quinta-feira, 26 de abril de 2018

DESEJAR O MAL

A alma do perverso deseja o mal; nem o seu vizinho recebe dele compaixão.

Pv. 21. 10

Nosso mundo vive dias difíceis. Guerras, assassinatos, carros incendiados, tiros, prisões, mortes. Cenas de guerra são transmitidas pela TV. Tudo isso, porque o homem mal tem manifestado cada vez mais suas obras.

O salmista diz que o perverso deseja o mal. Sua alma procura fazer coisas ruins. Sua mente planeja que o mal ocorra. Já ouvi histórias de pessoas que ao ir a festas levam armas e as escondem nos arredores, para mais tarde  atentar contra a vida de alguém.

Há algumas semanas, esqueci de travar o carro e ia sendo alvo de um roubo. Outro dia, a empregada flagrou um guri que entrou lá em casa. E-mails falsos, cobranças bancárias inexistentes, golpes por telefone, comunicado de um banco da África do Sul sobre um dinheiro que eu tenho lá, já fui sorteado no SBT, no Faustão. Já fui alvo de tudo isso este ano.

É incrível como a mente humana tem planejado o mal, como sua alma deseja o que é mal! No entanto, a busca do bem é fato raro, poucas são as pessoas que tem se dedicado a levar o bem ao próximo, a ajudar ao necessitado. Lembremos que a alma do perverso deseja coisas ruins. O que a sua alma tem desejado?

Fandermiler Freitas

O ÓDIO


quarta-feira, 25 de abril de 2018

UMA PEDRA FALA

"Asseguro-vos que, se eles se calarem, as próprias pedras clamarão." 

S. Lucas 19:40

O ano era 1799. O lugar, Roseta, no Egito. O Sr. Boussard, um oficial francês do corpo de engenheiros de Napoleão, estava cavando uma trincheira a uns 7 quilômetros ao norte da cidade. De repente ele notou uma grande pedra de basalto negro surgindo acima na lama.

Pensando que poderia tratar-se de um antigo tablete, curvou-se para examinar o achado mais detidamente. Havia estranhos sinais gravados na superfície da pedra, e o engenheiro Boussard entendeu logo que os estudiosos que acompanhavam Napoleão estariam interessados nela.

Na próxima vez que foi ao acampamento ele levou consigo a pedra de basalto negro com inscrições em grego e duas formas de antigo egípcio. Não foi tarefa fácil. Imagine uma pedra retangular sólida com 1,20m de altura por 0,80m de largura e ainda com 0,28m de espessura.

Foram necessários mais de 20 de anos para que os eruditos concluíssem decifrar o que a escrita dizia. Primeiro eles tiveram de traduzir a parte em grego. A seguir, anotaram os nomes de pessoas e de lugares na porção grega, e viram que eram os mesmos nomes da outra escrita. Pouco a pouco os hieróglifos começaram a mostrar sentido Uma vez que se pudesse ler esta antiga escrita egípcia, seria possível saber muito mais sobre a vida no Egito durante o tempo de José e Moisés. E assim foi realmente o que aconteceu. E deste modo muitas pessoas vieram a crer nas histórias da Bíblia.

A arqueologia tem trazido à luz maravilhosas informações que confirmam os relatos da Bíblia que, durante muitos séculos, vinham pondo postos em dúvida pela crítica das Escrituras Sagradas. Descobrimentos na Assíria, Babilônia, em terras da Palestina, têm trazido ao conhecimento do mundo da atualidade fatos e narrativas que confirmam as declarações bíblicas. Assim, Jesus estava certo quando disse que as pedras haveriam de falar um dia.

Fonte: http://www.4tons.com/4ilustracoesparasermoes.htm

PACIÊNCIA

terça-feira, 24 de abril de 2018

VUNERÁVEL

Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.

Romanos 6:13
No livro de C. S. Lewis, O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa, a Feiticeira Branca precisou saber somente uma coisa a respeito de Edmundo, para fazer com que ele traísse seus irmãos. Ao fazer-lhe algumas perguntas simples, a bruxa descobriu que a fraqueza de Edmundo era a sua preferência por um doce macio, cortado em quadrados, chamado Prazer Turco. O pedaço que ela deu a Edmundo foi mais delicioso do que tudo que ele experimentara. Logo Edmundo só conseguia pensar em "tentar engolir tantos quadrados do doce quanto possível, e quanto mais comia, tanto mais desejava". 

Cada um de nós tem uma vulnerabilidade como a de Edmundo, e Satanás está ansioso por explorá-la. Pode ser algum vício como drogas ou álcool, ou pode ser algo aparentemente inofensivo e talvez até algo bom como comida, amizades ou trabalho.

GRANDEZA

segunda-feira, 23 de abril de 2018

O QUE FAZES AQUI?

Ali, entrou numa caverna, onde passou a noite; e eis que lhe veio a palavra do SENHOR e lhe disse: Que fazes aqui, Elias?
I Reis 19.9

A vida é cheia de altos e baixos. Há dias que acordamos com um hino de louvor nos lábios e anoitecemos com a boca cheia de lamúria; Há dias que nos revestimos de alegria, mas há dias que somos escravos da tristeza.

Há dias que mais parecemos prisioneiro da dor, morador das regiões obscuras da desilusão, inimigos da paz; Mas também há dias de  esperança, de alívio; Há dias que somos campeões da fé, imbatíveis, irresistíveis, mas há os que somos fracos, derrotados antes do combate, abatidos.

A vida é uma guerra de combates diários. Cheia desses paradoxos. Elias conheceu todas as montanhas e os vales da existência humana, enfrentou pântanos, florestas e desertos. Ele era um homem extraordinário, usado por Deus. Um dia enfrentava sozinho 450 sacerdotes de Baal, fazia descer fogo do céu; no instante seguinte, se enclausurava numa caverna, abatido, entristecido e pedia a morte para si.

Quantos de nós experimentamos tempos assim? Dias de alegria e vitórias, seguido por abatimento, tristeza, depressão, angústia? Muitos.

Conta-se que Martinho Lutero ao saber que  muitos de seus companheiros sucumbiam diante do martírio, vai se tornando abatido, cansado, exaurido, prostrado. Ele entra em seu quarto e ali permanece sem comer, sem sair por uma semana inteira. Diz-se que ao final desta semana, uma jovem vestida de preto bateu a porta de seu quarto, e Lutero ao atender, abatido, desfigurado… Ele logo indaga, ao vê-la de preto: Quem morreu desta vez? E a jovem dispara com convicção: Deus morreu! Lutero então passa a condená-la… que loucura é essa! Deixe de blasfemar! Deus não morreu! E a jovem docemente então lhe indaga: Se Deus não morreu, que fazes tu aí neste quarto, abatido e prostrado? Se Deus não morreu, saia e lute como um soldado em seu posto.

Quando Deus viu Elias naquela caverna, abatido, se sentido completamente derrotado ficou triste, porque Elias se tornara um soldado fora de seu posto. Então, Deus lhe disse: "Que fazes aqui, Elias?"

Não sei quais são os teus dias: tristeza, alegria? Mas uma coisa Deus espera de nós, que nunca abandonemos o nosso posto. Que nosso coração não ouça Deus dizer: Que fazes aqui?

LUZ E TREVAS


domingo, 22 de abril de 2018

ESTAÇÕES DA VIDA


Vida e morte, fracasso e sucesso, fome e sede, e muitas outras coisas fazem parte da normalidade da vida. Contudo não devem ter permissão para interromper a harmonia. Jack Klensey

Viver a vida e dela retirar o melhor consiste em aceitar os eventos que a própria vida traz.

A vida nem sempre é como uma montanha russa de um parque de diversões, o qual em alguns momentos nos levando para cima com seus instantes de grande adrenalina e empolgação, e em outros nos encontrando lá em baixo, no nível do solo. A verdade é que algumas vezes a vida é também marcada sem a presença de grandes eventos, transcorrendo calma e serena em sua trajetória.

No entanto, o importante mesmo é aproveitar a diversificação desses tempos. Tenha em mente que a sua vida é dirigida por Deus. Ele permite que tristezas e alegrias se tornem seu tempero ao nos ensinar uma preciosa e fundamental lição: nós somos dele, foi Ele quem nos fez e a nossa vida, seja em momentos tristes ou  alegres, está em suas mãos. Crescer em sabedoria em meio a essas distintas estações da existência pode nos tornar pessoas muito mais completas.

Se buscares a sabedoria como a prata e como a tesouros escondidos a procurares, então entenderás o temor do Senhor e acharás o conhecimento de Deus.

Provérbio 2.4-5

Autor: Nélio Silva

O OBJETIVO DA VIDA


sábado, 21 de abril de 2018

SOZINHO NUNCA

... e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém

Mateus 28.20

Renato Russo disse certa vez: "Digam o que disserem, o mal do século é a solidão" e eu sabiamente assino embaixo. Se observarmos um pouco a vida veremos que ele tinha muita razão.

Arnaldo Jarbor, no texto "Estamos com fome de amor", declarou: "Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros e transparentes... chegam sozinhas. E saem sozinhas. Empresários, advogados, engenheiros que estudaram, trabalharam, alcançaram sucesso profissional e, sozinhos."

A verdade é que nós estamos cada dia mais distantes um do outro, perdemos o interesse no próximo. Não falo aqui de querer saber as minúcias da vida alheia, mas de se aproximar do outro, de semeiar amor e carinho.

Jesus disse que o amor se esfriaria na terra, que os homens seriam amantes de si mesmos...

Apesar da essência humana se distanciar do amor, da paz, da harmonia, Deus nunca quer se afastar do ser humano, Ele prometeu sempre está conosco até o final dos tempos. Se a solidão lhe cerca, lhe aflige, lhe machuca, lembre-se de que o Pai deseja estar com você todos os dias.

Fandermiler Freitas

A SOLIDÃO

sexta-feira, 20 de abril de 2018

BONS DESEJOS

Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma 

3 João 2 

Em situações e datas especiais, os cristãos desejam prosperidade e sucesso uns aos outros. Foi isso o que o apóstolo João desejou a seu amado irmão Gaio. Mas, ao mesmo tempo, deixou claro que o mais importante para ele era a prosperidade de sua alma. Deus tem um cuidado especial pelo bem-estar de nossa alma.

Quando Paulo, o fiel servo do Senhor, escreveu: "Bastante tenho recebido e tenho abundância" (Filipenses 4:18), não vivia numa casa luxuosa nem fazia uma viagem turística, mas estava em uma prisão romana.

Para o cristão espiritual, o contentamento não depende dos bens materiais e nem das circunstâncias. Depende unicamente da convicção de que nada pode separá-lo do amor de Deus. 

O "tesouro" dos redimidos está nos céus, no lugar mais seguro. Mas Deus não deixa os Seus desamparados na terra.

Quem conhece a Cristo como Salvador pode contar com a bênção de Deus pelo resto de sua vida. Isso significa que um filho de Deus que anda no temor de Deus sempre será abençoado com tranqüilidade e boa saúde?

Alguns creem que sim, porque pensam que um cristão que enfrenta dificuldades e doenças deve ter atraído sobre si o castigo divino. Essa era a opinião dos amigos de Jó quando a fatalidade o alcançou. Porém, o final do livro mostra que Deus não estava irado com Jó, mas com seus amigos. O patriarca tinha a aprovação divina!

Extraído do devocional Boa Semente 2005

COMPRAR UMA BÍBLIA


quinta-feira, 19 de abril de 2018

NÃO, UMA BÊNÇÃO DISFARÇADA

"e tendo chegado diante da Mísia, tentavam ir para Bitínia, mas o Espírito de Jesus não lho permitiu. Então, passando pela Mísia, desceram a Trôade. De noite apareceu a Paulo esta visão: estava ali em pé um homem da Macedônia, que lhe rogava: Passa à Macedônia e ajuda-nos. E quando ele teve esta visão, procurávamos logo partir para a Macedônia, concluindo que Deus nos havia chamado para lhes anunciarmos o evangelho" (Atos 16:7-10).

Muitas vezes, com certeza, já ouvimos, de algum amigo, a frase: "Eu espero que você consiga exatamente o que quer". Será que já paramos para refletir sobre ela? Estamos, constantemente, desejando coisas de que não necessitamos ou que não são boas para nós. "Nossos olhos são maiores do que nossos estômagos".

O "não" de Deus frequentemente é uma bênção disfarçada e pode levar a uma missão maior, como o apóstolo Paulo descobriu ao receber o chamado do homem da Macedônia.

Como reagimos ao ouvir um "não" em nossas pretensões? Fechamos o semblante? Murmuramos por mais um fracasso? Deixamos transparecer nosso mau-humor culpando a todos pela nossa frustração?

Muitas vezes esse "não" tem sabor de vitória. Ele pode valer muito mais do que um "sim". Ele pode ser o primeiro passo para uma grande conquista. Quando o "não" vem do Senhor, devemos sorrir e cantar porque Ele terá algo maior e mais grandioso para nós. Basta apenas que confiemos nEle, que saibamos compreender o que realmente deseja e aguardar as maravilhas que seguirão a esse "não" abençoado.

O segredo para uma vida abundante e feliz é esperar sempre a vontade de Deus. Se vivermos dessa maneira, tanto o "sim" como o "não" terão o mesmo valor e trarão o mesmo regozijo para o nosso coração.

Você murmura quando Deus responde "não" ou agradece a Ele por mostrar-lhe que seu propósito estava equivocado?

Paulo Roberto
http://www.iluminalma.com

TESOUROS DA ALMA

quarta-feira, 18 de abril de 2018

ALIANÇA DA GRAÇAS

Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.

Lucas 19:10

Na aliança da graça, que não é como a de obras que havia sido feita com Adão, Deus está aceitando pessoas imperfeitas, e com uma obediência imperfeita, desde que se arrependam de seus pecados e creiam em Cristo, e este é o melhor argumento para a eternidade da salvação dos crentes, e a garantia e segurança sobre qual repousa a certeza de jamais serão lançados fora por Deus. Ele ama imperfeitos que buscam a perfeição espiritual em Jesus Cristo.


Sílvio Dutra

HUMILDADE


terça-feira, 17 de abril de 2018

CREMOS NAS ESTRELAS?

"Ao que lhe respondeu Jesus: Se podes! Tudo é possível ao que crê. E imediatamente o pai do menino exclamou [com lágrimas]: Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé!" 

Marcos 9:23, 24

"Eu não tenho nenhuma fé nas estrelas, mas eu tenho fé total na Pessoa que fez as estrelas!" (Autor desconhecido)

Onde está colocada a nossa fé? No amigo rico que, em um momento de generosidade, nos dará um bom emprego ou nos ajudará financeiramente? Em nossa família, que a qualquer momento nos socorrerá? Em um bom casamento, que poderá resolver todos os nossos problemas? No sol, na lua, nas estrelas, na natureza... Se pensamos assim, nossa fé é vã e inútil e dificilmente nossa sorte será mudada.

Precisamos ter fé no Deus que criou o universo, que criou o homem à Sua imagem e semelhança, que criou todas as coisas para nosso deleite e prazer, que enviou Seu Filho para perdoar nossos pecados e nos dar vida eterna, que nos ama apesar de todas as nossas falhas. Se essa é a nossa fé, então nada está perdido, tudo nos será possível.

Por que a chuva cai, rega a terra e faz crescer uma bela flor? Por que, na estação própria, o fruto nasce da terra e serve para nosso alimento? Por que nossos fracassos e derrotas logo se transformam em sucesso e vitórias? Porque existe um Deus, um Deus de amor, um Deus que se preocupa conosco, um Deus que caminha ao nosso lado, mesmo sendo nós tão pequeninos e insignificantes. Cremos em Deus e isso faz toda a diferença! Cremos em Deus e a nossa fé transforma o mundo! Cremos em Deus e, por isso, somos os mais bem-aventurados seres dessa criação.

Eu tenho fé em Deus... glórias a Deus!

Paulo Barbosa

É O AMOR