segunda-feira, 5 de junho de 2017

A VITÓRIA DE RAY

"Quem, Senhor, habitará no Teu tabernáculo? ... O que... de coração, fala verdade." 

Salmo 15:2.

O Jogo da Liga Nacional de Hóquei do dia 26 de março de 1969, entre o Chicago Black Hawks e o New York Rangers foi o que os aficionados do Hóquei chamaram de "jogo de nada". O Black Hawks estava em sexto lugar e nada do que acontecesse nessa noite poderia impedir a vitória e liderança do Rangers.

Entretanto, algo aconteceu nessa noite que pôde ser considerado mais importante do que ganhar ou perder uma partida esportiva. O Black Hawks estava na extremidade do rinque do Rangers. Stan Mikita estava por trás da rede. O disco foi atirado para o homem da defesa, Ray McKay, em pé junto à linha azul. Ele conseguiu um tiro certeiro. Stan Mikita se estendeu para a frente e mandou o bastão justo em tempo de encaixar o disco entre as pernas do goleiro do Rangers. O gol foi válido.

"Gol de Ray McKay. Primeiro ponto de sua carreira na Liga Nacional", o anunciador informou à multidão. Houve um Hurra! de aprovação da parte da multidão presente.

Os aplausos soaram como coisa agradável para Ray, mas ele sabia que não os merecia. Não fora ele o autor do tento, mas Mikita. Muitos teriam deixado isso passar e aceitariam o louvor da multidão por um tento que não fora seu. Afinal quem poderia perceber o que houve?

Mas Ray era um jovem que falava "verazmente em seu coração". Se ninguém mais o houvesse percebido, Deus o sabia, e ele sabia, e assim tema de viver com isto na consciência pelo resto de sua vida.

Com os gritos de aclamação ainda soando através do campo gelado Ray deslizou até Stan Mikita e disse: "Você marcou este gol, não foi?" 
"Sim", Stan o confirmou.

"Não foi gol meu", Ray disse então aos oficiais. "Stan Mikita foi quem empurrou o disco para dentro do gol." 

Foi feita a mudança no placar e anunciado ao público. E o jogo continuou Ray McKay perdeu o tento, mas ganhou uma grande vitória no jogo da vida.

Deus espera fidelidade de nossa parte mesmo nas menores coisas. Não importa quão pequena seja uma mentira, ela é bastante grande para nos deixar fora do Céu. Peça a Deus hoje que lhe dê aquela espécie e vitória como a que obteve Ray McKay. Peça-Lhe que o ajude a falar a verdade mesmo quando isto possa significar perda para você Peça-Lhe que faça de você uma pessoa capaz de ser veraz "em seu coração".

I Play to Win, Stan Mikita, Pocket Books. Nova lorque, 1970, págs. 1-14.

Nenhum comentário: