quarta-feira, 27 de abril de 2016

ENQUANTO HOUVER AMIZADE

Acredito que você já percebeu que nem sempre nosso choro dura somente uma noite, e que, nem sempre a alegria vem pela manhã...


Há dores físicas que muitas vezes nos acometem por muito tempo, ou mesmo por toda a vida...


E o que dizer de nossas dores psíquicas e emocionais? Elas também podem ser prolongadas e difíceis de tratar... podem necessitar de paciência, coragem, força e muito tempo até que Deus as possa sarar totalmente.


Isso é o que muda tudo. Nosso tempo junto de Deus nos enche de capacidade para lidar com cada uma de nossas dores.


E como é bom não precisar mentir em nossas orações! Como é bom deixar que as máscaras caiam, que as portas e janelas sejam trocadas, que a reforma de nossa casa íntima seja constante e contínua!Davi, rei de Israel, foi perseguido por Saul por longos e difíceis anos, no entanto, isto lhe pareceu ter durado apenas um dia; é dele o Salmo 30, onde lemos: “Pois a sua ira só dura um instante, mas o seu favor dura a vida toda; o choro pode persistir uma noite, mas de manhã irrompe a alegria."


Não há segredos, ritos, promessas, receitas prontas, nem passo-a-passo a ser seguido, estarmos com o Pai, nosso Pai, pode não amenizar nossa dor instantaneamente, contudo nos consola o coração, nos fortalece a alma e nos preparar existencialmente para o que realmente importa: nossa vida futura.


“Se temos esperança em Cristo tão somente para esta vida somos os mais dignos de compaixão de todos os homens” (1Coríntios 15,19)

Por: Luciana Rodrigues

Nenhum comentário: