram o que o havia influenciado para que dedicasse a vida ao trabalho cristão humanitário naquela fria e agreste região do Labrador, aqui está a razão que ele deu:

Certa noite, uma senhora foi levada para a sala de emergência do hospital onde ele trabalhava. Era evidente que não havia esperança de vida para ela. Segundo o depoimento de testemunhas, o marido dela havia chegado bêbado em casa e, num ímpeto de ira, jogara contra ela um lampião aceso de querosene. Os vizinhos chamaram a polícia. O marido, que começava a ficar sóbrio, e um oficial foram até o leito onde ela se encontrava. O oficial curvou-se e perguntou àquela senhora exatamente o que havia ocorrido. A princípio ela recusou-se a dizer qualquer coisa, mas ele insistiu. Por fim, ela simplesmente disse: "Senhor, foi apenas um acidente." E morreu pouco depois.

Grenfell disse que se o amor podia perdoar uma agressão daquela magnitude, ele queria seguir o exemplo de Jesus e dedicar a vida ao ministério em favor dos outros. Será que o perdão daquela senhora exerceu um efeito semelhante sobre o marido? Não sei, mas vamos esperar que sim.

Perdoar aqueles que nos ofenderam, aqueles que sob um ponto de vista humano não merecem perdão, pode exercer um poderoso efeito para o bem. Quando Jesus perdoou aqueles que O crucificavam, causou uma impressão profunda em muitos dos responsáveis por Sua morte. Atos 6:7 diz que, subseqüentemente, "muitíssimos sacerdotes obedeciam à fé".

Algo semelhante pode ter acontecido quando Estêvão perdoou aqueles que o apedrejaram até à morte (ver Atos 7:58-60). Não é improvável que a conversão de Saulo tenha brotado daquela experiência.
Quando você e eu fazemos como Jesus fez, e perdoamos espontaneamente aqueles que nos magoaram, o efeito sobre eles também pode ser o mesmo - mas não conte com isso. Afinal de contas, nosso objetivo na vida como cristãos é seguir o exemplo de Cristo, e não fazer com que os outros se sintam mal por ter-nos prejudicado.

Fonte: http://recursoshomiletica.blogspot.com.br/

sábado, 22 de agosto de 2015

A MARAVILHOSA GRAÇA DE DEUS

Alguns anos atrás, numa igreja na Inglaterra, o pastor notou um ex-assaltante se ajoelhando para receber a ceia do Senhor ao lado de um juiz da Suprema Corte da Inglaterra. O juiz era o mesmo que, anos antes, havia condenado o assaltante a sete anos na prisão.

Após o culto, enquanto o juiz e o pastor caminhavam juntos, o juiz perguntou, “Você viu quem estava ajoelhado ao meu lado durante a ceia?”

“Sim”, respondeu o pastor, “mas eu não sabia que você havia notado”.

Os dois homens caminharam em silêncio por alguns momentos. Daí o juiz disse, “Que milagre da graça!”

O pastor concordou. “Sim, que milagre maravilhoso da graça”.

Daí o juiz perguntou, “Mas você se refere a quem?”

O pastor respondeu “É claro, à conversão do assaltante.”

O juiz falou “Mas eu não estava pensando nele. Estava pensando em mim mesmo.”

“Como assim?” indagou o pastor.

O juiz respondeu, “O assaltante sabia o quanto ele precisava de Cristo para salvá-lo dos seus pecados. Mas, olhe para mim. Eu fui ensinado desde a infância a ser um cavalheiro, a cumprir a minha palavra, fazer minha orações, ir à igreja. Eu passei por Oxford, recebi meu diploma, fui advogado e eventualmente tornei-me juiz. Pastor, nada, a não ser a graça de Deus, podia ter me levado a admitir que eu era um pecador igual àquele assaltante. Levou muito mais graça para me perdoar por meu orgulho, minha confiança em mim mesmo, para me levar a reconhecer que não sou melhor aos olhos de Deus do que aquele assaltante que eu mandei à prisão.”

E que maravilha a graça é. Boas pessoas só não entram no céu porque seu orgulho as impede de chegar ao Salvador.

- Steven J. Cole, Not the healthy but the sick WORLD (March 1, 1997).


FAZER O BEM

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

O HOMEM E A ÁGUA

O rei queria casar sua filha com um homem sábio. Então ele fez um concurso em que o candidato teria que dar uma grande demonstração de sabedoria. Porém, aos candidatos foi dito somente, que venceria o concurso, aquele que levasse à princesa um presente que refletisse um desejo do próprio candidato. Foi dito também que o escolhido teria o seu desejo realizado pelo próprio rei. 


Os fidalgos se prepararam, pois a bela princesa era muito cortejada. No dia da festa realizada para a ocasião, viu-se muitos presentes e entre eles alguns muito cobiçados. De todos, três chamaram mais atenção:

O primeiro levou um pote de ouro e disse que o seu desejo era ter 10 vezes o peso da princesa em ouro. O rei então perguntou o porque daquele desejo. 

- Este é para que não falte riqueza para sua filha majestade. 

O segundo levou o mapa de suas terras e disse que seu desejo era ter todo o reino em suas mãos. E o rei perguntou-lhe o porque do desejo. 

- Quero ter todas as terras para dar muitos poderes a princesa.

O terceiro entrou com um lindo e grande jarro bordado com fios de ouro, porém só continha água. E todos riram. Ele disse que o seu desejo era ser igual a água. O rei não entendeu, mas, perguntou o motivo do desejo. E o jovem continuou. 

- Majestade, a água pode ser sólida, líquida, gasosa e se adapta a qualquer superfície. Tem o maior poder de flexibilidade. E assim terei a condição ideal para me adaptar a qualquer circunstância que a vida requerer, para atender aos desejos da princesa: No inverno, tomarei posse de todas as terras como o gelo do continente. Teremos então muito poder. Na primavera, serei líquido para garimpar nos córregos e rios as pepitas de ouro que guardam seus leitos. Teremos então muita riqueza. No verão, serei as nuvens que regarão as plantações, para alimentar os rebanhos e o nosso povo. Assim não faltará alimento no reino. 

Todos ficaram em silêncio quando o rei perguntou. - E no outono?
- No outono promoverei festas ao meu povo, mostrando-lhes com minha presença constante, que faço parte de suas vidas. É como a água, presente em todos os lugares e corpos. Nesta forma, teremos o reinado de maior comunhão com o povo e por isso, o mais próspero. 

-Mas esse desejo eu não posso lhe conceder. 

-Isto não é preciso meu rei, basta me conceder o que puder e desejar, que eu deverei me adaptar. 

Todos então se curvaram diante daquele jovem, quando o rei o escolheu para desposar a princesa, reconhecendo, que embora tivesse pouco para dar naquele momento, teria muito a contribuir para o reino ao longo de sua vida. 

CRIMINOSOS

O AMOR É LINDO

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

VERACIDADE II

Partes de um sermão de Charles Haddon Spurgeon, traduzidas e adaptadas pelo Pr Silvio Dutra.

Lance fora o Deus puro e verdadeiro, e você precisa de um deus de algum tipo e assim cada homem fabrica um deus de si mesmo a seu gosto. A mente de terra dos gentios faz um deus da lama. O livre-pensador inventa um deus que não tem justiça e, consequentemente, não toma vingança contra o pecado. O homem olha para Deus e acha que o vê quando ele se vê em um espelho! Por natureza, cada homem é seu próprio deus, ele adora a sua própria imagem. É somente o homem que é puro de coração que pode ver a Deus.

E, pior de tudo, se não pode ser pior, quando um homem, uma vez dá-se a um coração enganoso, ele chega a ser um destruidor de outros. Observe o versículo 26. "Porque entre o meu povo se acham perversos; cada um anda espiando, como espreitam os passarinheiros; como eles, dispõem armadilhas e prendem os homens." Não contentes em estarem perdidos, eles mesmos se tornaram servos de Satanás para destruírem os outros! Esses demônios em forma humana que certamente atingiram o último estágio da corrupção, quando não somente pecam, eles mesmos, mas são os criadores do pecado nos outros!

Olhe bem para este retrato do progresso do engano. Eles começam sendo desonestos com seus semelhantes e, finalmente, chegam a este ponto de se tornarem agentes comissionados de Satanás, caçadores para o diabo, passarinheiros que enredam homens com os caçadores de pássaros! Este era o estado de coisas no tempo de Jeremias. Nós não temos, eu confio, bastante de tal estado de coisas entre nós, hoje, como uma praga universalmente prevalente, mas temos muito a doença da mentira em todas as épocas (Deve ser destacado que Spurgeon escreveu isto no século XIX, quando a iniquidade não havia ainda se multiplicado, como nos nossos dias, em que se tem ultrapassado em muito o estado das coisas que ocorriam em Judá nos dias do profeta Jeremias – nota do tradutor).

O apelo de Jeremias foi de um homem santo de Deus. Ele diz que, de fato, "Ó Senhor, não são teus olhos aptos para que possas detectar o que é verdade e o que é mentira? Tu contemplas a verdade. Aquilo que é trazido a Ti como adoração, podes dizer se é sincero ou não. Teus olhos veem os fatos que se encontram sob a cobertura das aparências. Tu podes discernir entre o justo e o ímpio."

Sim, Deus é o detector de imposturas e falsificações e pelo Seu julgamento infalível o precioso deve ser separado do vil - "porque o Senhor é um Deus de julgamento e por ele são pesadas as ações." "Não estão os seus olhos voltados para a verdade?"

O Profeta havia se oferecido para percorrer as ruas e procurar um homem honesto, mas ele, na verdade, clamou: "Senhor, Tu sabes onde ele está, se houver ainda um remanescente." Deus não precisa procurar com uma lanterna para encontrar um homem verdadeiro, pois "o Senhor conhece os que são seus". Ló em Sodoma é como um pássaro solitário nas montanhas, mas o Senhor o percebia e o livrou. Os verdadeiros estão muitas vezes escondidos aos olhos da humanidade, mas os olhos de Deus estão firmemente fixados sobre eles, como está escrito: "Os olhos do Senhor estão sobre os justos e os seus ouvidos estão abertos ao seu clamor."

O Senhor pode detectar impostores, mas ele também pode descobrir a veracidade e podemos estar certos de que Ele o fará.

Fingir ser outra coisa do que somos de fato, diante de Deus, é uma loucura terrível. Certamente, satanás rirá daqueles que vêm diante de Deus com palavras de piedade em seus lábios quando não há devoção em seus corações! Isto é totalmente inútil. É um desperdício de tempo e energia.

Silvio Dutra 

PROCURANDO A VERDADE

terça-feira, 18 de agosto de 2015

VERACIDADE

Partes de um sermão de Charles Haddon Spurgeon, traduzidas e adaptadas pelo Pr Silvio Dutra.
"Ah! SENHOR, não é para a verdade que atentam os teus olhos?" (Jeremias 5.3 a)

A alusão não é feita à verdade doutrinal de Deus, ou à verdade de forma abstrata, mas à verdade prática, uma vez que deve existir nos corações e nas vidas dos homens. Pode-se ler: "Senhor, não estão os teus olhos sobre a veracidade?" Ou, "à fidelidade?" O Senhor disse a Jeremias no início do capítulo: “Dai voltas às ruas de Jerusalém; vede agora, procurai saber, buscai pelas suas praças a ver se achais alguém, se há um homem que pratique a justiça ou busque a verdade; e eu lhe perdoarei a ela.” E a resposta de Jeremias foi: “Embora digam: Tão certo como vive o SENHOR, certamente, juram falso. Ah! SENHOR, não é para a fidelidade que atentam os teus olhos? Tu os feriste, e não lhes doeu; consumiste-os, e não quiseram receber a disciplina; endureceram o rosto mais do que uma rocha; não quiseram voltar.”

Neste capítulo, você notará que não temos apenas uma descrição temerosa do estado de coisas, nos dias do profeta Jeremias. Temos também um conjunto mais melancólico de retratos de homens falsos.

Jerusalém estava podre até ao âmago - a nação era enganosa por completo. No versículo 27 lemos: "Como a gaiola cheia de pássaros, são as suas casas cheias de fraude; por isso, se tornaram poderosos e enriqueceram." Quando um coração é mentiroso e desonesto, quando a retidão partiu dele, então está preparado para a semeadura de toda coisa má. Qualquer crime é possível para um mentiroso! Aquele que está estragado com falsidade será rasgado ao toque da tentação.

Deus nos livre da falsidade, uma vez que leva a algo pior, pois no segundo verso é dito que estas pessoas eram infiéis até mesmo em seus juramentos! "Eles dizem: “Certamente vive Jeová", mas falsamente juram. Eles ousaram usar o mais sagrado de todos os nomes em seus lábios e chamar a Deus para testemunhar uma mentira! Aquele tem ido tão longe assim com a falsidade nem sempre para em perjurar. Não é de admirar que eles não eram fiéis a seus votos de casamento. Eu não preciso ler a expressão forte em que o Profeta apresenta a fornicação e o adultério que abundavam em seus dias - quando não hesitaram em trazer dor a suas casas e extrema tristeza e miséria para as suas esposas por cederem às suas paixões, pois aquele que é traidor de Deus em breve será traidor de todos os laços familiares.

Quando Deus tinha aplicado a correção, eles disseram: "Isto não é Deus É má sorte. Isto é o destino e a sorte que ocorrem a todos" Eles não iriam ver a mão de Deus! Quando os corações estão corrompidos os homens não são capazes de ver um procedimento claro e verdadeiro de Deus ou que, quando veem eles os negam dizendo: “Não há Deus, ou se houver um Deus, Ele não se mete com as coisas da vida diária."

Silvio Dutra
25dutra@gmail.com
Igreja Orgânica de Jesus na Abolição
Rio de Janeiro - RJ

HOMENS HONESTOS

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

FALA SENHOR

Então veio o Senhor, e pôs-se ali, e chamou como das outras vezes: Samuel, Samuel. E disse Samuel: Fala, porque o teu servo ouve.

Cada um de nós tem tantos anseios, almeja tantas coisas e busca realizar sonhos e desejos. Vivemos diariamente em correria. É preciso pressa e determinação. E isso nos consome bastante tempo e, não raro, nos conduza a lugares perigosos. Provérbio 16.25 nos diz que há caminho que parece direito, mas o seu fim é caminho de morte.

Por isso, é preciso, de vez em quando, parar um pouco, deixar nossas lutas diárias de lado, fechar nossos olhos e, cheio de sinceridade e movido pela oração, buscar a presença de Deus.

É sabido que Deus sempre fala conosco no silêncio, na angústia, na tristeza, na decepção... No entanto, nós não precisamos esperar que os soldados da depressão nos atinja. Podemos, simplesmente, buscar sua presença, seu auxílio, sua orientação quanto a vida ainda nos é generosa.

Falar com Deus sempre é muito bom! Enche o coração de paz, a vida de possibilidades e a confiança de certezas. Hoje, você já falou com o Pai? Já pediu sua orientação? Já ouviu sua voz?
 
"Pra que isso?" Talvez você me responda - "Só vou ouvir o que não quero!" Eu vou te responder dizendo que a voz de Deus sempre anuncia a verdade! Isso parece ruim para muita gente, porque a verdade, às vezes é justamente o que não queremos ouvir. Por isso, o Apóstolo João afirmou em seu evangelho: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.

 Fandermiler Freitas

GRANDEZA

domingo, 16 de agosto de 2015

SEMENTE DE DEUS

Entre as lendas judaicas, conta-se a de um jovem que, certa vez, teve um sonho. Sonhara estar dentro de uma loja muito bonita. Ele percebeu que ali parecia ter de tudo o que se poderia desejar comprar. Procurou o balconista e viu que este era um anjo. Então, lhe perguntou: 

– Que produtos se vendem nesta loja? 

– Aqui vendemos de tudo. Você pode pedir o que quiser, e já está tudo pago.

Então o jovem começou a pedir rapidamente: 

– Bem, então eu quero paz na terra, alimento para as crianças que estão com fome, desejo justiça para as pessoas... 

E o anjo o interrompeu, dizendo: "Espere, eu lhe disse que temos de tudo, e que já está pago, mas aqui não vendemos os frutos. Vendemos apenas as sementes."

Tudo o que queremos colher em nossa vida, precisamos plantar. As sementes nos são fornecidas pelo Senhor. O Espírito Santo já derramou o amor no nosso coração, e Jesus já nos deu a sua paz. A Palavra de Deus é vida e poder para a salvação de todo aquele que crê. Então, temos uma mesa farta à nossa disposição para dela partilharmos e levarmos as sementes aos outros corações. Quer creiamos ou não, estamos sempre plantando. Plante boas sementes. 

À BEIRA DE UM PRECIPÍCIO

sábado, 15 de agosto de 2015

PRIMEIRO AMOR

Apocalipse 2:4, 5 - "Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; e se não, brevemente virei a ti, e removerei do seu lugar o teu candeeiro".

Um religioso certa vez declarou: "Nos primeiros cinco anos de meu ministério, eu mantive um quadro em minha escrivaninha que dizia: "Ganhe o Mundo para Cristo". Nos cinco anos seguintes de meu ministério, eu troquei o quadro para: "Ganhe Um ou Dois para Cristo". Depois dos primeiros dez anos, o quadro em minha escrivaninha, até hoje, diz: "Tente não perder Muitos."

O que tem sido feito de nossa motivação na obra de Deus? Para onde seguiu a alegria do primeiro amor? Aquele ímpeto inicial, aquela determinação, a prioridade do "buscar em primeiro lugar o reino de Deus", por que não têm a mesma força de antes?

Quando Cristo toma o lugar principal em nosso coração, a nossa alma se enche de regozijo e não há nada mais agradável para nós do que estar diante dEle, louvar o Seu nome, ler a Sua Palavra, compartilhar a Sua salvação. E essa felicidade que deveria ser eterna, muitas vezes vai se esfriando, apagando, desaparecendo, até ser totalmente esquecida. Quando nos damos conta, estamos novamente tristes, desanimados, angustiados, sem o brilho característico dos vitoriosos.

Se você se mantiver firme ao lado de Cristo, seu candeeiro espiritual iluminará cada vez mais a Sua vida, a sua casa e os lugares por onde passar. Seu primeiro amor será um quadro que jamais será tirado da escrivaninha de seu coração.

FORNALHA

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

PELO IRMÃO

Cada dia, temos o poder da escolha. Mesmos pressionados por todos os lados e tentados a fazer o que a carne quer, sejamos sóbrios, olhemos com os olhos do amor, da bondade. Talvez assim, quando partirmos deixemos saudades e a esperança de um mundo melhor.

Conta-se a histórias de dois irmão que lutavam   no  mesmo regimento na  Escócia. A batalha foi dura, mas as forças inimigas eram mais fortes e numerosa de tal forma que a cada dia a derrota se aproximava. Já no final de duas semanas nada mais restava a não ser retornar para casa.

Enquanto as forças inimigas se aproximavam cada vez mais do acampamento, os soldados que podiam fugir se apressavam em deixar o campo de batalha. Os dois irmãos estavam bastante feridos. Tiago, porém, podia ainda andar. E abaixando-se pôs o irmãos sobre os ombros, levou-o consigo pelos montes, campos. Ele precisava levar o irmão para casa. "O que diria para mãe? Que abandonou o irmão?"

Pouco a pouco, Tiago foi-se reanimando com o calor do corpo do irmão e ficando mais forte física e espiritualmente, podendo assim, caminhar mais. No . Tiago caíra sobre o solo úmido da floresta, o esforço fora demasiado, suas forças foram minando.

- Irmão, volte para casa. Diga a mamãe que eu a amo muito!

O silêncio tomou conta do lugar. Tiago deu a sua vida pelo irmão.

"Dificilmente, alguém morreria por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém se anime a morrer. Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores". Romanos 5:7, 8.

TESOUROS DA ALMA


quinta-feira, 13 de agosto de 2015

QUANTO PODE UMA DÁDIVA

E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.
 
Romanos 8:26

Quando Livingstone foi para a África, uma senhora escocesa, que havia economizado trinta libras, deu-as ao missionário com estas palavras:

— Quero que o senhor se poupe de fadigas e exposições desnecessárias, contratando com este dinheiro um servo que lhe proteja o corpo, que o acompanhe para onde o senhor for e partilhe de seus sacrifícios e perigos.

Com esse dinheiro, Livingstone contratou Sebantino, servo muito fiel. No coração da África, um leão prostrou o missionario e esmagou-lhe os ossos do braço esquerdo.

Contudo Sebantino salvou Livingstone com o risco da própria vida. Que teria acontecido se a dádiva não tivesse sido feita?
MIL ILUSTRAÇÕES

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

MELODIA, OU APENAS BARULHO?

"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine" 

1 Coríntios 13:1

Certa noite, um adolescente voltou cedo para casa após o ensaio do Coral Jovem da igreja. Seu pai ficou bastante surpreso. O rapaz jamais voltava cedo de qualquer coisa. Olhando por cima do jornal que estava lendo, o pai perguntou: "Por que você voltou tão cedo?" "Nós tivemos que cancelar o ensaio desta semana", disse o jovem. "O organista e o regente do Coral tiveram uma disputa terrível sobre como cantar "Amor Divino", então, nós encerramos por hoje à
noite."

Parece engraçado o fato de alguém discutir ao tentar passar uma mensagem de amor divino, mas, na realidade, é muito triste. De que adianta eu falar ou cantar o amor de Deus se este amor não existe em mim? O meu testemunho, ao falar do amor do Senhor, deveria transmitir paz e tranquilidade e jamais contendas e desentendimento.

Deus é amor e nós, como Seus filhos, devemos mostrar o que dEle aprendemos -- o amor. E o amor não exige direitos, não promove dissensões, não justifica atitudes egoístas, não provoca mal-estar. O apóstolo Paulo diz que o amor tudo sofre, tudo suporta. Quem ama oferece e não reivindica, serve ao próximo e não espera ser servido. Oferece o que tem e não espera recompensa.

O Coral Jovem daquela igreja dispensou seus participantes porque não houve acordo no cantar o "Amor Divino". Melhor seria se reunisse os "brigões" para que aprendessem o que significa o amor de Deus. Cantavam sem saber o que é louvar, se reuniam sem entender o que significa estar unidos, estavam entre os que pregam, mas, deveriam estar entre os que necessitavam ouvir a pregação.

Eles eram apenas metais fazendo barulho. Não transmitiam a verdadeira melodia celestial. E nós?

Paulo Roberto

A VIDA É UM ECO


terça-feira, 11 de agosto de 2015

CUIDADO DE VÓS

Mas desejamos que cada um de vós mostre o mesmo cuidado até ao fim, para completa certeza da esperança;
 
Hebreus 6:11

Um soldado perguntou a um cristão se Deus perdoa ao pecador arrependido.
 
— Quando a sua capa se rasga ou suja, perguntou-lhe o cristão, o senhor a abandona como objeto inútil?

Não, respondeu o soldado, eu a conserto, lavo e continuo a usá-la.

Se o senhor tem tanto cuidado com uma simples vestimenta, como quer que Deus abandone a Sua própria imagem, embora manchada e desfigurada pelo pecado?

Lição dos Fatos.
Mil e Uma Ilustrações

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

LIMPANDO O NOSSO ARMAZÉM

"O coração alegre é como o bom remédio, mas o espírito abatido seca até os ossos"
 
Provérbios 17:22

Dizem que uma cascavel, quando encurralada, às vezes se torna tão perturbada que morde a si mesma. Isto é exatamente o que acontece com aqueles que guardam ressentimentos contra outras pessoas -- acabam destruindo a si mesmos. Pensamos que estamos prejudicando a outros, alimentando esses ódios e rancores no coração, mas, o dano maior é causado contra nós mesmos. (Michael Verde)

A quem julgamos fazer mal quando demonstramos mau-humor e grosserias? Quem sofrerá, de maneira especial, os efeitos de nosso rancor? Quem perderá a paz quando nossa alma estiver ocupada com os ressentimentos e traumas do passado? Que utilidade terá para nós um armazém espiritual onde guardamos as coisas ruins que experimentamos ao longo de toda a nossa vida?

Os maiores sofredores seremos nós mesmos! As tristezas irão corroer a nossa alegria, sepultar os nossos sonhos, secar os nossos ossos. Nosso sorriso perderá o encanto, nossa luz estará sempre apagada, nosso encanto não terá qualquer cor. Deixaremos de amar, deixaremos de cantar, deixaremos de viver.

Se ainda estamos guardando todas essas atitudes danosas no estoque de nosso armazém espiritual, está na hora de promover uma grande limpeza. Vamos jogar tudo fora! O prazo está vencido! Elas não servem para nada a não ser tornar impura a nossa vida. Vamos nos livrar dessa carga inútil e arrumar o nosso armazém. Sem aqueles produtos nocivos, temos agora espaço livre para estocar amor, fé, amizade, esperança, solidariedade. Vamos enfeitar o nosso armazém com a presença do Senhor Jesus e deixar as janelas abertas para que todos que passam por nós, contemplem as nossas bênçãos e sejam contagiados pela nossa felicidade.

Você já limpou o armazém de seu coração? Pretende começar agora mesmo?

Paulo Roberto Barbosa

A INJUSTIÇA É MINHA


sábado, 8 de agosto de 2015

ESCOLHAS

Escolhei hoje a quem haveis de servir. Eu e a minha casa serviremos ao Senhor.

Josué 24.15

Mauro era um tipo de pessoa que todos adorariam conhecer. Ele sempre estava de bom humor e sempre tinha algo positivo para dizer. Quando alguém lhe perguntava: "Como vai você?", ele respondia: "Melhor que isso, só dois disso!".

Um dia perguntei-lhe: Como você consegue ser uma pessoa tão positiva o tempo todo?

- Toda manhã eu acordo e digo a mim mesmo: Mauro, hoje você tem duas escolhas: ficar de bom humor ou ficar de mal humor. Então, eu escolho ficar de bom humor. E repito esta decisão o dia inteiro, a cada instante. Se alguém me irrita ou reclama de alguma coisa, seja do jeito certo ou não, eu escolho continuar de bom humor e tentar ver o lado positivo da situação.

- Mas, não e tão fácil assim, Mauro!

- É fácil, sim! A vida consiste em escolhas.

As palavras de Mauro não eram vazias. Ele realmente havia decidido viver de bem com a vida, e isso ficou muito bem estabelecido quando Mauro foi assaltado e levou três tiros. Por sorte, foi socorrido à tempo.

Ele conta que naquela hora tomou duas decisões: A primeira decisão que tomou, foi que queria viver, fosse como fosse. Mesmo que ficasse paralítico, não iria desistir da vida (essa sua obstinação facilitou o serviço de toda a equipe médica que o atendeu).

A segunda decisão, foi que iria passar aqueles terríveis momentos do melhor jeito que lhe fosse possível, e foi isso mesmo que ele fez. Quando os paramédicos lhe perguntaram se era alérgico à alguma coisa, Mauro, apesar de estar sangrando e gravemente ferido, fez com que todos caíssem na risada: "Sou alérgico a bala!"

Autor Desconhecido

A DESCONFIANÇA


sexta-feira, 7 de agosto de 2015

QUE DIFERENÇA

Um pequeno evento pode despertar em nós algo ainda estranho que nos é totalmente desconhecido. Antoine de Saint-Exupery

Que diferença um dia – tão-somente um dia - pode fazer! Em apenas um dia você pode estar cheio de desespero ou transbordando de entusiasmo diante de possibilidades alvissareiras! Em um dia você é capaz de se posicionar em direção a magníficas realizações, rumo a seus mais acalentados anseios.

Um dia é suficiente para que você faça uma enorme diferença na sua vida e na vida de outros, talvez muitos. Um dia repleto de pensamentos positivos e ações eficientes pode causar um impacto que irá repercutir por muitos anos, no futuro à sua frente.

Que diferença um dia pode fazer! Imagine o que uma vida toda repleta desses dias é capaz de realizar em sua existência!

Para Meditação: O Senhor Deus é a minha fortaleza, e faz os meus pés como os da corça, e me faz andar altaneiramente. Habacuque 3:19
Nélio DaSilva

VENCER A PREGUIKÇA


quinta-feira, 6 de agosto de 2015

DEUS INFINITAMENTE CUIDADOSO


Ou entraste tu até aos tesouros da neve, e viste os tesouros da saraiva,

Jó 38.22 

O professor W.A. Bentley tem fotografado milhares de flocos de neve; porém jamais encontrou dois semelhantes. Depois de quarenta anos de estudos, ele acredita que nunca foram formados dois flocos idênticos ainda que os ângulos de cristalização de seus filamentos sejam de 60 ou 120 graus.  

Não existe nada feito mais ou menos por Deus. Nem dois flocos de neve, nem dois rostos são iguais. Ele chama a cada um pelo seu nome; até os nossos cabelos são numerados. 

Relatório Homilético.