terça-feira, 21 de novembro de 2017

O BAGAÇO

Um pai estava a descansar no sofá da sala e vendo, sobre a mesa da copa, a fruteira repleta de laranjas, sentiu  uma vontade enorme de chupar essa laranja. Então, pediu ao filho mais novo que fosse lá e trouxesse uma laranja daquelas. O menino foi. Apanhou a laranja, uma das mais bonitas, descascou-a com cuidado e, depois,  chupou a laranja que o pai havia pedido.

O pai estranhou aquela atitude. Chamou o menino e questionou: “Filho, eu peço a laranja e é você quem a chupa?” O garoto, dando mais uma espremidinha, extraindo o último suco que restava, andou uns passos na direção do pai e lhe deu o que restava da laranja. 

O pai, perplexo, apanhou aquilo, encarou o filho e disse: “Filho, filho, você chupou a laranja que seu pai lhe pediu e agora vem entregando o bagaço?!” 

Essa história nos remete ao que muitos estão fazendo a Deus. O Pai está nos pedindo a nossa vida, só que nós mesmos a descascamos, deixamos que ela seja exprimida pelos vícios, sugada pelo pecado e, depois, depois, estando em estado de bagaço, pegamos o que restou, o bagaço da nossa vida, e a entregamos para Deus.

Nenhum comentário: