terça-feira, 3 de junho de 2014

O QUE FAZES AQUI?

Ali, entrou numa caverna, onde passou a noite; e eis que lhe veio a palavra do SENHOR e lhe disse: Que fazes aqui, Elias?
I Reis 19.9
A vida é cheia de altos e baixos. Há dias que acordamos com um hino de louvor nos lábios e anoitecemos com a boca cheia de lamúria; Há dias que nos revestimos de alegria, mas há dias que somos escravos da tristeza,.
Há dias que mais parecemos prisioneiro da dor, morador das regiões obscuras da desilusão, inimigos da paz; Mas também há dias de  esperança, de alívio; Há dias que somos campeões da fé, imbatíveis, irresistíveis, mas há os que somos fracos, derrotados antes do combate, abatidos.

A vida é uma guerra de combates diários. Cheia desses paradoxos. Elias conheceu todas as montanhas e os vales da existência humana, enfrentou pântanos, florestas e desertos. Ele era um homem extraordinário, usado por Deus. Um dia enfrentava sozinho 450 sacerdotes de Baal, fazia descer fogo do céu; no instante seguinte, se enclausurava numa caverna, abatido, entristecido e pedia a morte para si.

Quantos de nós experimentamos tempos assim? Dias de alegria e vitórias, seguido por abatimento, tristeza, depressão, angústia? Muitos.

Conta-se que Martinho Lutero ao saber que  muitos de seus companheiros sucumbiam diante do martírio, vai se tornando abatido, cansado, exaurido, prostrado. Ele entra em seu quarto e ali permanece sem comer, sem sair por uma semana inteira. Diz-se que ao final desta semana, uma jovem vestida de preto bateu a porta de seu quarto, e Lutero ao atender, abatido, desfigurado… Ele logo indaga, ao vê-la de preto: Quem morreu desta vez? E a jovem dispara com convicção: Deus morreu! Lutero então passa a condena-la… que loucura é essa! Deixe de blasfemar! Deus não morreu! E a jovem docemente então lhe indaga: Se Deus não morreu, que fazes tu ai neste quarto, abatido e prostrado? Se Deus não morreu, saia e lute como um soldado em seu posto.


Quando Deus viu Elias naquela caverna, abatido, se sentido completamente derrotado ficou triste, porque Elias se tornara um soldado fora de seu posto,. Então, Deus lhe disse: "Que fazes aqui, Elias?"

Não sei quais são os teus dias: tristeza, alegria? Mas uma coisa Deus espera de nós, que nunca abandonemos o nosso posto. Que nosso coração não ouça Deus dizer: Que fazes aqui?

Nenhum comentário: