terça-feira, 14 de junho de 2016

SEM PACIÊNCIA

As pessoas andam muito apressadas. Sem tempo e ocupadas demais com tantas coisas. O homem tem-se concentrado em objetivos vãos e cada vez mais urgentes, de tal ponto que ele acaba por se esquecer de muitas coisas fundamentais e importante à alma, ao coração e a harmonia em família.

É triste ver que a paciência é fator raro entre nós e que cada vez mais a impaciência ganha rostos, adquiri formas e vira ação. Homens, mulheres, crianças vivem a fase da urgência e não desenvolvem com prazer o dom da espera.

Se todos entendessem que a paciência mantém o equilíbrio e a razão, a vida seria mais feliz. Pessoas impacientes destroem a união e são causa de conflitos. A Bíblia fala da paciência como um tesouro adquirido pelo homem ou como uma fortaleza a lhe proteger.

Arnaldo Jabor aborda esse fato de forma simples e transparente e, eu gostaria de utilizar suas palavras como se fossem minhas: "Ah! Se vendessem paciência nas farmácias e supermercados... Muita gente iria gastar boa parte do salário nessa mercadoria tão rara hoje em dia. Outro dia, vi um jovem reclamando que o banco dele pela internet estava demorando a dar o saldo e eu me lembrei da fila dos bancos e balancei a cabeça, inconformado. Vi uma moça abrindo um e-mail com um texto maravilhoso e ela deletou sem sequer ler o título, dizendo que era longo demais. Pobres de nós, meninos e meninas sem paciência, sem tempo para a vida, sem tempo para DEUS! "

Nenhum comentário: