domingo, 16 de maio de 2021

QUAL É O SEU SABOR?

Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.

Mateus 5.13

- Nas bem-aventuranças de Mateus 5.3-12, Jesus define os elementos essenciais do caráter do cristão. Entretanto, na metáfora do sal e da luz, nos versos 13 a 16, Ele considera a influência do cristão.

- Na verdade, essas duas seções do Sermão do Monte estão intimamente relacionadas. Afinal, a influência do cristão depende do seu caráter. Sem um caráter cristão, não pode haver influência cristã.

- O que queremos dizer quando falamos que sem um caráter cristão, não há influência cristã?

Simplesmente isto: que os assim chamados cristãos, que não são misericordiosos, mansos, nem puros de coração e outras coisas mais, não são realmente cristãos, embora pertençam à igreja. Essa pessoa exercerá alguma influência, mas sua influência não será cristã.

- E aí está um problema para a igreja. Porque como a pessoa é chamada de cristã e pertence à igreja, suas ações são vistas pela comunidade em geral como representando aquilo que significa cristianismo. Mas isso é um falso testemunho.

A maneira trapaceira de alguns fazerem negócios e o orgulho ou difamação de outros apresentam um falso testemunho à comunidade. Isso não é testemunho cristão.

- Devemos observar também que Mateus 5.13 diz que os cristãos são o sal da Terra. Se eles são cristãos, não há outra escolha.

Marcelo Augusto de Carvalho

Nenhum comentário: