terça-feira, 31 de janeiro de 2023

UM SALVADOR EM COMUM

Muros separavam Filipe do eunuco. O etíope tinha pele escura; Filipe era de pele clara. O funcionário veio da África; Filipe cresceu por perto. O viajante era rico o suficiente para viajar. Filipe era um simples refugiado, banido de Jerusalém. Filipe era pai de quatro meninas. O oficial era um eunuco.

Mas Filipe “anunciava Jesus a ele… E o eunuco disse:… “O que me impede de ser batizado?” (Atos 8:35-36). Filipe, membro fundador da equipe de demolição do fanatismo, convidou: “Se você acredita de todo o coração, você pode” (v. 37). A próxima coisa que você sabe é que o eunuco está saindo das águas batismais e a igreja tem seu primeiro convertido não judeu.

A cruz de Cristo cria um novo povo, um povo desimpedido pela cor da pele ou rivalidade familiar. Uma nova cidadania, baseada não em ancestralidade ou geografia comum, mas em um Salvador em comum.

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “A Common Savior”

UM FRACASSO DE SUCESSO


 

segunda-feira, 30 de janeiro de 2023

A MISSÃO DO CAÇADOR DE ALMAS

Quando um caçador sai à procura de uma presa não sabe em que direção vai andar, nem tem ideias preconcebidas a respeito. Talvez tenha que subir uma montanha, talvez cruzar um rio ou talvez percorrer longa distância pela planície. Onde o leva a caça, lá vai ele.

Assim é também o caçador de almas que é realmente sincero. Sente-se livre para seguir sua presa. Entrega-se totalmente à tarefa de ganhar almas para Cristo. No trem, fala ao seu companheiro de viagem; no negócio, procura a oportunidade de falar com um cliente. Semeia em toda espécie de terreno. Este é o caçador que será abençoado por Deus.

Spurgeon - 200 Ilustrações

JÁ DERROTADO

Satanás aparece no jardim no início. Ele é lançado no fogo no final. Ele tentou Davi, confundiu Saul e travou um ataque a Jó. Estudantes sérios das Escrituras devem refletir com seriedade sobre Satanás. Jesus fez isso.

“A razão pela qual o Filho de Deus apareceu foi para destruir as obras do diabo” (1 João 3:8). Ele enfrentou Satanás no deserto. Jesus viu Satanás não como uma imagem mitológica, não como uma invenção de alegoria. Ele via o diabo como um narcisista sobre-humano. Quando Jesus nos ensinou a orar, ele não disse: “Livra-nos das nebulosas emoções negativas”. Ele disse: “Livra-nos do maligno” (Mateus 6:13).

Fazemos o jogo do diabo quando fingimos que ele não existe. O diabo é um verdadeiro diabo. Mas – e isso é extraordinário – o diabo é um diabo derrotado.

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Already Defeated”

O PROBLEMA


 

quarta-feira, 25 de janeiro de 2023

AMIGO EM INIMIGO

Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor. Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.

Gálatas 5:13,14

Certo fazendeiro contava acerca de um desentendimento que houve entre ele e seu vizinho. Por pouco não houve entre eles uma cena de sangue. Passados alguns dias, saiu de carro sob fortes chuvas e, no caminho, notou que outro automóvel estava atolado no barro. Para sua surpresa, o motorista em apuros era o seu inimigo. A principio ele

pensou em passar de lado e deixá-lo com seu próprio infortúnio, mas venceu o sentimento vingativo e parou para ajudá-lo.

Aquele ato transformou o inimigo de outrora num dedicado amigo. Que grande recompensa resultou de um simples ato de solidariedade humana. Aquilo que palavras ásperas e mau humor não haviam conseguido, foi alcançado em poucos minutos por um ato de bondade, praticado no lamaçal do caminho.

Na rua, no metrô, no ônibus, no afã da vida diária, ou no lamaçal do caminho, a fraternidade de Cristo operará milagres em qualquer tempo. A humanidade em toda parte, a nossa vizinhança, está sedenta por esta demonstração de amizade e atos de presteza que só Cristo inspira.

"Servindo-vos uns aos outros em amor."

Earl Perry (Kansas, E.U.A.)

FAÇA ALGO


 

terça-feira, 24 de janeiro de 2023

SOSSEGA O CORAÇÃO

 

“Respondeu-lhe o Senhor: Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas.”


Lucas 10.41

Com estas palavras Jesus repreendeu o comportamento de Marta, irmã de Lázaro, e continua repreendendo o nosso, quando nos igualamos a Marta quanto ao viver ansioso.

“Tenho que fazer isso, tenho que fazer aquilo...”

Quando permitimos ser movidos por esta roda de inquietação da alma, ficamos sobrecarregados de cuidados, e não raro, a consequência disto é o nosso afastamento da comunhão com Deus e falta de confiança na Sua providência. 

Não permanecemos calmos, sossegados, tranquilos, em toda e qualquer circunstância, por uma confiança plena no cuidado de Deus, se é que chegamos a aprender isto algum dia.

As águas do rio correrão o seu curso, sempre adiante, e não voltarão atrás.

Nadar contra a correnteza dos problemas da vida, não é e nunca será uma atitude sábia para enfrentá-los.

Trabalharemos muito, nos afadigaremos nas coisas necessárias, mas que isto seja feito com paz de mente e de coração, sabendo que o Senhor luta por nós, todas as nossas batalhas, quando demonstramos a nossa confiança n`Ele, pela nossa paz e calma espirituais.

Silvio Dutra 

TORRES ALTAS


segunda-feira, 23 de janeiro de 2023

NA COMPANHIA DE DEUS

Sê forte e corajoso não temas nem te espantes, porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares.

Josué 1.9

Tantas vezes em meio as dificuldades ou, em razão da dor que nos afliges, ou da solidão que nos afeta o coração, temos a impressão que estamos sós. O Apóstolo Paulo, em II Timóteo, também teve essa impressão: “Todos me abandonaram”.

Por essa razão, a Palavra de Deus nos diz: “Maldito o homem que confia no homem”. É normal nos decepcionarmos com os amigos, parentes, colegas, pessoas em quem confiávamos por diferentes razões, algumas delas por coisas pequenas e corriqueiras.

Quando Jesus foi preso, diz a Bíblia que os discípulos o abandonaram, fugiram para salvar suas vidas. O mestre foi açoitado e condenado à morte. Quando estava na cruz, Deus, o Pai, também lhe abandonou por causa dos nossos pecados, e Jesus clamou: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”

Com certeza esta foi a sua maior dor: o abandono de Deus. No entanto isso se fez necessário, porque através do sacrifício na cruz, Deus pôde e pode aproximar dele todo o homem que clamar arrependido.

E aquele que crê, tem essa promessa: “O senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares”. E a companhia de Deus é a melhor coisa que pode acontecer a um homem, tudo é diferente, a vida tem um outro sabor, um outro sentido, um outro colorido, porque já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim.

E na companhia de Deus, não existe obstáculo grande demais, não há inimigo poderoso para nos derrotar, não surgirá problema que eu não possa vencer nem tentação, que através do sangue de Jesus, não possa suportar.

Só a companhia de Deus é permanente!

JORNADA IMPOSSÍVEL


 

domingo, 22 de janeiro de 2023

ELE TOMOU O MEU PECADO


Denalyn e eu havíamos desfrutado de um bom jantar num restaurante local. Quando recebemos a conta, um membro da igreja nos avistou e veio até nós. Depois que conversamos alguns momentos, ele tomou a nossa conta. “Eu cuido disso,” ele falou. Sabe o que? Eu o deixei fazer o que queria. Eu deixei ele cuidar da conta.

Um dia ficaremos diante de Deus. Todos nós estaremos presentes. Todos nós teremos que dar conta das nossas vidas… cada pensamento, cada ato, cada ação. Se não fosse a graça de Cristo, isso para mim seria um pensamento aterrorizante. No entanto, segundo a Escritura, Jesus veio “tirar os pecados do mundo” (João 1:29). Naquele dia, eu apontarei para Cristo. Quando minha lista de pecados é produzido, eu indicarei a ele e direi “Ele cuidou.” Deixe ele cuidar dos seus.

Max Lucado

SOU CRISTÃO


 

sexta-feira, 20 de janeiro de 2023

COLAR DE DIAMANTES

“O reino de Deus está dentro de vós”

Lucas 17:21

Um rei presenteou a sua filha com um belo colar de diamantes, porém, num “belo” dia, ele simplesmente desapareceu. A princípio pensaram que ele foi roubado por um dos serviçais do castelo, mas, as investigações não deram em nada. A única pista veio do jardineiro que disse ter visto um pássaro negro voando com algo brilhante no bico.

O rei, então, ofereceu uma generosa recompensa a quem o encontrasse. A notícia se espalhou rapidamente e, quase que imediatamente, a maioria dos cidadãos empreendeu uma gigantesca busca ao valioso objeto em todos os recantos daquela cidade.

Certo dia um rapazinho voltava para casa quando viu um brilho num pequeno lago. Aproximou-se, olhou cuidadosamente e acreditou que era o brilho do famoso colar no fundo do lago. “Provavelmente o pássaro deixou o colar cair aqui”, pensou ele, já sonhando o que iria fazer com a recompensa.

Mas a tarefa logo se tornou um grande desafio, pois no fundo do lago havia muita sujeira e, tão logo ele mexia na água com uma vara, ela ficava turva e o colar desaparecia. Para não chamar a atenção de ninguém, o rapaz se afastava da água e ficava a meia distância esperando a água clarear.

Tentou várias vezes, mas não conseguia “pescar” o colar de diamantes. Por fim resolveu entrar na água, mas a situação ficou ainda pior.

Em sua ansiedade, o jovem não percebeu que um velho estava ali perto pescando e, estranhando o seu comportamento, veio lhe perguntar o que estava acontecendo. Ele tentou desconversar, mas o velho era insistente e, mesmo com medo de perder sua recompensa, ele acabou contando tudo para o estranho.

O velho, comovido com a inocência do rapaz, lhe disse:

– Parabéns, menino, você achou o colar do rei e merece a recompensa.

– Achei, mas não consigo por minhas mãos nele, desabafou o jovem.

– É por que você está procurando no lugar errado.

– Como assim, senhor? Perguntou o jovem.

– O colar não está na água, mas, sim, pendurado naquele galho, disse-lhe o homem, apontando para o colar de diamantes preso num dos galhos de uma árvore ao lado do lago.

O jovem subiu rapidamente na árvore, pegou o colar de diamantes, agradeceu o velho e foi feliz em direção ao castelo receber sua recompensa.

No caminho, enquanto refletia no acontecido, tomou para si uma lição que levaria para sempre em seu coração: “Procure no lugar certo!”.

ATITUDE


 

quinta-feira, 19 de janeiro de 2023

UM LUGAR SEM ESPELHOS

Alguém, muito desanimado, entrou numa igreja e em determinado momento disse para Deus: "Óh, Deus, aqui estou porque em igrejas não há espelhos. Eu odeio os espelhos, pois acho que sou a pessoa mais feia que eu conheço."

Subitamente, um folha de papel caiu aos seus pés, vinda do galeria superior do templo. Curioso, pegou o folheto, que trazia fotos de vários bichos:


  •  uns magricelas, outros, gordos;
  •  uns coloridos, outros, albinos;
  •  uns grandes e fortes, outros, extremamente frágeis;
  •  uns cabeludos, outros, carecas;
  •  uns mansos, outros, selvagens;
  •  uns bicudos, outros narigudos;
  •  uns rápidos, outros lerdos.
E, no final, dizia: "Nenhuma das criações de Deus é feia. Tudo que Deus fez é bom. Inclusive eu e você!"


Ao que lhe replicou o Senhor: "Quem faz a boca do homem? ou quem faz o mudo, ou o surdo, ou o que vê, ou o cego? Não sou eu, o Senhor? " Êxodo 4.11

Autor desconhecido.