domingo, 31 de outubro de 2021

OS FAVORITOS DE DEUS


Revi os textos bíblicos procurando características bíblicas comuns aos “favoritos de DEUS”. Por exemplo, o Anjo Gabriel disse ao profeta Daniel que ele era “muito amado” no céu. Ao falar com Ezequiel, o próprio DEUS confirmou isso, relacionando Nóe, Daniel e Jó como três de seus favoritos. Eles formam um trio interessante: um sobreviveu a uma inundação, o outro à cova dos leões e o último a um holocausto pessoal de sofrimentos. Abraão, chamado “amigo de DEUS”, passou a maior parte da sua vida esperando, impacientemente, que DEUS cumprisse SUAS promessas.

Em Hebreus, o autor registra, em detalhes terriveis, as lutas que podem sobrevir às pessoas fiéis, concluindo: “Homens dos quais o mundo não era digno”. Hebreus acrescenta ainda sobre este grupo impressionante: “Por isso DEUS não se envergonhou de ser chamado o DEUS deles”. Os santos atingem esta condição porque se apegam, teimosamente, à convicção de que DEUS merece nossa confiança, mesmo quando parece que o mundo está desabando. 

Paradoxalmente, a fé se desenvolve mais quando há incerteza e dúvida. Os favoritos de DEUS, eles em especial, não estão imunes a períodos de testes. 

Como disse Paul Tournier, onde não há mais oportunidade para duvidar, também não há mais oportunidade para crer.

Philip Yancey, em “PERGUNTAS QUE PRECISAM DE RESPOSTAS”

CAMINHAR

sábado, 30 de outubro de 2021

PROSSEGUINDO PARA O ALVO

Prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus" 

Filipenses 3.14

Um jovem violinista apresentava seu primeiro recital. O auditório estava à cunha. Cada número era aplaudido freneticamente. A multidão delirava. O jovem músico agradeceu os aplausos, mas não deu demonstração de sentir-se lisonjeado. Quase todo o tempo tinha os olhos fitos na galeria.

Quando o som dos derradeiros acordes morreram, um ancião na galeria fez com a cabeça um sinal de aprovação. Imediatamente, o jovem mostrou-se satisfeito, e sua fisionomia iluminou-se de felicidade. Os aplausos da multidão pouco lhe importavam, enquanto não tivesse recebido a aprovação de seu mestre.

Os olhos do cristão devem estar fitos em Cristo. Sua pureza, Sua santidade, Sua perfeição, unicamente, podem ser nosso alvo. Logo que algum outro ser se torne nosso exemplo, nosso herói na fé, ficamos sujeitos à decepção. Conheci um homem a quem eu tinha em alta estima. Era homem, cuja simples aparência impunha respeito e admiração. Quem suporia que o maligno tivesse semeado joio em seu coração? quando ele caiu - pois foi o que aconteceu - muitos ficaram enfraquecidos na fé.

Fonte: http://recursoshomiletica.blogspot.com/

quinta-feira, 28 de outubro de 2021

O ÚLTIMO CONVERSO DE JOHN HARPER

Três ou quatro anos depois do naufrágio do Titanic, um jovem escocês levantou-se numa reunião em Hamilton, Canadá, e declarou:

"Eu me achava a bordo do Titanic quando naufragou. Achava-me a boiar sozinho sobre uma tábua, na água gelada, naquela pavorosa noite, quando uma onda trouxe John Harper, de Glasgow, para perto de mim. Ele também se achava agarrado a um pedaço de tábua. 'Homem, você está salvo?' gritou ele. 'Não, não estou!', foi minha resposta. Ele respondeu: 'Crê no Senhor Jesus Cristo, e serás salvo.'

As ondas o levaram outra vez para longe de mim; mas, coisa estranha, pouco depois foi novamente jogado ao meu lado. 'Você está salvo agora?' 'Não', respondi, 'não posso responder sinceramente que o estou.' Mais uma vez ele repetiu o versículo: 'Crê no Senhor Jesus Cristo, e serás salvo.' Então, perdendo a tábua a que se apoiava, imergiu. E ali, sozinho, durante a noite, tendo sob mim mais de 3.000 Km de água, eu cri. Sou o último converso de John Harper."

 A.R. Richardson / D. P. Silva - Mil Ilustrações

A ALEGRIA NO SENHOR

 

quarta-feira, 27 de outubro de 2021

UM VENDEDOR DE CALÇADOS

Um professor de Escola Dominical do século passado conduziu um vendedor de calçados a Cristo. O nome do professor você nunca ouviu: Kimball. O nome do vendedor de calçados que ele converteu você conhece: Dwight Moody. 

Moody tornou-se evangelista e exerceu grande influência na vida de um jovem pregador chamado Frederick B. Meyer. Meyer começou a pregar nas faculdades e, durante suas pregações, converteu J. Wilbur Chapman. Chapman passou a trabalhar com a Associação Cristã de Moços e organizou a ida de um ex-jogador de beisebol chamado Billy Sunday a Charlotte, Carolina do Norte, para realizar um reavivamento espiritual. Um grupo de líderes comunitários de Charlotte entusiasmou-se de tal maneira com o reavivamento que planejou outra campanha evangelística, convidando Mordecai Hamm para pregar na cidade. Durante essa campanha um jovem chamado Billy Graham entregou sua vida a Cristo. Billy Graham é considerado o “maior evangelista do século XX”, tendo levado centenas de milhares de pessoas a Jesus em todo o mundo. 

Será que o professor de Escola Dominical de Boston imaginava qual seria o resultado de sua conversa com o vendedor de calçados? 

Cada vez que você fala do amor de Jesus para alguém pode estar iniciando um processo maravilhoso que alcançará milhares de pessoas com o passar do tempo.

Minha Esperança Brasil

EDUCAÇÃO DOS FILHOS


 

terça-feira, 26 de outubro de 2021

SOFRIMENTO - VITÓRIA

"De tal coisa me gloriarei; não, porém, de mim mesmo, salvo nas minhas fraquezas" 

2 Co 12.5

Quando da dedicação da Igreja Memorial Judson em Nova lorque, o Dr. Edward Judson, disse o seguinte:

"O sofrimento e o sucesso caminham juntos. Se você está sendo bem-sucedido sem sofrer, é porque outros, antes de você, sofreram; se você está sofrendo sem ver o sucesso, outros, depois de você, o obterão." 

Bem-aventurados os que choram. Eles podem ser felizes porque sabem que a dor, a aflição e a privação são as dores de parto de uma nova criação e de um mundo melhor. Eles podem ser felizes porque têm a consciência de que o Supremo Artista, Deus, para produzir uma obra prima digna, usa a sombra do Seu pincel. Eles podem ainda se gloriar em suas lágrimas e cantar em honra da tristeza, porque sabem que na economia de Deus, "se sofremos, é porque também reinaremos com Ele".

Fonte: https://www.academia.edu

ENCONTRAR DEUS

 

segunda-feira, 25 de outubro de 2021

HUMILDADE VERDADEIRA

A verdadeira humildade não é se colocar para baixo, mas se colocar de forma equilibrada. Quando Paulo escreveu em Filipenses 2:3 “Considere os outros superiores a si mesmo” ele usou uma palavra que significa calcular. A palavra implica numa avaliação consciente, baseada em fatos cuidadosamente considerados. Considerar outros superiores a si mesmo então, é dizer que você conhece o seu lugar. A verdadeira humildade é rápida para aplaudir o sucesso dos outros.

Paulo está dizendo: deem uns aos outros mais honra do que você procura para si mesmo. Jesus é o nosso exemplo. Contente em ser conhecido como carpinteiro. Feliz em ser confundido com o jardineiro. Ele serviu seus seguidores lavando os seus pés. Se Jesus está tão disposto a nos honrar, será que não podemos fazer o mesmo por nossos próximos? Será que não podemos considerar outros mais importantes do que nós mesmos? Seja rápido para compartilhar o aplauso! É isso que o amor faz!

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “True Humility”
de “Um Amor Que Vale a Pena”

FALE


 

domingo, 24 de outubro de 2021

POR QUE TE PERTURBAS?

Por que estás abatida ó minha alma? Por que te perturbas dentro em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei.

Sl 43.5

É incrível como os dias de tristeza e dor são numerosos. No entanto, para ser feliz, a gente precisa saber enfrentá-lo, já que a angústia e a desilusão pode abater até o mais forte dos homens. E chave da vitória é a sabedoria e auxílio divino.

O Salmista estava vivendo um momento de dor e profunda desesperança. Ele clama a Deus: faz-me justiça, ò Deus. Você já viveu um momento assim? Você olha para todos os lados e não há quem possa te socorrer! Posso até ver Davi erguendo suas mãos aos céus e pedir a ajuda do Pai.

Não é incomum isso na vida. Já vivi momentos semelhantes a estes onde a solidão me cercou e o sofrimento me algemou, mas como Davi eu pude dizer: por que estás abatida, ó minha alma? E por que te perturbas dentro de mim?

Eu não sei por que nós não confiamos em Deus. Fazemos como Abraão que recebeu a promessa de ser pai. Mas aos 90 anos, achou que Deus tinha falhado e tentou resolver as coisas do seu modo. E eu nem preciso dizer que a história não terminou bem. Sabe o que o Salmista nos aconselha: Espera em Deus...

Meu desejo é que neste domingo, teus olhos não vejam apenas o que for físico ou o que te machuca ou o que te perturba, mas que teu espírito possa ter o sossego necessário e encontre descanso nas promessas do Pai, por que esperar em Deus é a única forma de viver a vida nos braços do Pai.

sábado, 23 de outubro de 2021

SUPORTAI-VOS UNS AOS OUTROS

Dá a quem te pede, e não voltes as costas ao que deseja que lhe emprestes

Mateus 5.42

Tantas vezes, ao sermos solicitados a ajudar certas pessoas necessitadas, inclinamo-nos a perguntar: "São cristãos? Estão procurando viver corretamente? Se não, porque os haveríamos de ajudar?" Há uma velha alegoria judaica, mais ou menos nesse teor:

Um dia Abraão estava sentado à porta da tenda, como tinha por costume, esperando hospedar estranhos, quando viu, caminhando em sua direção, um homem de cem anos, todo curvo e amparado em seu bordão, fatigado pelos anos e pela viagem. Abraão o recebeu bondosamente, lavou-lhe os pés, fê-lo sentar-se e lhe serviu a ceia. O ancião comeu, entretanto, sem pedir a bênção de Deus nem lhe dar graças. Ao ser-lhe perguntado por que não adorava o Deus do céu, o velho disse a Abraão que adorava unicamente o fogo, e não conhecia outro deus. Diante desta resposta, Abraão em seu zelo, ficou indignado a ponto de mandar embora o velho de sua tenda, expondo-o às trevas, aos males e perigos da noite, sem proteção.

Deus chamou Abraão e perguntou-lhe onde estava o estrangeiro. Ao que o patriarca respondeu: "Atirei-o para fora, pois não Te adora". 

Deus então respondeu: "Eu o tenho suportado por cem anos, se bem que ele me desonre, e tu não o pudeste suportar por uma noite, sendo que ele não te causou nenhuma perturbação?" 

Em vista disso, diz a história, Abraão o chamou de volta, foi hospitaleiro com ele, e proporcionou-lhe sábias instruções.


quinta-feira, 21 de outubro de 2021

POR QUE VOCÊ NÃO VEIO ANTES?

Nas memórias de Hudson Taylor, primeiro missionário protestante na China, é relatado o seguinte incidente: No final de um culto de pregação, um líder chinês, levantou-se dizendo com voz triste: "Durante anos e anos tenho procurado a verdade, assim como meu pai, que a procurou sem descanso. Viajei muito, li todos os livros de Confúcio, de Buda, de Lao Tsé, e não consegui encontrar descanso. E hoje, pelo que acabei de ouvir, sinto que finalmente meu espírito pode descansar. A partir desta noite sou seguidor de Cristo".

Depois, dirigindo-se ao missionário, com uma voz solene, ele perguntou: 

- Desde quando vocês conhecem as boas novas na Inglaterra?

- Por centenas de anos - respondeu Taylor.

- Como é possível que vocês conheçam a Jesus, o Salvador, há tanto tempo e nunca nos tenham comunicado? ... Meu pobre pai buscou a verdade por tantos anos e morreu sem encontrá-la. Por que você não veio antes, por que você não chegou mais cedo?

Taylor inclinou a cabeça e com profunda tristeza respondeu:

- Não tínhamos entendido a autoridade de Jesus quando ele disse: "Vá ao mundo inteiro e pregue o evangelho." Foi tudo o que ele pôde dizer.

 José Luis Martínez - 502 Ilustraciones Selectas

SEDE

 

segunda-feira, 18 de outubro de 2021

VIVENDO NUM MUNDO DESCRENTE

No início do Livro de Ester, lemos estas palavras: “Ester não revelou sua nacionalidade e origem familiar, porque Mardoqueu a proibiu de fazê-lo” (Ester 2:10). Os persas politeístas não exigiam que seus povos conquistados renunciassem a seus deuses, mas também exigiam que eles adorassem os deuses persas. Os judeus deviam adorar apenas a Jeová Deus. Portanto, a questão do Salmo 137:4 é a questão do livro de Ester. “Como devemos cantar a canção do Senhor em uma terra estrangeira?” Como uma pessoa de fé vive em um mundo sem fé?

Mardoqueu e Ester inicialmente criaram um mundo de identidade oculta. Você sabe, a compulsão de esconder nossa identidade como filhos de Deus afeta a todos nós. No trabalho, na escola ou na liga de boliche. Mas, em algum momento, cada um de nós precisa descobrir quem somos e o que essa identidade significa para nossas vidas.

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Living in a Faithless World”

PERDOA

 

sexta-feira, 15 de outubro de 2021

PROFESSOR


CONFORME-SE OU SEJA TRANSFORMADO

Romanos 12:2 exorta: “Não se conforme com o padrão deste mundo, mas seja transformado pela renovação de sua mente.” Podemos nos conformar ou podemos ser transformados. Na história de Ester, ela e Mardoqueu escolheram primeiro se conformar e disfarçar sua identidade. Mais tarde, eles tomaram uma atitude corajosa.

Você sabe, os personagens da Bíblia são complexos. Eles não são figuras unidimensionais que se encaixam facilmente numa caixa de desenhos de escola dominical. Moisés foi um assassino antes de ser um libertador. Joseph era um moleque antes de ser um príncipe. Sim, o apóstolo Pedro proclamou Cristo no dia de Pentecostes. Mas ele também negou a Cristo na véspera da crucificação. O povo da Bíblia era exatamente isso: pessoas reais. E, como você e eu, eles tiveram seus bons momentos e, bem, eles eram conhecidos por esconder sua fé.

Escolha ser transformado.

Max Luado 
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Conform or Be Transformed”

terça-feira, 12 de outubro de 2021

COMO UMA CRIANÇA

Em verdade vos digo: Quem não receber o reino de Deus como uma criança de maneira nenhuma entrará nele.

Mc 10.15

Um dia, quando Jesus andava neste mundo, trouxeram-lhe crianças para que as abençoasse. Os discípulos vendo que o Mestre descansava e que se tratava de algo que não era tão urgente nem importante tentaram impedir. Mas Ele não só permitiu que os pequeninos se aproximassem como falou que se alguém não se tornar como uma delas não entrará no Reino de Deus.

O que significa se tornar como uma criança? Para isso, convém examinarmos o comportamento e os atos próprios delas: Uma criança confia inteiramente e se entrega de todo o coração a um adulto a quem conhece. Ela confia sem refletir. Se entrega totalmente. Sua confiança não é uma virtude é uma realidade vital.

Poucos dias antes, Jesus falou aos discípulos, dizendo que eles deixaram tudo e o seguiram, estavam lhe acompanhando nessa caminhada, aprendendo e ouvindo os seus ensinos, Ele os escolheu. No entanto, agora, ele dizia se não colocarem o coração em mim como uma criança faz, sem medo, desconfiança, com toda alegria não será possível entrar no céu.

Se você conhece Jesus, é seu seguidor, lembre-se é preciso ser como uma criança; Se você é apenas um simpatizante dos ensinos do Mestre, lembre-se: é preciso ser como uma criança. Não existe exceção, todos necessitam ter um coração como de criança para entrar no Reino de Deus.

PROFESSOR

 

segunda-feira, 11 de outubro de 2021

À PROCURA DO PERDIDO

Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.

Lucas 19:10

Em Londres num dos últimos anos muitos viajantes deixaram 122.000 luvas nos ônibus da cidade e nos metrôs. Deixaram também 62.000 guarda-chuvas e 14.000 pares de óculos. Sem dúvida, alguns dos possuidores fizeram grandes caminhadas para recuperar os artigos perdido, pois Deus pôs em nós forte aversão a perder nossos bens.

Uma ocasião Jesus disse três parábolas, cada uma das quais envolvia alguma coisa que se perdera. Na primeira foi perdida uma ovelha. O pastor tinha 99 outras ovelhas, mas deixou-as no redil e saiu pela noite a dentro, errando pelos montes e os vales do deserto até encontrar a ovelha perdida.

Na segunda, uma mulher perdera uma moeda. Possuía nove moedas mais, porém acendeu uma vela e varreu diligentemente a casa até encontrar a moeda perdida. Na última parábola, um pai perdeu um de seus filhos. Esse filho não estava fisicamente perdido, mas pior que isto, estava perdido no sentido espiritual: perdido em pecado. Abandonara a casa paterna e estava a desperdiçar a vida numa terra longe. 

 Fonte: http://www.iasdemfoco.net

NA MAIORIA


domingo, 10 de outubro de 2021

CONFIE NO SEU PASTOR

Talvez você não precise ter sua esperança restaurada agora – sua selva se tornou um pasto, sua jornada um deleite. Se esse for o seu caso, parabéns. Mas lembre-se, não sabemos o que o amanhã nos reserva. Você pode estar a um passo de um cemitério, de um vírus, de uma casa vazia. Você pode estar em uma curva na estrada de uma selva. E embora você não precise ter sua esperança restaurada hoje, você pode amanhã. E você precisa saber a quem recorrer.

Ou talvez você precise de esperança hoje. Você sabe que não foi feito para este lugar. Você sabe que não está equipado. Você quer que alguém lhe conduza para fora. Se esse for o seu caso, coloque sua confiança no Pastor. Ele conhece o caminho que leva ao seu novo começo, e está apenas esperando que você se junte a ele.

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Trust Your Shepherd”

QUEM NÃO É BOM SOLDADO


sexta-feira, 8 de outubro de 2021

O TREM DA ALEGRIA

Todas as viúvas o rodearam, chorando e mostrando as túnicas e vestes que Dorcas fizera quando estava com elas.

Atos 9.39

Certo dia, tomei café da manhã com um homem que vendeu jornais e engraxou sapatos por quase 60 anos nas ruas de uma cidade de Idaho, nos Estados Unidos.

Ele me contou sobre a sua vida naqueles dias, e como as coisas haviam mudado.

Eu lhe perguntei: “O que mais mudou, desde então?”

Ele disse: “As pessoas, elas não se importam mais umas com as outras.”

Como exemplo, ele contou-me sobre a sua mãe, que muitas vezes deu comida a homens que vinham à sua casa. Cada dia, ela preparava comida para a sua família e então fazia diversas refeições a mais porque sabia que viajantes sem nenhum lar iriam aparecer na hora das refeições. Ela tinha uma profunda compaixão por aqueles em necessidade.

Certa vez, ela perguntou a um homem como ele encontrou o caminho até a sua porta. Ele disse-lhe: “O seu endereço está escrito em todas as paredes dos vagões de trem em que os mais miseráveis viajam clandestinamente“.

Autor Desconhecido

DE MÃOS VAZIAS


quarta-feira, 6 de outubro de 2021

O BOM CAÇADOR

Durante o inverno rigoroso e sombrio do Alasca, os jovens de uma vila esquimó costumam sair para o frio para encontrar comida para suas famílias. O caçador, armado apenas com uma vara bem afiada em uma das extremidades e movido pela compaixão pelo seu povo em risco de fome, vagueia vigilante para fora, antecipando o possível ataque de um urso polar. Não tendo medo natural do ser humano, um urso polar pode muito bem atacar e comer um homem. Caso esteja sob ataque, o caçador esquimó move as mãos para enfurecer o bicho e faz com que ele levante o corpo mais de dois metros nas patas traseiras. Nesse exato momento, o esquimó se aproximando aponta a vara afiada para o coração e, apoiada no chão, a outra extremidade espera que o urso caia com todo o seu peso na vara e ela penetre seu coração. O urso, mesmo com o coração trespassado, ainda pode matar ou mutilar o caçador. Família e amigos do caçador saem mais tarde e seguem as trilhas na neve, encontrando através daquela grande demonstração de coragem, comida para sobreviver.

Os primeiros missionários proclamaram aos ouvintes atentos que Cristo Jesus é o "bom caçador" que dá a vida pelo mundo faminto. Sejamos seus imitadores.

 José Luiz Martínez - 503 Ilustraciones Escogidas

domingo, 3 de outubro de 2021

QUAL É A PONTUAÇÃO DA SUA IGREJA?

A experiência de um homem que visitou dezoito igrejas diferentes em sucessivos domingos foi mencionada em um boletim de igreja. Ele estava tentando descobrir como eram realmente as igrejas. Este homem disse:

"Eu sentava-me nos primeiros bancos. Após o culto, caminhava lentamente em direção à saída e voltava para a frente novamente, usando outro corredor. Eu sorria e estava sempre corretamente vestido. Pedia a alguma pessoa que me levasse a um determinado lugar: Para o salão de confraternização ou cantina, para o escritório do pastor, etc. Tomava café, se me fosse servido. Usava então uma escala para avaliar a recepção que recebia.

Eu a segmentara da seguinte forma:

10 pontos para o sorriso de um membro.

10 pontos para uma saudação de alguém sentado nas proximidades.

100 para um cumprimento com troca de nomes.

200 pontos para um convite para tomar café.

200 pontos para um convite para retornar.

1.000 pontos se eles me apresentassem a outras pessoas.

2.000 pontos se eles me apresentassem ao pastor.

Nesta escala, onze das dezoito igrejas atingiram menos de 100 pontos. Cinco receberam 20 ou menos pontos. 

A conclusão: a doutrina pode ser bíblica, o sermão pode ser bom, mas quando um visitante descobre que ninguém se importa se ele está ali ou não, ele provavelmente não voltará".

 José Luiz Martínez 

ACREDITAR

 

sexta-feira, 1 de outubro de 2021

ALTERANDO AS FRONTEIRAS

Há alguns anos, durante um seminário de uma semana numa grande universidade cristã da Califórnia, desafiei os alunos a fazerem a oração de Jabez (1Cr 4.10), pedindo mais bênçãos e maior influência. Sugeri que o corpo discente de mais de dois mil alunos estabelecesse um objetivo ministerial digno da importância daquela escola.

— Porque não olhar para o globo e escolher uma ilha? –  sugeri - Depois de escolher o lugar, reúnam um grupo de alunos, fretem um avião e conquistem a ilha para Deus.

Alguns alunos riram. Os outros questionaram minha sanidade. Mas quase todo o mundo ouviu. Insisti. Tinha viajado à ilha de Trindade e constatado a carência do lugar e por isso disse a eles:

— Vocês podem pedir Trindade para Deus. E também um DC-10.

Ninguém comprou a ideia.

Mesmo assim, o desafio deu início a uma agitada conversa. Vi que a maioria dos alunos estava ansiosa por fazer alguma coisa significativa com seus talentos e com seu tempo disponível, mas estavam inseguros sobre como começar. Normalmente eles faziam questão de relatar sua falta de habilidade, de dinheiro, de coragem e oportunidade.

Passei a maior parte daquela semana fazendo-lhes uma pergunta: se o Deus do céu o ama infinitamente e quer que você esteja diante dele a cada instante, e se você sabe que o céu é um lugar muito melhor para você, então porque será que Ele deixou você aqui na terra?

Expus a cada aluno que encontrava o que eu achava ser uma resposta bíblica para aquela questão: você está aqui porque Deus quer que você alargue suas fronteiras, conquistando novos territórios para Ele –  talvez uma ilha – e alcançando pessoas em nome dEle.

Deus estava operando. Uma semana depois de voltar para casa, recebi uma carta deum aluno chamado Warren. Ele e seu amigo, Dave, tinham decidido desafiar o poder de Deus e pedir que os abençoasse e alargasse suas fronteiras. Eles oraram especificamente que Deus lhes desse a oportunidade de testemunhar ao governador daquele estado naquele final de semana. Jogaram seus sacos de dormir no porta-malas do Plymounth Valiant ano 1963 de Warren, viajaram mais de 600 quilômetros até a capital do estado e foram bater na porta do governador.

 A carta prossegue assim:

Veja o que tinha acontecido até a noite de domingo, quando voltamos de Sacramento. Havíamos testemunhado de nossa fé a dois frentistas de um posto de gasolina, a quatro seguranças, ao chefe da Guarda Nacional dos Estados Unidos, ao diretor do Departamento de Saúde, Educação e Ação Social do Estado da Califórnia, ao chefe da Polícia Rodoviária da Califórnia, à secretária do Governador e por fim ao próprio Governador. 

Estamos agradecidos e assustados feito crianças com o crescimento que Deus nos tem dado. Obrigado mais uma vez por seu desafio!

Isso foi só o começo. Nas semanas e meses que se seguiram, uma visão de fronteiras mais largas varreu o campus. No outono, um aluno, orientado por Warren e Dave, já havia montado um grande projeto missionário para o verão seguinte, chamado “Operação Jabez”. Seu objetivo: reunir um grupo de alunos autossustentados, fretaram avião e  adivinhe – voar para a ilha de Trindade para um ministério de verão.

E foi exatamente isso que eles fizeram. O grupo foi composto de 126 alunos e professores. Quando levantou voo de Los Angeles, a Operação Jabez já contava com grupos prontos para ministrar mediante dramatizações, construção, escola bíblica de férias, música e visitação. Nas palavras do reitor da universidade, a Operação Jabez foi o mais bem-sucedido ministério estudantil da história daquela entidade.

 Dois alunos pediram que Deus lhes alargasse as fronteiras  e Deus atendeu! Uma pequena oração refez um mapa e impactou a vida de milhares de pessoas.

Bruce Wilkinson - A Oração de Jabez

MISERÁVEIS