quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

PRECISAMOS DE DEUS

Tem misericórdia de mim, Senhor, porque sou fraco; sara-me, Senhor, porque os meus ossos estão perturbados.

Salmo 6.2

É tão difícil quando o coração está triste, amargurado, se sentindo abandonado. A gente se ver dentro de uma redoma de tristeza e desilusão, parece que nada é capaz de produzir alegria e satisfação.

A Bíblia narra fatos assim: O Jonas do ventre do grande peixe era um homem frustrado com a vida; O Elias do monte Horebe era um homem sem esperança e com medo; Os discípulos se sentiam perdidos, desmotivados e abandonados com a morte de Jesus; Marta e Maria estavam arrasadas com a morte de Lázaro.

O próprio senhor Jesus enfrentou a dor, a tristeza, o abandono enquanto andou nesta terra. Algumas vezes, ele chorou com o sofrimento do próximo; outras, estendeu a mão em ajuda ao que sofria e, outras, foi injustiçado, atacado, perseguido.

Na realidade, a tristeza é necessária a vida. Não só porque ela nos ensina o verdadeiro valor da alegria, mas porque nos revela que precisamos ter cuidado com os nossos planos e ações. Alegria é uma conquista e uma bênção.

O salmista nos ensina que por mais esperto e abençoados que somos, ainda precisamos de Deus todos os dias. Nunca podemos esquecer de que somos fracos e, que aqui ou ali precisamos de cura para as nossas mazelas.

Fandermiler Freitas

Nenhum comentário: