terça-feira, 3 de janeiro de 2017

LENÇO AMARELO

Era uma vez um jovem que se encontrava em um trem e mostrava-se muito ansioso, nervoso e caminhava de um lado para o outro. Então um senhor que já a algum tempo o observava disse-lhe: Rapaz, por que estás tão inquieto?

O rapaz respondeu: Não adianta contar-lhe pois não podes me ajudar.

E continuou ansioso, andando de um lado para o outro.

O senhor, mais uma vez tentou conversar com ele, dizendo: Meu rapaz, conte-me o que está te angustiando tanto. Talvez eu possa te ajudar.

Então o jovem falou: Há muito tempo atrás deixei meu pai, minha casa e fui morar longe ... tentar uma vida independente, mas agora resolvi voltar e então escrevi, pedindo para meu pai receber-me de volta e avisei-lhe que estaria nesse trem. Se ele concordasse com minha volta, pedi que amarrasse um lenço amarelo em um galho bem alto da árvore que fica na frente da casa. Agora, o que está me angustiando é que estou chegando e tenho receio de que não tenha nenhum lenço, então saberei que ele não me perdoou e assim, seguirei em viagem.

O senhor, então lhe falou: Fique tranqüilo que eu ficarei na janela e olharei pra você.

Quando se aproximou do lugar onde o rapaz morava, o senhor colocou-se na janela. Passando o trem, o rapaz perguntou: E então? Vês um lenço amarelo na árvore?

O homem respondeu: Não, eu não vejo um lenço amarelo . . . mas sim, muitos lenços amarelos . . .um em cada galho da árvore ! ! !

Nós todos, muitas vezes, agimos como o Filho Pródigo. Nos afastamos das coisas de Deus com mil e uma desculpas. De repente, algo nos chama e sentimos nosso coração pulsar!

Para Deus nunca é tarde para a volta . . . Ele sempre nos espera . . . Com muitos lenços amarelos ! ! !

Nenhum comentário: