sábado, 2 de julho de 2022

DEUS ESCOLHEU VOCÊ

Ninguém é pequeno demais para que Deus não possa usá-lo, nenhuma desculpa é aceitável. Da próxima vez que você achar que tem um motivo para Deus não poder usá-lo, lembre das seguintes pessoas: 

Noé foi bêbado 
Abraão era muito velho 
Isaac era um alucinado 
Jacó era mentiroso 
Lia era feia 
José foi escravo e assediado 
Moisés foi um assassino ( Como Davi e Paulo) Débora era muito crítica 
Gideão era medroso 
Sansão tinha cabelos longos 
Raab foi prostituta 
Jeremias e Timóteo eram muito jovens 
Elias era suicida 
Isaías pregou nu 
Jonas fugiu de Deus 
Noemi era viúva 
Jó perdeu tudo 
João Batista comia gafanhotos 
Pedro era temperamental 
João era metido a santo (fanático) 
Os discípulos dormiram enquanto oravam 
Marta se preocupava com tudo 
Sua irmã Maria era preguiçosa 
Maria Madalena era endemoniada 
O garoto com os peixes e pães era desconhecido (e ainda é) 
A mulher samaritana teve muitos homens 
Zaqueu era muito baixo 
Pedro era muito impulsivo 
Marcos tinha desistido de tudo 
Timóteo tinha úlcera de estômago 
E Lázaro já havia morrido. 

Todos foram curados, tratados e sentiram a maravilha do amor e o poder de Deus sendo usados para levar as Boas Novas aos que ainda não conheciam e mostrar o caminho da vida eterna a todos. 

E agora qual desculpa nós vamos arrumar para não nos colocarmos na posição que Deus deseja que tomemos? 

Um dia lindo, como sua alma. 
Um semana abençoada. 
Um abraço. 
Equipe Portal da Comunhão. 

Johanna Paula Xavier Gomes Pereira

ARMA DE GUERRA

 

sexta-feira, 1 de julho de 2022

ESCOLHA SEUS MENTORES

O mundo já viu reis mais sábios, reis mais ricos e reis mais poderosos. Mas a história nunca viu um rei mais corajoso do que o jovem rei Josias. Ele herdou um trono frágil e uma coroa manchada. O templo estava em desordem, a lei foi perdida e as pessoas adoravam ídolos. Mas ao final do reinado de trinta e um anos de Josias, o templo havia sido reconstruído, os ídolos destruídos e a lei de Deus foi novamente elevada a um lugar de destaque e poder.

Josias tinha oito anos quando subiu ao trono e folheou o álbum de recortes de sua família até encontrar um ancestral digno de ser imitado. “Ele viveu como seu antepassado Davi viveu, e ele não parou de fazer o que era certo” (2 Reis 22:2 NCV).

O princípio? Não podemos escolher nossos pais, mas podemos escolher nossos mentores.

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Choose Your Mentors”

AGOSTINHO

 

quinta-feira, 30 de junho de 2022

VENCIDO PELA CÃIBRA

Na versão do amalequita, Saul lhe teria dito: "Arremete sobre mim e mata-me, pois me sinto vencido de cãibra" (2 Samuel 1:9). Saul não podia levantar-se, não podia lutar, não podia fugir - porque estava vencido pela cãibra. O rei estava imóvel, parado e derrotado, pois se achava vencido pela cãibra.

Mas não é só a cãibra que pode deixá-lo no chão. Às vezes você não é um vencido pela cãibra, mas é um vencido pelo sono, como Êutico, aquele jovem que caiu do terceiro andar e foi dado como morto (Atos 20:9). Às vezes você não é um vencido pelo sono, mas é um vencido pelo vinho (Isaías 28:1). Às vezes você não é um vencido pelo vinho, mas é um vencido pela mulher adúltera, cujos lábios "destilam favos de mel" (Provérbios 5:3) e "cujos pés não param em casa" (Provérbios 7:11).

Talvez você seja um vencido pelo temperamento, pela ira, pelo ódio, pela inveja, pela carne, pelo curso deste mundo, pela multidão ou pelo demônio.

Essa situação não é confortável, não é saudável, não é boa. Ser vencido por qualquer força estranha gera tristeza, gera remorso, gera desânimo, gera sentimento de inferioridade, gera vergonha, gera confusão, gera culpa, gera desespero. Você não é obrigado a ser vencido pelo mal. Essa rotina descabida precisa acabar. É você quem tem de vencer a cãibra, o sono, o álcool, as drogas, a preguiça, o amor ilícito, a incredulidade a amargura, o maligno

Insista na oração. Aprenda a dizer não a você mesmo. Não existe vitória sem renúncia, sem disciplina, sem perseverança. Assim como a criança começa a andar, comece a ceder, comece a abrir mão daquilo que o tomava vencido, comece a se acostumar com a vitória. Não vai demorar nada e você deixará de ser um vencido, para ser um vencedor. Por meio daquele que "sempre nos conduz em triunfo" (2 Coríntios 2:14). Deus o abençoe! 

Revista ULTIMATO- Novembro / Dezembro, 1998

AINDA BEM


quarta-feira, 29 de junho de 2022

VALEU A PENA! - EM CADEIAS PELA FÉ

Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás. 

(Eclesiastes 11:1)

“ E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, [Paulo e Barnabé] voltaram... Confirmando os ânimos dos discípulos, exortando-os a permanecer na fé, pois que por muitas tribulações nos importa entrar no reino de Deus.”

(Atos 14:21-22)

Como Bíblias podem entrar em países que são contrários a Deus? Há muitos anos, cristãos tiveram a ideia de embalar algumas páginas em sacos plásticos e jogá-los no mar. Dessa maneira, a Albânia foi evangelizada a partir das ilhas gregas. Cada pacote, leve o bastante para não afundar, continha uma porção do evangelho com algumas notas explicativas. Pela fé, os sacos foram entregues ao mar, ao sabor das correntes. As ondas os levaram para praias distantes. E Deus garantiu a chegada deles em segurança. Um albanês encontrou umas páginas do evangelho na praia e se converteu. Procurando ao longo da praia, achou mais alguns sacos plásticos, que distribuiu a outras pessoas. Ele foi preso e condenado a 9 anos de prisão. Mais tarde, quando a Albânia se tornou um país, os cristãos foram procurá-lo e perguntaram:

— Você se sente amargurado por ter ido para a prisão por nossa causa?

Ele respondeu:

— Não! Valeu a pena! Após 9 anos no cárcere, aquele homem foi capaz de participar de uma reunião cristã pela primeira vez e recebeu uma Bíblia completa. Contudo, o Senhor tinha alcançado o coração dele por meio de um simples pedaço do evangelho, e sem qualquer outra literatura cristã, tinha-o convencido de seus pecados, tinha-o colocado em Sua obra e o guardado em todo o tempo de severas provações.

Boa Semente Seleções - Histórias da Graça de Deu

IMPOSSIBILIDADES


 

terça-feira, 28 de junho de 2022

DE QUEM É O PODER?

 

SEDE DE DEUS

"A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo" 

Salmos 42:2

Um homem, conhecido como alguém que tinha uma vida inteiramente consagrada a Deus, estava sentado às margens de um rio. Um pequeno menino, aproximando-se dele, perguntou: "O senhor me ensina a orar?" "Você tem certeza de que quer aprender a orar?", perguntou o homem. "Sim, eu tenho," respondeu prontamente o menino. Ao ouvir a resposta, o homem agarrou o menino pelo pescoço e mergulhou sua cabeça na água e ali a deixou enquanto o garoto se debatia e fazia força para escapar. Depois de um período que parecia interminável para o menino, ele retirou sua cabeça da água. "Por que fez isso," perguntou o menino, falando com dificuldade. "Essa foi sua primeira lição no aprendizado da oração. Quando você tiver tanta ansiedade por Deus como teve para se salvar, então poderá começar a orar."

O que temos entendido por oração? Ou melhor, como tem sido a nossa vida de oração? Será que chamamos falar com Deus um pequeno momento de palavras decoradas, ou uma rotina de palavras quando acordamos, ou vamos fazer as refeições ou mesmo quando vamos dormir?

Será que nossas orações se limitam a "pedir" favores e benesses sem que demonstremos ao Senhor o quanto Ele é importante em tudo que fazemos ou pretendemos fazer?

Quantas vezes, em toda a nossa vida, nos curvamos diante do Pai celeste simplesmente para dizer: "Senhor eu te agradeço por tudo que és para mim e por tudo que tens feito em minha vida. Eu não saberia dar um só passo ou pronunciar uma palavra sequer se tu não estivesses comigo!" Quantas vezes derramamos nossas lágrimas diante dele, a sós em nosso quarto, apenas pelo que Ele significa para nós, sem lhe pedirmos coisa alguma?

Se tivermos sede de Deus, aprenderemos a trilhar os caminhos da oração!

Paulo Roberto Barbosa

segunda-feira, 27 de junho de 2022

SANTIFICADO SEJA O TEU NOME

“Santificado seja o teu nome.” A frase é uma petição, não uma proclamação. Um pedido, não um anúncio. Sagrado seja seu nome. Faça o que for preciso para ser santo em minha vida. Assuma o seu lugar de direito no trono. Tu sejas Senhor, e eu ficarei quieto.

O Santo habita em um nível diferente do resto de nós. O que nos assusta não o assusta. “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus” (Salmo 46:10). Este versículo contém um comando com uma promessa. O comando? Fique quieto. Cubra sua boca. Dobre seus joelhos. A promessa? Você saberá que eu sou Deus. O navio da fé viaja em águas brandas. A crença viaja nas asas da espera.

No meio de suas tempestades diárias, faça questão de ficar quieto e focar nele. Deixe Deus ser Deus.

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Hallowed Be Thy Name”

RESISTÊNCIA


 

domingo, 26 de junho de 2022

A PRATA

Havia um grupo de mulheres num estudo bíblico do livro de Malaquias. Quando elas estavam estudando o capítulo 3, elas se depararam com o versículo 3 que diz: "Ele assentar-se-á como fundidor e purificador de prata"...

Este verso intrigou as mulheres e elas se perguntaram o que esta afirmação significava quanto ao caráter e natureza de Deus. Uma das mulheres se ofereceu para tentar descobrir como se realizava o processo de refinamento da prata e voltar para contar ao grupo na próxima reunião do estudo bíblico.

Naquela semana esta mulher ligou para um ourives e marcou um horário com ele para assisti-lo em seu trabalho. Ela não mencionou a razão de seu interesse na prata, nada além do que sua curiosidade sobre o processo de refinamento da prata. Enquanto ela o observava, ele mantinha um pedaço de prata sobre o fogo e deixava-o aquecer.

Ele explicou que no refinamento da prata devia-se manter prata no meio do fogo onde as chamas eram mais quentes de forma a queimar todas as impurezas. A mulher pensou em Deus mantendo-nos num lugar tão quente, depois ela pensou sobre o verso novamente, que "ele se assenta como um fundidor e purificador da prata".

Ela perguntou ao ourives se era verdade que ele tinha que se sentar em frente ao fogo o tempo todo que a prata estivesse sendo refinada. O homem respondeu que sim. Ele não apenas tinha que sentar-se lá segurando a prata, mas também tinha que manter seus olhos na prata o tempo inteiro que ela estivesse no fogo. Se a prata fosse deixada, apenas por um momento, em demasia nas chamas, ela seria destruída.

A mulher silenciou por um instante. Depois ela perguntou: "Como você sabe quando a prata está completamente refinada?".

Ele sorriu e respondeu: "Oh, é fácil. Quando eu vejo a minha imagem nela".

O IMPORTANTE É CONFIAR

 

sábado, 25 de junho de 2022

A CANETA OU A MÃO

A mão do nosso Deus é sobre todos os que o buscam, para o bem. (Esdras 8:22)“

Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus. (1 Pedro 5:6)

As aulas estavam por começar e minha netinha me perguntou:

— Vó, quando era pequena a senhora também foi à escola?

— Sim, meu amor, e vou lhe contar como aprendi a escrever. Em meu caderno, a professora escreveu um modelo das letras que eu devia copiar. Quão bonitas elas eram! Queria fazer igualzinho com minha caneta nova. Me esforcei... mas foi um desastre! Minhas letras saíam torcidas, com manchas feias... Por quê? Certamente devia ser a caneta

— pensei. Então me ocorreu furtar a da professora. Porém ela percebeu e com voz severa me perguntou:

— Quem pegou a minha caneta? 

Um grande silêncio se fez na sala. Comecei a chorar. A professora brigou comigo na frente da turma, dizendo:

— Por que você pegou a minha caneta?

Contei-lhe tudo. Então ela me consolou com um sorriso e acrescentou:

— Pegue sua caneta, eu vou segurar sua mão.

Ela foi conduzindo minha mão e, para minha surpresa, as letras ficaram boas. A culpa não era da caneta, mas da mão que a guiava! Lembro-me dessa história toda vez que pretendo fazer o bem. Apesar de meus esforços, só terei sucesso à medida que, como instrumento sem vontade própria, permitir que Deus "guie minha mão" e aja em minha vida, porque Ele tem um objetivo preciso para sua glória e minha felicidade.

Boa Semente Seleções - Histórias da Graça de Deus

DIFERENÇAS

 

sexta-feira, 24 de junho de 2022

Há momentos em que falar é violar o momento, quando o silêncio representa o maior respeito. A palavra para tais tempos é a reverência, e a oração por tais tempos é “sagrada como teu nome”. Não se preocupe em ter as palavras certas; Preocupe-se mais em ter o coração certo. Não é eloquência que Deus procura, apenas honestidade.

Este foi um trabalho de lição aprendido. Se ele tivesse uma falha, era sua língua. Ele falou demais. Ele define Deus, explica Deus, analisa Deus. São trinta e sete capítulos no livro de Jó até que Deus se pronuncie, e Jó não pode deixar de entender: somente Deus define Deus.

Jó responde: “Eu não sou digno … então vou colocar minha mão na minha boca” (Jó 40:4 NCV). Antes de ouvir Deus, Jó não conseguia falar o suficiente. Mas, depois que ele ouviu Deus, ele não conseguia sequer falar.

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Job”

O MAIS IMPORTANTE

 

quinta-feira, 23 de junho de 2022

DOMINADO PELO AMOR

Dirigia a Penitenciária do Estado de São Paulo o prof. Flamínio Fávero. Cristão evangélico, implantara naquela casa um regime novo, substituindo o castigo pela bondade.

Desde o começo de sua gestão como diretor procurou manter, para com os sentenciados, uma atitude bondosa e paternal. Eles começaram a tratá-lo do “nosso pai”.

Tal orientação, porém, não satisfazia a certas pessoas que tudo fizeram para prejudicar a obra do diretor.

Instrumento de insufladores, um sentenciado, certo dia, revoltou-se contra os guardas e, armado de faca, mostrava-se perigoso. Esgotados os recursos para submetê-lo, resolveram chamar o diretor. Este residia longe, mas atendeu prontamente ao chamado. A primeira coisa que fez foi pedir aos guardas que se retirassem, que o deixassem só com o sentenciado ameaçador. Fizeram-lhe ver o perigo. Não importava. Saíssem.

A sós, frente a frente com o criminoso irado, dirigiu-lhe o prof. Flamínio Fávero palavra de conselho, chamando-o à razão. O homem mostrava-se irredutível. O diretor entrou na cela. O preso advertiu-o a que não entrasse, não respondia por algum desatino, podia feri-lo... O diretor, falando mansamente, lembrava-lhe a amizade que lhe dispensara. O preso ameaçava. Às tantas disse que se entregaria desde que não sofresse nenhum castigo. O diretor disse-lhe que nada poderia prometer-lhe, que largasse a faca. Sucedeu, então, o inesperado. O homem atirou a faca longe de si, rendeu-se e, chorando, disse ao diretor:

— Doutor, eu com o senhor vou até o inferno.

O amor dominara-o. É grande o seu poder.

 (Extraído de VASSÃO, Amantino Adorno. Esteiras de Luz. Rio de Janeiro: Juerp, 1971

SEMEIA AMOR