quinta-feira, 28 de março de 2019

MALDITOS RADARES

Quando a minha cidade foi infestada por radares de trânsito, eu levei três multas em três dias. Fiquei muito furioso e um tanto neurótico. Dirigia o tempo todo de olho nos postes, especialmente naqueles onde havia uma árvore por perto (locais preferidos por “eles” para colocar os “pombos”).

Certo dia dei carona para um amigo e, lá pelas tantas, eu esbravejei: – “Eles” escondem estes malditos radares atrás de qualquer coisa, só pra ferrar o cidadão. Agora a gente tem que ficar dirigindo de olho nos postes, correndo risco até de provocar um acidente, senão, já viu, né? Vai “doer” na carteira!

Meu amigo, um sujeito bem tranquilo, tranquilamente deu-me um “tapa” na consciência: – Se você andasse de olho no seu velocímetro, não precisava ficar de olho nos radares.

“Por que ficais aí a olhar para o céu?” (Atos 1.11)

Pr Ronaldo Franco

Nenhum comentário: