sábado, 12 de junho de 2021

AMIGOS SE COMPLETAM

Samuel Johnson aconselha: “Aquele que não faz novos conhecidos à medida que avança pela vida, logo se verá sozinho. É preciso manter a amizade em constante reparo”.

Na viagem da vida, não podemos achar que os amigos que viajam conosco estarão sempre ali. A amizade precisa ser revisada regularmente. Para aqueles que foram decepcionados e feridos por amigos, falar de amizade apenas convida ao cinismo. 

Ninguém pode ter tido mais motivos para ser cínico em relação a amigos do que Jesus. Ele fez doze amigos íntimos em sua vida terrena. Um destes o traiu, outro negou conhecê-lo, e todos o abandonaram na hora em que mais precisava deles.

Contudo, na última refeição que partilhou com eles, disse-lhes: “Vós sois meus amigos” (João 15.14). Estas palavras são ainda mais impressionantes se lembramos, que Jesus, com Seu conhecimento sobrenatural sabia o que Judas, Simão Pedro e os outros estavam para fazer. Judas haveria de traí-lo com um beijo, Pedro diria que nunca o conheceu, e os outros fugiriam e se esconderiam para salvar a própria pele.

Jesus não era ingênuo quanto à amizade. Ele conhecia as pessoas. Ele conhecia seus amigos. Ele conhecia as fraquezas deles. Mas ainda os chamava de amigos. 

Amigos que falham conosco não são necessariamente malignos ou traiçoeiros. Eles são simplesmente humanos, sujeitos às mesmas fraquezas que todos nós temos. Eles fraquejam e caem. Às vezes esquecem; muitas vezes nem entendem como nos sentimos. 

Fonte: Sabedoria Pastoral – David W. Wong

Valorize não só seus amigos, mas também as pessoas que te rodeiam, sejam elas falhas ou ainda que não te agradem pelo modo de ser. “Podemos tudo em Cristo” (Fp. 4.13). Comece por um bom dia... vá quebrando as barreiras que há em você. Amanhã essa pessoa pode ser uma pessoa melhor e se tornar uma bênção de Deus!

Vitor Hugo

Nenhum comentário: