segunda-feira, 15 de junho de 2020

REGULANDO A CONSCIÊNCIA

Certo escritor americano nos relata algo de sua observação de grandes navios de carreira, numa pequena enseada do Rio Clyde, onde são construídos os maiores navios do mundo. O visitante se surpreende vendo em lugar tão pequeno grandes navios, cargueiros e veleiros de toda espécie, aparentemente perdendo tempo ali. Se indagar a respeito, porém, ficará sabendo que ali se encontram, com o fim de regularem as suas bússolas. 

Aquela enseada é estreitíssima – demasiadamente estreita para nela se movimentarem aqueles gigantes dos mares. É circundada, contudo, por altas colinas que protegem as águas contra os ventos. Por isso ali as águas são muito tranquilas, sendo o local ideal para a regulagem da bússola. Em meio de ondas encapeladas, sendo o navio agitado pelos ventos em mar aberto ou mesmo em portos, onde não há perfeita quietude, seria impossível à bússola ser ajustada, por isso os navios são levados para aquele local para essa delicada operação.

Assim ocorre em nossa vida, Não podemos ter a nossa consciência devidamente regulada quando estamos em lugar inadequado, agitados pelos ventos das idéias e opiniões. Somente quando estamos no lugar calmo, nas águas sossegadas, em comunhão com Deus em oração e estudo, é que a nossa consciência pode ser regulada, ajustada e habilitada a empreender a viagem da vida mesmo em meio das tempestades que nos assolam.

http://www.iasdemfoco.net

Nenhum comentário: