sexta-feira, 25 de maio de 2012

O PERDÃO VENCEU

Por que é tão difícil perdoar? Tão difícil esquecer um mal nos causado? Eu não sei porque o coração não consegue só seguir em frente, ele fica como que vivendo do passado, se apegando a um mal a esperar de um momento de revidar. 


Durante uma guerra, no Oriente, um moço com sua irmã corriam rua abaixo, perseguidos por um soldado turco. O rapaz foi ferido e acabou morrendo. A moça, no entanto, conseguiu fugir e, pulando um muro, escapou. 


A jovem era enfermeira e mais tarde foi obrigada pelas autoridades turcas a trabalhar num hospital militar. Um dia, deixaram aos seus cuidados o mesmo soldado que matara seu irmão. Estava bem mal, e um pouquinho de descuido assegurar-lhe-ia a morte. 


A moça mais tarde, quando já livre de perigo, na América do Norte, confessou a luta amarga que se travara em seu íntimo. Satanás gritava: "Vingança", mas o Espírito de Cristo dizia: "Amor". Felizmente, para ela e para o soldado, Cristo venceu, e ela cuidou do turco com imparcialidade. 


Mas tarde, o turco soubera do ocorrido, e movido pela curiosidade perguntou a jovem porque não o deixara morrer. Ela disse: "Sou discípula daquele que disse: 'Amai vossos inimigos... Fazei bem aos que vos odeiam' (Mat. 5:44).


O soldado ficou em silêncio por alguns instantes. Depois, disse: "Nunca ouvi falar de tal religião. Se é assim a sua religião, fale-me mais, pois também a quero para mim". 


Só amor de Deus pode fazer um coração cheio de ódio ser transformado em perdão que não nasce de palavras, mas vive de ações. O verdadeiro perdão é expresso com o amor e o bem.

Nenhum comentário: