sábado, 31 de dezembro de 2016

CURA-ME

Aconteceu que, estando ele numa das cidades, veio à sua presença um homem coberto de lepra; ao ver a Jesus, prostrando-se com o rosto em terra, suplicou-lhe: Senhor, se quiseres, podes purificar-me.

Lc 5.12


A lepra era a mais terrível das doenças daquele tempo. Por ser contagiosa, as pessoas eram retiradas de suas casas e vivam isoladas em lugares a eles destinados. Longe da família e dos que amavam.

Ao aproximar-se de Jesus, um leproso ajoelhou-se e suplicou "se quiseres, podes purificar-me". Se pudéssemos olhar o que Jesus viu dentro do coração daquele homem, veríamos um suplicante pedido: cura-me Senhor, dá-me mais uma chance de viver minha vida, quero minha família de volta, meus amigos, abraçar meus filhos, ir à sinagoga.

Todo mundo tem marcas profundas na alma, sombras ainda dos desencontros da vida, cicatrizes de agonias e dilemas passados. É o que os psicólogos chamam de experiências. Todo homem tem que saber conviver com elas.

No entanto, há pessoas que não conseguem seguir em frente, porque as dores passadas os consomem. Seus olhos estão constantemente olhando o passado, não enxergam o futuro nem vêem as belezas da estrada. Estão presos a drogas, vícios, pecados e tristezas. De tal forma envolvidos que perderam a família, os amigos, a alegria, o sentido de viver, e outros, vivem como se tivessem perdidos.
Minha oração é que esses encontrem Jesus e tenham a fé e a súplica sincera para que Jesus possa estender-lhe sua mão e tocá-los. Assim como ele curou aquele homem e me ajuda a continuar caminhando, rogo por eles, para que todos possam dizer como Davi: O senhor é o meu pastor, nada me faltará.

Anjos de Resgate - Cura-me.


Nenhum comentário: