domingo, 31 de março de 2019

PALAVRAS QUE TRANSFORMAM

Conta-se que certo menino inglês orava constantemente, no silêncio do seu quarto, por um amigo chofer de táxi. Um dia, este homem subia silenciosamente a escada do quarto do seu amiguinho quando, ao abrir a porta, escutou estas palavras:

 - Oh, Pai, não o deixe nunca mais ficar embriagado. Ele é amável e bondoso e eu o amo. 

O homem ficou comovido, entrou silenciosamente no quarto e, ajoelhando-se ao lado da cama e perguntou: "Estavas orando por um moleque tal como eu?

- Sim - respondeu o menino - mas o senhor não é um moleque.

Sabe quando uma palavra penetra o seu peito e se aloja na mente machucando, alegrando, modificando pensamentos, foi assim que o interior do homem sentiu a ouvir resposta do menino. Jamais aquele homem foi o mesmo. 

Toda a noite quando guiava o seu táxi pelas ruas agitadas da cidade, ouvia o ressoar daquelas palavras cheias de amor, o poder daquela oração sincera e cheia de amor a transformar-lhe a vida

sábado, 30 de março de 2019

ESTOU ÓTIMO

Por meio da sua morte, Ele derrotou aquele que tinha o poder da morte, isto é, o Diabo; e livrou todos aqueles que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à escravidão.


Hebreus 2.14-15

Uma viatura da polícia rodoviária atropelou um cavaleiro e seu cavalo, jogando-os longe, feridos.

Um dos policiais foi socorrer o homem e o outro, foi ver em que estado ficou o cavalo.

No momento em que primeiro policial chegou perto do homem, o segundo, sacou a sua arma, deu dois tiros na cabeça do cavalo e também veio ver o sujeito que tinham atropelado (ainda com a arma em punho).

– E daí, meu amigo, como está o senhor? Perguntou-lhe o policial que havia atirado.

Mesmo sangrando na cabeça, com o braço torcido e a perna quebrada, apavorado, ele garantiu:

– Eu tô bem, tô bem… é verdade… tô ótimo!

sexta-feira, 29 de março de 2019

ALVO


Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. 

Filipenses 3:14

Um artista, quando vai pintar um quadro, sabe muito bem que não será capaz de exceder um Apeles, Rafael ou Miguel Ângelo. Porém, isto não o desanima. Empunha o pincel e emprega as tintas, faz o melhor que pode e finalmente, em modestas proporções, consegue assemelhar-se aos grandes mestres da arte.

Também o escultor, embora persuadido de que não rivalizará Praxíteles, trabalhará o mármore e procurará aproximar-se o mais possível do modelo. Porque tem um alvo proposto.

Assim deve agir o cristão. Indo além das vitórias conseguidas, e avançando sempre, desejará ser mais e mais conforme a imagem de Cristo Jesus.
 

Spurgeon

GRAÇA


quinta-feira, 28 de março de 2019

MALDITOS RADARES

Quando a minha cidade foi infestada por radares de trânsito, eu levei três multas em três dias. Fiquei muito furioso e um tanto neurótico. Dirigia o tempo todo de olho nos postes, especialmente naqueles onde havia uma árvore por perto (locais preferidos por “eles” para colocar os “pombos”).

Certo dia dei carona para um amigo e, lá pelas tantas, eu esbravejei: – “Eles” escondem estes malditos radares atrás de qualquer coisa, só pra ferrar o cidadão. Agora a gente tem que ficar dirigindo de olho nos postes, correndo risco até de provocar um acidente, senão, já viu, né? Vai “doer” na carteira!

Meu amigo, um sujeito bem tranquilo, tranquilamente deu-me um “tapa” na consciência: – Se você andasse de olho no seu velocímetro, não precisava ficar de olho nos radares.

“Por que ficais aí a olhar para o céu?” (Atos 1.11)

Pr Ronaldo Franco

MUITOS FILHOS DE DEUS


quarta-feira, 27 de março de 2019

AMOR AO DINHEIRO

Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores. Tu, porém, ó homem de Deus, foge destas coisas; antes, segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão.

I Tim. 6:10, 11

O Dr. R. Newton relata a triste história de um marinheiro que se demorou numa pequena pousada na aldeia da Normândia. Pagou o jantar e o alojamento de uma noite. O proprietário e sua esposa eram anciãos e de aparência pobre. O marinheiro convidou-os a jantar com ele e durante a refeição lhes perguntou algo sobre seus familiares, principalmente sobre o filho que desde muito jovem se tornou marinheiro. Os pais supunham que estava morto, pois durante muito tempo não ouviram nada dele. Na hora de dormir, a mulher conduziu o marinheiro até seu quarto. Este lhe disse boa noite e deslizou em sua mão uma moeda de ouro. Ela mostrou ao marido e ambos se deleitaram olhando-a. Sabiam que o marinheiro possuía mais ouro. Durante a noite o assassinaram em sua cama e tomaram todo seu dinheiro.

Muito cedo, na manhã seguinte, dois parentes dos proprietários vieram perguntando onde estava o marinheiro. Ambos responderam que havia ido embora. "Não é possível – disseram os parentes – porque era filho de vocês, o filho que voltou ao lar para passar a vida com vocês. Disse-nos que permaneceria com vocês uma noite, sem dizer-lhes que era seu filho, para ver quão bondosos vocês poderiam ser com estranhos". Tinham assassinado seu próprio filho, pelo abominável amor ao dinheiro!

Quantos estão dispostos a vender sua alma ao diabo por uma bolsa de ouro!

do livro "Mil Ilustrações Selecionadas", Dr. D. Peixoto da Silva, Casa Publicadora Batista, Rio de Janeiro, 1966

FALTA DE RAZÃO


terça-feira, 26 de março de 2019

VENCER O MAL

"Acho difícil conceber uma maneira mais concreta de amar do que a de orar pelos inimigos. Isso conscientiza você do fato de que, aos olhos de Deus, você não é mais, nem menos, digno de ser amado do que qualquer outra pessoa; e cria uma consciência de profunda solidariedade com todos os outros seres humanos.

Cria em você uma compaixão que inclui o mundo e lhe provê um coração cada vez mais livre do compulsivo desejo à coerção e à violência. Além do mais, você ficará encantado ao constatar que não pode continuar com raiva das pessoas pelas quais você ora.

Você perceberá que está falando diferente com - e sobre - elas, e que realmente está disposto a fazer o bem àqueles que o ofenderam."

Henri Nouwen

ORAR É A RESPIRAÇÃO DA ALMA

segunda-feira, 25 de março de 2019

COMO NOSSOS DESEJOS SE REALIZAM

Estava eu olhando o velho João, entretido em varrer as folhas secas do jardim. A área era grande, e o velho caprichava em não deixar nem uma folha no gramado.

– João, disse eu sorrindo, que maravilha se você pudesse, só a um desejo seu, ver todas estas folhas, de repente, empilhadas num monte!

– E posso mesmo, disse o velho prontamente.

– Se você pode, vamos ver! desafiei.

– Folhas! Juntem-se todas! disse o velho, numa voz de comando. E lá continuou limpando a relva até que as folhas ficaram juntas num só monte.

Viu? Disse-me, sorrindo – É este o melhor meio de vermos realizados os nossos desejos. Trabalhar, com afinco, para que aquilo que queremos seja feito.

O incidente calou-me no espírito. Mais tarde, ao estudar a biografia dos cientistas e de todos aqueles cujas obras nos parecem, por vezes, milagres verdadeiramente sobre humanos, descobri que adotavam geralmente o sistema do velho jardineiro.

Todas as suas realizações resultaram do fato de que estes homens, desejando fortemente chegar a certo objetivo, nunca cessaram de lutar por alcançá-lo.

Share on Facebook

vivos


domingo, 24 de março de 2019

SALVAMENTO EM YUBA GAP

E, naquele dia, se dirá: Eis que este é o nosso Deus, a quem aguardávamos, e ele nos salvará; este é o SENHOR, a quem aguardávamos; na sua salvação, exultaremos e nos alegraremos.  

Isaías 25.9

No dia 13 de janeiro de 1952 o trem de excursão City of San Francisco (Cidade de São Francisco) deixou Donner Summitt e começou a descer a montanha. Os 226 passageiros esperavam alcançar a cidade logo à tarde. Três dias depois eles ainda estava na montanha, surpreendidos que foram pela pior nevasca que as altas serras haviam conhecido há cem anos. 

Em Yuba Gap o trem deslizou para um desfiladeiro, parou, e procurou tomar de novo o caminho através de gigantescas acumulações de neve. Afinal a máquina diesel parou por completo. 

O condutor anunciou que um limpa-neve estava a caminho e que estariam em São Francisco ao cair da noite. À tardinha eles ainda estavam em meio à ofuscante nevasca. Dois removedores de neve que saíram para ajudá-los haviam sido soterrados por 

Logo os que estavam retidos no trenzinho entraram em pânico. 

Acabara-se a comida. As baterias elétricas haviam-se esgotado. Acabara-se também a água potável. A situação parecia sem esperança. Imagine-se você sentando em completas trevas, com neve a cair ao redor e sentindo-se como se tivesse sido esquecido! 

As pessoas em Yuba Gap não estavam esquecidas. Esquiadores conseguiram chegar até eles com alimentos de emergência. Um transporte de socorro estava a caminho com auxílio, viajando à velocidade de quilômetro e meio por hora! Outro removedor de neve tinha recomeçado o trabalho. Finalmente, na manhã do quarto dia, eles viram a fumaça do trem de socorro. Um grito de alegria percorreu de carro a carro. Chegara o livramento! 

Nosso velho mundo é como este trem de excursão. Durante séculos ele vem como que se arrastando por entre escolhos, através de obstáculos ameaçadores representados pelo pecado que o domina. Os passageiros - toda a humanidade - olham ao redor e só vêem tragédias, ruínas, desesperança. Mas o socorro está a caminho. Logo Jesus estará chegando para salvar os que O esperam, e nesse dia todo coração sincero que se tiver preparado para este acontecimento poderá exclamar com alegria: "Eis que este é o nosso Deus, a quem temos estado aguardando, e Ele nos salvará!"

Fonte: www.4tons.com

sábado, 23 de março de 2019

OFFICE BOY

Um homem desempregado se candidata para o cargo de “office boy” de uma grande empresa. O gerente de RH ao entrevistá-lo, pede um teste: limpar o chão. Ao final disse: “você está contratado, me dê o seu endereço de e-mail e eu lhe enviarei o aplicativo para preenchimento e avisarei quando você vai começar”. O homem respondeu: “Eu não tenho um computador, nem um e-mail”.

Lamento muito, disse o gerente de RH, se você não tem um e-mail, significa que você não existe. Já que não existe, não pode ter o trabalho. O homem saiu sem esperança. Ele não sabia o que fazer, com apenas 10 dólares no bolso.

Ele então decidiu ir ao supermercado e comprar uma caixa de tomate de dez quilos. Ele então vendeu os tomates de porta em porta. Em menos de duas horas, tinha conseguido duplicar seu capital. Ele repetiu a operação três vezes, e voltou para casa com 60 dólares. O homem percebeu que ele podia sobreviver dessa maneira, e começou a ir todos os dias cedo e voltar tarde. Assim, o dinheiro duplica ou triplica a cada dia. Pouco tempo depois, ele comprou um carro, em seguida, um caminhão, e então ele teve a sua própria frota de veículos de entrega.

Cinco anos depois, o homem já é um dos maiores distribuidores de alimentos dos E.U.A. Nessa época ele começou a planejar o futuro de sua família, e decidiu fazer um seguro de vida.

Chamou um corretor de seguros, e escolheu um plano de proteção. Quando a conversa acabava, o corretor lhe pede o e-mail. O homem respondeu: “Eu não tenho um e-mail”. O corretor disse curiosamente: “você não tem um e-mail, e ainda assim conseguiu construir um império. Você imagina o que poderia ter sido se você tivesse um e-mail?”

O homem pensou um pouco e respondeu: office-boy!

Fonte: https://ejesus.com.br

O QUE IMPORTA?


sexta-feira, 22 de março de 2019

AS FRAQUEZAS PODEM SER UMA VANTAGENS

Pelo que sinto prazer nas fraquezas. ... Porque quando sou fraco, então é que sou forte. 

II Cor. 12:10.

A fraqueza física pode ser vantajosa, às vezes.

Na noite de 5 de fevereiro de 1945, eu e mais 468 prisioneiros, bem como uns 800 sobreviventes de Bataan e Corregidor, fomos evacuados da prisão de Bilibid para a fábrica de calçados de Ang Tibay, nos arredores de Manila. A batalha pela libertação da cidade das mãos dos japoneses prosseguia; a cidade estava em chamas e o fogo crepitava inexoravelmente na direção de nosso alojamento.

Sentados no chão, no escuro, em Ang Tibay, conheci alguns dos sobreviventes da Marcha da Morte. Durante um mês, meu grupo estivera separado deles por uma parede de 4,5 metros; aquela era minha primeira oportunidade de conversar com eles. Fiquei sabendo que muitos dos companheiros daquele grupo haviam sido enviados de navio para o Japão, como trabalhadores escravos; o último barco lotado havia saído de Manila em meados de dezembro, e aquela embarcação tinha sido torpedeada por um submarino americano. Todos a bordo morreram.

Entre o grupo, naquela noite, estava um soldado que tinha sido designado para ir naquele navio, mas por causa de uma debilidade física ficara para trás.

Nunca me esquecerei de como, com lágrimas na voz, ele nos contou que sua vida tinha sido poupada por causa de sua deficiência física. Aparentemente, havia sido considerado incapaz para o trabalho escravo.

Todos que já tenham olhado cuidadosamente as fotos do Presidente Theodore Roosevelt, sabem que ele era míope. Durante sua campanha presidencial de 1912, ele foi atingido pelo disparo de um maníaco chamado Schrenk, mas sobreviveu à tentativa de assassínio. O médico que o examinou após o incidente disse-lhe que sua vida tinha sido poupada por um par de óculos com armação de aço que ele havia guardado no bolso do paletó.

"Não é estranho?" comentou Roosevelt. "Sempre achei um incômodo usar óculos por causa da miopia, e agora meu par de óculos de reserva, guardado no bolso, acabou por salvar-me a vida."

Talvez não entendamos neste mundo por que Deus nos permite sofrer aflições físicas. Mas em alguns casos podemos ter a certeza de que Ele as permite porque sabe que, assim como Paulo, somos espiritualmente mais fortes quando estamos fisicamente fracos.

Fernanda Brum; Eyshila - Minhas Fraquezas.



A VIDA É UMA PONTE


quinta-feira, 21 de março de 2019

ASSALTADO TRÊS VEZES

Três amigos viajavam por uma estrada deserta quando se viram diante de uma encruzilhada. Sem nenhuma placa que lhes indicasse categoricamente qual das duas estrada deveriam seguir nem ninguém por perto para lhes dizer a direção a tomar, iniciaram uma calorosa discussão.

Um deles insistia que deviam pegar a estrada à esquerda. Os outros dois preferiam o outro caminho. Tentaram convencê-lo a irem os três juntos, primeiro à direita, depois à esquerda, caso estivessem errados, com os devidos pedidos de desculpas, é claro. Mas, não deu certo.

Buscaram, então, ganhá-lo pelo coração, lembrando-o que juntos iniciaram aquela jornada, que estavam perto do destino, e que nunca é uma boa ideia separar companheiros de viagem, pois dificilmente acabam se encontrando novamente.

No entanto, o teimoso mostrava-se irredutível, exigindo que o seguissem, senão, iria ficar ali mesmo, descansando, enquanto eles "quebravam a cara", andando feito bobos. E os avisou que, quando eles voltassem, iria zombar bastante deles.

Após um longo período de discussão, acabaram se separando. Nos primeiros instantes, após a separação, o teimoso sentia-se muito bem, firmado em suas convicções, mas, tão logo seus companheiros desapareceram lá longe na estrada, ele foi assaltado três vezes.

Primeiro, ele foi assaltado pela solidão. Uma solidão miserável e tão sem graça, aparecida assim, do nada, sem ser convidada.

Depois, foi assaltado pelo arrependimento, pois sabia que não deveria ter-se separado de seus amigos. Fosse o que fosse, era melhor terem ficado juntos (apesar de ele ainda não querer admitir isso).

Por fim, ele foi literalmente assaltado por dois sujeitos mal-encarados que passaram por ali e o obrigaram a lhes "dar" seus sapatos.

SEJA UM


terça-feira, 19 de março de 2019

DAS TREVAS PARA A LUZ

"A revelação das Tuas palavras esclarece." Salmo 119.130.

John Henry Newman, cujo nascimento ocorreu no dia 21 de fevereiro, escreveu um belo hino (Hinário Americano) em que pede que a Luz o guie bondosamente em meio a tristezas e pesares desta vida. O hino em questão foi escrito enquanto ele viajava por mar de Roma para Marselha. Nos Estreitos de Bonifácio entre as ilhas da Sardenha e da Córsega, o navio parou por falta de ventos, e durante sete dias permaneceu imóvel. Foi durante este período difícil da viagem que, saudoso do lar, o Sr. Newman escreveu esse testemunho das trevas para a luz.

Em sua primeira adolescência John Newman duvidava de Deus e da Bíblia. Era forte de vontade e estava certo de que poderia fazer sua vida sem ajuda de ninguém. Assim ele andou sozinho em trevas.

Aos 15 anos, entretanto, John se rendeu ao Espírito Santo. Voltou-se para Deus e pediu Sua guia. Desse dia em diante John caminhou na luz.

John Newman pode ser comparado a Cristão, personagem do livro O Peregrino, de John Bunyan. Ele foi prisioneiro no Castelo da Dúvida, onde morava o Gigante Desesperança.
Cristão descobriu uma chave chamada Promessa, que podia abrir a porta do Castelo da Dúvida. Ele usou a chave e conseguiu sair para a luz da confiança em Deus. John Henry Newman também usou a chave para escapar às trevas de suas dúvidas.

Hoje, os jovens ainda são tentados a duvidar. Trevas os cercam. Uma mãe morre de câncer; um amigo fica desesperadamente paralítico num desastre de carro; um respeitável líder deixa a igreja. Por que Deus permite que tais coisas aconteçam? eles perguntam. A vida não faz sentido e eles se veem cercados de pesares. Precisam, justo então, usar a chave chamada Promessa.

Se você começar a duvidar do amor de Deus, abra sua Bíblia, comece a ler, e verá como o Espírito Santo o guiará para a luz. Ele dará a você uma promessa capaz de abrir a porta que leva das trevas para a luz.

The People Behind Our Hymns, Donald W. Mckay, págs. 68-70.
The Church Hymnal (Hinário Americano), n° 403.

É EVIDENTE


segunda-feira, 18 de março de 2019

RESISTIR FIRME

Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.

Efésios 6:13 

Na Amazônia, existe uma palmeira chamada de açaízeiro. Ela é fina e atinge a altura de 20 metros. Tem uma flexibilidade incrível. Nas mais fortes tempestades, o seu caule enverga a quase tocar o solo. Nunca vi uma açaízeiro quebra-se. Ele permanece firme mesmo quando sofre o mais forte ataque.

Na vida, a gente também tem que enfrentar vendavais, tempestades e muitas outras catástrofes. Algumas massacram o coração, outras ferem a alma e algumas machucam o corpo, destroem as finanças e dilaceram sentimentos. Como passar por tudo isso sem desabar? É um dos mistérios da vida... Sofrer, sofrer e ainda no final ter um sorriso nos lábios para oferecer aos que passam por nós.

O Apóstolo Paulo fala da necessidade de se apoderar de Deus - Sua armadura - é como se ele dissesse: os dias maus virão, mas se você se esconder em Deus, nada te abalará. Você permanecerá firme.

Peço a Deus todos os dias que Ele me ajude a viver neste mundo, sempre com um sorriso nos lábios e que meus coração não seja destruídos pelas desilusões, tristezas e problemas da vida.

Fandermiler Freitas

NÃO PODEM MUDAR NADA


domingo, 17 de março de 2019

UMA LIÇÃO DE VIDA

No primeiro dia de aula nosso professor se apresentou aos alunos, e nos desafiou a que nos apresentássemos a alguém que não conhecêssemos ainda.

Eu fiquei em pé para olhar ao redor quando uma mão suave tocou meu ombro. Olhei para trás e vi uma pequena senhora, velhinha e enrugada, sorrindo radiante para mim. Um sorriso lindo que iluminava todo o seu ser.

Ela disse: “ei, bonitão. Meu nome é Rosa. Eu tenho oitenta e sete anos de idade.”

Eu ri, e respondi entusiasticamente: “é claro que pode!”, e ela me deu um gigantesco apertão.

Não resisti e perguntei-lhe: “por que você está na faculdade em tão tenra e inocente idade?”, e ela respondeu brincalhona: “estou aqui para encontrar um marido rico, casar, ter um casal de filhos, e então me aposentar e viajar.”

“Está brincando”, eu disse. Eu estava curioso em saber o que a havia motivado a entrar neste desafio com a sua idade, e ela disse: “eu sempre sonhei em ter um estudo universitário, e agora estou tendo um!”

Após a aula nós caminhamos para o prédio da união dos estudantes, e dividimos um milkshake de chocolate. Nos tornamos amigos instantaneamente. Todos os dias nos próximos três meses nós teríamos aula juntos e falaríamos sem parar. Eu ficava sempre extasiado ouvindo aquela “máquina do tempo” compartilhar sua experiência e sabedoria comigo.

No decurso de um ano, Rose tornou-se um ícone no campus universitário, e fazia amigos facilmente, onde quer que fosse. Ela adorava vestir-se bem, e revelava-se na atenção que lhe davam os outros estudantes. Ela estava curtindo a vida! No fim do semestre nós convidamos Rose para falar no nosso banquete de futebol. Jamais esquecerei o que ela nos ensinou.

Ela foi apresentada e se aproximou do pódio. Quando ela começou a ler a sua fala, já preparada, deixou cair três, das cinco folhas no chão. Frustrada e um pouco embaraçada, ela pegou o microfone e disse simplesmente: “desculpem-me, eu estou tão nervosa! Eu não conseguirei colocar meus papéis em ordem de novo, então deixem-me apenas falar para vocês sobre aquilo que eu sei.”

Enquanto nós ríamos, ela limpou sua garganta e começou: “nós não paramos de jogar porque ficamos velhos. Nós nos tornamos velhos porque paramos de jogar. Existem somente quatro segredos para continuarmos jovens, felizes e conseguir o sucesso.

Primeiro, você precisa rir e encontrar humor em cada dia.

Segundo, você precisa ter um sonho. Quando você perde seus sonhos, você morre. Nós temos tantas pessoas caminhando por aí que estão mortas e nem desconfiam!

Terceiro, há uma enorme diferença entre envelhecer e crescer. Se você tem dezenove anos de idade e ficar deitado na cama por um ano inteiro, sem fazer nada de produtivo, você ficará com vinte anos.

Se eu tenho oitenta e sete anos e ficar na cama por um ano e não fizer coisa alguma, eu ficarei com oitenta e oito anos. Qualquer um, mais cedo ou mais tarde ficará mais velho. Isso não exige talento nem habilidade, é uma consequência natural da vida. A ideia é crescer através das oportunidades.

E por último, não tenha remorsos. Os velhos geralmente não se arrependem por aquilo que fizeram, mas sim por aquelas coisas que deixaram de fazer. As lágrimas mais amargas diante de um túmulo, são mais por palavra não ditas do que por palavras ditas, portanto, não tenha medo de viver.

Ela concluiu seu discurso cantando corajosamente “A Rosa”. Ela desafiou a cada um de nós a estudar poesia e vivê-la em nossa vida diária. No fim do ano Rose terminou o último ano da faculdade que começara há tantos anos atrás.

Uma semana depois da formatura, Rose morreu tranquilamente em seu sono.

Mais de dois mil alunos da faculdade foram ao seu funeral, em tributo à maravilhosa mulher que ensinou, através de seu exemplo, que nunca é tarde demais para ser tudo aquilo que você pode provavelmente ser, se realmente desejar.

“Ficar velho é obrigatório, crescer é opcional”.

Share on Facebook

DESAFIAM O TEMPO


sábado, 16 de março de 2019

A IMPORTANTE LIÇÃO DO SILÊNCIO

Um fazendeiro descobriu que tinha perdido o relógio no celeiro, muito valioso e de grande valor sentimental.

Após extensa procura em vão, ele recorreu à ajuda de um grupo de crianças e prometeu uma valiosa recompensa para quem encontrasse o seu relógio.

Quando o fazendeiro estava prestes a desistir, um menino lhe pediu uma chance para tentar, já que todos os outros não conseguiram.

Por quê não? Seria uma tentativa a mais.

Então, o fazendeiro autorizou o menino a entrar no celeiro.

Depois de um tempo, o menino saiu com o relógio em sua mão!

Todos ficaram espantados. Então o fazendeiro perguntou: “Como conseguiu encontrar?” O menino respondeu: “Eu não fiz nada a não ser ficar sentado no chão."

No silêncio, eu escutei o tique-taque do relógio e apenas olhei para a direção certa.“Uma mente em paz pode pensar melhor do que uma mente confusa”.

Dê alguns minutos de silêncio à sua mente todos os dias, pois assim você ouvirá a voz de Deus que te conduzirá na direção certa e lhe ajudará a definir a sua vida!

Que nós possamos silenciar, porque só no silêncio, podemos ouvir a voz de DEUS…

A lição de hoje…
Bom silêncio pra você.

Fonte: 

É IMPOSSÍVEL


quinta-feira, 14 de março de 2019

DELEITA-TE NO SENHOR

A finalidade dos salmos 23 e 37 nunca foi garantir nossa segurança, pelo contrario, foram escritos para dizer: “Confie no SENHOR e faça o bem [...] e ELE atenderá aos desejos do teu coração”, desde que seu coração deseje as coisas certas. Mas, o que nosso coração deve desejar antes de tudo? O próprio JESUS CRISTO. Quando desejamos ardentemente qualquer coisa, nosso coração não está certo. JESUS deve ser nosso maior anseio. Nossos desejos devem estar atrelados à GLÓRIA DE DEUS.

Desejar somente o que CRISTO oferece, e não desejar o próprio CRISTO é deixar-se comprar por bugigangas e jamais possuir o maior tesouro da presença do SENHOR que nos habita. Pedir ao PAI o que precisamos é legítimo, é correto, a Bíblia nos manda fazer isso. Mas, ela também nos lembra que devemos confiar no SENHOR não a fim de obter as vantagens dessa vida, mas para sermos enriquecidos pelo próprio DEUS. Somente ELE é nossa segurança e tesouro permanente.

O desejo por CRISTO é a marca do cristão verdadeiro – “Deleita-te no SENHOR e ELE agirá” Sl 37. Demonstre que SEU PAI celestial é bom. Viva em prosperidade espiritual. CRISTO é um tesouro tão grande que os bilionários são dignos de dó diante DELE. Confie no SENHOR, faça DELE O DESEJO do seu coração, e tudo quanto você desejar estará à sua disposição.

Calvin Miller, em
http://salmo37.wordpress.com/

A PAZ


quarta-feira, 13 de março de 2019

DEPENDE DE NÓS

escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor.

Josué 24:15

Há alguns anos atrás havia um programa de TV,  onde o telespectador via telefone, decidia o final da história.  

Era uma história onde havia dois finais preparados. O povo que estava assistindo aquele programa, podia decidir qual seria o final, diante da apresentação dos dois términos que já estavam previstos.

Nossa vida é parecida. Depende de você um fim bom ou ruim. Depende de você ter um final feliz na sua própria história de vida. Se quer que Deus mude sua vida, apesar dos incontáveis problemas que possui, Ele poderá mudar o rumo de sua vida. Bem, se não quiser, Ele não invadirá tua privacidade, e tudo continuará como está ou pode até ficar pior.

SE MUDAR...


terça-feira, 12 de março de 2019

IMPORTANTE COM A ÁGUA PARA O PEIXE

"Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam"

Salmos 23:4

"A esperança é tão importante para nós como a água para o peixe, tão vital como a eletricidade para a lâmpada incandescente, tão essencial como o ar para um avião a jato. A esperança é a base para a vida." (Charles Swindoll)

Uma vida não será nunca abundante se faltar esperança. Se as batalhas são árduas e constantes, precisamos ter a esperança de que logo as venceremos. Se o dinheiro está escasso e a situação nos incomoda, não podemos perder a esperança de que tudo será diferente mais adiante. Se as enfermidades nos assolam, a esperança de que a cura não tardará não pode nos faltar. Se os homens se mostrarem falsos e não confiáveis, a esperança de que a mão do justo Senhor sempre nos conduzirá deve ser motivo de alento e grande alegria.

A esperança não precisa de luz no fim do túnel, não precisa de um raio de sol durante a tempestade, não precisa de uma circunstância favorável qualquer para nos estimular. A esperança é companheira da fé, é amiga da paciência, é um hábito de olhar mais para o alto que para baixo. A esperança é Cristo no coração, consolando, animando, mostrando o caminho a seguir.

Ter esperança é andar com Jesus, é sorrir mesmo diante de situações aflitivas, é agradecer quando tudo parece perdido, é amar a Deus quando estamos diante de cada obstáculo.

Quando não temos esperança, não temos vida. Jesus é a Vida e é a nossa grande esperança!


Paulo Barbosa

LEMBRAI-VOS


segunda-feira, 11 de março de 2019

O ILUSTRE VISITANTE

E responder-lhes-á o Rei: Em verdade vos digo que, sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, a mim o fizestes.

Mateus 25.37-40
 
Ruth, olhou em sua caixa de correio, mas só havia uma carta. Pegou-a e a olhou antes de abri-la. Mas logo parou, para observar com mais atenção.
 
Não havia selo nem marcas do correio, somente seu nome e endereço. Ela decidiu ler a carta: "Querida Ruth. Estarei próximo de sua casa, no sábado à tarde, e passarei para visitá-la. Com amor, Jesus."

As mãos da mulher tremiam quando colocou a carta sobre a mesa. "Por que Jesus iria querer visitar-me? Não sou ninguém especial, não tenho nada para oferecer-lhe..." - pensou.

Preocupada, Ruth recordou o vazio reinante nas estantes de sua cozinha. "Ai, não!, não tenho nada para oferecer-lhe. Terei que ir ao mercado e comprar alguma coisa para o jantar." Ruth abriu a carteira e colocou o conteúdo sobre a mesa. Era muito pouco, suficiente apenas para comprar pão e alguma outra coisa.

Ruth colocou um abrigo e se apressou em sair. Um pão francês, um pouco de peru e uma caixa de leite. Sobram-lhe apenas alguns trocados, que deveriam durar até a segunda-feira, quando receberia sua pensão novamente. Mesmo assim, sentiu-se bem e saiu a caminho de casa, com sua humilde compra debaixo de um dos braços.

- Olá, senhora, pode nos ajudar?

Ruth estava tão distraída pensando no jantar, que não viu as duas pessoas que estavam de pé no corredor. Um homem e uma mulher, os dois vestidos com pouco mais que farrapos.

- Olhe, senhora, não tenho emprego. Minha mulher e eu temos vivido ali fora na rua. Está fazendo frio e estamos sentindo fome. Se a senhora pudesse nos ajudar, ficaríamos muito agradecidos.

Ruth olhou para eles com mais cuidado. Estavam sujos e tinham mal cheiro e, francamente, ela estava segura de que eles poderiam conseguir algum emprego se quisessem.

- Senhor, eu queria ajudar, mas eu mesma sou uma mulher pobre. Tudo que tenho são umas fatias de pão, mas receberei um hóspede importante esta noite e planejava servir-lhe isso.

- Sim, senhora, entendo, de qualquer maneira, obrigado - respondeu o homem.

O pobre homem colocou o braço em volta dos ombros da mulher, e os dois se dirigiram para a saída. Ao vê-los saindo, Ruth sentiu um forte pulsar em seu coração.

- Espere!

O casal parou e voltou à medida que Ruth corria para eles e os alcançava na rua:

- Fiquem com isso tudo - disse ela.

- Mas, e o seu convidado, senhora?

- Eu dou um jeito. Não se preocupem.

Quando a mulher estendeu as mãos para pegar o lanche, Ruth percebeu que a mulher tremia de frio.

- Sabe, tenho outro casaco em minha casa, tome este - ofereceu Ruth. Ela desabotou o próprio casaco e o colocou sobre os ombros da mulher.

- Obrigado, senhora, muito obrigado - despediu-se, agradecido, o casal.

Sorrindo, voltou a caminho de casa, sem seu casaco e sem nada para servir para Jesus.

Ruth estava tremendo de frio quando chegou à porta de sua casa. Procurou a chave rapidamente na bolsa, enquanto notava outra carta na caixa de correio.

"Que esquisito, o carteiro nunca vem duas vezes em um dia" - pensou ela. Apanhou a carta e a abriu:

"Querida Ruth. Foi bom vê-la novamente. Obrigado pelo delicioso lanche e pelo casaco. Com amor, Jesus."

A SUA CRUZ


domingo, 10 de março de 2019

QUEM É O SEU DEUS?

Quem é Deus?

Desconcertante! A final, quem é o seu Deus? Sinceramente amados, essa pergunta deveria ecoar em nossos corações diariamente como forma de buscar conhecer os propósitos e a grandeza de Deus para a nossa vida através do conhecimento da sua palavra. Já bradava o profeta Oséias:

“O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei..” Oséias 4:6

“Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor...” Oséias 6:3

Como pode um cristão passar anos dentro de uma denominação evangélica sem ter o mínimo conhecimento possível do Deus a quem ele diz amar? Sim, é possível alguém congregar e até mesmo exercer ministérios dentro da casa do Senhor sem ter tido qualquer tipo de intimidade ou profundidade no conhecimento com Deus.

A cada dia devemos buscar mais e mais a presença do Senhor em nossas vidas, alguém já disse: “Se não tem culto na vida, não tem vida no culto”.

Melqui

AO LADO DE DEUS


sábado, 9 de março de 2019

UM LUGAR PARA VOCÊ

"Eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és Meu." 

Isaías 43:1

Alexandre, 15 anos de idade, estava ali, em seu lar tropical na índia Ocidental, e sonhava com o futuro vendo o pôr do Sol. No dia seguinte ele viajaria de navio para a América e para a aventura! Teria alguma coisa a mostrar ao povo desta pequena ilha. Tornar-se-ia alguém importante. Teria um lugar na vida.

Nascido a 11 de janeiro de 1755, Alexandre Hamilton tinha uma vida dura e difícil. Seu pai entrara em bancarrota e deixara a família. A mãe morrera quando ele ainda era pequeno. Durante vários anos ele trabalhou como empregado no escritório de contabilidade de seu tio.

Agora sua grande oportunidade havia chegado. Ele estava praticamente a caminho da América a fim de estudar Direito.

Logo depois de haver chegado a Nova lorque começou a guerra revolucionária. Alexandre deixou a escola para se juntar aos rebeldes.

Não levou muito tempo e foi feito capitão de artilharia, e estava trabalhando duramente para abrir uma trincheira quando sentiu que alguém o estava observando. Ergueu a cabeça e deu com o general George Washington.

- Tenho-o estado observando faz algum tempo, Alexandre - o comandante disse. - Gosto de ver o modo como você assume as tarefas que lhe são entregues. Quero que seja meu assistente.

Alexandre fez um trabalho tão bom que logo depois foi promovido à tenente-coronel. Quando Washington se tornou presidente dos Estados Unidos, escolheu Alexandre Hamilton para secretário do tesouro.

Assim como o jovem de 15 anos, Alexandre, você também sonha com o futuro. Como será ele? Você se imagina médico, engenheiro, piloto de avião, diretor de colégio.
Exatamente agora você não pode saber o que virá a ser. Mas de uma coisa você pode estar certo; Deus o está observando. Ele sabe o seu nome e conhece seus talentos. Tem conhecimento de como você desempenha as pequenas tarefas que lhe são atribuídas, e tem um plano em sua vida.

“Tão como nos está preparando um lugar nas mansões celestes, há também um lugar designado aqui na Terra, onde devemos trabalhar para Deus. - Parábolas de Jesus, pags. e 327. Um dia o Comandante celestial virá a você e lhe dirá: "Quero que você trabalhe para Mim." Está você pronto para ocupar o lugar que o Céu lhe designar?

Fifty Great Americans. Henry Thomas e Dana Lee Thomas. 1948.

O QUE SABEMOS


sexta-feira, 8 de março de 2019

EVA

E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.

Gen. 2.18

Quando Deus criou Eva, ela foi feita para ser uma bênção na vida de Adão e foi... Acabou a solidão, destruiu o silêncio e tornou a palavra felicidade em realidade. 

Deus disse: "Far-lhe-ei uma companheira que lhe seja idônea." O objetivo do Pai era criar um que ser além dos atrativos físicos maravilhosos, desfrutasse de um espírito especial, capaz de completar o homem em todos os seus aspectos.

As palavras de Deus ao criar Eva, não são apenas para adjetivar a mulher de sua criação, mas foram também para Adão, para que ele olhasse para Eva sempre como um ser igual a si e especial.

Eva é o simbolo da preocupação de Deus com o ser humano solitário, com a tristeza da falta de companheirismo. A gente pode até culpar Eva por muitas coisas, mas lembremos que ela nunca fugiu do propósito de Deus de acompanhar Adão e de lhe amar.

Erros, todos cometemos e ela pagou o preço pelo seu, mas é impossível deixar de ver essa mulher como uma mãe amorosa, uma companheira fiel e um auxiliadora idônea.

Desejo a todos as mulheres um dia abençoada e aos homens que amem e respeitem as mulheres.

ALÉM DE LINDA

Assistir há algum tempo este vídeo e ele me chamou a atenção por nos levar a olhar a além das aparências. Cada mulher carrega em si uma história de lutas, conquistas e derrotas. Toda mulher possui dentro de si a essência que a qualifica a ser mais que linda!

Deus abençoe ricamente as mulheres!


O CORAÇÃO DE UMA MULHER


quarta-feira, 6 de março de 2019

A ESTRATÉGIA DE UM PUBLICITÁRIO PARA AJUDAR UM CEGO

Dizem que havia um cego sentado na calçada, com um boné a seus pés e um pedaço de madeira que, escrito com giz branco, dizia: ‘Par favor, ajude-me, sou cego‘.

Um publicitário da área de criação que passava em frente a ele parou e viu umas poucas moedas no boné.

Sem pedir licença, pegou o cartaz, virou~o, pegou o giz e escreveu outro anúncio.

Voltou a colocar o pedaço de madeira aos pés do cego e foi embora.

Pela tarde o publicitário voltou a passar em frente ao cego que pedia esmola.
Agora, o seu boné estava cheio de notas e moedas.

0 cego reconheceu as pisadas e lhe perguntou se havia sido ele quem reescreveu seu cartaz, sobretudo querendo saber o que havia colocado.
O publicitário respondeu: ‘Nada que não esteja de acordo com o seu anúncio, mas com outras palavras‘.

Sorriu e continuou seu caminho.

0 cego nunca soube, mas seu novo cartaz dizia: 'Hoje é Primavera, e não posso vê-la‘.

Mudemos a estratégia quando não nos acontece alguma coisa.

Fonte:Evangelhodedicado.comunidades