quarta-feira, 24 de maio de 2017

PEQUENOS E PERIGOSOS

"Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor" 

Romanos 6:23

Um homem, muito aborrecido com uma pulga, conseguiu afinal pegá-la e lhe falou: "Quem é você que ousa alimentar-se em meu corpo e que me deu tanto trabalho em apanhá-la? A pulga lhe respondeu: "Meu senhor querido, suplico-lhe que poupe minha vida. Não me destrua porque sou pequena e provavelmente não poderei causar-lhe muito dano." 

O homem, respondeu: "Certamente você deve ser destruída, pois, nenhum mal, quer seja pequeno ou grande, deve ser tolerado." Assim todos os cristãos devem visualizar o pecado. Nós não devemos tolerar o pecado, por menor que seja, porque, no final das contas, pode causar nossa destruição.

Ontem eu falei sobre o pequeno que pode ser uma grande bênção nas mãos de Deus. Hoje quero falar de um pequeno que, ao contrário, pode ser uma grande maldição na vida do homem.

Costumamos achar que pecado é apenas o ato de matar, roubar, adulterar e outras grandes coisas que estão listadas na Palavra de Deus e que afastam o homem da presença do Criador. Se não cometemos tais atos, então estamos isentos de faltas e não temos que pedir perdão ou ser perdoados.

Mas são exatamente os pequenos deslizes, que muitas vezes nos passam desapercebidos, que maculam a nossa santidade e nos afastam da presença do Senhor. Uma pequena mentira, um gesto de egoísmo, uma conduta vaidosa, a indiferença diante das necessidades de um irmão, uma mágoa guardada com insistência, e tantas coisas aparentemente insignificantes é que vão minando o alicerce de nossa vida espiritual e impedindo a construção do edifício de nossa fé.

Precisamos erradicar de nossos corações tudo aquilo que

possa impedir a nossa comunhão plena e perfeita com Deus para que possamos viver uma vida cheia de alegria e paz e para que a bênção do Senhor esteja sempre sobre nossas vidas.

Livre-se dos pequenos pecados antes que se tornem grandes!

Paulo Roberto Barbosa

SE POSSÍVEL


terça-feira, 23 de maio de 2017

CRÍTICAS

Estou fazendo uma grande obra, de modo que não poderei descer. Por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse e fosse ter convosco? 

Neemias 6:3 

Enquanto construía o Canal do Panamá, o Coronel George Washington Goethals além de enfrentar problemas de topografia e doenças tropicais, teve que suportar a intimidação e os comentários irônicos de seus conterrâneos.

Mas respondeu a todos eles quando foi concluída a obra que hoje beneficia à toda humanidade.

Neemias, foi o homem que Deus escolhera dentre todos os Judeus contemporâneos para que realizasse uma grande obra que abençoaria muito o Seu povo. Ele soube comportar-se diante das afrontas de seus adversários. Mostrou-se submisso ao rei da Pérsia, um gentio. E mostrou ter um nível de espiritualidade muito elevado quando não parou a obra para discutir, pois estava convencido de que a edificação dos muros era a principal tarefa. 

Neemias fez com que as críticas o fortalecesse ainda mais para que a obra que o Senhor o designara fosse acabada.

Um líder que quer ser bem sucedido na grande obra de Deus, jamais poderá deixar de ouvir e jamais deverá estar despreparado para enfrentar oposições, e opiniões divergentes. O importante é, como o líder reagirá diante das críticas.

Precisamos de homens e mulheres como Neemias nos dias de hoje, que não tenham medo das afrontas dos adversários e saibam responder e confiar no Senhor em todo o tempo.

Acabou-se, pois, o muro aos vinte e cinco do mês de elul, em cinquenta e dois dias. Quando todos os nossos inimigos souberam disso, todos os povos que havia em redor de nós temeram, e abateram-se muito em seu próprio conceito; pois perceberam que fizemos esta obra com o auxílio do nosso Deus? Neemias 6:15-16 

Missionaria Cida Pena
I.E.N.V Clinton- E.U.A 

GRANDES OU PEQUENOS?

Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus

Mt 5:19

Nesta terra, para um homem ser grande ele precisa ter realizado grandes coisas ou estar sempre na mídia. Um homem grande é raridade. A maioria de nós é simples mortais.

Deus, porém, ao olhar para nós, ver nos grandes ou pequenos não pela nossa influência ou pelos atos praticados nesta terra, mas pelo simples fato de sermos fiéis e obedientes a Sua Palavra.

O homem de Deus obedece a vontade do Pai e tem prazer em servi-lo não para ser grande nos céus, mas para ser feliz e viver debaixo das asas do Pai neste mundo.

OLHAR PARA LONGE


segunda-feira, 22 de maio de 2017

MUDANÇAS


A CONVERSÃO DO MINEIRO

Um mineiro de carvão se converteu. Seus amigos acharam graça. Ficaram tirando onda com ele. Ele bebia muito, e não acreditaram na conversão dele.

- "Ô Carlos, você acredita que Jesus virou água em vinho naquela festa?" perguntaram.

- Carlos respondeu. "Não sei se Jesus realmente virou água em vinho naquela casa. Mas, eu sei que na minha casa ele virou cachaça em comida na mesa."

Qual a maior prova de milagres? A transformação na vida dele.

Por que eu acredito nos milagres de Jesus? Por causa dos milagres que ele fez na minha vida.

Não vi Jesus virar água em vinho. Não o vi transaformar cinco pães num banquete para cinco mil. Mas, eu o vi converter um homem violento, revoltado, e vingativo numa pessoa que até seus velhos amigos dizem - "Só Deus pode ter feito isso."

Há pessoas violentas, corruptas, entregues a todo tipo de paixão e vício. Jesus as mudou.

Elas acreditam em milagres? Elas acreditam em transformação?

Acreditam sim! Porque elas viram milagres nas suas próprias vidas. Você acredita em milagres?


autor desconhecido

domingo, 21 de maio de 2017

DEUS É REAL

"Sabei que o Senhor é Deus: foi ele quem nos fez e dele somos" 
Salmo 100.3.

Quando alguém me pergunta sobre como posso estar seguro de quem Deus é na realidade, conto-lhe a história do garoto que estava empinando um papagaio. O dia era propício, o vento estava bom e grandes nuvens encrespadas corriam pelo céu. O papagaio subiu, até ser totalmente envolvido pelas nuvens.

- O que está fazendo? - perguntou um homem ao menino.

- Estou soltando um papagaio - respondeu ele.

O homem, então voltou a perguntar: Você está vendo o papagaio? Tem certeza disso? Você não está vendo o papagaio!

Respondeu-lhe o garoto: Não o estou vendo, mas de vez em quando sinto um puxão; então, eu fico certo de que ele está lá em cima.

Não proceda como o homem em relação a Deus. Encontre-o você mesmo e, então, saberá, pelo puxão maravilhoso e seguro nas cordas do seu coração, que Ele existe com toda a certeza.

Fonte: http://maxmode.blogspot.com

SABEDORIA


sábado, 20 de maio de 2017

OVELHA PERDIDA

Qual de você que, possuindo cem ovelhas, e perdendo uma, não deixa as noventa e nove no campo e vai atrás da ovelha perdida, até encontrá-la?


Lucas 15.4




Quando a gente perde alguma coisa de valor ficamos triste e chateados com isso.

O próprio Jesus Cristo contou uma parábola de um homem que tinha cem ovelhas e num final de tarde, ao contá-la sentiu falta de uma. Este homem ficou tão preocupado que prendendo as 99 ovelhas num pequeno curral, voltou pelo caminho a procura daquela que se perdeu.


O que leva uma ovelha a se perder? A curiosidade em ver além da montanha, o capim verde e mais verde além do rebanho, O encanto e a frescura das águas calmas e transparentes do lago. No entanto, só após perder a proteção do pastor e o calor do rebanho é que a ovelha se depara com os perigos e é na escuridão da noite que se torna presa fáceis das feras.


Assim como a ovelha, o homem se envereda em caminhos que se ele não estiver atento o conduzem para longe do seu pastor. E, na ânsia de ser feliz encontra toda sorte de problemas e angústias. Se ver tão longe de casa, tão distante da paz e da alegria que aquece o coração.

A Bíblia no diz que o pastor retornou a procura da sua ovelha e a achou machucada sobre as rochas. Vendo-a sofrendo, tratou de suas feridas e a levou para casa em seu colo.

Talvez, você seja um ovelha que se perdeu quando tentou a vida sem Deus e na imensidão do mundo não achou nada que preenchesse o vazio do coração, só frio, dor, tristeza e desilusão. Tenho uma boa notícia para você: “É hora de voltar, O Bom Pastor está a te procurar, estenda seus braços e ele vai te levar para casa em seu colo”.

Fandermiler Freitas

quinta-feira, 18 de maio de 2017

NÃO É UM FARDO!!!!

Um missionário americano caminhava pelas ruas centrais de uma cidade chinesa. Chamou-lhe a atenção algumas crianças que carregavam outras crianças, menores, em suas costas. Ao mesmo tempo que as carregavam, brincavam e se divertiam.
"Deve ser muito ruim," disse o americano, tentando ser simpático, a um pequeno menino, "ter que carregar um fardo tão pesado enquanto brinca!" "Ele não é nenhum fardo," disse rapidamente o garoto, "ele é meu irmão." "Bem, sua atitude mostra o quão nobre e cavalheiro você é!" disse o missionário, dando-lhe uma quantia em dinheiro para que comprasse algo para ele e o irmão.

Ao retornar para casa, o missionário disse à sua família: "Um pequeno menino chinês me ensinou o significado mais completo das palavras: 'levai as cargas uns dos outros'" Ele contou sua conversa com o menino e acrescentou: "Se um menino chinês pode carregar e cuidar de seu irmão sem considerá-lo um fardo, nós também devíamos não considerar um fardo o transportar nossos irmãos, mais fracos e necessitados, que nos procuram buscando ajuda.

Qual tem sido nossa atitude diante de um irmão ou irmã que vem a nós em busca de socorro? Temos lhe estendido a mão oferecendo o nosso melhor possível, com alegria no coração por podermos praticar os ensinos de Cristo ou ignoramos completamente o apelo, considerando aquele irmão um fardo que nos tira a liberdade de cuidar de nossas próprias coisas?

SER FELIZ


quarta-feira, 17 de maio de 2017

ELES VIRAM A LUZ

"Eu sou a luz do mundo; quem Me segue não andará nas trevas, pelo contrário terá a luz da vida." 

S. João 8:12.

Eram 7:30 da manhã de sexta-feira, 30 de março de 1906. O guarda estava fazendo a faxina da passagem ao nível do túnel número 2 de uma mina de carvão perto de Mericourt, França. Ao final do piso de passagem havia uma porta para o túnel número 3 onde ocorrera o pior desastre em minas na Europa no dia 10 de março. Uma explosão de origem desconhecida havia liberado gases mortíferos e causado incêndio na mina. Mil e noventa e nove mineiros tinham morrido.

Ao aproximar-se o guarda da porta fechada com cadeado, teve a impressão de haver ouvido batidas. Deteve-se e ficou a escutar com atenção. Sim, ele ouvira de novo algumas batidas, só que desta vez mais leves. Então a porta foi aberta e 13 homens irromperam por ela.

Seus rostos recobertos de sangue e enegrecidos com carvão puderam estampar um sorriso quando contemplaram a luz. Durante vinte dias e vinte noites eles tentaram caminho ao longo do emaranhado de túneis dentro da escura mina, na esperança de dar com a luz. Sem alimento e sem água, os debilitados homens estavam prestes a se deitar no chão e deixar-se morrer quando deram com uma inclinação num túnel e viram luz. Era apenas uma pequenina fresta de luz, mas era suficiente.

A luz - como era bela em si mesma! Mas milhões neste mundo estão em trevas tão densas como as experimentadas por aqueles 13 mineiros. Milhões se curvam ante deuses de pau e de pedra, jamais tendo ouvido de Jesus Cristo, a Luz do mundo.

Enquanto em viagem pela índia, meu marido se deteve para conversar com alguns jovens ao lado da estrada. "Vocês já ouviram falar de Jesus Cristo?" ele perguntou.
"Ninguém com esse nome mora aqui por perto", eles responderam.

Resumidamente ele lhes contou a história de Jesus. Quando ele começou a dizer-lhes que ali estava Alguém que os amava o bastante para dar Sua vida por eles, eles ergueram o rosto. "Envie-nos um professor", eles pediram. "Gostaríamos de amar a um Deus como esse”. Seus entenebrecidos corações tinham vislumbrado a Luz, e estavam dispostos a segui-la.

Na Índia há ainda milhares de vilas assentadas em plenas trevas.

Há milhões na China e nas ilhas do mar que jamais ouviram falar de Jesus. Como levar a luz a estas pessoas?

Deus tirou você "das trevas para a Sua maravilhosa luz" do conhecimento de Jesus Cristo. Que está você fazendo para partilhar com os outros esta Luz?

Reader´s Digest, março de 1977, págs. 42-46

VENÇA


terça-feira, 16 de maio de 2017

VENÇA A CORRIDA

"Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor" 

1 Coríntios 15:58

Certo dia a lebre zombou dos pequenos pés e da lentidão da tartaruga. Esta, sorrindo, respondeu: "Embora você seja veloz como o vento, sou capaz de vencê-la em uma corrida." A lebre, cheia de confiança e achando impossível ser vencida pela tartaruga, aceitou o desafio. Ambas concordaram que a raposa deveria escolher o percurso e fiscalizar a chegada.

No dia determinado para a corrida, ambas partiram juntas da linha inicial. A tartaruga, em seu passo lento, partiu firme e determinada em direção ao local indicado para o final da corrida, sem parar um só momento. A lebre, vendo que estava bem à frente, resolveu parar num canto da estrada para descansar e acabou adormecendo. Quando acordou, partiu em grande velocidade mas ao se aproximar da chegada viu que a tartaruga já havia cruzado a linha e estava cochilando confortavelmente após a vitória.

Costumamos querer ver os resultados de nossos empreendimentos de forma imediata. Achamos que somos capazes, que Deus nos ajudará e damos o primeiro passo já ansiando vislumbrar o último. Muitas vezes as vitórias são alcançadas com incrível rapidez, mas há ocasiões em que Deus permite que elas demorem exatamente porque deseja que cresçamos espiritualmente e nos preparemos plenamente para desfrutá-las. Ele é Onisciente e sabe o que é melhor e qual o momento certo para nos abençoar.

Quando nos acostumamos a alcançar vitórias em todos os projetos, acabamos nos deixando levar pela auto-suficiência e vaidade, esquecendo que "sem Cristo, nada podemos fazer".
Deus permite, então, alguns fracassos, e até que vejamos outros comemorando as conquistas que almejávamos para nós.

Melhor crescer continuamente na fé do que tornar-se espiritualmente auto-confiante, vaidoso e arrogante.

Lentamente mas com firmeza e determinação, vença sua corrida!

Paulo Roberto Barbosa

TUDO ENSINA

segunda-feira, 15 de maio de 2017

ALMOÇAR COM DEUS

Havia um pequeno menino que queria se encontrar com Deus. Ele sabia que tinha um longo caminho pela frente. Um dia encheu sua mochila com pasteis e guaraná e saiu para brincar no Parque. 

Quando ele andou umas 3 quadras, encontrou um velhinho sentando em um banco da praça olhando os pássaros. O menino sentou-se junto a ele,abriu sua mochila e ia tomar um gole de guaraná, quando olhou o velhinho e viu que ele estava com fome, então ofereceu-lhe um pastel. O velhinho muito agradecido aceitou e sorriu ao menino. 

Seu sorriso era tão incrível que o menino quis ver de novo; então ele ofereceu-lhe seu guaraná. Mais uma vez o velhinho sorriu ao menino. O menino estava tão feliz ! Ficaram sentados ali sorrindo, comendo pastel e bebendo guaraná pelo resto da tarde sem falarem um ao outro. 

Quando começou a escurecer o menino estava cansado e resolveu voltar para casa, mas antes de sair ele se voltou e deu um grande abraço ao velhinho. Aí o velhinho deu-lhe o maior sorriso que o menino já havia recebido. Quando o menino entrou em casa, sua mãe surpresa perguntou ao ver a felicidade em sua face. - O que você fez hoje? EU MAMÃE... NADA DE DIFERENTE MAMÃE... APENAS ALMOÇEI COM DEUS.

PERTURBAR O SONO

domingo, 14 de maio de 2017

DEUS CUMPRE SUAS PROMESSAS

Alguns meses atrás eu estava na cidade do Rio de Janeiro. Por causa da reputação das grandes cidades, o povo é inclinado a desconfiar dos estranhos. Entrei apressado na estação de Alfredo Maia para comprar uma passagem para S. Paulo e reservar um leito. Cada homem e mulher que estava na comprida fila era um estranho para mim. Na venda de passagens encontrei outro homem estranho também. Eu nunca o vira antes, e mesmo agora não o estava vendo bem. Pedi informações acerca do trem e do preço e ele cobrou 90 reais por uma passagem de ida e volta para S. Paulo, e 30 reais pelo leito. Tirei o dinheiro e o entreguei ao estranho, e ele me deu a passagem que era a garantia de uma viagem de ida e volta a S. Paulo, de primeira classe. Duvidei eu dele? Não, antes entreguei-lhe o dinheiro e recebi a passagem sem qualquer hesitação. 

Tomei minhas malas e dirigi-me para o trem. Perto do portão o condutor, outro estranho, fez-me parar e me pediu a passagem. Desconfiei dele? Nem um pouco ... O trem estava repleto de passageiros igualmente estranhos para mim. Eu não tinha nenhuma ideia de quem estaria dirigindo a grande locomotiva durante aquela noite enquanto estivesse dormindo, mas fui deitar sem preocupação. O velho trem corria através da escuridão sobre pontes, em túneis, curvas, e eu dormia calmamente, confiando minha vida aos estranhos. Não tinham eles prometido, por meio daquele bilhete, que eu chegaria ao meu destino? Sim, tinham prometido e eu confiava em sua promessa. 

Deus tem feito centenas, milhares de promessas em Sua palavra. Estão registradas para nós. Cremos nelas? Nós que confiamos em homens frágeis, sujeitos a errar, confiamos em Deus também? Se vocês sentissem uma forte dor no lado direito do abdome, ao consultar o médico ele lhes poderia dizer que era necessária uma imediata operação de apendicite. Vocês podiam estar longe de casa, entre estranhos, não obstante subiriam à mesa de operação e poriam a vida nas mãos de médicos e enfermeiras estranhos. Nem sempre podemos confiar nos homens, mas Deus "não retarda a Sua promessa". II S. Pedro 3:9. Se temos fé nos homens, por que não crer em nosso Pai celestial? A fé em Deus é uma das condições para que nossas orações sejam respondidas. "De fato, sem fé é impossível agradar a Deus". Heb. 11:6. 

George Müller, certa vez, estava contando a um amigo como sua fé se desenvolvera em vinte e cinco anos. O amigo estava curioso para saber o segredo. O Sr. Müller levantando bem alto uma velha Bíblia, respondeu: "Amigo, eu conheço o Livro e o Deus do Livro, porque o li acerca de cem vezes." Vocês já experimentaram esta receita? A Bíblia diz que "a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus". Romanos 10:17. É por causa da negligência na leitura da Bíblia que predomina a incredulidade em nossa geração.

do livro "Mil Ilustrações Selecionadas", Dr. D. Peixoto da Silva, Casa Publicadora Batista, Rio de Janeiro, 1966