quinta-feira, 27 de outubro de 2016

UM HOMEM DE AÇO

"Melhor é o longânimo do que o herói da guerra, e o que domina o seu espírito do que o que toma uma cidade." 

Provérbios 16.32.

Iosif Vissarionovich Djugashvili cresceu como filho de um pobre sapateiro e de uma mãe lavadeira nas montanhas do Sudoeste da Rússia. Quando foi redator do jornal Pravda, mudou seu nome para Stalin, que significa "homem de aço". 

No dia 5 de março de 1953, Joseph Stalin morreu em Moscou. Era então presidente das Repúblicas Socialistas da União Soviética. 

Seu corpo foi posto ao lado do de Lenin na Praça Vermelha de Moscou. Milhares entraram em fila para ver o homem que havia mudado a União Soviética de uma região subdesenvolvida numa das maiores potências militares e industriais do mundo. Ele foi aclamado como o "Pai da Vitória" porque foi o grande líder durante a Segunda Grande Guerra. Em virtude de suas conquistas ele poderia ter ficado na História como um homem verdadeiramente grande, mas não o foi. 

A grandeza de Stalin foi manchada pelo seu temperamento violento. Este homem de aço foi capaz de governar um país e comandar um exército, mas não conseguiu dominar os seus próprios sentimentos. Era um homem difícil de com ele se conviver. Facilmente se irava e perdia o bom humor durante longo tempo. Milhões de pessoas foram executadas ou enviadas para campos de trabalhos forçados na Sibéria por haverem-no criticado. 

Transcorridos nove anos de sua morte seu corpo foi removido do lugar de honra onde estava, na Praça Vermelha, e posto numa sepultura simples atrás da tumba de Lenin. Numerosas cidades, vilas, fábricas, que haviam recebido o seu nome em sua honra, tiveram esse nome mudado. 

O povo da Rússia decidiu que o homem incapaz de governar o próprio espírito não merecia ser assim aclamado. Por suas ações eles reconheceram a verdade do texto de hoje: "Melhor é o longânimo do que o herói da guerra, e o que domina o seu espírito do que o que toma uma cidade." 

Stalin foi de algum modo semelhante a Sansão. Ambos foram homens fortes. Ambos tiveram grande importância. Ambos foram incapazes de reger o próprio espírito. O pecado enfraqueceu-lhes o caráter e levou a cabo sua queda. Eles foram capazes de governar cidades, mas não souberam dominar-se a si mesmos. 
Você quer ser forte? Quer ser capaz de dominar-se a si mesmo, de possuir auto-controle? Quer ser maior do que o herói? 

Permaneça bem perto de Jesus hoje. Ele lhe dará poder para obter domínio próprio. Ele o fará um jovem verdadeiramente forte. 
Enciclopédia Britânica, sobre o assunto. 

The World Book Encyclopedia, vol. 18, págs. 648-648d.

Nenhum comentário: