domingo, 30 de novembro de 2014

O AMOR QUE TUDO SOFRE

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

I Coríntios 13.7

Uma jovem teve que abandonar o lar por causa dos maus tratos que o pai, ébrio, lhe infligia. Por muito tempo ela ficou muito ressentida com o pai, mas depois aceitou a Cristo, e seus ressentimentos cederam ao desejo de mostrar ao pai o que o amor de Cristo fizera por ela, e resolveu voltar para casa. Falou ao pastor acerca de sua resolução.

— Que fará você, perguntou-lhe ele, se seu pai continuar a implicar com você acerca de tudo?
 
— Esforçar-me-ei um pouco mais, respondeu ela.
 
— Que fará se ele a maltratar e acusar injustamente e você for tentada a perder a paciência?
 
— Orarei um pouco mais, foi a resposta.
 
— Que fará se ele a espancar e ferir, como tantas vezes fazia outrora? Não o abandonará, então?
 
A menina pensou por um momento, e então volveu:
 
— Eu o amarei com mais empenho.
 
Essa jovem possuía o amor de que Paulo escreve em I Cor. 13:7, amor que "tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta".

Mil Ilustrações

sábado, 29 de novembro de 2014

VENCER O MAL COM AS ARMAS DE DEUS

De Gênesis a Apocalipse pode ser localizado o trabalho de Satanás como enganador de toda a terra habitada, até que o clímax é alcançado, e são revelados os resultados plenos do engano no Jardim do Éden, no Apocalipse.

Em Gênesis nós temos a história simples do jardim, com o primeiro casal exposto ao perigo de seres malignos no mundo não visível. Nós achamos registrado o primeiro trabalho de Satanás lá no Éden como enganador, e a forma sutil do seu método de engano.

Nós o vemos trabalhando nos desejos mais elevados e mais puros de uma criatura inocente.

Então, a inocência não é nenhuma garantia de proteção do engano.

O modo mais agudo no qual o diabo engana o mundo é quando ele entra no disfarce de alguém, ou algo, que aparentemente está falando dos interesses de Deus.

Ele disse a Eva que eles seriam como deuses, mas escondeu dela que seriam como demônios.

O alvo verdadeiro dele era enganar Eva fazendo com que desobedecesse a Deus, mas com o argumento de que ela seria como Deus.

Veja que ele costuma argumentar aparentemente em favor de Deus. Ele não disse que o pecado tornaria o homem semelhante ao diabo, mas que seria semelhante a Deus.

O Espírito Santo, através do apóstolo Paulo ordena a todos os cristãos, no sexto capítulo da epístola aos Efésios, a estarem revestidos permanentemente com toda a armadura de Deus para poderem empreender a luta na qual têm que se empenhar contra os principados e potestades, de maneira que possam resistir às ciladas do diabo e permanecerem inabaláveis.

Esta armadura é composta das armas espirituais da verdade, da justiça, da salvação, da fé, da Palavra de Deus, numa vida de oração e súplica por todos os santos.

E é estando fortalecido no Senhor Jesus e na força do Seu poder que os cristãos poderão triunfar nesta guerra espiritual que têm que travar com os poderes das trevas.

A autoridade de Cristo sobre Satanás e seu exército de demônios é realizada por meio do equipamento que os cristãos podem receber do Espírito Santo, e Cristo tem dado autoridade em Seu Nome aos seus seguidores sobre os espíritos malignos.

Silvio Dutra

FRAQUEZA


sexta-feira, 28 de novembro de 2014

OLHAI PARA O ALTO

Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra;

Colossenses 3.2

Vivemos tão ocupados. São tantas coisas que temos que fazer que, por vezes, sentimos pequeno o dia. Certa vez Jesus disse a uma mulher super atarefada: "Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária". 

O nosso problema é que achamos que podemos resolver tudo, mudar tudo quando na realidade a vida não é tão simples assim. É preciso ter cuidado para  não nos iludirmos com a terra. O Apóstolo Paulo falou: "porque muitos há, dos quais repetidas vezes vos disse, e agora vos digo até chorando, que são inimigos da cruz de Cristo... os quais só cuidam das coisas terrenas." 

Deus nos alerta a estarmos pensando nas coisas lá do alto, elas são eternas. Não sofrem interferência do homem, da política, do mal, ninguém pode dar um "jeitinho". Estão no céu. É preciso ir ao céu para poder tocá-las.

O apóstolo Paulo nos aconselha a ter cuidado com o modo como vivemos neste mundo. Nós temos que ir ao mercado, trabalhar, construir, plantar, vender. Afinal vivemos na terra, mas era preciso lembra sempre que "a nossa pátria está nos céus". 

Na correria do dia a dia, acabamos esquecendo que esta vida é passageira e que nada aqui nos pertence. Deus nos permitiu segurar nossos tesouros, por algum tempo, mas no final, teremos que passar a outros.  

A grande preocupação do Pai é que os nossos olhos contemplem sempre as coisas do alto. Elas são eternas. E olhar para o alto significa viver uma vida que valorize as coisas espirituais.

Fandermiler Freitas

QUEM CAMINHA


quarta-feira, 26 de novembro de 2014

ATITUDES CORRETAS

Portanto, já que estamos recebendo um Reino inabalável, sejamos agradecidos e, assim, adoremos a Deus de modo aceitável, com reverência e temor.
Hebreus 12:28

Quando o homem encontra-se com Jesus, seu coração é atingido pelos frutos do Espírito e torna-se capaz de influenciar o mundo com sua vida. Além disso, ele é constrangido a realizar fatos impossíveis para o homem comum (sem Deus), como por exemplo:

1. Amar - Ele tem a capacidade de irradiar o amor em todas as áreas da vida e está disposto a ajudar o próximo sempre que possível e a ser solidário com as suas necessidades.

2. Gratidão - Ele nunca é ingrato, tem claro em seu coração que mesmo nas maiores dificuldades Deus cuida dele e que sempre faz o melhor por ele. Por isso, sempre tem motivos para ser grato.

3. Adoração - Ele tem um coração sempre pronto a adorar ao Pai. Ele sempre traz frutos de louvor agradáveis e aceitáveis em seus lábios. Deus se alegra de sua adoração.

O Reino de Deus inicia-se nesta vida, no momento em que encontramos Jesus. Ele é inabalável e, portanto, é preciso que nos comportemos como um cidadão do céu.

Que Deus nos ajude a sermos luz a iluminar o mundo ao encontro de Deus.

Fandermiler Freitas

INQUIETAÇÕES


terça-feira, 25 de novembro de 2014

AMAR AO PRÓXIMO

Um escravo que tinha a confiança de seu dono, viu um dia, no mercado dos escravos, um negro cujo corpo acovardado e pernas cambaleantes, denotavam a sua extrema fraqueza e velhice.

O escravo implorou ao patrão que o comprasse. Este mostrou a sua surpresa, mas deu o seu consentimento e o velho mudou de dono, e foi levado para o seu novo domicílio.

O escravo levou-o para sua cabana, meteu-o em sua própria cama, repartiu a sua comida com ele, deu-lhe água em sua caneca, levava-o ao sol, levava-o à sombra.

Alguém curioso, perguntou: “É teu pai?”

Respondeu ele: “Não, senhor”.

— “É teu irmão?”

—“Não, senhor”.

— “Então só pode ser grande amigo teu, com certeza!”

— “Não, ele é meu inimigo. Há muitos anos ele me roubou da minha aldeia e vendeu-me como escravo. Mas o Senhor Jesus manda-nos amar os nossos inimigos”.

domingo, 23 de novembro de 2014

A FÉ TRIUNFARA


Um dos maiores obstáculos à consecução é a atitude mental que diz: "Temo não poder; acho que vou fracassar." Mas os que fazem grandes coisas são os que creem que as ideias de valor podem ser transformadas em ações. 

Um dia, antes de um seriado jogo mundial, Lou Gehrig, ex-campeão do time de basebol nova-iorquino, visitou um hospital de crianças aleijadas. Enquanto ele ia de cama em cama, dizia aos pequeninos doentes: "Vocês poderão fazer qualquer coisa, uma vez que ponham nisso todo o coração!" 

Um garotinho, pensando mais acerca do próximo jogo que na mensagem de Gehrig, olhou ao rosto do afamado jogador, e pediu: "Por favor, marque duas vezes a meta hoje." O grande jogador, não querendo decepcionar o menino, e sentindo o adepto de sua própria mensagem de fé, respondeu: "Muito bem, marcarei duas vezes a meta, se você me disser que há de andar." O rapazinho aleijado concordou, e apertaram-se as mãos. Naquela tarde Gehrig marcou duas vezes a meta. 

Anos mais tarde, um jovem alto e de boa aparência deteve o campeão ianque quando ele entrava no estádio uma tarde. Ele perguntou: "Lembra-se de mim?" Gehrig confessou que não. "Bem, então olhe. Eu posso andar!" A fé triunfara.

Fonte: Mil ilustrações 

AMBIÇÃO MAIOR


sábado, 22 de novembro de 2014

EU É QUE SEI

Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que desejais.  
Jeremias 29.11

Existem diversas situações neste mundo, pelas quais podemos passar, que inevitavelmente, impedirá nossos olhos de ver o Senhor agindo a nosso favor: Uma morte trágica na família, uma doença devastadora, problemas de ordem financeira, divórcios, tragédias e etc.

O perigo da dor é que ela pode levar o homem a desacreditar em Deus, a enfraquecer na fé e a duvidar do amor e do cuidado do Pai. Não são poucos os exemplos de homens e mulheres que impulsionado pelo sofrimento se atiraram rumo ao desconhecido, abandonando os braços do Pai.

No entanto, o Senhor nos diz: "Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito". Quando o sofrer nos atingir é preciso confiar nas promessas de Deus e seguir em frente sem duvidar, porque o Criador sempre cuida de nós e há de levar-nos as águas tranquilas, onde toda a felicidade é possível.

Fandermiler Freitas

NÃO PODE IR LONGE


quarta-feira, 19 de novembro de 2014

CURADO DA AMARGURA

Eu o via em tudo muito implacável.

Cheio de zelo pela santidade do Senhor, mas com muito pouca misericórdia para com os pecadores.

Aquilo me doía, porque sabia que não era um caminho adequado e agradável para se chegar a um bom resultado.
Quanto mais as pessoas eram condenadas por causa dos seus erros e pecados, mais elas pioravam, e quanto afastamento da graça de Deus isto produzia.

Então orei, e pedi a Jesus que mudasse aquele quadro.
E para minha surpresa, o caminho da cura providenciado, foi o de permitir que a citada pessoa fosse confrontada com a necessidade de perdoar um grave pecado de alguém muito próximo.

Aleluia! Pode parecer até uma blasfêmia dar glórias a Deus num contexto tão difícil e insuportável.

Mas foi justamente o único modo que a graça encontrou para quebrar toda justiça própria e dureza que dantes havia, de modo que aquela pessoa que vivia em tristeza e amargura de alma, agora possui um semblante que transmite perdão, alegria, longanimidade e calma.

Silvio Dutra

DEFEITOS


terça-feira, 18 de novembro de 2014

INVENTORES DE MALES

Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;


Rm 1.30

Cada dia que passa, mais a gente ver o mundo caminhando para longe de Deus. O homem do nosso tempo está perdido em seus próprios pensamentos e vive como se a vida fosse uma prisão, uma existência sem sentido. O apóstolo Paulo chega a chamá-los de "inventores de males".

É impossível, um dia passar, sem haver na TV ou nos jornais tragédias e maldades, crimes e loucuras cometidos por "aborrecedores de Deus". Como escapar dessa trágica novela da vida real? Talvez se aprofundar na religião seja o caminho a seguir ou se aventurar na solidão de lugares remotos e cidades.

E o que falar dos crimes que padres, pastores e religiosos cometem, como podem num momento de pura loucura destruir vidas humanas como se isso fosse a coisa mais normal do mundo? Paulo responde: E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;


E como explicar aos males que desabam em pequenas povoações e cidades? Jesus explica: Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios. Em suma, o homem não pode fugir do mal enquanto não limpar o coração.

A resposta para tudo está no amor. Não no amor humano, dos livros, novelas e filmes. Mas no amor de Deus que não pode jamais se misturar com o mal e é revestido da bondade e fidelidade e do perdão. Desejo a você uma sexta repleta do amor de Deus.

Oxalá que hoje fosse uma dia em que todos os seres humanos se dirigissem a Deus, distribuíssem entre os seus amor e não inventassem males.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

PROMESSAS

E Jefté fez um voto ao Senhor, e disse: Se totalmente deres os filhos de Amom na minha mão, aquilo que, saindo da porta de minha casa, me sair ao encontro, voltando eu dos filhos de Amom em paz, isso será do Senhor, e o oferecerei em holocausto. 
Juízes 11.30-31

Jefté pensou que teria de pagar ao Senhor fazendo um sacrifício por ter obtido vitória sobre os filhos de Amom. Quão pouco ele conhecia sobre Deus! Deus Se deleita em abençoar aos Seus e espera em troca apenas o amor deles. A salvação que Ele concede é gratuita.

Observe a tola promessa que Jefté fez. Deus às vezes permite que suportemos as consequências das decisões que tomamos por impulso. Vigiemos com cuidado as coisas que dizemos, pois as palavras ditas com precipitação podem trazer sérios problemas (Provérbios 20:25).

Se a fé de Jefté falhou por um momento, a de sua filha brilha intensamente. Ela era “sua única filha”, muito amada por seu pai, e a submissão dela nos faz pensar na submissão do Senhor Jesus (João 8:29). Ela não considerou sua vida como preciosa e se alegrou na vitória que o Senhor tinha dado a Israel. Nesse aspecto, ela é uma tocante figura de Cristo, embora se afaste dAquele que ela representa.

Se a filha de Jefté mereceu ser honrada todos os anos, nosso Senhor Jesus é infinitamente mais digno de ser exaltado agora e pela eternidade.

http://www.beth-shalom.com.br/

OS TEUS PENSAMENTOS


domingo, 16 de novembro de 2014

NOSSAS AFLIÇÕES

Eis que te acrisolei, mas disso não resultou prata; provei-te na fornalha da aflição." 

Isaías 48.10

Deus permite que nós, como cristãos, frequentemente experimentemos provações inconcebivelmente pesadas neste mundo. A única explicação para isso nos dá o profeta Isaías. Da minha vida pessoal eu poderia relatar experiências incompreensíveis e dificuldades que ninguém entenderia. Mas nosso fiel Senhor me consolou, consolou minha família vez após vez, me fortaleceu e encheu de confiança. Através de todas as coisas ruins, Ele permitiu que víssemos luzir Sua radiante glória, como a Bíblia fala dos heróis da fé em Hebreus 11.

Na passagem acima, temos uma explicação para os profundos sofrimentos pelos quais os filhos de Deus muitas vezes têm que passar: para perseverar na fé, como Jó, e assim outros serem aperfeiçoados conosco. Ou em outras palavras: para que por meio da fé comprovemos que, pelo Senhor e no Senhor, temos plena suficiência, como descreve o salmista: "Quem mais tenho eu no céu? Não há outro em quem eu me compraza na terra. Ainda que a minha carne e o meu coração desfalecem. Deus é a fortaleza do meu coração." Dessa maneira, em meio a grandes dificuldades, você experimentará uma profunda alegria e uma profunda paz!

Fonte: http://www.chamada.com.br/perolas

SÓ O AMOR


sexta-feira, 14 de novembro de 2014

A ÁRVORE DE ZAQUEU

Muito antes de Zaqueu nascer, eu creio que Deus plantou uma semente ao lado da estrada de Jericó. Talvez tenha enviado dois anjos para guardá-la. Então eles perguntaram:

— Senhor, por que estamos guardando esta insignificante plantinha? 

— Não quero que um camelo pise nela. Certifiquem-se de que nenhum casco de boi se incline sobre ela ou a fira. Não quero que nenhum cavalo faminto a coma, respondeu Ele.

— Podemos perguntar por que, Senhor? Não há coisas mais importantes a se fazer? 

— Não, nada é mais importante para mim do que planejar encontros com meus filhos. E acrescentou: não posso fazer o Zaqueu subir na árvore, mas posso plantá-la. Somente a sede dele vai levá-lo a subir nela. Enquanto isso, minha soberania vai certificar-se de que a árvore está no lugar certo, pronta e esperando por Zaqueu. 

Extraído do livro: Os Descobridores de Deus.

GRANDES BATALHAS


quinta-feira, 13 de novembro de 2014

UM CÂNTICO DE VIDA

"Disse-lhes Jesus: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e completar a sua obra"

João 4:34


Um asno, tendo ouvido alguns gafanhotos chilreando, ficou altamente encantado. Desejando possuir a mesma melodia charmosa, perguntou-lhes o que comiam para ter tão belas vozes. A resposta dos gafanhotos foi: "O orvalho." O asno resolveu, então, viver apenas de orvalho e em pouco tempo morreu de fome. Quando os cristãos decidem viver do orvalho do mundo, seguramente experimentarão, em curto espaço de tempo, suas mortes espirituais.

Que tipo de música tem saído de nossos lábios? O que temos apresentado àqueles que nos conhecem e participam de nosso dia a dia? O que estas pessoas podem testemunhar a respeito de nosso canto de vida?

Andamos por esse mundo atrás de complementos que julgamos serem necessários para fazer de nossa vida mais interessante e mais aprazível. Achamos que, se melhorarmos um pouco aqui e progredirmos outro tanto ali, alcançaremos muito mais destaque no cenário projetado para nossa satisfação.

O que muitas vezes esquecemos é que a beleza da melodia de nossa vida não depende de fatores externos ou de aquisições de acessórios encontrados nas rondas pelos atalhos mundanos. Ela se concentra em nosso interior e é fruto de um relacionamento íntimo com o Senhor que entra em nossos corações quando nos arrependemos dos pecados e o convidamos para dirigir nossas vidas.

O som harmonioso de nossas palavras e o brilho celestial em nossos rostos não são conquistados através dos prazeres mundanos ou bens materiais adquiridos no trajeto de nossa existência, mas são resultado de uma vida de obediência ao Senhor, de amor ao próximo, do compartilhar da Palavra, da oração intercessória por aqueles que são amados por Deus e, às vezes, estão andando longe de Sua presença. Fazendo a vontade de Deus estamos nos alimentando de tal forma que nossas atitudes sempre produzirão um cântico que a todos, inclusive ao Senhor, encantarão.

Sua vida tem sido um louvor a Deus e uma bênção para seus amigos?

Paulo Roberto Barbosa

A VIDA É UMA PONTE


quarta-feira, 12 de novembro de 2014

A MULHER DE DEUS

Conta uma testemunha ocular de Nova York:

Num frio dia de Dezembro, alguns anos atrás, um rapazinho de cerca de 10 anos, descalço, estava em pé em frente a uma loja de sapatos, olhando a vitrine e tremendo de frio. Uma senhora se aproximou do rapaz e disse:

- Você está com pensamento tão profundo, olhando essa vitrine!

- Eu estava pedindo a Deus para me dar um par de sapatos - respondeu o garoto...

A senhora tomou-o pela mão, entrou na loja e pediu ao atendente para dar meia dúzia de pares de meias para o menino. Ela também perguntou se poderia conseguir-lhe uma bacia com água e uma toalha. O balconista rapidamente atendeu-a e ela levou o garoto para a parte detrás da loja e, tirando as luvas, se ajoelhou e lavou seus pés pequenos e secou-os com a toalha.

Nesse meio tempo, o empregado havia trazido as meias. Calçando-as nos pés do garoto, ela também comprou-lhe um par de sapatos. Ela amarrou os outros pares de meias e entregou-lhe. Deu um tapinha carinhoso em sua cabeça e disse: "Sem dúvida, vai ser mais confortável agora."

Como ela logo se virou para ir, o garoto segurou-lhe a mão, olhou seu rosto diretamente, com lágrimas nos olhos e perguntou:  "Você é a mulher de Deus?"

terça-feira, 11 de novembro de 2014

ATÉ MAIS SAMUKA


Por isso eu louvei os que já morreram, mais do que os que vivem ainda.

Lamentações 4.2


Hoje, eu acordei mais triste. Saber que o Samuka se foi é uma coisa difícil de entender. Existe tanta coisa a falar daquele menino de sorriso largo e coração sincero.

Lembro-me de quando a Luzivana partiu, muitas crianças, entre elas o Samuel, ficaram desesperadas. O Samuka chorava tanto e batia a cabeça na parede. Foi até preciso tomar calmante.

E as visitas que fez a Fernanda quando estava em tratamento contra o câncer. Lembro-me de uma vez que ele chegou mais a Maria Helena, com o seu jeito infantil (ele era uma daquelas pessoas que nunca deixaram de ser criança) e ficaram horas no quarto brincando, conversando.

E quando a Fernanda Morreu, ele me disse: "Tá vendo aquela palheta junto ao violão? Dei para ela em uma das nossas conversas." E falou do Hélio, dizendo: "Estão todos lá, juntos"

E como se esquecer de seu violão, de sua bicicleta, de seu modo de falar sempre brincalhão, do otimismo em relação à vida. Faço de minhas palavras um hino do Novo Som - De Coração.

Ah!, foi tão triste
Ver você partir naquele dia
Você se foi e nos deixou pra viver
Um mundo melhor..
Mas uma estrela ilumina o coração da gente
Só em saber que você esta com Jesus
Como um sol que não se vai
E faz clarear o amor junto de você..
Nos resta, a certeza de que estará
Para sempre, em nossos corações
Seguiremos tocando a paz, cantando a luz
Pra ver clarear, o amor junto de você
Te amamos para sempre De Coração.

A meu amigo Ocete e à família rogo a Deus conforto e paz ao coração aflito e triste e ofereço o meu mais sincero pesar.

E a você, Amigo... Até mais!

Fandermiler Freitas

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

DECEPCIONADO

Ele respondeu: Tenho sido em extremo zeloso pelo SENHOR, Deus dos Exércitos, porque os filhos de Israel deixaram a tua aliança, derribaram os teus altares e mataram os teus profetas à espada; e eu fiquei só, e procuram tirar-me a vida.

1 Reis 19:14  

Elias era um homem de Deus e sempre seguiu a risca as ordens do Pai. Por vários anos tinha servido a Deus com amor e dedicação. Ninguém poderia dizer que ele não fora fiel e dedicado. Ele mesmo disse isso a Deus no versículo acima.

Durante sua vida, Elias sentiu o poder de Deus agindo: foi alimentado por corvos, orou e fogo caiu do céu e consumiu o altar, suplicou ao Pai e ele ressuscitou o filho da viúva, orou e houve seca sobre a terra, orou novamente e voltou a chover.

Mas agora, ele estava se sentido só, escondido no mais profundo de uma caverna. Estava em depressão, decepcionado com a vida. Havia servido a Deus e isso o tinha levado a um vale mui triste, a ponto de pedir para se a morte: Basta; toma agora, ó SENHOR, a minha alma, pois não sou melhor do que meus pais.

Mas Deus não abandona os seus, Ele foi até Elias com a seguinte pergunta: "O que fazes aí, Elias?". Sabe o que Deus queria dizer para Elias? 

1. O seu lugar não é aí.
2. Você precisa ver a verdade e, na verdade, você precisa passar por cavernas, mas não tem por que permanecer nelas.
3. Você nunca vai está só.
4. Não se sinta decepcionado porque a história não terminou.

Deus levantou Elias do mais profundo de sua dor e decepção e o levou novamente a vida. É isso que Deus faz com todo a aquele que na tristeza e decepção ouve a sua voz.

Fandermiler Freitas

EXIGE DE TI


domingo, 9 de novembro de 2014

SÓ PODE SER SALVO QUEM RECONHECE QUE É PECADOR

Quem insiste em que o homem pode salvar a sua alma da condenação eterna, pela sua simples aplicação na prática de boas obras, é porque ainda não foi convencido pelo Espírito Santo quanto à real extensão da culpa dos seus pecados; que é infinita e eterna assim como é o castigo divino para todos aqueles que não tiveram a sua dívida de pecados perdoada e cancelada por Cristo.

É nEle e somente nEle que podemos ser aceitáveis a Deus, uma vez que não há quem não peque.

É pela aspiração de se obter a concretização da esperança que temos nEle de sermos aperfeiçoados pelo Espírito Santo, mediante aplicação da Palavra de Deus em nossas vidas, que somos salvos para aquela vida perfeitamente santa, justa e amorosa que teremos na glória celestial.

Somente o próprio Deus pode nos despojar inteiramente da natureza pecaminosa que todos possuímos, enquanto neste mundo, e nos revestir da sua natureza celestial, espiritual e divina.

E este trabalho de justificação, regeneração e santificação do pecador é realizado simplesmente com base na graça de Deus e mediante a fé em nosso Senhor Jesus Cristo.

Silvio Dutra

PERDOAR


sábado, 8 de novembro de 2014

PLANTANDO VIDA E NÃO MORTE

"Não matarás" (Êxodo 20:5)

Uma professora da Escola Bíblica estava ensinando às crianças de sua classe de 5 e 6 anos de idade sobre os Dez Mandamentos. Depois de explicar o andamento "Honrarás pai e mãe", ela perguntou: "Existe algum mandamento que nos ensine a tratar com nossos irmãos e irmãs?" Com muita convicção, um pequeno menino respondeu: "Não matarás."

Parece apenas uma história de crianças, mas, muitas vezes, tornamos aquela resposta verdadeira. Quando tratamos um irmão com indiferença, sem o carinho que ele merece, podemos matar seu entusiasmo e sua determinação. Quando o vemos angustiado e desanimado e não lhe confortamos com as maravilhosas promessas do nosso Deus, podemos matar suas esperanças. Quando não o abraçamos e não seguimos o caminho de mãos dadas com ele, podemos contribuir com sua fraqueza e, de certa forma, matar o crescimento espiritual da igreja.

Quando não testemunhamos do amor do Senhor, que morreu na cruz para nos redimir e para pagar o preço de nossos pecados, podemos estar impedindo que uma vida incrédula conheça o Salvador e, dessa forma, estamos matando a sua oportunidade de encontrar o caminho para a vida eterna. Quando não colaboramos com os nossos irmãos em seus programas evangelísticos e missionários, podemos estar ajudando a fazer morrer um canal que é o mais importante na obra de Deus: a busca das almas perdidas.

Precisamos compreender que o Senhor nos chamou para levar a vida e não a morte. Ele nos chamou para encher o mundo de sorrisos e não de tristezas. Ele nos convocou para semear fé e não dúvidas. Ele nos comissionou para iluminar os ambientes e não para torná-los ainda mais tenebrosos.

Eu quero caminhar nesse mundo arrancando as sementes da morte e plantando, em seu lugar, sementes de vida. E você?

Paulo Roberto Barbosa

SE POSSÍVEL


quinta-feira, 6 de novembro de 2014

A MELHOR PARTE

Entretanto, pouco é necessário ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada.
Lucas 10.42

Quando alguma coisa é dividida, todo mundo sempre quer a melhor parte ou aquela que considera a mais importante. Isso me faz lembrar de minha infância, quando íamos almoçar galinha caipira. Havia uma pequena disputa pelo o fígado e a moela. Eu, minha irmã, meu pai, todos nós "lutávamos" pela melhor parte.

No contexto do versículo acima, Jesus estava na casa de Marta e Maria. Marta corria de um lado para o outro em preparativos para receber Jesus. Posso imaginar que fazia comida, arrumava a mesa, queria tudo limpo, perfeito e agradável para receber o mestre.

Já Maria, sentava-se aos pés de Jesus e apenas o ouvia tranquilamente e sem pressa. Isso irritou Marta, como faria com qualquer mulher, a ponto de reclamar da irmã para Jesus: Senhor, não te importas de que minha irmã tenha deixado que eu fique a servir sozinha? Ordena-lhe, pois, que venha ajudar-me. (V. 40)

Em nossa vida, todo dia, fazemos muitas escolhas. Algumas simples e corriqueiras; outras, complexas e importantes para o futuro. Essas duas mulheres tiveram Jesus na sua casa e fizeram escolhas diferentes. Enquanto Marta preocupava-se em servir Jesus da melhor maneira possível, preparando tudo o que estava ao seu alcance para o conforto do Mestre, Maria esqueceu de tudo ao seu redor e se pôs a ouvir Jesus.

Gostaria agora que você pensasse em suas escolhas. Elas tem sido tomada baseada em sua opinião ou na de Jesus? Para Marta a melhor coisa a fazer era servir Jesus do melhor, mas para Maria era deixar Jesus servi-la.

A resposta de Jesus para Marta foi bem simples: Tu te preocupas de mais com este mundo, todas essas coisas vão passar e no final não vão ter importância alguma. Só há uma coisa que é realmente importante ou necessária - A Palavra de Deus em nossa vida.

Meu querido amigo, queria lembrar-lhe de que Maria escolheu a melhor parte, porque parou todos os seus afazeres e deixou Jesus falar em seu coração. Parece pouca coisa, não é? Mas para o Mestre era a melhor parte. Qual a parte que você tem escolhido? A melhor? Aos olhos de quem? Seu ou de Jesus?

DESCOBRIR AS ESTRELAS


terça-feira, 4 de novembro de 2014

NÃO TEMAS

Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.

Josué 1.9

O medo é uma sensação de pavor e de incapacidade diante de um obstáculo ou desafio. É um sentimento de alerta por se sentir ameaçado tanto fisicamente como psicologicamente. o Pavor é a ênfase do medo.

Josué estava num estado de conflito mental e interior. Moisés havia morrido e ele se achava pequeno diante do grande desafio: levar o povo de Israel a enfrentar grandes e poderosos inimigos e tomar posse da terra. O medo é uma reação natural do corpo diante do perigo. E em Josué não foi diferente, até porque ele conhecia o povo e o viu, tantas vezes, desafiar Moisés e desobedecer a Deus. Mas agora, ele estava só, teria que ter coragem e dedicação ao extremo para cumprir sua missão.

Todo mundo tem medo de alguma coisa; escuro, água, altura, de está só, de não ser feliz, de falar em público, de não conseguir realizar um sonho, etc. Isso é natural diante dos homens. Mas uma coisa que Josué aprendeu foi que quando falar Ele espera que o obedecemos. Ele sabe que temos medo, tanto que foi ao encontro de Josué dizendo: Não temas, nem te espantes, porque o Senhor, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.

Queres ser vitoriosos e não temer o medo? Anda com Deus, confia nEle, segue suas determinações e ele te promete: Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei

Nani Azavedo - Não temas.