terça-feira, 4 de abril de 2017

ATÉ O FIM

Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo.

Mateus 24.13

Nos meus vários anos de magistério, já testemunhei muitas coisas, no entanto, nada me deixa mais triste do que ver um bom aluno, que inicia o ano muito bem, e que por uma série de fatores, problemas, desisti e fica pelo caminho.

Na vida espiritual, não é diferente, algumas pessoas têm até a disposição de ir até ao mestre, foi assim com o jovem rico - mostrou interesse, teve iniciativa e parecia decidido. Mas bastaram apenas poucas palavras de Jesus para ele retira-se triste. Por que isto acontece? Porque as pessoas querem servir a Jesus do seu jeito, da sua maneira.

Lembra de Caim? Ele buscou a Deus e lhe ofereceu um sacrifício. Parece uma atitude louvável, não acha? Mas mesmo com toda a disposição, iniciativa foi reprovado, porque não obedeceu a voz de Deus, preferiu fazer o sacrifício do seu modo. É engraçado como nós homens somos - Deus sempre nos diz como devemos agir e achamos que o nosso modo de pensar é melhor.

E Judas, que ouviu os sermões de Jesus, viu seus milagres, sentiu o poder e amor que emanava do Mestre quando acalmou a tempestade, andou sobre o mar e alimentou uma multidão? O que dizer dele? Ele andou com Jesus, foi eleito tesoureiro e durante três anos dormiu, comeu e esteve em comunhão com o Mestre. Isto foi suficiente para salvá-lo? De modo algum, porque ele desprezou tudo o que aprendeu, trocando por 30 moedas de prata.

Nós criticamos tanto Judas, mas acabamos praticando o mesmo. Não é verdade? Quantas vezes mesmo conhecendo a verdade, agimos erradamente, e tentamos culpar os outros, dizendo que fomos pressionados.

E Saul, rei de Israel? Ele foi escolhido por Deus para uma missão, mas desobedeceu a voz de Deus e preferiu trilhar o seu próprio caminho que o levou para longe de Deus e a morte numa guerra contra os filisteus.

O que estes três homens tiveram em comum? Iniciaram bem sua caminhada, mas terminaram longe de Deus. E terminar longe de Deus significa que perderam tudo, até mesmo sua alma. O versículo acima nos adverte da importância de perseverarmos até o fim.

Nenhum comentário: