domingo, 15 de abril de 2012

DIANTE DA CRUZ

O maior encanto da vida é não sabermos o que há após a curva. Cada dia é por si só um mistério. Podemos até planejar, edificar, mas saber se o sucesso estará a nos esperar no final do dia ou da semana é incerto.

Alguém já disse que é essas incertezas que move o homem em busca dos sonhos. Nunca há a certeza de que tudo está perdido. Que grande exemplo os dos discípulos que viajaram pelo mundo e conquistaram nação, após nação para o reino de Deus.

O que leva homens como estes, completamente desmotivados, arrasados e tristonhos após a morte de Jesus, a se fortalecerem a tal ponto de que a sabedoria lhe encher a alma de palavras e o coração de sonhos e certezas?

A resposta está na cruz. Se você olhar com cuidado verá que ali o Filho de Deus nos deu uma vitória que ninguém pode tirar. A tristeza, a dor, o mal, a tragédia, a doença, os homens, a força dos maus poderão levantar-se e a gente pensar que é o fim, mas não é... nunca é.

José de Arimatéia encontrou coragem... Pedro, perdão... Os discípulos, forças para continuar... Estevão, amor para perdoar... o ladrão da cruz, a certeza do céu... Todo homem que encontra-se com a cruz de Cristo jamais é o mesmo. Judas encontrou condenação e Pilatos revelou-se um homem corrupto.

Diante da Cruz de Cristo ninguém é mais o mesmo. Hilsson - Diante da Cruz.

Nenhum comentário: