sexta-feira, 21 de julho de 2017

PROBLEMAS

Um homem de valor sorri em meio aos seus problemas, se fortalece em meio a aflições e cresce corajosamente através da reflexão. 

Thomas Paine

Quando você fracassa em apreciar os seus problemas, ao deixar de aprecia-los, ele permanece com você. Os desafios da sua vida são lições que estão esperando para serem aprendidas. E os problemas esperam e esperam– até que você com eles aprendam. Problemas irão permanecer com você o tempo que tiver que permanecer até que você aprenda com eles.

Aprenda com seus problemas, aprecie-os e eles vão desaparecer. Quando você aprender as lições que os problemas ensinam, eles deixam de ser problemas. Aprenda com garra e determinação tudo aquilo que eles querem lhe ensinar e cresça para muito acima deles. Seja grato pelos desafios da sua vida porque sem eles não haveria crescimento.

Os problemas são cuidadosos e persistentes mestres. Eles nunca deixam o seu lado até que você aprenda as suas lições. Permita que os seus problemas te ensinem porque só assim eles perderão o poder de desestruturar a sua vida.

Para Meditação: Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus. I Tessalonicensses 5:18

Nélio DaSilva

O MAIOR HOMEM DO MUNDO

quinta-feira, 20 de julho de 2017

2. RESOLVA OS PROBLEMAS CEDO

Deixe-me contar-lhe a história de um casal: alguém que eu amo muito estava varrendo o quintal de sua casa. A vassoura, no quintal, pegou sol, chuva, vento; seu cabo estava cheio de grandes farpas. Então, ao varrer, uma grande farpa entrou em seu dedo da mão direita. Ele tentou tirá-la, mas como era destro, quanto mais ele tentava tirá-la, mais ela entrava. A farpa era muito grande e dolorosa. Ele pensou em pedir ajuda a sua esposa, com quem havia acabado de discutir, mas ela é uma mulher com temperamento forte, que quando se irrita pode demorar semanas saboreando o doce líquido de seu anticongelante espiritual. Semanas nas quais ele se tornava, para ela, o homem invisível. Quando sua esposa finalmente falou, e pode ajudar, ela examinou seu dedo de má vontade, mas a farpa já havia entrado tão profundamente em seu dedo que não estava mais visível. E, apesar de não estar mais visível, ele não conseguiu mais voltar a dobrar seu dedo da mesma forma. Por isso, Paulo disse em Efésios 4:26: "Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira." Se você deixa o sol se por ainda sentindo a ira, quando acordar já não vai mais encontrar a farpa, e essas farpas o envenenam. Se você tiver que corrigir alguma coisa com seu cônjuge, mesmo que seja com grande esforço, não vá dormir sem resolver o problema. No dia seguinte, mesmo tendo sido difícil, você se sentirá melhor. Quem se acostuma a dormir sem resolver o problema, na esperança de que a noite "apague" as coisas, pode acabar fazendo seu cônjuge sentir o gosto do ressentimento.

http://familia.com.br

VERGONHA

quarta-feira, 19 de julho de 2017

SABEDORIA NO OUVIR

Saber ouvir é uma arte, e como tal exige preparo, talento e inspiração. Como pastor, muito mais ouço do que falo, e nem sempre estou tão pronto a ouvir quanto eu mesmo gostaria e precisaria estar. Estamos em processo.

Mas para aquele que está errando, muito precioso é ter ouvidos que ouçam, porque uma correção ou repreensão pode fazer toda a diferença entre continuar errando e passar a acertar. Os caminhos dos que erram se cruzam dos que podem ajudar e corrigir, e isto é feito intencionalmente pelo Regente de todas as coisas. Para quem sabe aproveitar as coisas que Deus faz, é aí que tudo acontece.

Ser corrigido é como encontrar um presente e não conseguir abrir o pacote. Quem abre tem preciosidades, como jóias de ouro puro. Tenho um amigo que sempre que é advertido ou insunua-se que ele esteja errado ele diz \"Deus deve estar querendo me dizer alguma coisa, vou ficar atento e orar\".

Assim deve ser a atitude e a postura dos que querem de fato servir a Deus e não ao seu próprio ventre. Não posso mentir: não gosto de ser corrigido, gosto muito mais quando estou certo e sou elogiado ou motivado. Claro, sou humano. Mas eu preciso mudar, sei disso, e estou me esforçando para isso. É este o jogo, fazer força para gostar do que não gostamos. Podemos chamar isso de transformação.

Mas nosso desafio, meu e seu, é entender e aceitar as correções como algo precioso, que tem muito valor.

Pai, eu quero saber ouvir e valorizar as correções, porque quero te servir correto. 

Mário Fernandez

EXAGERO


terça-feira, 18 de julho de 2017

OS PAIS

Quem amaldiçoar seu pai ou sua mãe será morto.

Êxodo 21:17

Deus valoriza muito os chamados valores familiares, ou qualquer outro nome que se queira dar aos princípios e regras de um bom relacionamento familiar. Respeito, amor, cuidado, zelo, dedicação, amizade, participação, proteção, suprimento, carinho, afeto e por aí adiante.

Aos filhos, neste esquema divino, honrar seus pais com obediência, gratidão, cuidado na velhice, suprimento de necessidades quando se fizer necessário. Retribuição mínima pelo que eles fizeram por sua vida no início dela, inclusive ser intrumento de Deus para começá-la.

Amplia muito o conceito que aparece resumido nos 10 mandamentos. Note: não precisava matar seus pais para ser punido com a morte, dentro daquele contexto. Bastava amaldiçoar, praguejar, falar ou desejar o mau.

Motivo? Porque Deus escolheu seus pais, meu irmão, para te dar vida e cuidar dela até você ter capacidade de cuidar-se sozinho e glorificar a Deus sozinho. Ao amaldiçoar ao pai ou mãe estará amaldiçoando a escolha de Deus, e indiretamente ao próprio Deus. E Deus não aceita isso.

Se seus pais foram falhos neste papel para o qual Deus os elegeu, deixe que eles se entendam com Deus no juízo da vida deles, não se ponha no papel de juiz porque isso cabe a Deus somente. Agradeça a Deus por tê-los tido, abençoe-os se ainda viverem e seja grato pelo que teve. Seja muito seja pouco, seja bom seja ruim.

Acerte-se com Deus pela sua vida e seja um pai ou uma mãe melhor que os seus o foram, não importando o quanto foram bons ou ruins. Seja melhor. Seja mais parecido com o PAI do que seus pais o foram. É isto que significa obedecer a Deus e aceitar a missão que lhe foi dada ao constituir uma família. Fazer filhos os animais também fazem, mas criá-los nos caminhos do Senhor é para seres humanos. E poucos.

Enquanto escrevo estas linha comemoro meu 35° aniversário, com gratidão a meu falecido pai e minha mãe. Na verdade quem merece os parabéns são eles.

Pai, quero ser mais grato do que jamais fui pelos meus pais, e quero vir a ser um bom pai/mãe aos Teus olhos. 

Mário Fernandez 

ILUSÃO


segunda-feira, 17 de julho de 2017

A RESPOSTA DE DEUS

Eu pedi a Deus... e Ele disse... 

Eu pedi a Deus para retirar os meus vícios. 
Deus disse: Não. 
Eles não são para eu tirar, mas para você desistir deles. 

Eu pedi a Deus para fazer meu filho aleijado se tornar completo. 
Deus disse: Não. 
Seu espírito é completo, seu corpo é apenas temporário 

Eu pedi a Deus para me dar paciência. 
Deus disse, Não. 
Paciência é um subproduto das tribulações; Ela não é dada, é aprendida. 

Eu pedi a Deus para me dar felicidade. 
Deus disse: Não. 
Eu dou bênçãos; Felicidade depende de você. 

Eu pedi a Deus para me livrar da dor. 
Deus disse: Não. 
Sofrer te leva para longe do mundo e te traz para perto de mim. 

Eu pedi a Deus para fazer meu espírito crescer. 
Deus disse: Não. 
Você deve crescer em si próprio! Mas eu te podarei para que dês frutos. 

Eu pedi a Deus todas as coisas que me fariam apreciar a vida. 
Deus disse: Não. 
Eu te darei a vida, para que você aprecie todas as coisas. 

Eu pedi a Deus para me ajudar a AMAR os outros, como Ele me ama. 
Deus disse: Ahhhh, finalmente você entendeu a ideia...

Ian Lopes

DEUS BASTA


domingo, 16 de julho de 2017

CHRISTMAS EVANS - ENCONTRO COM DEUS

Confia no Senhor e faze o bem; habita na terra e alimenta-te da verdade. Agrada-te do Senhor e ele satisfará os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor, Confia nele e o mais ele fará.


Salmos 37:3-5



Achava-me cansado de um coração indiferente para com Cristo, para com a Obra do Espírito Santo, cansado de um coração frio no púlpito, na oração e no estudo. Afinal, chegou o dia, um dia inesquecível.

Comecei a orar, invocando o Nome de Jesus, e senti-me como que livre de grilhões como se montanhas de gelo se dissipassem dentro em mim. Isto me acordou a razão para a grande promessa do Consolador.

Meu espírito aliviou-se de um peso e como que emergia de inverno rigoroso. As lágrimas correram-me copiosamente e fui constrangido a clamar em alta voz pela presença de Deus, pela igreja de Anglesea sob meus cuidados. Minha súplica durou três horas. Assim me entreguei completamente a Cristo, – corpo, alma, talentos e trabalho, sonhos, cada hora que me restasse e todos os meus cuidados, a minha vida inteira, tudo Lhe confiei.

(Pregador de Gales, evangelista Batista)

VOCÊ CONFIA EM DEUS?


sábado, 15 de julho de 2017

DESEJANDO A MORTE

Peço-te, pois, ó SENHOR, tira-me a vida, porque melhor me é morrer do que viver.

Jonas 4:3

Jonas era um homem que devia estar feliz. Afinal foi enviado numa missão e, depois de algumas lutas e dilemas, fora bem-sucedido. Mas não estava e, apesar do sucesso, um sentimento de tristeza o consumia por dentro, o perturbava e o afligia até os confins da alma.

Quando o coração perde a alegria e o encanto da vida, aos poucos os sonhos vão morrendo, o espírito se abate e o desânimo se apodera da alma, o mundo se torna sem cor, brilho, alegria. A paz foge do coração e a angústia envolve a vida numa áurea de incerteza. É como se o ser não fosse de lugar algum. A solidão que reside dentro dele é tão forte que ele se sente um total estranho.

Quando Jonas acordou àquela manhã, ele sentia-se só, mesmo com Deus ali. Parecia que sua existência era uma completa perda de tempo. Não sentir-se útil é um grande problema. Ele não estava feliz. Sabe quantas pessoas se sentem assim no mundo? Milhares. Até, às vezes, eu me sinto assim. No entanto, em vez de pedir a morte, busquemos a Deus e roguemos que ele nos ajude e nos abra os olhos para o verdadeiro sentido desta vida.

Quando compreendermos que não é o sucesso financeiro, as altas posições sociais, os cargos públicos e o poder que alcançarmos durante a vida que nos farão preencher o vazio da alma e trazer paz, felicidade e a alegria de viver, vamos compreender como Davi: "Porque a tua graça é melhor do que a vida;" - Sl 63.3. Neste dia entenderemos o que Jesus disse aos seus discípulos hora antes de ser morto: "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize." - João 14:27.

A resposta de Deus para Jonas foi criar uma árvore e ensinar-lhe que existe muitas outras coisas além do que está dentro dele. Foi preciso Deus abri-lhe os olhos para que entender que mesmo em meio a dor a vida é um presente do Pai e, por isso, enquanto estamos vivos ela será sempre o momento de celebrar as bênção dos céus e não a morte.

Fandermiler Freitas

CORAÇÃO DE CARNE


sexta-feira, 14 de julho de 2017

TU ÉS BOM

E, pondo-se Jesus a caminho, correu um homem ao seu encontro e, ajoelhando-se, perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom senão um, que é Deus

Mt 10.17-18

Costumamos rotular as pessoas como "boas" ou "más", de acordo com um julgamento próprio. Para uma pessoa ser boa ela teve que ter nos ajudado, já para ser má, nos prejudicou de alguma forma, mesmo que fez o que era certo.

Há dias, encontrei uma pessoa que falava mal de outra, porque fora lhe exigido que cumprisse com suas responsabilidades no emprego, ela argumentava: "bom! era o fulano...

É interessante como o homem julga o que é bom ou mal pelo acontece consigo mesmo. Não existe um critério maior. Se sou beneficiado - ele é bom, se não posso ser agraciado - é mal.

Quando aquele jovem olhou para Jesus e disse: "bom Mestre!" Jesus lhe respondeu: "Bom só há um que é Deus". Por que Deus é bom?

1. Porque Deus é imparcial. Ele ajuda a todos - porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos.

2. Porque Deus está sempre pronto a perdoar e esquecer nossos erros - Ele é quem perdoa todas as tuas iniquidades; quem sara todas as tuas enfermidades.

3. Porque Deus ama a todos sem diferença -  Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Nós não somos assim: 

1. Nós somos bons para quem é bom para conosco
2. O nosso coração não gosta de perdoar nem esquecer. Guardamos uma mágoa, uma raiva por anos no coração a espera da oportunidade de retribuir.
3. O nosso amor é limitado. Fazemos sim distinção de pessoas.
Deus nos conhece e sabe que não somos tão bons como dizemos ou pensamos. Por isso, roguemos ao Pai que derrame seu amor em nossos corações para que nos tornemos verdadeiramente bons.

Emerson Pinheiro - Tu és Bom.

SEMEIA AMOR

quarta-feira, 12 de julho de 2017

COROA INCORRUPTÍVEL

"Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. Todo atleta em tudo se domina; aqueles para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível." 

1 Coríntios 9.24-25

Como conquistamos essa coroa incorruptível? Através de renúncia e abnegação. Paulo usa o exemplo dos Jogos Olímpicos. Os atletas deixam tudo o que possa atrapalhar sua corrida a fim de receber uma coroa corruptível. Querido leitor, antes de qualquer atitude pergunte-se primeiro: como estarei servindo melhor ao Senhor Jesus? Aí você saberá o que deve fazer e o que deve deixar de fazer.

Podemos basear nosso comportamento espiritual em Colossenses 3.17: "E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai." Podemos xingar em nome de Jesus? Não! Como se torna leve e gloriosa uma vida que se concentra unicamente em Jesus! Guarde o que você tem, pois: "Igualmente o atleta não é coroado, se não lutar segundo as normas." 

Siga o Senhor decididamente. Consagre a Ele a sua vida, seu coração, seus dons, seu tempo e suas forças! Assim também os seus olhos um dia verão o Rei na Sua formosura.

Extraído do livro "Pérolas Diárias" (de Wim Malgo)

SAUDADE


terça-feira, 11 de julho de 2017

"SE NÃO DER FRUTO"

Ezequiel 15: 1-8 

A madeira de algumas árvores é boa para a construção de casas ou móveis; mas a madeira de uma vinha não é boa para nada. Uma vinha tem valor por causa das uvas. Se não der frutos, sua outra única utilidade será virar lenha para fogueira. E se restar alguma coisa, ela terá de ser queimada novamente.

Nós, cristãos, somos como galhos de videira. O Senhor da vinha glorifica a Ele mesmo em cada um de nós, seus galhos. Naqueles que mostram arrependimento, Deus usa de amor e bondade concedendo vida eterna (Mateus 3.8). Naqueles que não dão fruto, Deus usa de justiça e reafirma sua majestade e poder, separando-os para sempre. O Senhor faz tudo com um propósito; até os ímpios para o dia do castigo. (Provérbios 16.4). Ou glorificamos voluntariamente a Deus na sua misericórdia como crentes que dão fruto, ou se formos madeira morta e imprestável seremos forçados a glorificar a Deus como combustível para sua justiça.

Deus quer que vivamos vidas úteis, foi o que escreveu Paulo: ... meus irmãos, vocês também morreram para a Lei, por meio do corpo de Cristo, para pertencerem a outro, àquele que ressuscitou dos mortos, a fim de que venhamos a dar fruto para Deus” (Romanos 7.4). Jesus disse: Eu sou a videira; vocês sãos os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto...Se alguém não permanecer em mim, será como o ramo que é jogado fora e seca. Tais ramos são apanhados, lançados ao fogo e queimados.(João 15.5 e 6) 

Extraído do livro Devocional A Cada Dia 

ESPERANÇA DE VENCER

segunda-feira, 10 de julho de 2017

CORAÇÃO SÁBIO

Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio.

Sl. 90.12

Quando criança, sempre passava algumas semanas das férias na fazenda de meus avós, e participava ativamente, por alguns dias, da vida no campo, acordar cedo, tirar leite, dar de comer as aves, aos porcos, mas o que me chamava mais a atenção era a agricultura.

O homem limpa o solo, lança as pequenas sementes, cuida com carinho dos vegetaizinhos, e só depois de algum tempo, vai colher os preciosos frutos de seu penoso trabalho.

É interessante como na vida nada é de graça. Tudo tem o seu preço e o seu tempo. O que o salmista pediu ao Senhor foi ser capaz de suporta a dor da caminhada, os espinhos do percurso, a poeira da estrada. A ter paciência mesmo que tudo diga não, que toda a realidade pareça cruel e insensível demais para com ele.

Um coração sábio é muito difícil nos dias de hoje. Temos presa, temos urgência, temos desejos, almejamos aqui e agora. Mas o salmista não queria se precipitar nas suas escolhas e se afastar do que realmente era importante. Por isso, clamava ao Pai que lhe sossegasse o coração, acomodando-o na sabedoria.

Assim como na agricultura o homem precisa ter paciência para aguardar o fruto maduro, na vida precisamos de um coração sábio para tirar proveito de cada momento sem ser enfeitiçado pela dor, atormentado pela tragédia e iludido pela cobiça.

Roguemos ao Pai que nos ajude a ter um coração sábio, capaz de ver com clareza o que está ao nosso redor, identificando o mal e o bem que há no mundo. Ao mesmo tempo, que seja capaz de esquadrilhar o que há dentro de nós, levando-nos a corrigir nossos caminhos e pensamentos e, assim, conduzir-nos em direção à felicidade.

Fandermiler Freitas

FAZER O BEM OU O MAL

domingo, 9 de julho de 2017

PERDÃO INÚTIL

Uma história real acontecida nos EUA.

George Wilson foi condenado à morte em 1829.

Acusação: Latrocínio. Num assalto ao correio, havia matado um homem. Deveria morrer enforcado. Alguns amigos fizeram um veemente pedido de clemência ao então Presidente dos USA, Andrew Jackson. Sensibilizado, o presidente então concedeu o perdão a George Wilson.

Mas aconteceu o inesperado. Para surpresa de todos, o réu Wilson não aceitou o Indulto Presidencial. O juiz responsável pelo caso ficou perplexo. O que fazer? Deveria a sentença de morte ser cumprida ou não?

O caso foi devolvido ao Presidente e ao Supremo Tribunal e teve a seguinte decisão:

“O indulto para ter força de lei, necessita ser ACEITO pela pessoa em questão. É quase impossível de se crer que um condenado à morte recuse o indulto, mas se tal acontecer a sentença deverá ser cumprida”

George Wilson então, foi executado. Morreu enforcado apesar do indulto do Presidente!

Incrível, não? Mas é o que tem acontecido.

Esse relato antigo, porém, verdadeiro, ilustra o trágico desprezo que muitos dão à Graça de Deus oferecida para o perdão dos pecados da humanidade.

Deus enviou seu Filho, Jesus Cristo ao mundo e Ele veio em pessoa, para anunciar o perdão gratuito oferecido bondosamente pelo Pai de Amor. Recusá-lo é o pior erro e a maior loucura que um ser humano pode cometer em vida, pois, depois, na Eternidade, não existirá remédio, não existirá mais Perdão. Como está escrito: "Aos homens está ordenado morrerem UMA SÓ vez vindo após isso, o JUÍZO" - Hb 9.27

A humanidade está sob a sentença de morte por causa dos seus pecados. Estamos aprisionados neste planeta, aguardando apenas o dia da execução. Mas Jesus Cristo amorosamente, assumiu a nossa culpa na cruz oferecendo-se em nosso lugar. Ele desceu e morreu a nossa morte, removendo nossa penalidade, tornando-Se o nosso legítimo substituto. Por isso a Bíblia diz que Ele (Jesus) é nosso FIADOR diante do Pai, sabia? Então leia: “De tanto melhor concerto JESUS FOI FEITO FIADOR". - Hb 7.22

Assim, Ele agora nos oferece o gracioso perdão do Pai, tendo pago, em nosso lugar, a nossa "conta" humanamente, impagável. Contudo, alguém pode cometer a grande loucura de recusar o indulto do Supremo Juiz - o seu perdão. E o Perdão é uma transação de "mão dupla". A fim de que ocorra o Perdão, ele precisa tanto ser concedido quanto ACEITO pelo beneficiado, senão torna-se SEM EFEITO e a dívida então, deverá se paga pelo próprio devedor.

Na verdade, Deus tem tão alta consideração por nosso poder de escolha que jamais nos impõe Seu Perdão. Oferece-o livremente; anima-nos a aceitá-lo, mas a escolha final é nossa. Podemos recusá-lo, se assim o desejarmos, porém ao recusá-lo, assumimos as consequências...

ANTÔNIO ESTEVES

PROBLEMAS

sábado, 8 de julho de 2017

VIVA UM DIA DE CADA VEZ

Viva um dia de cada vez, em comunhão com Deus, seja útil onde quer que estejas, faça a sua parte.

Vigie para não praticar injustiça, como por exemplo, "suspeitar mal do seu próximo", sem provas.

Procure falar pouco, pois no muito falar há transgressão.

Evite que roubem o seu tempo, com bates papos fúteis e coisas vãs - Vigie para não roubar o tempo alheio.

Trabalhe com tranquilidade, peça com fé que Jesus encha o seu coração com alegria, para que o fardo do trabalho lhe seja leve e você não o sinta.

Não revide afrontas, não se defenda - Dê Lugar para que Jesus, O seu Advogado te justifique.

Confie em Jesus nas suas dificuldades - Ele jamais lança fora os que vem à Ele.

Não dê lugar a sentimentos como medo, incerteza, insegurança, dúvida - pois não há lucro nenhum em nada que proceda da carne.

Firme-se na segurança, na certeza e na fé - Jesus é digno que você confie nEle, em Suas Palavras, e Ele diz: "Jamais lanço fora os que vem à Mim".

Se você possui um sentimento como "falta de fé", coloque Jesus acima do seu sentimento.

Se você possui um sentimento de "indignidade", confie na dignidade de Jesus.

Firme sua mente na santidade, se posicione como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus - pois há recompensa para toda renúncia em favor do Reino de Deus.

Firme seu coração na caridade, principalmente a fraternal.

Não se associe com aqueles que tiram a sua comunhão com Deus, com aqueles que te fazem pecar, seja através da ira, da mágoa ou das más conversações. Sendo possível,.fuja dos contenciosos, evite atritos desnecessários.

Não crie expectativas com relação a ninguém, seja livre, pois pessoas são frágeis e decepcionam. Mas você não está só, faça de Jesus o teu Amigo, o teu confidente, desabafe suas ansiedades com Ele, em total sinceridade e Ele te ajudará.

Ore. tenha prazer em orar a Deus, expor pacientemente suas queixas, seus problemas, seus pedidos de proteção, saúde, provisões e socorros. Lembre que há um grande povo sofrendo, lembre que o mundo é lugar de muitos perversos, que praticam crueldade com pessoas e animais. Mas tua oração pode dissipar obras das trevas e salvar a muitos.

Ande com Jesus, e seja feliz com Jesus

Deus Seja Louvado.

Heloisa Monteiro

PERDER O MELHOR


sexta-feira, 7 de julho de 2017

ELE MORA AQUI

"O Senhor teu Deus está no meio de ti, poderoso para te salvar; ele se deleitará em ti com alegria; renovar-te-á no seu amor, regozijar-se-á em ti com júbilo" 

Sofonias 3:17

Muitos anos atrás, próximo à residência real inglesa, na Ilha de Wight, foram levantadas várias casas para os pobres e idosos. Um missionário, visitando algumas das pessoas de idade avançada que ali moravam, perguntou a uma senhora: "A rainha Vitória já lhes visitou aqui?" "Oh, sim," foi a resposta. "Sua Majestade frequentemente vem nos ver." Então, desejando saber se a mulher era cristã, o missionário perguntou: "O Rei dos reis já fez alguma visita aqui?" A senhora, abrindo um largo sorriso, respondeu: "Não senhor, Ele não visita aqui -- louvado seja Deus, Ele mora aqui. É por isso que nós somos ricamente abençoados!"

Muitos de nós, em diversas ocasiões, recebemos a visita de Deus em alguma circunstância. Sentimos grande alegria no coração por uma graça recebida, chegamos mesmo a testemunhar da grande maravilha operada pelo Senhor, e continuamos a viver a nossa vida de indiferença ao Salvador que, mais do que uma bênção passageira, quer perdoar nossos pecados e dar-nos a salvação e a vida eterna.

Lembro-me de uma irmã que durante alguns meses esteve na igreja orando e pedindo a todos que intercedessem por uma bênção de que tanto necessitava. Após algum tempo Deus a atendeu e todos ficamos muito felizes. A irmã desapareceu das reuniões e ninguém sabia o motivo. Ao ser encontrada, um dia, na rua, foi-lhe perguntado a razão de ter sumido dos cultos. A sua resposta foi: "Eu não estou precisando de Deus para nada no momento."

Por que devemos nos contentar com relances da glória de Deus se podemos contar com Sua presença constante em cada passo de nossas vidas? Por que ser apenas expectadores ou ouvintes das grandes maravilhas que Deus opera se podemos ser participantes de cada uma delas? Por que tê-lo como visitante passageiro se podemos abrir as portas de nosso coração para que Ele ali faça morada?

Quando o assunto é Jesus, você pode dizer "Ele mora em mim?"

Paulo Roberto Barbosa

VIVER ACOMPANHADO

quarta-feira, 5 de julho de 2017

AMANHÃ DE MANHÃ

Disse mais o Senhor a Moisés: Dize a Arão: Estende a tua mão com tua vara sobre as correntes, e sobre os rios, e sobre os tanques, e faze subir rãs sobre a terra do Egito. 

Êxodo 8.5

O livro de Êxodo narra a história da libertação do povo de Israel do Egito. Faraó escravizara r o atormentava com duros trabalhos. Deus desejava libertar o seu povo r, por isso, enviou Moisés. No entanto, Faraó, de coração duro, não deixava o posso sair. 

Dessa forma, Deus mandou dez pragas sobre os egípcios. Praga de piolhos, praga de moscas, praga de gafanhotos... e mandou também a praga das rãs – e a Bíblia diz que houve rãs por toda a parte. Devia ter sido uma bagunça: rãs pulando nos corredores do palácio, entrando para a cozinha, pulando sobre as panelas! ...outras, alcançando os quartos e subindo nas camas... Tenho certeza de que a Sra Faraó, pressionou o marido para desistir logo e acabar com as rãs.

Quando finalmente, Faraó chamou Moisés e disse: “Muito bem, eu desisto”. 

Moisés perguntou: “E quando você quer que eu acabe com as rãs?” E a resposta de Faraó foi clássica. Ele disse: “...Amanhã”. (devia estar louco! Por que esperar tanto tempo para acabar com as rãs?)!

Nós, muitas vezes, agimos de igual modo de igual diante de problema. Temos a solução, mas ficamos adindo, adiando... Que Deus nos ajude a dizer basta e agora!

MOTIVOS PARA AMAR

terça-feira, 4 de julho de 2017

PRESO AFINAL

"E sabei que o vosso pecado vos há de achar." 

Números 32.23.

Nada houve de incomum em relação à meninice de Willie Sutton.

Sua família vivia numa modesta casa na High Street, no Brooklyn. Seu pai era ferreiro. Sua família parecia ser uma feliz família comum, que ia à igreja regularmente.

A mãe de Willie muitas vezes o mandava ao armazém da esquina para comprar alimentos. Um dia ele meteu disfarçadamente algumas coisas no bolso enquanto o dono do armazém ou o ajudante não estavam observando. Ele repetiu isto várias vezes mais.

O passo seguinte foi visitar o armazém à noite. Ele entrou pela janela dos fundos e meteu no bolso o dinheiro que estava na caixa registradora. Ninguém suspeitou de Willie Sutton.

Ao se tornar homem, ele achou mais fácil roubar banco do que trabalhar. Foi de cidade em cidade praticando roubos cada vez maiores.

Umas poucas ocasiões ele foi preso e metido na cela, mas sempre conseguia escapar e voltar a sua vida de crime.

Então um dia a brincadeira terminou. Ele foi identificado no metrô de Nova Iorque e denunciado à polícia. Como resultado, no dia 2 de maio de 1952, Willie Sutton ouviu pela última vez perante o juiz no tribunal do condado de Queens, na cidade de Nova Iorque a sentença: “A Corte sentencia o prisioneiro a ser confinado numa prisão estadual por um período não inferior a 30 anos." Cansado dos anos estéreis de sua vida, Willie escreveu sua autobiografia. Sabia que alguns jovens o olhariam como herói; que assim como ele conseguiu escapar tantas vezes, eles também poderiam conseguir. Mas ele queria adverti-los sobre aonde finalmente tal caminho levaria. Ele disse: "Eu estudei a arte de roubar assim como um homem honesto estuda direito ou contabilidade. Fiz do crime uma ciência. E todavia, perdi!" Os que transgridem a lei perdem sempre. Um dia seus pecados os acharão. Mais cedo ou mais tarde o dia do acerto de contas chegará; porque todos teremos de comparecer perante o tribunal de Deus.

Você tem procurado esconder algo que tenha feito? Por que não busca o perdão antes do dia do juízo, mediante confissão do seu pecado? Se você lançou mão de algo alheio, devolva ou faça planos para pagá-Io. Peça a Deus que impeça você de seguir os passos de Willie Sutton.

Scoundrels and Scalawags, Willie Sutton, Reader's Digest, 1958, págs. 542-559.

GRANDES BATALHAS


segunda-feira, 3 de julho de 2017

OS NÓS DA CORDA

Havia um homem que vivia sempre sereno e atraía a atenção de todos que paravam para conversar com ele. Todos, pois, estavam curiosos para saber qual era o motivo de sua constante alegria e bondade. Um dia, o rei o procurou e falou-lhe: 

- Você sempre está alegre. Será que nunca fica preocupado com alguma coisa? Não se preocupa com o seu destino? Será que nunca pensa nos pecados dos quais Deus vai lhe pedir conta? Afinal, nesta vida, todos somos pecadores!


Ao que o homem respondeu: "Vossa Majestade tem toda a razão em dizer que a gente deve dar conta do mal que faz. Eu, por mim, penso e ajo assim: imagino que a gente está amarrado a Deus com uma corda."



- Como assim? - perguntou o rei.

- Quando a gente peca, corta essa corda. Mas quando a gente se arrepende e
pede perdão, o que Deus faz? Ele pega as duas pontas da corda e faz um nó para reatá-la. Desse jeito a corda fica mais curta e a gente fica mais perto de Deus. Os anos passam e a gente, apesar do esforço, continua falhando, mas Deus vai fazendo mais nós na corda e a gente acaba chegando cada vez mais perto dele... Então, por que devo me preocupar ou me entristecer?

O rei ficou muito admirado com a sabedoria do homem e entendeu a situação daqueles que, embora pecadores, conhecem e amam a Deus.

"Aumente em mim, Pai querido, com a força do seu Espírito, a disponibilidade em acolher a sua Palavra que, apesar de minhas falhas, você continua a semear em minha história, para que eu produza bons frutos e revele a todos a esperança segura que me guia ao seu Reino Eterno. Amém!"

OS NÓS DA CORDA

Havia um homem que vivia sempre sereno e atraía a atenção de todos que paravam para conversar com ele. Todos, pois, estavam curiosos para saber qual era o motivo de sua constante alegria e bondade. Um dia, o rei o procurou e falou-lhe: 

- Você sempre está alegre. Será que nunca fica preocupado com alguma coisa? Não se preocupa com o seu destino? Será que nunca pensa nos pecados dos quais Deus vai lhe pedir conta? Afinal, nesta vida, todos somos pecadores!

Ao que o homem respondeu: "Vossa Majestade tem toda a razão em dizer que a gente deve dar conta do mal que faz. Eu, por mim, penso e ajo assim: imagino que a gente está amarrado a Deus com uma corda."

- Como assim? - perguntou o rei.

- Quando a gente peca, corta essa corda. Mas quando a gente se arrepende e
pede perdão, o que Deus faz? Ele pega as duas pontas da corda e faz um nó para reatá-la. Desse jeito a corda fica mais curta e a gente fica mais perto de Deus. Os anos passam e a gente, apesar do esforço, continua falhando, mas Deus vai fazendo mais nós na corda e a gente acaba chegando cada vez mais perto dele... Então, por que devo me preocupar ou me entristecer?

O rei ficou muito admirado com a sabedoria do homem e entendeu a situação daqueles que, embora pecadores, conhecem e amam a Deus.

"Aumente em mim, Pai querido, com a força do seu Espírito, a disponibilidade em acolher a sua Palavra que, apesar de minhas falhas, você continua a semear em minha história, para que eu produza bons frutos e revele a todos a esperança segura que me guia ao seu Reino Eterno. Amém!"

TEM SEMPRE O QUE DAR


domingo, 2 de julho de 2017

NA COMPANHIA DE DEUS

Sê forte e corajoso não temas nem te espantes, porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares.

Josué 1.9

Tantas vezes em meio as dificuldades ou, em razão da dor que nos afliges, ou da solidão que nos afeta o coração, temos a impressão que estamos sós. O Apóstolo Paulo, em II Timóteo, também teve essa impressão: “Todos me abandonaram”.

Por essa razão, a Palavra de Deus nos diz: “Maldito o homem que confia no homem”. É normal nos decepcionarmos com os amigos, parentes, colegas, pessoas em quem confiávamos por diferentes razões, algumas delas por coisas pequenas e corriqueiras.

Quando Jesus foi preso, diz a Bíblia que os discípulos o abandonaram, fugiram para salvar suas vidas. O mestre foi açoitado e condenado à morte. Quando estava na cruz, Deus, o Pai, também lhe abandonou por causa dos nossos pecados, e Jesus clamou: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”

Com certeza esta foi a sua maior dor: o abandono de Deus. No entanto isso se fez necessário, porque através do sacrifício na cruz, Deus pôde e pode aproximar dele todo o homem que clamar arrependido.

E aquele que crê, tem essa promessa: “O senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares”. E a companhia de Deus é a melhor coisa que pode acontecer a um homem, tudo é diferente, a vida tem um outro sabor, um outro sentido, um outro colorido, porque já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim.

E na companhia de Deus, não existe obstáculo grande demais, não há inimigo poderoso para nos derrotar, não surgirá problema que eu não possa vencer nem tentação, que através do sangue de Jesus, não possa suportar.

Só a companhia de Deus é permanente!

ALGO A DIZER