segunda-feira, 30 de setembro de 2019

UM ATO DE CONFIANÇA

De Tahuape, na Nova Zelândia, veio esta formosa história de feliz acontecimento.


A manhã era cinzenta, chuvosa e fria. Nossa heroína se dirigia com passo acelerado para tomar um ônibus. Se o perdesse, chegaria tarde ao seu trabalho. Aproximou-se dela um homem pedindo dinheiro para comer alguma coisa. Um impulso de bondade a induziu a dizer ao desconhecido:


― Moro naquela casa que se vê lá. No refrigerador está o que sobrou de um leitão assado com batatas. Aqui está a chave. Vá e coma. Quando sair, deixe a chave debaixo do tapete no corredor da entrada.


Durante o percurso do ônibus uma ideia a assaltou: "Não havia mulher mais estúpida no mundo".


No entanto, resolveu sobrepor-se a seus temores, ante à convicção de que os seres humanos reagem nobremente a atos de confiança...


Quando chegou em casa, de volta, a mulher se encheu de surpresas. Sim, ali estava a chave, sob o tapete. Abriu a porta e, a duras penas, pôde acreditar no que seus olhos viam. A casa inteira resplandecia de limpeza, tudo estava em seu lugar. Até as vidraças tinham sido lavadas.


No refrigerador encontrou um bilhete com letra grosseira no qual se lia: “Prezada senhorita. Talvez você não consiga compreender nunca o bem tão grande que me fez. Faz alguns dias que saí da penitenciária. Estou em liberdade condicional. Francamente, foram para mim muito duros estes dias. Porém, você me deu o estímulo que me faltava. Um milhão de graças”.


(Extraído de VASSÃO, Amantino Adorno. Esteiras de Luz. Rio de Janeiro: Juerp, 1971.)

REVELAÇÃO


sábado, 28 de setembro de 2019

AS LIÇÕES DO SOFRIMENTO

Ao analisar sua vida, em quais pontos houve um maior crescimento? Sempre que faço esta pergunta, com raras exceções, a pessoa menciona o momento da dor, da perda, do profundo e inexplicável sofrimento em sua vida.

Ainda assim, quando a chuva cai sobre nossas cabeças, tendemos a pensar que Deus fechou seu guarda-chuva de proteção e nos abandonou na tempestade. Nossa confusão durante estes momentos origina-se de nossa falta de compreensão sobre o papel da dor em nossas vidas.

Curiosamente, o apóstolo nunca lamentou o fato de que as pessoas para quem ele estava escrevendo sofriam dor e perseguição, tampouco ele oferece conselhos sobre como escapar delas. Ao contrário, ele enfrenta o sofrimento firmemente, dizendo a eles (e a nós) que não se surpreendam, e promete que Deus proverá os benefícios por suportarem os sofrimentos da vida.

Mesmo quando a vida se torna fatigante e obscurecida, raios de esperança traspassam as nuvens para estimular o nosso crescimento. Na verdade, sem a dor não haveria o menor crescimento, pois permaneceríamos sem abrigo, delicados, ingênuos, irresponsáveis e imaturos.

Charles Swindoll, em “RENOVE SUA ESPERANÇA”

MAIS PERTO DE DEUS


sexta-feira, 27 de setembro de 2019

MORRER PARA SALVAR

"Disse o Senhor a Noé: Entra na arca, tu e toda a tua casa na arca, porque reconheço que tens sido justo diante de mim no meio desta geração"

Gênesis 7.1

Em junho de 1770, Porto do Príncipe, capital do Haiti, foi destruído por um terremoto. Em certa casa, a fiel serva correu para salvar a criança do seu patrão. Enquanto as paredes ruíam, ela agarrou nos braços a criança, e o telhado se abateu sobre ela. Os destroços atingiram de cheio a serva fiel, mas o bebê escapou ileso.

O corpo curvado da nobre mulher protegeu o infante, mas com o sacrifício de sua própria vida. Sua morte foi a salvação do pequenino ser que se achava aos seus cuidados. Ela morreu a fim de que a criança vivesse. Igualmente, na morte sacrificial de Cristo nossas vidas são salvas.

A VIDA É UM ECO


quinta-feira, 26 de setembro de 2019

A PORTA ABERTA

"Melhor é buscar refúgio no Senhor do que confiar no homem." 


Salmo 118:8


Prédios adicionais eram necessários para o Colégio de Avondale, mas não havia dinheiro. O presidente da Missão Australiana, A. G. Daniels, se dirigiu aos madeireiros, aos serralheiros, aos construtores, e pediu-lhes que vendessem material e trabalhassem a crédito.

Prometeu-lhes efetuar o pagamento tão logo chegasse um dinheiro que estava aguardando da Associação Geral, provavelmente na primeira semana de maio.

Maio chegou, e chegou também a mala postal. Sim, havia uma carta, mas nenhum cheque! A igreja na América estava tendo problemas ela mesma e os irmãos sugeriam que os planos de construção fossem suspensos.

Era muito tarde para esta medida. Que devia fazer o Pastor Daniels? Ele se dirigiu ao bosque de eucaliptos e clamou a Deus pedindo ajuda. Permaneceu ali toda a noite, e na manhã do dia 3 de maio veio-lhe a certeza de que Deus proveria o dinheiro. Logo após a refeição matinal o Pastor Daniels saiu para a cidade, confiante de que encontraria o dinheiro.

Na manhã seguinte ele leu na hora do culto Dan. 6:16. As palavras "Que Ele te livre" pareciam estar ali em letras maiúsculas na página.

Isto lhe deu fé para crer que Deus proveria o dinheiro para livrar o colégio de uma situação embaraçosa. Na margem ele escreveu: "7:30 da manhã. 4/5/99." Nessa tarde às 4 horas ele e um amigo resolveram passar por determinado banco. Embora já houvesse passado da hora de fechar, a porta estava ainda ligeiramente aberta. Os dois entraram e o banqueiro disse desconcertado: "Como conseguiram entrar?" "A porta estava aberta e nós simplesmente entramos", os homens responderam.

O banqueiro sabia que havia fechado a porta a chave e passado a corrente com cadeado. No entanto ali estavam dois homens diante dele que haviam entrado por essa porta fechada! "Que desejam?" ele indagou.

Não levou muito tempo ao Pastor Daniels para explicar ao homem a situação. Às 5 horas ele tinha em suas mãos 300 libras australianas.

Nessa noite o Pastor Daniels de novo abriu sua Bíblia em Dan. 6:16 na hora do culto, e escreveu na margem: "Cumprido. 5:00 h da tarde. 4/5/99." Às vezes pessoas em quem depositamos confiança falham conosco. A igreja pode nos faltar como faltou ao Pastor Daniels. Nossos amigos podem não cumprir sempre suas promessas. Mas Jesus jamais falha. Suas promessas são certas. Você pode contar com Ele!

História do Adventismo, C. Mervyn Maxwell, págs. 89 e 90.

ORAÇÕES SILENCIOSAS


quarta-feira, 25 de setembro de 2019

SISTEMA DE AQUECIMENTO

Era comum os seminaristas dos dias de Spurgeon visitarem o grande pregador para aprenderem com o grande ganhador de almas. O templo em que Spurgeon pregava possuía um sistema de aquecimento, para aquentar o edifício durante o inverno, como só acontece nos países do hemisfério norte. 

Ocorreu, porém, que num dia de verão muitíssimo quente, alguns seminaristas chegaram bem cedo para ouvir o grande evangelista. Ao chegarem, Spurgeon saiu-lhes ao encontro. E depois de tomar ciência de que se tratavam de futuros pastores, convidou-os a conhecer o sistema de aquecimento da igreja. Esse não era o melhor programa num dia tropical, mas dado a insistência de Spurgeon, os jovens aquiesceram. Passaram por algumas portas, quando de repente chegaram a um grande salão onde cerca de 700 pessoas clamavam a Deus pelo culto, pelas visitas e pelo pregador daquele dia. 

— Vejam, futuros pastores - ensinou-lhes Spurgeon - este é o verdadeiro sistema de aquecimento de nossa igreja. 

Não é de se admirar que ele é chamado de o príncipe dos pregadores, e o mais citado em todo o mundo até os dias de hoje. 

Fonte: www.cgbr.com.br

GRANDE ENGANO


terça-feira, 24 de setembro de 2019

CANIBAL CONVERTIDO

Eu ouvi contar a respeito de um canibal convertido nas ilhas dos Mares do Sul que estava assentado perto de um grande caldeirão lendo sua Bíblia quando um antropólogo com um capacete se aproximou dele e perguntou: 

— O que você está fazendo?

O nativo respondeu: 

— Estou lendo a Bíblia.

O antropólogo zombou e disse: 

— Você não sabia que os homens modernos e civilizados rejeitaram esse livro? Não passa de um amontoado de mentiras. Você não deveria desperdiçar o seu tempo.

 O canibal olhou-o de alto a baixo e lentamente respondeu:

— Senhor, se não fosse por este livro, o senhor estaria neste caldeirão!

A Palavra de Deus modificou a vida ele, e o seu apetite. 

Rick Warren, em "Poder Para Ser Vitorioso"

NÃO TE ASSUSTA?


segunda-feira, 23 de setembro de 2019

EU CONHEÇO O LIVRO

George Muller não pedia auxílio a outros, pedia somente a Deus. Diz-se que ele por mais de vinte mil vezes foi-se deitar, à noite, sem ter nada em casa para comer nem ele nem os seus órfãos. Quando alguém lhe perguntou se conseguia dormir nessas circunstâncias, ele respondeu:

— Todas as vezes. 

E nunca faltou comida no dia seguinte para ele e para os órfãos que chegaram a dois mil. Quando um amigo quis conhecer o segredo de tanta fé, George Muller, levantou a Bíblia e disse: 

— Tenho lido este livro inteiro cem vezes. Conheço o Livro e conheço o Deus do Livro.

http://pastorwalterpacheco.com.br

CAÍNDO AOS PEDAÇOS


domingo, 22 de setembro de 2019

UM SOM POR UM PERFUME

Um pobre viajante parou ao meio-dia para descansar à sombra de uma frondosa árvore. Ele viera de muito longe e sobrara apenas um pedaço de pão para almoçar. Do outro lado da estrada, havia um quiosque com tentadores pastéis e bolos; o viajante se deliciava sentindo as fragrâncias que flutuavam pelo ar, enquanto mascava seu pedacinho de pão dormido. Ao se levantar para seguir caminho, o padeiro subitamente saiu correndo do quiosque, atravessou a estrada e agarrou-o pelo colarinho.

- Espere aí! - gritou o padeiro. - Você tem que pagar pelos bolos!

- Que é isso? - protestou o espantado viajante. - Eu nem encostei nos seus bolos!

- Seu ladrão! - berrava o padeiro. - É perfeitamente óbvio que você aproveitou seu próprio pão dormido bem melhor, só sentindo os cheirinhos deliciosos da minha padaria. Você não sai daqui enquanto não me pagar pelo que levou. Eu não trabalho à toa não, camarada!

Uma multidão se juntou e instou para que levasse o caso ao juiz local, um velho muito sábio. O juiz ouviu os argumentos, pensou bastante e depois ditou a sentença.

- Você está certo - disse ao padeiro. - Este viajante saboreou os frutos do seu trabalho. E julgo que o perfume dos seus bolos vale três moedas de ouro.

- Isso é um absurdo! Objetou o viajante. - Além disso, gastei meu dinheiro todo na viagem. Não tenho mais nem um centavo.

- Ah... - disse o juiz. - Neste caso, vou ajudá-lo. Tirou três moedas de ouro do próprio bolso, e o padeiro logo avançou para pegar. - Ainda não - disse o juiz. - Você diz que esse viajante meramente sentiu o cheiro dos seus bolos, não é?

- É isso mesmo - respondeu o padeiro.

- Mas ele não engoliu nem um pedacinho?

- Já lhe disse que não.

- Nem provou nem um pastel?

 Não!

 Nem encostou nas tortas?

- Não!

- Então, já que ele consumiu apenas o perfume, você será pago apenas com som. Abra os ouvidos para receber o que você merece.

O sábio juiz jogou as moedas de uma mão para outra, fazendo-as retinir bem perto das gananciosas orelhas do padeiro: - Se ao menos você tivesse a bondade de ajudar esse pobre homem em viagem - disse o juiz -, você até ganharia recompensas em ouro, no Céu.


Desconhecido

TEMPOS DE COLHEITA


sexta-feira, 20 de setembro de 2019

ESPERANÇA

Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do Senhor.


Lamentações 3.26

Em 12 de agosto de 2000, o submarino russo Kursh, afundou com 118 marinheiro e ficou retido a 108 metros de profundidade. Iniciou uma dramática corrida contra o tempo para salvar os tripulantes, todas as tentativas fracassaram, muitas em razão das difíceis condições climáticas. Conta-se que um dos mergulhadores que conseguiu chegar ao submarino ouviu uma batidas vindo do submarino e reconheceu como código morse. A mensagem dizia: "Há esperança?" e a resposta foi: "Sem esperança".  A história conta que nenhum foi resgatado.

Existem pessoas que vivem assim - sem esperança. Vivem os dias como se tudo o que importasse é a realidade que o cerca, os problemas que o acompanham e a vida que levam. Parece que tudo o que existe é o que ser ver e sente.

Mas Jeremias diz uma coisa importante: Bom é ter esperança. Esperança é acreditar que algo é possível mesmo quando há indicações do contrário. Jeremias passava por uma situação terrível. Jerusalém estava destruída, o povo fora levado cativo. Havia destruição, miséria e abandono por todo lado. Mas ele sabia que nada ainda estava perdido. Eles esperava em Deus.

Ter esperança em mundo terrível como o nosso, dominado pelos homens maus e cheio de miséria ainda é possível. Basta confiar em Deus. Que o Pai nos ajude a olhar sempre para o alto e, assim, encher o coração de esperança.

Fandermiller Freitas

A MÚSICA DE DEUS


quinta-feira, 19 de setembro de 2019

VENTO CONTRÁRIO

“Seja-vos feito segundo a vossa fé.” Mt 9:29

Há momentos da nossa vida em que os ventos parecem ser contrários. Nada dá certo! Nada funciona! Tentamos, tentamos, mas nada de resultados.

Esta é a conclusão a que chega Lucas pelo fato de que nada estava dando certo na viagem de Paulo, que queria chegar a Roma, mas não estava indo a lugar algum. Dois anos e meio preso, jogado de um lado para o outro, a vida andando em círculos, patinando, seus dias resumiam-se à vida monótona de uma cadeia.

Finalmente, parecia que tudo ia dar certo: ele conseguiu embarcar em um navio para Roma. Diz o texto que os ventos voltaram a soprar contrário e a viagem de Paulo tornou-se mais um problema, mais uma dificuldade e mais uma provação.

O que fazer quando tudo parece conspirar contra a nossa vida? O que fazer quando Céus estão blindados, Deus parece silente e o nosso barquinho começa a ser açoitado pelas ondas da vida?

Esse texto nos dá algumas dicas preciosas para enfrentar esses momentos de crise: Devemos reavaliar as nossas prioridades. A crise tem esse efeito didático, ela nos leva a reavaliar as nossas prioridades. E é exatamente isso o que Paulo e seus companheiros de viagem fazem naquele momento crítico da viagem. Diz o texto que eles não tiveram receio de jogar fora os seus pertences (
Atos27.18, 19 e 38).

A crise nos faz ver aquilo que realmente é importante e aquilo que não é. Então quando o barco das nossas vidas estiver sendo açoitado, é hora de revermos as prioridades, é hora de jogar ao mar aquilo que não tem muito valor, e nos agarrar àquilo que realmente importa.

Devemos nos agarrar às promessas iniciais de Deus. O navio estava prestes a sucumbir, mas havia alguém sereno dentro do barco. Quem era? Paulo. Porque ele tinha uma promessa inicial de Deus, dita pelo anjo que aparecera para ele na noite anterior: ele, apesar de todas as dificuldades, iria chegar a Roma para testemunhar de Cristo perante o César.

Os ventos eram impiedosos, o navio estava se partindo, mas Paulo estava sereno porque sabia que Deus jamais deixou de cumprir as Suas promessas. Portanto, quando o barco de nossas vidas não estiver indo a lugar algum por causa dos ventos contrários, agarremo-nos às promessas de Deus, porquanto são infalíveis.

Devemos lembrar que Deus não promete que seremos poupados dos sofrimentos, que promete seremos poupados no sofrer. Um anjo do Senhor aparece para Paulo, consola-o e anima-o. Porém, não o saca da tempestade. Dá ânimo, mas não lhe poupa do sofrer.

Nas horas difíceis, devemos nos lembrar dessas verdades que nos dão a certeza de que nossas vidas estão seguras nas mãos do nosso Deus e que toda crise obedece a um propósito determinado, durante um tempo determinado, dentro de Seu plano eterno.

http://salmo37.wordpress.com

NADA FALTA

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

SALMO 23

Dois homens foram convocados a recitar o Salmo 23 perante um auditório. Um deles era um orador famoso e respeitado, especializado em dramatizações. Ele recitou o Salmo de maneira comovente. Quando terminou, a plateia o aplaudiu de pé e pediu bis, para ouvir novamente sua bela voz e apreciar sua récita.

Depois, foi a vez do outro homem, que era bem mais idoso, e ele repetiu as mesmas palavras: " Senhor é o meu pastor...". 

Quando terminou, não houve aplausos, pelo contrário, nem um som se ouviu na plateia, todos estavam quietos, em um profundo estado de devoção e oração.

Então, o primeiro homem, o orador famoso, emocionado, levantou-se e falou: "A diferença entre minha fala e a deste meu velho amigo é que eu conheço o Salmo, mas meu amigo conhece o Pastor!"

Fonte: http://pastorwalterpacheco.com.br

CARINHO VERDADEIRO


terça-feira, 17 de setembro de 2019

EM CASA

Ouvi uma história, anos atrás, sobre um casal de missionários que estava voltando da África para os Estados Unidos. Não tinham aposentadoria, sua saúde estava debilitada, sentiam-se derrotados, desanimados e apreensivos... Depois de muitos anos de serviço missionário, lá estavam eles, iniciando sua longa viagem de volta a bordo do mesmo navio em que estava o Presidente Teddy Roosevelt (presidente dos EUA de 1901-1909), retornando de uma temporada de caça na África. 

No momento do embarque, havia uma multidão de gente e uma banda tocando para a despedida do presidente, mas ninguém para se despedir dos missionários. O marido disse, então, à esposa: 

— Não é estranho, querida? Aqui estamos nós, sacrificamos nossas vidas no serviço do Senhor, gastamos muitos anos neste lugar, perseveramos no meio de imensas adversidades, perdemos alguns dos nossos filhos e os enterramos aqui. Tudo tem sido tão difícil, mas ninguém realmente se importa com isto, não é? Veja só toda essa fanfarra quando o presidente volta de uma simples excursão de caça! Mas ninguém se importa se fizemos algo de valor para Deus ou não."

— Querido, você não deveria pensar assim - disse sua esposa. 

— Não dá para pensar de outra forma. É tudo tão injusto.

Durante toda a viagem, enquanto cruzavam o Atlântico, este sentimento crescia e fervia em sua mente. A amargura foi tomando conta da sua alma e ele disse à sua esposa: 

— Aposto que quando chegarmos em Nova Iorque vai haver outra banda para receber o presidente, e ninguém esperando por nós. Estaremos sozinhos. 

E foi assim que aconteceu. Quando o navio atracou no porto de Nova Iorque, uma banda tocava as canções preferidas de Teddy Roosevelt, e todas as autoridades da cidade estavam lá para recepcioná-lo. Enquanto isto, o casal de missionários desembarcou completamente despercebido e foi alugar um apartamento dilapidado no Setor Leste de Nova York... 

Completamente arrasado, o homem disse à esposa: 

— Não é justo, não é justo mesmo! Aqui estamos nós, sem dinheiro, sem saber quem é que vai cuidar de nós ou para onde vamos. Deus nos prometeu grandes coisas, mas nada aconteceu. Entregamos a ele tudo que tínhamos, e o que fez por nós? Agora, veja o que acontece quando o presidente sai numa excursão de caça! Isso não é justo!" 

— Querido - a esposa respondeu - eu sei que não é justo, mas esta não é a atitude certa. Não deve pensar assim. Por que você não vai até o quarto, conversa com o Senhor sobre tudo isso e veja o que ele tem a dizer?

E ele foi. Entrou no quarto e ajoelhou-se à beira da cama, sozinho. Ficou lá por um bom tempo e, quando saiu, seu rosto brilhava. Sua esposa percebeu que algo tinha acontecido. Então ela perguntou:

— O que houve? - E ele respondeu: "Eu me ajoelhei e derramei toda essa história diante do Senhor. Contei para ele que havia achado tudo tão injusto, especialmente que, ao chegarmos em casa, o presidente ganhou aquela tremenda recepção, enquanto ninguém se importou conosco. Eu disse também que ele não estava nos tratando direito. Mas sabe o que o Senhor me disse? Foi como se tivesse se inclinado e colocado sua mão no meu ombro, para me dizer: 'Mas você ainda não chegou em casa!'" 

Do livro "TALKING TO MY FATHER" (Conversando com meu Pai), de Ray Stedman.

TER FÉ


segunda-feira, 16 de setembro de 2019

O PERDÃO VENCEU

Por que é tão difícil perdoar? Tão difícil esquecer um mal nos causado? Eu não sei porque o coração não consegue só seguir em frente, ele fica como que vivendo do passado, se apegando a um mal a esperar de um momento de revidar. 


Durante uma guerra, no Oriente, um moço com sua irmã corriam rua abaixo, perseguidos por um soldado turco. O rapaz foi ferido e acabou morrendo. A moça, no entanto, conseguiu fugir e, pulando um muro, escapou. 


A jovem era enfermeira e mais tarde foi obrigada pelas autoridades turcas a trabalhar num hospital militar. Um dia, deixaram aos seus cuidados o mesmo soldado que matara seu irmão. Estava bem mal, e um pouquinho de descuido assegurar-lhe-ia a morte. 


A moça mais tarde, quando já livre de perigo, na América do Norte, confessou a luta amarga que se travara em seu íntimo. Satanás gritava: "Vingança", mas o Espírito de Cristo dizia: "Amor". Felizmente, para ela e para o soldado, Cristo venceu, e ela cuidou do turco com imparcialidade. 


Mas tarde, o turco soubera do ocorrido, e movido pela curiosidade perguntou a jovem porque não o deixara morrer. Ela disse: "Sou discípula daquele que disse: 'Amai vossos inimigos... Fazei bem aos que vos odeiam' (Mat. 5:44).


O soldado ficou em silêncio por alguns instantes. Depois, disse: "Nunca ouvi falar de tal religião. Se é assim a sua religião, fale-me mais, pois também a quero para mim". 


Só amor de Deus pode fazer um coração cheio de ódio ser transformado em perdão que não nasce de palavras, mas vive de ações. O verdadeiro perdão é expresso com o amor e o bem.

FORÇA


domingo, 15 de setembro de 2019

PARA CADA DESAPONTAMENTO


Temos que aceitar o finito desapontamento, mas jamais perder a infinita esperança. 

Martin Luther King

O sentimento proveniente do desapontamento é sempre ruim, seja ele causado por pessoas, circunstâncias ou pelos seus próprios erros. Ainda assim, em cada desapontamento, existem também oportunidades. Este é um fato incontestável na vida. 

Através dos desapontamentos – num contexto mais amplo da vida – você irá descobrir que os desapontamentos podem ter um valor positivo. Apesar de uma porta ter se fechado, outras muito mais acabam de ser abertas. Para cada desapontamento, você pode ganhar conhecimento, motivacão, perspectiva e um propósito mais claro e definido. Para cada desapontamento, você pode aprender muito sobre a vida, sobre você mesmo e sobre o mundo ao seu redor. 

Tente não se esquecer: quando a vida o joga pra baixo, lembre-se de que existem valores os quais - pela graça de Deus - podem colocá-lo para cima. Um desapontamento pode ser o seu grande aliado para um sólido crescimento e exposição do seu caráter. 

Para Meditação:

Foi-me bom passado pela aflição para que aprendesse os teus decretos. 

Salmos 119:71

Nélio DaSilva
http://www.encorajamento.com/index.php

DE BEM COM DEUS


sábado, 14 de setembro de 2019

LOCAL PARA GUARDAR RECEITAS CULINÁRIAS? CLARO QUE NÃO!

"a palavra do Senhor, porém, permanece eternamente" 

1 Pedro 1:25

A professora de crianças da igreja diz a Laura, uma menina de seis anos, muito desinibida, que acabara de chegar à sua classe de Escola Bíblica: "A Bíblia é um grande tesouro". A menina, sorrindo, disse: "A de minha avó é um tesouro, sim. É dentro dela que guarda todo seu dinheiro!"

Muitos guardam de tudo dentro da Bíblia -- dinheiro, documentos, receitas de bolos, datas de aniversário da família, etc. Dizem que colocando ali não se perderão. Porém, muitos daqueles "tesouros" acabam se perdendo porque essas mesmas pessoas esquecem de abrir a Palavra de Deus.

Os verdadeiros tesouros das Escrituras não são o que colocamos entre suas páginas e sim o que nelas está escrito. São as palavras do Senhor, Seus ensinos, Suas bênçãos, Suas promessas, a alegria que nos oferecem cada vez que buscamos a direção de Deus.

Às vezes a Bíblia fica tão distante de nossa vida espiritual que as únicas coisas que guarda são poeira e traças. Um tesouro escondido e não aproveitado. Um tesouro de riquezas e uma vida de profunda pobreza.

A Bíblia não é um lugar para se guardar coisas. É uma fonte de onde devemos apenas retirar: paz, esperança, fé, amor, felicidade. Esta fonte jamais se seca. Quanto mais retiramos, mais ela tem a nos oferecer. Que bênção! Glórias ao Senhor!

Como você usa sua Bíblia?

Paulo Barbosa

A GRAÇA DE DEUS


quinta-feira, 12 de setembro de 2019

RICO... MUITO RICO

"Riquezas e honra estão comigo; assim como os bens duráveis e a justiça. Melhor é o meu fruto do que o ouro, do que o ouro refinado, e os meus ganhos mais do que a prata escolhida" (Provérbios 8:18, 19).

"Nada há de errado no homem possuir riqueza. O errado é a riqueza possuir o homem." (Billy Graham)

"Se você quer se sentir rico, conte apenas o que o dinheiro não pode comprar." (Autor desconhecido)

"Homens fabricam dinheiro falso e, em muitos casos, o dinheiro fabrica homens falsos." (Autor desconhecido)

Este dia é muito significativo para mim. Mais do que a data de meu aniversário, é mais um ano que estou vivendo na presença de Deus. Sou um homem rico! Um homem muito rico! Talvez não tenha dinheiro... mas nada me falta. Tenho o amor de Deus em minha vida; tenho a paz do Senhor reinando em minha alma; tenho a presença viva e revigorante de Jesus em meu coração.

Esse privilégio e essa grande riqueza não é exclusividade minha. Essa é uma riqueza que você pode obter. Com muito ou pouco dinheiro, morando em uma bela casa, com muitos cômodos, uma grande piscina e vários carros na garagem ou em uma bem pequenina, sem muito conforto, porém, iluminada com a felicidade da presença de Jesus Cristo. Isso vale mais que todo o dinheiro do mundo sem a graça e a bênção do Senhor.

Quem tem Jesus tem tudo... quem não O tem não pode experimentar a alegria verdadeira e permanente.

Eu me sinto muito feliz. Tenho um tesouro que não cabe no maior banco do mundo. Tenho as mãos de Deus me abraçando. Tenho os olhares do Senhor fixos em mim, orientando-me em todas as decisões. Que bela e incomparável riqueza!

Você também quer ser uma pessoa muito rica?

Paulo Barbosa
ministerio-pararefletir.blogspot.com.br

GUIADO PELO ESPÍRITO


quarta-feira, 11 de setembro de 2019

ADORAÇÃO

C.S. Lewis, antes de sua conversão, costumava perguntar a si mesmo: 

— Que Deus vaidoso é esse a exigir sempre que seus súditos o adorem?

Após tornar-se cristão anglicano, Lewis descobriu que não é Deus quem precisa ser adorado. Adorado ou não, Ele continua sendo o mesmo Deus. Nós é que precisamos adorá-Lo. Nós temos essa necessidade interior de prestar culto e de reconhecer o amor e o cuidado de um Ser superior dando sentido à vida e à história.

Carlos Cesar P. Novaes, em O Jornal Batista

A PERGUNTA


terça-feira, 10 de setembro de 2019

ESPERAR EM TI


Espera no Senhor, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no Senhor.

Salmo 27:14

Esperar é tão difícil! Não conheço ninguém que fique feliz com a espera necessária, mesmo que seja por pouco tempo ou quando o objeto de nossa espera é algo simples e curriqueiro.

Há alguns anos, comecei a tocar teclado, mas como não tinha o instrumento, resolvi comprar um. Comprei por telefone, após ver um anúncio na TV e tive de esperar pela entrega por mais de três meses. Foi uma longa espera...

O Salmista nos aconselha a não desistir de Deus, a esperar pelo Pai, mesmo que a espera seja longa ou difícil, porque só em Deus a gente pode esperar em segurança: "Porque no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão; no oculto do seu tabernáculo me esconderá; pôr-me-á sobre uma rocha (Sl 27.5)

Uma coisa, no entanto, precisa ser dita: esperar em Deus sempre produz crescimento a alma e gera mudanças no coração. Mas esperar não é fácil, por isso, o salmista nos orienta não desanimar, a não abandonar o desejo de vencer e aguardar com confiança em Deus. Deus nunca falha.

Esperar em ti - Josi Myrtes

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

VISITANDO O POVO DE DEUS

Aquela senhora idosa não tinha condições de frequentar os cultos de sua igreja. Incapaz de mover-se sozinha, dependia da ajuda de outras pessoas para as mínimas tarefas domésticas de sua casa, bastante simples. Mas ela mantinha vida espiritual vitoriosa e abundante. 

Prezava a comunhão com Deus, lia a Bíblia constantemente, orava dia e noite, andava na comunhão do Senhor, e alegrava-se sobremaneira quando outras pessoas vinham vê-la. Nessas ocasiões, os visitantes saíam ricamente abençoados, confortados, e, com satisfação, davam testemunho disso. 

Um dia, uma irmã chegou quase à noite à casa da mulher fisicamente inválida, desculpando-se e dizendo: "Lamento muito ter vindo a esta hora. É que eu fiz outras visitas, antes de chegar aqui." "Eu também, querida, estive hoje visitando várias pessoas", respondeu a mulher. "Como é isso possível? A senhora não pode sair de casa!" "Ah, meu corpo está impedido, mas, como dizia o apóstolo Paulo que a Palavra não estava presa, também meu espírito está livre. Todos os dias visito o povo de Deus com minhas orações, sem sair daqui!"

MUDANÇA


domingo, 8 de setembro de 2019

NENHUMA CONDENAÇÃO HÁ

Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.

Romanos 8:1


Pouca coisa incomoda tanto as pessoas quanto serem julgadas e acusadas pelos outros. O coração perde toda a alegria nestes julgamentos humanos e quantas  amizades foram destruídas por palavras duras, justas ou injustas? E quantas tragédias já foram construídas com a dúvidas, a incertezas e a falta de perdão? Quantas? Muitas!

Quem já não esteve no banco dos réus cercado por juízes ou quem não foi um vil acusador? O ser humano tem dentro de si um senso de justiça que é moldado por diversos fatores - interesse, verdade, vingança, justiça, dinheiro, poder, amor, ódio, etc. Na verdade, em algum momento, o resultado dos julgamentos humanos será influenciado por algum deles. É por isso, que nem todo julgamento humano é um ato de justiça!

Mas quando é o coração que nos acusa, não há onde se esconder ou onde fugir! É a nossa mente quem nos julga e ela martela dia e noite - é o olhar de um desconhecido, o vento cruzando o horizonte e o silêncio da noite. O coração se torna um naufrago a vagar pelo mundo, castigado por uma alma fragilizada, golpeada pela própria consciência.

Só existe um lugar para se libertar dos erros e falhas do passado e receber absolvição no coração. Mesmo que seus crimes sejam imperdoáveis para o homem ou injustificáveis para justiça há um lugar em que todo homem pode alcançar a graça de NÃO HAVER MAIS CONDENAÇÃO para ele - em Jesus.

Armando Filho - Nenhuma condenação há.


Fandermiler Freitas

AO CHEGARMOS AO FINAL


sábado, 7 de setembro de 2019

UMA VIDA DE FÉ




DEUS nos conduz por um caminho novo, para um lugar que jamais estivemos antes, esta é Sua maneira de agir quando pretende fazer algo impensável e maravilhoso. Quando estamos a caminho nos assustamos, acreditamos que fracassaremos se tivermos de depender “apenas” DELE para chegar lá. Tentamos agir por conta própria porque achamos que dependência é fraqueza, em vez de entendermos que é um sinal da nossa disposição de permitir que DEUS seja forte em nós.

Se você sente que se encontra num lugar onde não pode dar nenhum passo sem a ajuda do SENHOR, alegre-se, você se encontra onde DEUS deseja que esteja. Se você está se perguntando: “Será que fiz algo errado?”, provavelmente a resposta é: “Não, você fez algo certo.” DEUS manterá você neste caminho, não importa quão difícil ou impossível possa parecer agora, porque você está disposto a segui-LO. ELE deseja realizar grandes coisas por seu intermédio, coisas que só podem proceder de uma vida de fé.

salmo37.wordpress.com
Stormie Omartian, em “O PODER DA ORAÇÃO EM TEMPOS DIFÍCEIS”



UMA GRANDE FÉ

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

A LÓGICA DE SER DESTEMIDO

Paulo contou aos Filipenses que viver de forma digna do Evangelho de Cristo significava não temer diante dos inimigos.

Somente deveis portar-vos dignamente conforme o Evangelho de Cristo. . . E em nada vos espanteis dos que resistem. (Fp 1.27,28).

Então ele deu a lógica de não nos espantar.

Porque a vós vos foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nele, como também padecer por ele. (Fp 1.29).

A lógica é esta:

Deus deu a você duas bênçãos, não apenas uma: Fé e sofrimento. Isto é o que o verso 29 diz:

Neste contexto isto significa:

Tanto a sua fé diante do sofrimento, e os seus sofrimentos são dons de Deus. Quando Paulo diz, não vos espanteis dos que resistem, ele tinha duas razões em sua mente do porquê deles não precisarem ficar assustados:

1.    Uma razão é que os oponentes estão na mão de Deus. A oposição deles é uma bênção vinda de Deus. Ele governa isto. Este é o primeiro ponto do verso 29.

2.    E a outra razão para não ficar com medo é que o seu destemor, isto é, sua fé, está também na mão de Deus. Isto também é uma bênção. Este é o outro ponto do verso 29.

Então a lógica de ser destemido diante do adversário é esta verdade dupla: Ambos o seu adversário e a sua fé diante de seu adversário são bênçãos de Deus.

Por que isto é chamado de "portar-vos dignamente conforme o evangelho de Cristo" (v. 27) ? Por que o Evangelho é a boa notícia de que o sangue do testamento infalível de Cristo obteve para todo o seu povo a soberana obra de Deus para nos dar fé e para governar nossos inimigos — sempre para nosso eterno bem.

Portanto, não tema. Seus adversários não podem fazer coisa alguma a mais do que Deus concede. E ele concederá a fé que você precisa. Estas promessas são compradas com sangue e seladas. O evangelho promete.

Silvio Dutra

CHEGAR A CRISTO


quarta-feira, 4 de setembro de 2019

A SERPENTE E O PÁSSARO

Certa vez uma serpente, muito astuta, conseguiu se aproximar de um pássaro, porém, a ave, receosa, ficava a uma certa distância que impedia de ser atacada pela víbora. O réptil começa então a seduzir com palavras ao pássaro, já que possuía uma lábia muito grande. Aos poucos foi conquistando a "amizade" do pássaro e certo dia propôs um acordo:

- Eu sou sua amiga, e vou provar isso: Eu consigo para você, sem "nenhum" interesse, alguns bichinhos que costumam ficar debaixo da terra. É uma delícia, e você não vai precisar de esforço nenhum para se alimentar.

- Eu tenho medo de ser atacado por você, ao me aproximar para alimentar.

- Não tenha medo. Olha, vamos fazer um trato: Vou colocar os bichinhos sobre aquela rocha e vou ficar bem longe de você. A única condição, é que, para cada refeição, você tire uma pena da sua asa e me dê para que eu possa preparar meu ninho e fique bem confortável em minha casa. 

E assim foi. Como combinado, o pássaro tirava uma pena da asa, já que possuía "muitas" penas, entregava para a serpente e ia até o local se alimentar dos deliciosos bichinhos. O pássaro começou a intercalar entre os frutos e os bichinhos. Quando sentia fome, ele olhava para suas asas e dizia: "Só mais uma pena não vai fazer falta. E tirava mais uma e se alimentava dos bichinhos."

Ele percebeu que estava ficando mais gordinho com a nova alimentação. Certo dia, teve muita fome e começou a se lembrar daqueles bichinhos deliciosos. Disse ele: Acho que vou arriscar mais uma refeição. Alçou vôo, tirou mais uma pena de sua asa e entregou à cobra, como combinado. Foi até o local e comeu bastante bichinhos até não caber mais em sua barriga. Já satisfeito, resolveu ir embora. Quando tentou voar, devido a falta de muitas penas e devido ao peso demasiado que ganhara nos ultimos dias, e somando com aquela última refeição que fizera, não conseguiu alçar vôo. Ficou desesperado e tentou novamente. Nada! Não saiu do chão. Arrependido, disse: 

- Porque eu fui tão idiota e não preservei as minhas penas? Bem, pelo menos a serpente disse que é minha amiga e vou pedir sua proteção até que cresça novas penas. 

Quando a serpente se aproximou daquela ave amedrontada, disse: "Olá meu amiguinho, já se alimentou bem?" 

– Sim. Só que, devido ao meu peso e a falta de penas, não estou conseguindo voar. Você poderia me proteger até que cresça novas penas?

- Ah, que "pena" que você não possa voar!! Você está pagando o preço pela sua cobiça. Como não conseguiu resistir a tentação, virou a minha refeição. E agora já que está bem gordinho, já posso me alimentar da minha refeição preferida: "Pássaro estúpido tentado e seduzido pela sua própria ganância".

Aplicação:

A tentação pelas coisas ilícitas são constantes e tem sempre uma serpente astuta te oferecendo um banquete aparentemente inofensivo e fácil. Tome cuidado, esta sedução pode ser fatal.

"Há caminhos que ao homem parece direito, mas ao final dão em caminhos de morte" (Prov. 14:12)

"cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz. Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá a luz ao pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte" (Tiago 1: 14,15)

"Pois, naquilo que Ele (Jesus) mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados" (Hebreus 2:18)

"Sujeitai-vos, portanto, a Deus: mas resista ao diabo e ele fugirá de vós" (Tiago 4:7)

"Crê no Senhor Jesus e será salvo tu e tua casa" (Atos 16:31)

Autor: PAULO REIS