sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

ANTIPAS

Conheço o lugar em que habitas, onde está o trono de Satanás, e que conservas o meu nome e não negaste a minha fé, ainda nos dias de Antipas, minha testemunha, meu fiel, o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita.

Ap. 2.13

Pouco se sabe a respeito de Antipas. A Bíblia o menciona uma única vez no Livro de Apocalipse. Nele, Jesus o desceveu como Sua Testemunha e Seu fiel. e que mesmo em face da morte decidiu que não negaria o Filho de Deus.

No entanto, a história e a tradição nos revelam outros detalhes: Ele era o líder religioso da Igreja de Pérgamo e por causa de seu testemunho foi  perseguido e morto no ano de 92 d.C.

Segundo a tradição,  Antipas foi supostamente assado vivo em um touro oco, em tamanho real, de bronze, que tinha uma fogueira em seu ventre, porque recusou a renunciar à sua fé em Cristo Jesus.

Antipas serve-nos de inspiração nesta segunda, porque o seu testemunho fiel e eventual martírio por sua fé inabalável em Jesus Cristo fizeram-no ganhar menção nas páginas da Sagrada Escritura, e um lugar de destaque no "Hall da Fama de Deus".

TRABALHE DURO


quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

VALOR PESSOAL


Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? 

Mateus 6.26

Anos atrás, um bizarro vaso suíço, de cerca de 30 cm de altura, foi oferecido em leilão. O leiloeiro não contou a história do vaso, mas só chamou a atenção ao fato de ele datar de 1763 A.D. Sua beleza lhe proclamava a genuinidade. Era dado lance após lance, até que foi atingido o preço de 20.000 dólares. E por esse fabuloso valor foi vendido.

Todavia, pensem nisto: esse objeto de genuína antiguidade fora uma vez apenas um bloco de argila comum. Que lhe dera tanto valor? O labor e a habilidade do artista que o moldara com muito cuidado e paciência.

Assim diz a Escritura: "Mas agora, ó Senhor, Tu és nosso Pai; nós o barro, e Tu o nosso oleiro; e todos nós obra das Tuas mãos." Isa. 64:8.

É a mão de obra divina em nossa vida que nos faz de valor.

Mil Ilustrações

NÃO JUSTIFICA


quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

DEPOIS

Uma jovem que era constantemente advertida por sua mãe para que buscasse a Cristo antes que fosse tarde demais, um dia respondeu-lhe com impaciência: "Eu vou mãe, mas não agora. Agora é meu tempo de curtir a juventude".

Quando o pastor um dia visitou essa família, aquela mãe piedosa falou sobre a atitude da filha. O pastor estava tomando um cafezinho quando a filha entrou na sala. Educadamente, o pastor ofereceu-lhe a sua xícara com um restinho de café no fundo, dizendo: "Você pode beber o resto, pois eu não quero mais".

Ela se ofendeu, respondendo: "O senhor está sendo grosseiro em me oferecer o que o senhor mesmo não quer mais". Depois de um pequeno silêncio, o pastor disse: "Mas, filha, não é isso que você pretende oferecer a Deus?" A lição pastoral atingiu-lhe o coração.

DIREITO DE PERDOAR

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

O DILIGENTE BENJAMIM

"Vês a um homem perito na sua obra? perante reis será posto." 

Provérbios 22:29

Que pretende a Bíblia (Almeida Antiga) dizer nesse texto com a palavra "diligente"? Que é uma pessoa diligente?

O dicionário define a pessoa diligente como persistente e industriosa. É incansável em seus esforços para fazer um bom trabalho.

Dedica cuidadosa atenção a minúcias de sua atividade, de modo que ela seja realizada com o melhor de sua capacidade. O diligente é pessoa de confiança, que pode ser deixada a trabalhar sem necessidade de vigilância. Ela faz o melhor que pode, quer haja alguém fiscalizando, quer não.

A Bíblia diz que os jovens diligentes estarão perante reis. Terão sucesso na vida. José e Daniel foram moços diligentes cuja fidelidade conquistou para eles um lugar na corte real.

Benjamim Franklin foi outro jovem a cujo respeito se pode dizer: "Era diligente em seus negócios," Nascido neste dia em 1706, na cidade de Boston, Massachusetts, tornou-se famoso em ambos os lados do Atlântico como cientista, escritor, estadista, e diplomata.

Sentia-se tão em casa com os reis na Europa como com os rancheiros na Nova Inglaterra.

Um de seus vizinhos escreveu sobre ele: "A atividade de Franklin é maior do que tudo que já vi. Eu o vejo ainda no trabalho quando volto do clube; e já está de novo no trabalho antes que seus vizinhos se levantem da cama de manhã." 

Ben era o décimo quinto filho, e o mais novo de uma família de 17 irmãos. Dois anos de escola foi tudo que seus pais puderam dar-lhe em matéria de estudos. Todavia, utilizando momentos vagos de seu tempo o/e estudou sozinho matemática, geometria, navegação, gramática, geometria, e ciência, tornando-se um dos homens mais instruídos do seu tempo.

Se você quer construir uma vida de êxito, a diligência é uma das pedras angulares necessárias ao seu fundamento agora. Quando você realiza fielmente as tarefas que lhe são designadas, duras e pesadas como possam ser, você está recebendo o treinamento que o capacitará para uma posição de confiança e utilidade mais tarde.

A Sra. White escreveu isto' "No fiel desempenho de simples deveres do lar, os rapazes e as meninas lançam os alicerces da excelência mental, moral e espiritual. " - Mensagens aos Jovens, pág. 212.

Em outras palavras: sê diligente; vale a pena!

World Hook Encyclopedia, vol. 7, págs. 412-415.

DESEJOS NEGATIVOS


segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

SALVAR A SI MESMO

E dizendo: Tu, que destróis o templo, e em três dias o reedificas, salva-te a ti mesmo. Se és Filho de Deus, desce da cruz.
 
Mat 27:40

Todo ser vivo tem o desejo intrínseco de sobreviver. Ele é capaz de realizar proezas e mover o extraordinário para se manter vivo. A Bíblia diz em Jó 2.4 - Tudo quanto o homem tem dará por sua vida.

Em 1972, um avião da força área uruguaia caiu nos andes, com 45 passageiros e tripulantes, matando 29 pessoas. Os sobreviventes ficaram presos nas montanhas por 72 dias antes de serem resgatados. Para não morrerem de fome, eles comeram a carne dos companheiros mortos.

Nos versículos acima, as pessoas desafiavam Jesus a salvar a si mesmo. Posso até pensar que se tratava apenas de mais uma forma de humilhar, zombar e ferir. No entanto, não posso negar que O Mestre tinha o poder de descer da cruz e estava ao seu alcance salvar a si mesmo. Então, isso não era apenas um desafio, era uma possibilidade.

Na vida nós temos muitas vezes, e em várias ocasiões, o poder de salvar a nós mesmos ou de se entregar por algo maior e melhor. Uma família, por exemplo, pode ser unida ou até fortalecida quando os seus componentes resolvem se sacrificarem uns pelos outros, não permitindo que seus desejos e paixões destruam o lar.

Todo dia, nós temos que decidir muitas coisas, e não podemos esquecer-nos de que muito mais importante do que salvar a nós mesmos é saber o que irá morrer ou ser destruído quando eu decido que sou mais importante do que tudo.


SUCESSO

domingo, 15 de janeiro de 2017

A FLOR E A BORBOLETA

Certa vez, um homem pediu a Deus uma flor... e uma borboleta. Mas Deus lhe deu um cacto... e uma lagarta. O homem ficou triste pois não entendeu o porque do seu pedido vir errado. Daí pensou: Também, com tanta gente para atender... E resolveu não questionar.

Passado algum tempo, o homem foi verificar o pedido que deixara esquecido. Para sua surpresa, do espinhoso e feio cacto havia nascido a mais bela das flores. E a horrível lagarta transformara-se em uma belíssima borboleta.

Deus sempre age certo. O Seu caminho é o melhor, mesmo que aos nossos olhos pareça estar dando tudo errado. Se você pediu a Deus uma coisa e recebeu outra, confie. Tenha a certeza de que Ele sempre dá o que você precisa, no momento certo.

Nem sempre o que você deseja... é o que você precisa. Como Ele nunca erra na entrega de seus pedidos, siga em frente sem murmurar ou duvidar. O espinho de hoje... será a flor de amanhã!

A VOZ, O SORRISO E O OLHAR


sábado, 14 de janeiro de 2017

O ACUSADO

Conta uma antiga lenda que, na Idade Média, um homem muito religioso foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher. Na verdade, o autor do crime era uma pessoa influente do reino. Por isso, desde o primeiro momento, se procurou um bode expiatório para acobertar o verdadeiro assassino.



O homem foi levado a julgamento, já temendo o resultado: a forca. Ele sabia que tudo iria ser feito para condená-lo e que teria poucas chances de sair vivo dessa história. O juiz, que também estava combinado de levar o pobre homem à morte, simulou um julgamento justo, propondo ao acusado que provasse sua inocência. Disse o juiz:



"Sou de uma profunda religiosidade e por isso vou deixar sua sorte nas mãos do Senhor. Vou escrever em um pedaço de papel a palavra ‘inocente’ e no outro pedaço a palavra ‘culpado’. Você mesmo vai sortear um dos papéis e aquele que sair será o veredicto. Nosso Senhor decidirá seu destino", determinou o juiz.



O juiz preparou os dois papéis, mas, sem que ninguém percebesse, em ambos escreveu "culpado", de maneira que não existia nenhuma chance de o acusado se livrar da forca. Não havia saída para o pobre homem. O juiz colocou os dois papéis em uma mesa e mandou o acusado escolher um.



O homem pensou alguns segundos e, pressentindo o perigo que corria, aproximou-se confiante da mesa. Pegou um dos papéis, rapidamente colocou na boca e o engoliu. Os presentes ao julgamento reagiram surpresos e indignados com a atitude do homem.



"Mas o que você fez? E agora? Como vamos saber qual será o veredicto?"



"É muito fácil", respondeu o homem. "Basta olhar o outro pedaço que sobrou e saberemos que acabei engolindo o seu contrário."



O outro papel foi conferido. Estava escrito "culpado", portanto o que ele engoliu só podia ser "inocente". Imediatamente o homem foi libertado.



P.S.: Por mais difícil que seja uma situação, não deixe de acreditar até o último momento. Saiba que para qualquer problema há sempre uma saída. Não desista, não entregue os pontos, não se deixe derrotar. Persista, vá em frente apesar de tudo e de todos. Creia que você pode consegui

A DOR E O AMOR


sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

O NOSSO DEUS

Quando a Babilônia corria o perigo de ser invadida pelos persas, o povo pensou que devia salvar primeiramente os deuses Bel e Nebo. Os deuses foram então colocados sobre animais que iam na frente da multidão. Como fossem uma carga muito pesada, a fuga tornou-se muito lenta. E assim, em vez de salvar o povo, os deuses tornaram-se um empecilho para a multidão. Desse modo o povo foi vencido e levado ao cativeiro.

Quão diferente é o Deus vivo a quem nós amamos e confiamos. Nós não o salvamos; Ele nos salva e nos livra nas horas de provação. A religião não é uma carga para nós. Ela não impede a nossa marcha. Ao contrário, ela nos eleva e nos conduz pelo caminho da perfeição.

São, porventura, as asas uma carga para a ave? São, por ventura, as velas uma carga para o barco? Do mesmo modo Deus é para nós a fonte da nossa força. Seu poder habilita-nos a triunfar sobre todas as provas e tentações. Não somos nós quem o carregamos, mas sim, Ele é quem nos leva e nos traz sempre em segurança.

Charles Gallacher (Austrália)

O QUE É FELICIDADE?

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

OLHA AS ESTRELAS, MAS...

E ele disse: A este tempo determinado, segundo o tempo da vida, abraçarás um filho. E disse ela: Não, meu SENHOR, homem de Deus, não mintas à tua serva.

 2 Reis 4:16

Foi Theodore Roosevelt quem disse: Mantenha os seus olhos nas estrelas e os seus pés na terra. Foi tão somente uma maneira de dizer, "pense alto, mas aja com muita prudência e cuidado". Planos maravilhosos podem dar em nada ou em prejuízo, se na execução deles, os pés forem tirados do chão.

No decorrer da vida conheci pessoas, e eu mesmo já fiz parte do grupo e incrementei as estatísticas, que por algum motivo fitaram as estrelas e tiraram os pés do chão. Acreditaram em tudo e em todos ao redor e se deram mal, e eu fui um deles. Outros (bem, acho que entre estes nunca estive) só têm os pés no chão, mas nunca olharam as estrelas. Quando alguém lhes acena com a possibilidade de algo grande, recuam como a sunamita fez diante de Elizeu, dizendo: Não meu Senhor, homem de Deus, não minta para a tua serva. 2 Reis 4:16. 

À luz da Bíblia, Theodore Roosevelt estava certíssimo. Depois de provado, o nosso pai na fé Abraão escutou do Senhor: Olha para as estrelas. Pode contá-las? Assim será tua descendência. Nosso Deus é um Deus grande, o Deus dos impossíveis, e Ele prometeu fazer coisas grandes e firmes para aqueles que clamassem a Ele, conforme está escrito em Jeremias 33.3. A Palavra fala para entrarmos no Santuário com ousadia para sermos ajudados, e diz também para abrirmos bem a nossa boca, com o significado de pedirmos com ousadia, olhando as estrelas.

Mas, poderemos perder nossas bênçãos se não executarmos mesmo aquilo que é plano de Deus, com prudência. Saul foi empossado rei por escolha do próprio Senhor, mas perdeu sua benção na execução da função, por imprudência. O divisor de águas entre o sucesso e o fracasso é a prudência, o cuidado na execução. É o "pé na terra". Por isso é que está escrito: Ata a prudência no teu pescoço, como se fosse um colar. Um colar de prudência e cuidado. Seja ele o teu mais importante adereço, mas que ele não engesse o teu pescoço a ponto de impedir -lhe de mover a cabeça e os olhos para o alto.

Olha, nem oito e nem oitenta. Nem só a cabeça nas nuvens, ou melhor, nas estrelas, e nem só os pés na terra, ainda que se tivesse de optar por uma, a segunda seria bem melhor. Conheço muitos que fizeram essa segunda opção, mas suas vidas carecem daquele sabor que somente o sonho ousado pode acrescentar. 

Olha para as estrelas, mas não se deixe atrair a ponto de sair flutuando. Suba até lá só com o coração. 

Por Pr. Sinval 

O SORRISO


quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

OS DEGRAUS DE SUA VIDA

Você recebeu alguma coisa da qual tinha necessidade ou foi agraciado com uma dádiva de valor e, portanto, se sente satisfeito e disposto a agradecer ao seu doador e benfeitor.

Se, por outro lado, as coisas não vêm ocorrendo exatamente dessa forma, e a vida se apresenta coberta de problemas, não há o mesmo ânimo de agradecer e surge o ímpeto de reclamar e murmurar.

Saiba, porém, que mesmo as coisas que aparentam ser más, e podem até representar derrotas, têm sua razão de ser e podem ser MEROS DEGRAUS para que seja atingida a grande meta.

É por essa razão que surge a recomendação de que, por tudo e em tudo, você agradeça a Deus, expressando tal gratidão de forma aberta.

O próprio ato de agradecer é uma fonte de vitória, e um meio de trazer boas coisas para sua vida.

Faça o teste hoje!

"Em tudo dai graças..." II Tess 5:18

Trecho extraído do livro "Ouvindo a Deus"

Pastor Elcio Lourenço

SEMEIA AMOR