quarta-feira, 11 de abril de 2018

PLANTANDO VIDA E NÃO MORTE


"Não matarás" (Êxodo 20:5)

Uma professora da Escola Bíblica estava ensinando às crianças de sua classe de 5 e 6 anos de idade sobre os Dez Mandamentos. Depois de explicar o andamento "Honrarás pai e mãe", ela perguntou: "Existe algum mandamento que nos ensine a tratar com nossos irmãos e irmãs?" Com muita convicção, um pequeno menino respondeu: "Não matarás."

Parece apenas uma história de crianças, mas, muitas vezes, tornamos aquela resposta verdadeira. Quando tratamos um irmão com indiferença, sem o carinho que ele merece, podemos matar seu entusiasmo e sua determinação. Quando o vemos angustiado e desanimado e não lhe confortamos com as maravilhosas promessas do nosso Deus, podemos matar suas esperanças. Quando não o abraçamos e não seguimos o caminho de mãos dadas com ele, podemos contribuir com sua fraqueza e, de certa forma, matar o crescimento espiritual da igreja.

Quando não testemunhamos do amor do Senhor, que morreu na cruz para nos redimir e para pagar o preço de nossos pecados, podemos estar impedindo que uma vida incrédula conheça o Salvador e, dessa forma, estamos matando a sua oportunidade de encontrar o caminho para a vida eterna. Quando não colaboramos com os nossos irmãos em seus programas evangelísticos e missionários, podemos estar ajudando a fazer morrer um canal que é o mais importante na obra de Deus: a busca das almas perdidas.

Precisamos compreender que o Senhor nos chamou para levar a vida e não a morte. Ele nos chamou para encher o mundo de sorrisos e não de tristezas. Ele nos convocou para semear fé e não dúvidas. Ele nos comissionou para iluminar os ambientes e não para torná-los ainda mais tenebrosos.

Eu quero caminhar nesse mundo arrancando as sementes da morte e plantando, em seu lugar, sementes de vida. E você?

Paulo Roberto Barbosa

Nenhum comentário: