terça-feira, 31 de março de 2015

E SE FOR MENTIRA

"Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos enjuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós." 

Mateus 5.11



Nesta vida, passamos por diversos tipos de situações, umas boas e outras ruins.

Mas em determinados momentos, surgem situações que não conseguimos lidar facilmente, pois nos tomam de surpresa, como se fossem planejadas contra nós. Com uma sequência de acontecimentos que ora tomamos conta, ora não temos a mínima ideia de onde possam vir.

Talvez você já tenha passado por algum tipo de problema relacionado com a velha e infalível arma de destruição invisível, porém letal: a mentira. Que sempre nos expõe ao mais baixo nível de ralação com nossos semelhantes. Algumas pessoas a usam como meio de fuga em situações provocadas por elas mesmas, outras por sua vez se utilizam dela para aprimorar seu arsenal de maldades, acompanhada de inveja e orgulho.

Certa vez Jesus falando a uma multidão que o ouvia atentamente, disse: "Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e, mentindo disserem todo mal contra vós; regozijai-vos e exultai, pois é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós". Essa passagem nos trás uma mensagem muito motivadora, pois o próprio Senhor Jesus está dizendo que muitas vezes as pessoas irão dizer algo mentiroso de seus seguidores, e se você já teve uma experiência pessoal com o Senhor Jesus, se aplica a você também.

A mentira, tem como objetivo nos perturbar ao ponto de nos tirar a paz, a harmonia com as pessoas que nos rodeiam. E nós bem sabemos quem é o pai da mentira, é isso mesmo, o Diabo, que é mentiroso desde o princípio, e que através dos tempos vem aprimorando seu velho método de destruição em massa, a mentira. Seja para que propósito for, ela sempre vai trazer ruína e destruição ao ser humano.

Não deixemos que a velha arma do maligno inimigo de nossas almas, tenha poder sobre nossas vidas, que Deus nos ajude a termos condições reais de observar o mundo ao nosso redor, e ver com os olhos da fé, a realidade das coisas e com isso evitar de cometer sempre o mesmo erro do ser humano: acreditar no mesmo enganador! Busque de Deus a orientação para fugir e assim não ser atingido por esse mal, e se isso acontecer, esteja com seus pensamentos voltados para o Único que pode nos defender: O único Mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo!

Manoel Janisvaldo 

segunda-feira, 30 de março de 2015

MUITAS BÊNÇÃOS

A mais saudável de todas emoções humanas é a gratidão. 

Rick Warren

Quando você está diante de algo do qual você não tem sequer conhecimento, seja grato. Você acaba de descobrir uma oportunidade para aprender. Quando as dificuldades vêm até você, seja grato. Porque são elas que o colocam numa estratégica posição de ser fortalecido. Se você se vê diante das suas limitações, seja grato porque você acaba de encontrar um precioso espaço para se aprimorar.

Quando se sentir cansado, simplesmente exausto, seja grato. Você sabe que você fez uma diferença. Se você cometeu um erro, seja grato. Agora você irá se lembrar do que não deve fazer. É fácil ser grato pelas coisas boas na vida. Mas você já parou para refletir e ser grato também pelos retrocessos? Apenas considere a positiva diferença que isso pode fazer! A sua gratidão irá desafiá-lo a ver os desapontamentos numa luz positiva e muito mais capacitadora.

Algumas das bênçãos sobre a sua vida são imediatamente óbvias. Muitas, porém, são valiosas em função do grau em que o leva a aprender, a crescer, a persistir e a perseverar. A vida é repleta de muitas bênçãos. Seja grato por elas todas, até mesmo por aquelas situações que mais o desafiam.

Para Meditação: Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. 1 Tessalonicenses 5:18

Nélio DaSilva

MENOS ERROS


domingo, 29 de março de 2015

A COISA MAIS BELA DO MUNDO

Um célebre pintor, que tinha realizado vários trabalhos de grande beleza, convenceu-se, certo dia, de que ainda lhe faltava pintar a sua obra prima.

Em sua procura por um motivo, numa poeirenta estrada, encontrou um idoso sacerdote que lhe perguntou para onde se dirigia. "Não sei" - respondeu o pintor - "Quero pintar a coisa mais bela do mundo. Talvez que o senhor possa me orientar."

É muito simples - disse o sacerdote - Em qualquer igreja ou crença você achará o que procura.  A fé é a mais bela coisa do mundo.
 
Prosseguiu viagem o pintor. Mais tarde, perguntou a uma jovem noiva se sabia qual a coisa mais bela do mundo.

— O amor - respondeu ela.

— O amor torna os pobres em ricos, suaviza as lágrimas, faz muito do pouco. Sem amor, não há beleza.

Continuou ainda o pintor a sua procura. Um soldado exausto cruzou o seu caminho, e quando o pintor lhe fez a mesma pergunta, respondeu: "A Paz é a mais bela coisa do mundo. A guerra a coisa mais feia. Onde você encontrar a paz, fique certo de que encontrará a beleza."

Fé, Amor e Paz. Como poderei pintá-las? – pensou tristemente o artista. Meneando a cabeça desanimado, tomou o rumo de casa. Ao entrar em sua própria casa, deu com a coisa mais bela do mundo. Nos olhos dos filhos estava a Fé. O Amor brilhava no sorriso de sua esposa. E aqui, em seu lar, havia a Paz de que lhe falara o soldado. Realizou assim o pintor o quadro "A coisa mais bela do mundo". Goodwin terminando-o, chamou-lhe "LAR".

O IMPOSSÍVEL

sábado, 28 de março de 2015

ENTRE TROPEÇOS E FRACASSOS

Os tropeços que você enfrenta rumo ao topo da montanha não fazem com que a visão do topo tenha menos significação. Pelo contrário, eles fazem com que a visão seja ainda mais preciosa e significativa. Karl Anderson


Aprenda com os seus erros e siga em frente. Cada erro, cada frustração traz consigo o potencial de inibí-lo na conquista do seu sonho. Não permita que uma inibição se transforme em algo que venha paralisá-lo. Siga em frente e não olhe para traz. Na realidade é até relativamente fácil deixar para traz as frustrações do passado. Não faz sentido algum tornar as coisas mais difíceis ao acrescentar o seu próprio pesar.

O valor de qualquer realização vem do esforço e disciplina investido na busca da própria realização. Essa é a razão pela qual diamantes são difíceis de encontrar e também porque são mais valiosos do que as pedras comuns que são achadas em qualquer lugar.

Os tropeços, os erros, as frustrações, os difíceis esforços, todos eles, servem para criar realizações que são seriamente buscadas. Vá em frente. Você pode superar - pela preciosa graça de Deus - todos os tropeços e os fracassos do passado. Não se ressinta contra eles; pelo contrário dê as boas vindas a eles, pois são exatamente eles que poderão levá-lo ao topo da montanha.

Foi-me bom ter eu passado pela aflição, para que aprendesse os teus decretos. Salmos 119:71

Nélio Da Silva

PÁGINA FECHADA

sexta-feira, 27 de março de 2015

O AMOR QUE SACRIFICA

O exercício da caridade, ou amor, às vezes exige algum sacrifício de nossa parte. Um menino tinha um lindo canário que cantava, maravilhosamente. Como ele gostava de ouvir aquele trinado mavioso! E como cuidava bem de seu canário, nunca lhe deixando faltar comida nem água!

Um dia a mãe daquele menino adoeceu e o canto do passarinho a incomodava muito. Vocês sabem que se uma pessoa tem dor de cabeça forte, ou febre, qualquer ruído a incomoda. Quando a mãe do menino lhe disse como o canário a incomodava com o seu canto, o pequenino ficou muito triste, mas não disse nada. Tomou lago a gaiola com o canário, e levou-os ao seu primo. Disse então à mãe que o canário não mais a incomodaria, pois havia dado de presente ao primo. A mãe, admirada, perguntou se ele então não amava o canário...

-    Muito, disse o pequeno, mas a senhora sabe que eu amo a senhora muito mais, e não poderia ficar com uma coisa que lhe desse incômodo.

Mil Ilustrações

quinta-feira, 26 de março de 2015

A LÓGICA DE EINSTEIN

Conta certa lenda, que estavam duas crianças patinando num lago congelado. Era uma tarde nublada e fria, e as crianças brincavam despreocupadas. De repente, o gelo se quebrou e uma delas caiu, ficando presa na fenda que se formou. A outra, vendo seu amiguinho preso, e se congelando, tirou um dos patins e começou a golpear o gelo com todas as suas forças, conseguindo por fim, quebrá-lo e libertar o amigo.

Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino: "Como você conseguiu fazer isso? É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo, sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis!"

Nesse instante, um ancião que passava pelo local, comentou: "Eu sei como ele conseguiu."

Todos perguntaram: "Pode nos dizer como?"

- É simples: - respondeu o velho. - Não havia ninguém ao seu redor para lhe dizer que não seria capaz.

Albert Einstein

quarta-feira, 25 de março de 2015

CORRER ATRÁS DO VENTO...

Atentei para todas as obras que se fazem debaixo do sol, e eis que tudo era vaidade e correr atrás do vento.

Eclesiastes 1.14

Você já ficou irritado consigo mesmo depois de perceber que gastou um tempão realizando uma ação que não tinha sentido? Eu já! Lembro-me quando criança de uma jarra quebrada que foi parar no lixo. Escondido, resolvi colar. Comecei juntando as peças maiores e finalizei com as menores. Para minha surpresa faltou alguns pedacinhos. Mas mesmo assim, deixei secar. Depois de algumas horas, fui verificar o resultado de minha dedicação: Uma jarra frankenstein, que não detinha a água. A única serventia que avistei naquilo: era para as pessoas zombarem de mim. Resultado: joguei imediatamente no lixo.

Salomão, depois de uma vida inteira de observações, constatou que a grande maioria das ações humanas não têm sentido, são realizadas por razões vãs, na maioria das vezes, movidas pela vaidade. É como ele diz: um incessante correr atrás do vento.

Hoje, ao acordar, amanheci com esse versículo na mente e minha oração foi que Deus me ajudasse a ver a vida com os seus olhos e não perder meu tão precioso tempo com a vaidade e o correr atrás do vento.

Já correu atrás do vento? Parece coisa de louco, não acha? Mas é assim que Deus nos vê quando dedicamos nossa vida a buscar sonhos, desejos e realizações que não nos levam a uma vida mais perto do céu. Que o Pai neste dia, nos dê a sabedoria necessária para entendermos o sentido real da vida.

Fandermiler Freitas

A VIOLÊNCIA


terça-feira, 24 de março de 2015

O PERDÃO É CONDICIONAL


E, quando estiverdes orando, se tendes alguma coisa contra alguém, perdoai, para que vosso Pai celestial vos perdoe as vossas ofensas. Mas, se não perdoardes, também vosso Pai celestial não vos perdoará as vossas ofensas.

Marcos 11. 25,26

A gente sempre acha que o que nós sentimos é maior, pior ou não tem comparação com o que os outros sofrem. Que o que nos fizeram é mais grave do que o que nós fizemos. Existe até um provérbio que diz: "pimenta nos olhos dos outros e refresco."

Certa vez, há alguns anos, ouvi uma colega de trabalho dizer que nunca perdoaria o que lhe fizeram, nem que viessem de joelho. Intrigado, eu perguntei: "Você reza o Pai Nosso?" Quando ela me disse que sim. Indaguei se ela já tinha prestado atenção à letra desta oração. Ao responde-me que sim, então pedi-lhe que a recitasse. E sua voz ecoou pelo salão, dizendo:

"Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém!"

É incrível como as pessoas são capazes de se condenarem com a própria boca. Meu amigo, na oração do Pai Nosso, Jesus Cristo estava ensinando uma verdade profunda: a necessidade de perdoar para ser perdoado - perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores. Aos olhos de Deus, existe uma condição - ninguém recebe perdão, se primeiro não perdoar.

Se você foi traído, humilhado, acusado injustamente, alvo de mentiras, lhe fizeram grande mal. Você tem todo o direito de ficar chateado, se sentir magoado, mas lembre-se: você precisa perdoar, porque se não fizer isto, nunca receberá de Deus o perdão de seus erros.

Olhe para cruz e veja Jesus! Ele foi preso, açoitados, acusado de muitas coisas, cuspido, esbofeteado, teve suas roupas rasgadas, sua barba arrancada. Ele tinha mil motivos para odiar, mas antes de sua morte, ele disse: "Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem!"

Meu amigo, não existe escolha, só há perdão para você, se você perdoar o que os outros lhe fizeram, independente do mal que lhe causaram. O Perdão é condicional!

Que hoje alguém possa dizer: Perdoa-me por não ter te perdoado!

Fandermiler Freitas

AMAR E FINGIR


segunda-feira, 23 de março de 2015

A JUSTIÇA

Quando criança eu tinha a mania de me sentir sempre injustiçado. Por um ou outro motivo, não me tinham feito justiça, sem perceber que, para mim, a “injustiça” era sempre qualquer restrição feita aos meus desejos, fantasias e vontades.

E invariavelmente arrebentava em lágrimas de protesto.

Um dia papai me chamou e disse:

- Meu filho, vamos combinar uma coisa. Você sabe que papai não gosta de ver você triste, não é? Então nós vamos fazer o seguinte: cada vez que você chorar, escreva num papel a causa. Coloque o papel no vaso azul, ali, sobre a escrivaninha. Deixe passar alguns dias e leia-o. Se achar que o assunto ainda o está aborrecendo, venha a mim, conte-me o caso e eu lhe prometo que corrigirei a injustiça que tiverem feito contra você. Combinado?

Estava combinado. Nos primeiros dias eu enchi o vaso azul de anotações. Passadas no preto e branco, minhas queixas me pareciam perfeitamente justificadas.

Passaram-se os dias e meu pai voltou a falar comigo.

- Você já pode começar a reexaminar os seus papéis. Depois venha falar comigo.

Comecei. Mas, estranhamente, constatei que minhas queixas eram banais e que, na realidade, não havia naquilo nada que pudesse motivar aborrecimento.

Abreviei o espaço dos dias e, depois, passei a examinar os papéis horas depois dos acontecimentos.

Verifiquei que não tinha nenhuma injustiça a exigir a reclamação de papai. E parei de chorar várias vezes ao dia, como estava acostumado a fazer.

Hoje compreendo que tudo foi uma brincadeira de papai. Todavia, com grande habilidade ele me levou a refletir antes de agir. E desenvolveu em mim a compreensão a respeito do que é justiça e injustiça em face do nosso egocentrismo, exigência de privilégios e pretensões descabidas.

Com isso meu espírito de tolerância ganhou uma amplitude que me tem beneficiado ao longo de toda a vida.
 
Wallace Leal V. Rodrigues

A FELICIDADE



domingo, 22 de março de 2015

O VERDADEIRO INIMIGO II

Quando Gideão se agonizava pensando na multidão de seus inimigos, cento e trinta e cinco mil, Deus lhe disse: " Tu os ferirás como a um homem". Ele não conseguiu entender essa palavra. Alguns dias se passaram e vários sinais lhe foram concedidos. No entanto, Gideão ainda pensava como agir, e na noite em que devia atacar, o Senhor o encontrou ainda medroso.

Assim, o Senhor o enviou ao arraial dos midianitas onde ele, escondido, ouviu da boca de um sentinela a narrativa de um sonho. Neste sonho, um pequeno pão de cevada lutava contra o comandante e prevalecia.

Estava provado. A luta não era um contra cento e trinta e cinco mil, mas um contra um. Ou seja, Gideão contra o diabo. E quando agiu como um comandante a chefiar os israelitas a vitória veio.

Assim é na nossa vida. Ainda que sejam muitos os nossos problemas temos todos apenas um inimigo: o diabo - o ladrão que veio para roubar, matar e destruir.
 

sábado, 21 de março de 2015

O QUE MANTÉM UM CASAL

Um famoso professor se encontrou com um grupo de jovens que falavam contra o casamento.

Os rapazes argumentavam que o que mantém um casal é o romantismo e que é preferível acabar com a relação quando este se apaga em vez de se submeter a triste monotonia do matrimônio. O mestre disse que respeitava sua opinião mas lhes contou o seguinte:

Meus pais viveram 55 anos casados. Uma manha minha mãe descia as escadas para preparar o desjejum para meu pai e sofreu um infarto. Caiu. Meu pai correu até ela, a levantou como pôde e quase se arrastando a levou até a caminhonete. Sem respeitar o transito, dirigiu a toda velocidade até o hospital. Quando chegou, infelizmente ela já havia falecido.

Durante o enterro, meu pai não falou, ficava olhando para o nada. Quase não chorou. Eu e meus irmãos nos reunimos com ele. Num ambiente de dor e nostalgia recordamos momentos engraçados. Ele pediu ao meu irmão que é teólogo que lhe explicasse, onde mamãe estava naquele momento. Meu irmão falou que naquele momento, minha mãe repousava e que ali ficaria até que Jesus retornasse.

Falou da volta de Jesus e da manhã da Ressurreição quando veremos mamãe novamente. Meu pai ouviu atentamente.

De repente ele pediu - "levem-me ao cemitério".

Mas pai - respondemos - São 11 da noite! Não podemos ir ao cemitério agora!" Aí ele ergueu a voz e com o olhar vidrado disse:

- Por favor, não discutam com um homem que acaba de perder aquela que foi sua esposa por 55 anos".

Houve um momento de respeitoso silencio. Não discutimos mais. Fomos ao cemitério, pedimos permissão ao zelador, com uma lanterna encontramos a lapide. Meu pai a acariciou, chorou e disse a seus filhos que o viam comovidos:

-"Foram 55 bons anos... sabem?, Ninguém pode falar do amor verdadeiro se não tem ideia do que é compartilhar a vida com uma mulher assim".

Fez uma pausa e enxugou as lágrimas.

-"Ela e eu estivemos juntos naquela crise. Mudei de emprego continuou. Recompramos toda a mobília quando vendemos a casa e mudamos de cidade. Compartilhamos a alegria de ver nossos filhos terminarem suas carreiras, choramos um ao lado do outro quando entes queridos partiam, oramos juntos na sala de espera de alguns hospitais, nos apoiamos na hora da dor, nos abraçamos em cada Natal, e perdoamos nossos erros...

- Filhos, agora ela se foi e estou contente, sabem por que?, porque ela se foi antes de mim, não teve que viver a agonia e a dor de me enterrar, de ficar só depois da minha partida. Serei eu quem vai passar por isso, e agradeço a Deus por isso. Eu a amo tanto que não gostaria que sofresse assim...

Quando meu pai terminou de falar, meus irmãos e eu estávamos com os rostos cobertos de lágrimas . Nós o abraçamos e agora ele nos consolava:

-"Está tudo bem, meus filhos, podemos ir pra casa; este foi um bom dia".
Naquela noite entendi o que é o verdadeiro amor. Muito além do romantismo, sem muito a ver com o erotismo, mas bem se vincula ao trabalho e ao cuidado a que se professam duas pessoas realmente comprometidas...

Obrigado meus amigos e amigas por tomarem esses breves minutos e ler essa mensagem. Espero que seu conteúdo lhes mostre um pouco do melhor da vida.
Por favor compartilhe essa mensagem com seus amigos e assim eles também possam entender algo de valor para suas vidas.

Que Deus te abençoe e te guarde, e te dê a bênção de viver o verdadeiro amor.
Quando o mestre terminou de falar, os jovens universitários não puderam argumentar. Esse tipo de amor era algo que não conheciam.

PARA ESTAR JUNTO


quinta-feira, 19 de março de 2015

DESILUSÃO SEM FIM

Não temas, quando alguém se enriquece, quando a glória da sua casa se engrandece. Porque, quando morrer, nada levará consigo, nem a sua glória o acompanhará.

Salmo 49.16-17

Você já sofreu uma grande desilusão? Algo que o fizesse reavaliar seus conceitos, atitudes e sonhos? Muitas pessoas já enfrentaram momentos assim! A Bíblia narra várias histórias com este trama: os discípulos quando Jesus morreu, Moisés quando fugiu do Egito, os Israelitas no deserto, Elias no monte Horebe, etc.

Na minha vida, também já enfrentei dias assim. Mas uma coisa aprendi: a desilusão é como uma tempestade cujas nuvens negras sempre se vão. No final, com o céu claro resta sempre a certeza de como é bom viver e que o recomeço sempre é possível.

No entanto, no livro de Salmo, a Bíblia narra uma desilusão que não terá fim: A do homem que vive sem se preocupar com a morte. Toda a sua glória terrena, seus bens materiais, seus conhecimentos científicos e toda a sua sabedoria humana não o acompanhará ao morrer. Depois disso, ele estará sozinho, sem poder, sem conhecimento, sem glória. Será só mais um que não soube viver. Será uma desilusão sem fim.

Portanto, assim te farei, ó Israel! E porque isso te farei, prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus. Amós 4:12


Fandermiler Freitas

NÃO PERDER NADA


quarta-feira, 18 de março de 2015

LENHADOR HONESTO

Há muito tempo, numa floresta verdejante e silenciosa, próximo a um riacho de águas cristalinas e espumantes corredeiras, vivia um pobre lenhador que trabalhava muito para sustentar a família.

Todos os dias, empreendia a árdua caminhada floresta adentro, levando ao ombro seu afiado machado. Partia sempre assobiando contente, pois sabia que enquanto tivesse saúde e o machado, conseguiria ganhar o suficiente para comprar todo o pão que a família precisava.

Um dia, estava ele cortando um enorme carvalho perto do rio. As lascas voavam longe e o barulho do machado ecoava na floresta com tanta força que parecia haver uma dúzia de lenhadores trabalhando.

Passado algum tempo, resolveu descansar um pouco, recostou o machado na árvore e virou-se para sentar, mas tropeçou numa raiz velha e retorcida, e antes que pudesse pegá-lo, o machado caiu pela ribanceira abaixo, indo parar no rio! O pobre lenhador esquadrinhou as águas tentando encontrar o machado, mas aquele trecho era fundo demais.

O rio continuava correndo com a mesma tranquilidade de sempre , ocultando o tesouro perdido.

"- O que hei de fazer? Perdi o machado! Como vou dar de comer aos meus filhos? - gritou o lenhador."

Mal acabara de falar, surgiu de dentro do riacho um anjo...

"— Por que você está sofrendo tanto?" - perguntou, em tom amável.

O lenhador contou o que acontecera e ele mergulhou em seguida, tornando a aparecer na superfície segundos depois com um machado de prata.

"
É este o machado que você perdeu?"

O lenhador pensou em todas as coisas lindas que poderia comprar para os filhos com toda aquele prata! Mas o machado não era dele, então balançou a cabeça dizendo:

"
Meu machado não era tão belo."

O anjo colocou o machado de prata sobre a barranco do rio e tornou a mergulhar. Voltou logo e mostrou outro machado ao lenhador:

"
Talvez este machado seja o seu?"

"
Não é, não! Esse é de ouro! Vale muito mais do que o meu."

O anjo colocou novamente o machado de ouro sobre a barranca do rio, mergulhou mais uma vez e trouxe o machado perdido.

"
Esse é o meu! É o meu, sim; sem dúvida!"

"
É o seu ."- disse o anjo, "... e agora também são seus os outros dois. São um presente, pela sua honestidade."

À noitinha, o lenhador empreendeu a árdua caminhada de volta para casa com os três machados às costas, assobiando contente e pensando em todas as coisas boas que eles iriam trazer para sua família.

A honestidade traz mais coisas do que podemos imaginar! "Quem ama não cansa...

E se cansar, ama o cansaço!"

(extraído do Livro das Virtudes para Crianças - autor desconhecido)

terça-feira, 17 de março de 2015

A FLOR

Durante algum tempo, em todos os domingos uma pessoa me deu um botão de rosa para colocar na lapela do meu terno. Como eu sempre recebi a flor pela manhã, realmente nunca pensei muito naquilo. Foi um belo gesto que apreciei, mas tornou-se rotina. Contudo, em um domingo, o que eu considerava comum tornou-se muito especial.

Quando eu saía da igreja, um garoto veio em minha direção e disse:

- Senhor, o que vai fazer com essa flor? Em princípio eu não soube do que ele estava falando, mas depois compreendi.

- Está falando disto? - perguntei, apontando para a rosa em minha lapela.

- Sim - respondeu ele. - Gostaria que me desse, se for jogá-la fora. Então eu sorri, disse-lhe que poderia ficar com a flor e perguntei casualmente o que pretendia fazer com ela.

O garoto, que provavelmente tinha menos de dez anos, ergueu os olhos para mim e respondeu:

- Vou dá-la para a minha avó. Minha mãe e meu pai se divorciaram no ano passado. Eu estava morando com a minha mãe, mas quando ela se casou novamente, quis que eu fosse morar com o meu pai. Morei com ele durante algum tempo, mas ele disse que eu não podia ficar, por isso me mandou ir morar com a minha avó. Ela é muito boa. Cozinha para nós dois e cuida de mim. Tem sido tão boa que eu quero dar-lhe essa linda flor para que fique feliz comigo.

Quando o garotinho terminou, eu mal podia falar. Meus olhos encheram-se de lágrimas e eu soube que ele tocara nas profundezas da minha alma. Eu tirei a flor da lapela. Com a flor na minha mão, olhei para ele e disse:

- Filho, essa é a coisa mais bonita que eu já ouvi, mas você não pode ficar com esta flor porque não é o suficiente. Se olhar para o púlpito da igreja, verá um grande buquê de flores. Famílias diferentes o compram para a igreja todas as semanas. Por favor, leve aquelas flores para a sua avó, porque ela merece as melhores.

Como se não bastasse a minha emoção, ele proferiu uma última frase da qual sempre me lembrarei:

- Que dia maravilhoso! Pedi apenas uma flor, mas recebi um lindo buquê!

Autor: desconhecido

segunda-feira, 16 de março de 2015

DIAS MAUS

Ainda que o homem viva muitos anos, regozije-se em todos eles; contudo, deve lembrar-se de que há dias de trevas, porque serão muitos. Tudo quanto sucede é vaidade.
 
Eclesiastes 11:8

Quem nunca chorou? Quem viveu um ano inteiro sem a presença da dor, as garras do sofrimento e as cadeias da angústias? Ninguém! Até o Filho de Deus quando andou neste mundo chorou!

Todos nós conhecemos bem os soldados da tristeza: desilusão, traição, mentira, falsidade, morte, tragédia, acidentes, doenças etc. São tantos e atacam sem dó o coração humano, dilaceram as esperanças, tornam o homem desanimado e aprisiona a alegria. E muitos vencidos pela tristeza excessiva tiram a própria vida!

Já dizia uma música: "a vida não é um mar de rosa" - a própria Bíblia declara que os dias maus serão muitos! Foi assim com Davi - perseguido pelo próprio filho, chorando a morte de Jonatas; com Daniel - jogado na cova dos leões; com Paulo - açoitado, apedrejado, aprisionado, abandonado pelos amigos. Meu querido amigo, a tristeza faz parte da nossa vida!

No entanto, devemos entender que Jesus veio a este mundo, viveu como homem, morreu nunca cruz e ressuscitou com um propósito: o de salva a alma do homem. Ás vezes, eu vejo as pessoas preocupadas demais com esta vida. São como Salomão - constroem casas, ganham dinheiro, conhecem os prazeres e quanto mais querem, mais se tornam infelizes. E, aos poucos, vão perdendo a alegria no olhar, sendo consumidos pela decepção das coisas. Já na velhice, Salomão gritou: tudo é vaidade, ou seja, não tem o valor que nós damos.

Se você está vivendo em tristeza, lembre-se: este mundo é só uma passagem, um curto momento de tempo. O que você precisa fazer é se preparar para encontrar com Deus. Naquele dia, Ele lhe dará a tristeza ou a felicidade eterna.
"Aquele que tem o Filho tem a vida; aquele que não tem o Filho de Deus não tem a vida." Você tem a vida?

Fandermiler Freitas

VIVER E EXISTIR

domingo, 15 de março de 2015

COMANDO

É duas vezes melhor para nós pensarmos em Deus do que pensarmos em qualquer outra pessoa ou coisa. Deus quer que comecemos e terminemos nossas orações pensando n´Ele. Quanto mais focados estivermos nas coisas lá do alto, mais inspirados estaremos aqui na terra.

Ampliar. Ao ampliar um objeto, você o aumenta para que possa entendê-lo. Quando ampliamos Deus, fazemos o mesmo. Aumentamos nossa consciência acerca dEle para que possamos entendê-lo melhor. É exatamente isso o que acontece quando adoramos – tiramos nossa mente de nós mesmos e a colocamos em Deus; a ênfase está n´Ele.

Gosto do modo como a ultima frase da Oração do Senhor é traduzida na The Message [a mensagem] (Mateus 6.13):

“Você está no comando! Você pode fazer o que quiser! Você resplandece na beleza!”

Poderia ser mais simples? Deus está no comando! Este conceito não é estranho para nós. Sabemos o que significa estar no comando de um restaurante ou de uma loja. Mas e estar no comando do universo?

Há muitos exemplos acerca da autoridade de Jesus, mas só mencionarei um de meus favoritos. Jesus e os discípulos estão em um barco atravessando o mar da Galileia. Uma tempestade surge de repente, e o que era calmo fica violento – ondas terríveis se levantam do mar e batem na embarcação. Enquanto os discípulos se angustiam, Jesus dorme (ELE DORME!). Como Ele pode dormir em um momento como esse? Ou, como perguntaram os discípulos: “Mestre, não te importas que morramos?” (Marcos 4.38).

A tempestade que deixou os discípulos em pânico o deixa com sono. O que pôs medo nos olhos deles o pôs para dormir. O barco era um túmulo para os seguidores de Jesus e um berço para Cristo. Como Ele podia dormir durante a tempestade? Simples – Ele estava no comando do barco.

“Ele, se levantou, repreendeu o vento, e disse ao mar: “Aquieta-te! Acalme-se!” O vento se aquietou, e fez-se completa bonança.” Mc 4:39

Incrível. Ele não entoa um mantra ou balança uma varinha mágica. Nenhum anjo é chamado; nenhuma ajuda é necessária. O mar enfurecido se acalma no mesmo instante. Uma calma imediata. Nem uma onda. Nem uma gota. Nem uma rajada de vento. Em um instante, o mar deixa de ser uma torrente agitada para ser um lago tranquilo.

É de admirar que os discípulos estivessem dispostos a morrer por Jesus? Eles nunca haviam visto tal poder; nunca haviam visto tal gloria É justo que eles declarem a autoridade de Jesus. É justo que façamos o mesmo. E, quando o fazemos, declaramos sem duvida: o governador do universo governa nossa vida e nosso coração.


MAX LUCADO

COLHER SOFRIMENTO

sábado, 14 de março de 2015

PEQUENO DESCUIDO

O filhinho de cinco anos de um casal amigos nossos foi atropelado e morto por um caminhão baú, de maneira tão simples e fatal. Quanta tristeza, uma criança amorosa, ativa e linda. Foi brincar de bicicleta na rua, um bairro tranqüilo e afastado, justamente naquele dia, o caminhão fazendo entregas de compras e num pequeno descuido aconteceu o pior. A mãe no lar, distraída nos seus afazeres e cuidando de outro bebê, achando que tudo estava bem com a criança lá fora. 

Que sofrimento, que sensação de culpa. As perguntas angustiantes da mãe. Porque eu não fiquei olhando, porque eu deixei ele lá fora. O que é um pequeno descuido? Uma falta de vigilância? Um minuto de bobeira, talvez. Infelizmente, muitas pessoas, por um pequeno descuido põem tudo a perder. A advertência de Jesus é para que nos fiquemos sempre alertas. Vigiar e orar. 

Pensar antes de falar e agir. Sabei, porém, isto: se o pai de família soubesse a que hora havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa. Lucas 12:39. O pecado pode vir assim, em um pequeno descuido, e então, aos poucos vai propagando e alcançando até culminar com o fim da pessoa. E depois, o que fazer? Chorar, sofrer? Clamar pelas misericórdias do Senhor. 

É necessário ficar alerta, Jesus disse: E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo. Mateus 10:28. A Palavra de Deus está repleta de conselhos e orientações para que nos possamos ficar livres do pecado e tudo aquilo que não agrada a Deus e trás muitas conseqüências desastrosas sobre nós. 

Sujeitai-vos, pois, a Deus; resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai o coração.Tiago 4: 7,8. 

Andemos com Deus, não nos afastemos nem um segundo, fiquemos alertas, não distraídos. Evitemos sofrimentos.


Valéria Belotti
Fonte: http://www.webservos.com.br/

sexta-feira, 13 de março de 2015

CIDADE REFÚGIO

A pequena aldeia de Beaulieu, em Hampshire, Inglaterra, é famosa por seu mosteiro, hoje em ruínas. Ali, em 1539, respeitava-se a lei de asilo. Na­quele lugar, ladrões, assassinos ou quaisquer fugitivos da justiça podiam se refugiar e salvar suas vidas. Ninguém podia prendê-los ali. 

H. V. Morton diz o seguinte, a propósito dessa lei: "O delegado da polí­cia podia golpear os portões e os cavaleiros podiam galopar em volta de seus muros por quanto tempo quisessem, mas a raposa tinha se evadido para uma terra santa, estava salva como se nunca tivesse cometido pecado". 

A graça de Deus em Cristo Jesus provê asilo para os pecadores. Por mais grave que seja seu pecado, o homem pode voltar-se arrependido para Deus e ser perdoado. E como se nunca tivesse pecado, torna-se uma nova criatura em Cristo Jesus. Sobre ele se ergue o santo escudo do favor divino. Neste refúgio por Deus preparado, ele poderá permanecer até ser recebido na inexpugnável cidade celestial.

quinta-feira, 12 de março de 2015

DIÁLOGO E SILÊNCIO

... tempo de estar calado, e tempo de falar;

Ecl 3:7b

A cada dia falamos menos. Não há tempo a perde com conversas. O diálogo, mesmo na família, é cada vez menor. Há pessoas que saem caladas de casa, entram no serviço caladas e, apenas, se dão o direito de responder as perguntas com breves respostas. Por que o ser humano está cada vez mais frio com o seu próximo? 

Por outro lado, as redes sociais registram cada vez mais um número maior de usuários. Nada contra. Mas o que acontece aqui é que o ser humano prefere amigos virtuais a realidade... Isso é um problema grave, já que amizades se fazem nas curvas do caminho, nas aflições da vida, no contato diário, não apenas nas palavras.

O Senhor Jesus sempre incentivou seus discípulos ao diálogo. O seu exemplo foi o de está sempre disponível e aberto ao diálogo. Diz a Bíblia que, muitas vezes, o mestre precisava se retirar, cansado, depois de horas de conversa. Mas nunca fugiu ao confronto, mesmo quando queriam testá-lo, difamá-lo ou acusá-lo injustamente. Jesus nunca optou pela indiferença ou desrespeito com o próximo. 

Homens, mulheres, crianças, carentes, necessitados, aflitos, doentes lhe procuravam, queriam atenção, cura, uma palavra... Jesus sempre atendia  a quem o buscava.

O  silêncio de Jesus  foi oferecido apenas uma vez. Diante de Pilatos. Quando homens e mulheres, lhe acusavam falsamente. Jesus nos ensinou que nossas palavras são importantes demais para serem desperdiçadas sem um propósito maior.

Que Deus nos ajude a entender que o nosso silêncio é importante em muitas ocasiões, mas que o diálogo deve ser estendido a quem nos cerca sempre que possível, sempre que nos for permitido transformar o mundo que nos cerca em um lugar melhor.

Fandermiller Freitas

EXEMPLO

quarta-feira, 11 de março de 2015

O CRESCIMENTO DO AMOR

O crescimento do nosso amor e de nossa vida espiritual, não é coisa do acaso, que nos venha sem resolução de nossa parte. O novo nascimento de que Jesus falou a Nicordemos implica cedermos à operação do Espírito de Deus em nós.

O Dr. F.B. Meyer contou certa vez a seguinte experiência de um velho ministro do Evangelho:

Depois de fazer parte de um retiro espiritual e de um Instituto de Especialização, foi o ministro enviado para um campo em que não se verificava progresso no trabalho havia alguns anos.

O seu primeiro ato foi escolher um grupo de pessoas piedosas que todas as sextas-feiras se reuniam para orar em favor de uma renovação espiritual da igreja. Passados quinze meses a situação permanecia a mesma. Parecia que os céus estavam fechados.

O velho ministro convocou então a igreja para uma reunião de oração em conjunto. Afluiu grande número de crentes.

Após a leitura bíblica e oração, o ministro explicou o objetivo da reunião - despertamento espiritual da igreja.

Seguiu-se um silêncio sepulcral - todos esperavam e ninguém se manifestava.
Repentinamente um dos mais antigos e preeminentes oficiais da igreja se levantou e disse: "Penso que não veremos o Espírito Santo manifestar-se enquanto eu e o Sr. Jones não fizermos as pazes." Levantando-se, foi ao encontro do irmão citado e propôs-lhe que se perdoassem mutuamente e dessem por encerrado o velho caso que os separava havia cinco anos. Um longo aperto de mão selou a paz havia tanto desejada. O oficial voltou ao seu lugar e um profundo suspiro partiu do auditório.

Novo silêncio se fez no templo.
Logo um crente se levantou e disse: "Sr. Pastor, creio que não teremos um despertamento espiritual enquanto eu lhe disser coisas agradáveis e lisonjeiras na sua frente e falar do senhor pelas costas. Peço que me perdoe as minhas faltas do passado". Um apertado abraço traduziu o perdão do ministro.

Teve então lugar um dos mais tocantes quadros que aquele ministro jamais presenciara. Durante um quarto de hora todos os presentes se movimentaram, em silêncio e num ambiente de paz e perdão, procurando os seus adversários ou as pessoas ofendidas, implorando-lhes o perdão das faltas cometidas.

Aquela reunião marcou o início de um grande despertamento espiritual naquela igreja.

Mil Ilustração

A DEPRESSÃO


terça-feira, 10 de março de 2015

FALE LEVE

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.”

Provérbios 15:1


Você já deve ter ouvido a expressão “pega leve”. Nós a usamos em algumas situações do dia a dia. Gostaria de ser mais específico usando uma expressão similar, “fale leve”. É bem isso o que o sábio autor bíblico nos aconselha no texto acima.

Nessa passagem bíblica, encontramos uma grande verdade: responda com brandura para evitar a ira. Quantas vezes já ficamos irados com uma resposta dura de alguém? O rei Davi ficou muito irado depois de ouvir as palavras ásperas e irônicas de Nabal (1 Samuel 25:10). A reação do monarca israelita foi preparar seus homens para um ataque mortal contra o fazendeiro do Carmelo (1Samuel 25:22). Este só não foi morto porque sua esposa Abigail foi até Davi levando alimentos e proferindo palavras sábias (1Samuel 25:25-31). Talvez você já viu amizades rompidas e vidas perdidas por causa de palavras duras, pesadas.

Precisamos meditar bastante no que falamos, pois podemos deixar alguém muito irado com o que dizemos. As palavras podem ser bálsamo para a alma, mas podem ser espadas afiadas também. Sejamos cura com nossos lábios, e não morte.

Portanto, da próxima vez formos atacados com palavras desagradáveis, sejamos brandos em nossa resposta. Não vamos lançar combustível sobre uma fogueira. Essa atitude vai fazer toda a diferença em nossos relacionamentos.

Pr. José Roberto

domingo, 8 de março de 2015

A MULHER

Disse mais o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea.

Gênesis 2:18


Hoje é o dia internacional da mulher. Faz 100 anos que este dia é celebrado e, eu não poderia deixar passar em branco. Quero dizer a essa criatura fantástica de Deus que  a minha oração é que o Espírito Santo se apodere da sua vida e te guie pelo caminho da paz, do amor, da saúde, da prosperidade e da verdade e te faça muito feliz.

Quando Deus criou a mulher, Ele o fez porque observara o homem e notara que ele precisa de "de uma auxiliadora que lhe fosse idônea". Era esse o objetivo de Deus, criar um ser que tivesse personalidade, físico e emocional diferente do homem, e que o ajudasse a vencer os problemas, o incentivasse e o auxiliasse em tudo.

Parece uma tarefa medíocre ou secundária, mas não é. Deus criou a mulher para preencher um vazio que existia na sua criação - a solidão do homem. Além disso, deu-lhe o poder de ser a força humana necessária para acompanhar o homem e o ajudar a cumprir sua missão.

Se imaginarmos o mundo inteiro e apenas uma pessoa nele, vamos entender a importância que foi a criação da mulher. Agora, Adão não era tão só, nem tinha que fazer tudo, muito menos cabia a ele decidir tudo só. A mulher foi criada para ser companheira, conselheira, auxiliadora e muito mais. Posso até imaginar como a vida de Adão mudou com a chegada de Eva.

Neste dia, tenho duas coisas a falar:

1. Mulheres, segui o exemplo de Eva, sejam um bênção para os que te cercam e faça da vida sempre uma festa de amor e paz;

2. Homens, dai o devido valor que uma mulher merece e a tratem com amor, carinho, respeito e admiração, porque elas são um presente de Deus para nós;

Feliz Dia da Mulher!

Fandermiler Freitas

sábado, 7 de março de 2015

PROCURA-SE UMA PALAVRA

Descansa no Senhor, e espera nele.

Provérbios 37.7

Um missionário propôs-se a traduzir o Evangelho de João para o dialeto local da tribo que estava evangelizando, porém, deparou-se com uma enorme dificuldade ao ter de encontrar uma palavra adequada para traduzir a palavra bíblica "Crer".

Continuou a fazer o seu trabalho, mas tinha que deixar um espaço em branco sempre que essa palavra particular surgia.
Então um dia um estafeta chegou ao acampamento ofegante, depois de ter percorrido uma grande distância com uma mensagem muito importante.

Depois de entregar a mensagem caiu completamente exausto numa maca. Ele balbuciou uma frase breve que parecia exprimir tanto a sua grande fadiga quanto o seu contentamento em ter encontrado um lugar delicioso para relaxar.

O missionário, que nunca antes tinha ouvido aquelas palavras, perguntou a um presente o que é que o estafeta tinha dito: - Oh, ele está a dizer: "Cheguei ao fim de mim mesmo, por isso estou a descansar aqui!".

O missionário exclamou: Louvado seja Deus! É esta exatamente a expressão que preciso para a palavra crer!

sexta-feira, 6 de março de 2015

MEUS PECADOS

Uma senhora foi certa vez ao seu pastor, em grande amargura de espírito, levando nas mãos um punhado de areia molhada.

– O senhor está vendo o que é isto? – perguntou.
 
– Sim, é areia molhada.
 
– Mas o senhor não sabe o que ela significa, não?
 
– Não, não o posso dizer. Que significa?
 
– Sou eu – respondeu ela, chorando. – É a grande multidão dos meus pecados, que não podem ser numerados.
 
– Onde conseguiu essa areia? – perguntou o pastor.
 
– Lá em baixo, na praia.
 
– Volte lá – disse ele – e tome consigo uma pá. Ajunte um grande monte de areia e faça-o tão alto quanto possa. Então volte à beira da praia e fique observando o que vai acontecer quando a onda vier.

Dentro de uma hora ela voltou e relatou o seguinte:

– Pastor, a onda passou por sobre o monte de areia que fiz e levou-o completamente!
 
– É justamente assim – respondeu o pastor – quando pedimos ao nosso Pai celestial, por amor de Jesus, que nos perdoe os pecados.

Semelhantemente, podemos aprender com perdão de Cristo e aplicá-lo no relacionamento conjugal, removendo todo e qualquer obstáculo que impede um relacionamento sólido e duradouro.

Tome posse do perdão de Deus para sua vida.

O QUE É LIBERDADE?


quinta-feira, 5 de março de 2015

ENXURRADA DE CRIANÇAS

Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.

Romanos 12.21

Sentados à beira do rio, dois pescadores esperam pelos peixes quando, de repente, gritos de crianças trincam o silêncio.

Assustam-se, procuram a origem dos berros, e eles vêm de onde menos esperam: da correnteza do rio, que trazia duas crianças pedindo socorro.

Os pescadores pulam na água e com muito esforço conseguem salvá-las, mas, ouvem mais berros e notam mais quatro crianças debatendo-se na água.

Desta vez, apenas duas são resgatadas. Aturdidos, os dois ouvem uma gritaria ainda maior. Mais quatro crianças vindo correnteza abaixo.

Um dos pescadores vira as costas ao rio e começa a ir embora.

O amigo exclama: Onde você vai? Está louco, não vai me ajudar?

Sem deter o passo, ele responde: Faça o que puder. Vou tentar descobrir quem está jogando as crianças no rio.

É MAIS FÁCIL ENGANAR


terça-feira, 3 de março de 2015

CURIOSIDADES - O DINHEIRO E JESUS

Ao contar a parábola dos trabalhadores na vinha, segundo Mateus 20.2, Jesus relatou que o dono da vinha combinou com os diaristas uma recompensa de um denário por dia. Considerando que um diarista recebe, hoje, algo em torno de 30 reais (cerca de 10 dólares por jornada), um denário, moeda romana de prata, equivaleria a 30 reais. Assim, a mulher que ungiu Jesus com perfume, jogou mais de 900 reais na cabeça do mestre.

Um dracma valia o mesmo que um denário; Dessa forma a mulher que possuia as 10 dracmas, tinha uma joia de 300 reais. 

O estáter era igual a quatro denários e o quadrante correspondia a 64 partes de um denário. Assim, os cobradores de impostos recolhiam 20 dólares, mas Jesus mandou pagar quarenta. A viúva pobre colocou no gazofilácio 15 centavos de dólar, algo em torno de 50 centavos de real.

segunda-feira, 2 de março de 2015

FALE COM DEUS

Entrega o teu caminho ao SENHOR, confia nele, e o mais ele fará.

Salmos 37:5

Uma senhora crente procurou o pastor da sua igreja. Ela era casada e seu marido não era cristão.

Contou ao pastor o seu drama, suas dificuldades.

"Ah! pastor..., tenho falado tanto de Cristo e não consigo fazer meu marido aceitar Jesus como seu Salvador..."

"Minha irmã" - disse o pastor - "fale mais com Deus a respeito do seu marido e menos com seu marido acerca de Deus."