terça-feira, 30 de novembro de 2021

EXEMPLO DE FÉ E SERVIÇO

Se você não o conhece, poderia pensar que o australiano Nick Vujicic tem tudo a seu favor. Ele nunca teve um braço machucado. Ele nunca teve problemas nos joelhos. Nunca espremeu o dedo em uma porta, nunca esfolou os dedos dos pés nem bateu no pé de uma mesa com as canelas. Porém, isso é porque Nick não tem canelas. Nem dedos do pé. Nem dedos da mão. Não tem joelhos. Não tem braço. Nick nasceu sem os braços e as pernas. Mas, antes de você sentir pena dele, leia as suas palavras: "Deus não deixa que nada aconteça a nós, na nossa vida, a não ser que ele tenha um bom propósito para tudo. Eu entreguei completamente minha vida a Cristo com a idade de 15 anos, depois de ler João 9. Jesus disse que a razão pela qual o homem nasceu cego foi 'para que a obra de Deus se manifestasse na vida dele' … eu agora vejo esta glória revelada, porque, assim mesmo, como eu sou, ele está me usando de maneiras pelas quais outras pessoas não podem ser usadas". Nick viaja pelo mundo para pregar o Evangelho e o amor de Jesus. Ele diz: "Se eu posso confiar em Deus, nas minhas circunstâncias, então você pode confiar em Deus nas suas circunstâncias… A maior alegria de todas é ter Jesus Cristo na minha vida e viver o propósito divino que ele tem para mim". 

Podemos dizer o mesmo? Será que podemos olhar além das nossas circunstâncias e limitações, e ter a mesma confiança em Deus que transformou um homem sem braços ou pernas num missionário para Jesus?

Pr. Walter Pacheco

ARREPENDIMENTO

 

segunda-feira, 29 de novembro de 2021

A MÃO SOBERANA DE DEUS

“O Senhor dirige os pensamentos do rei. Ele os dirige para onde quer”

 (Provérbios 21:1 TLB). 

Quem pode dizer que Deus não tem uma reviravolta planejada para seu futuro? Não se deixe enganar pela prosperidade dos ímpios. Em vez disso, coloque seus olhos no autor da sua salvação.

Nenhum indivíduo, instituição, organização, sociedade ou país está além da influência de Deus. Repito, ninguém está além de sua mão soberana.

Deus ainda ouve as orações dos exilados e ainda usa os fiéis para alcançá-los. Você precisa de um resgate? Você está disponível para resgatar outra pessoa? De qualquer maneira, continue orando. Continue confiando. Sua história não acabou. Reversões acontecem.

Mas você tem que permanecer no jogo. Mordecai o fez. Ester o fez. E suas histórias mudaram para melhor. A sua também, meu amigo. A sua também, minha amiga. A sua também.

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “God’s Sovereign Hand”

TEMER


 

domingo, 28 de novembro de 2021

CANTAR LOUVORES

Preparado está o meu coração, ó Deus; cantarei, sim, cantarei louvores, com toda a minha alma.

Salmo 108.1

Todo mundo gosta de ser elogiado... Principalmente quando ele é envolto de amor, verdade e sinceridade. No entanto, a sabedoria nos ensina que as palavras, muitas vezes, não revelam o que há no coração... Como, então, saber se de uma boca provem a verdade ou apenas palavras vazias? 

O homem precisaria esperar que a vida movesse as peças das horas, dos meses ou até dos anos. E ali, em algum lugar no futuro, com toda certeza, o tempo revelaria a verdade oculta no íntimo.

No entanto, diante de Deus, o homem não pode ocultar o secreto de seu coração. É impossível esconder o intuito do coração. Suas palavras, para o Criador, não tem valor quando estão em desacordo com o coração.

Por isso, ninguém se engane, toda vez que louvarmos a Deus faz-se necessário preparar o coração. Deus pouco se importa com o som que sai de nossa boca, porém, leva muito em consideração o que está escondido no íntimo.

Fandermiler Freitas

DEUS NÃO PODE

 

NINGUÉM PODERÁ ROUBAR NOSSA RECOMPENSA

Jim Elliot, missionário entre os índios aucas, nas selvas do Equador, costumava dizer, antes de sua morte prematura pelas flechas dos selvagens: “Não é tolo aquele que dá o que não pode guardar, para ganhar aquilo que não pode perder”. Quem pode guardar a sua vida para si? Ninguém. Elliot a entregou para ganhar a vida eterna, que jamais lhe será tirada. 

Sua esposa Elisabeth, estava grávida quando o marido foi morto pelos índios. Você pensa que ela desistiu de levar o evangelho àquela tribo? Ao contrário, comprometeu-se ainda mais, voltou em outra expedição e teve a graça dever os assassinos de seu marido renderem-se a Jesus, terem suas vidas transformadas, seus pecados perdoados e tributarem a ela e à sua filhinha o amor que receberam.

sábado, 27 de novembro de 2021

O EXEMPLO DE UM PEQUENO E CONVERTIDO CORAÇÃO

Em certa igreja na França, um missionário falou a respeito da sua obra e apelou à congregação para um auxílio financeiro. Não houve manifestação de interesse, exceto da parte de uma menina aleijada, que usava muletas. Como não tinha dinheiro, colocou nas salvas o seu único tesouro, suas muletas. 

Quando o ecônomo apresentou aquela oferta, todos no recinto ficaram comovidos e envergonhados. Alguém sugeriu que fosse tomada nova coleta. Agora, muitos deram com abundância, porque viram o sacrifício que a menina pobre estava disposta a fazer. 

Em seguida, uma senhora rica resgatou as muletas com uma boa oferta, e as restituiu à menina aleijada. Nós exercemos influência sobre o nosso próximo, que pode ser para o bem ou para o mal. Deus nos deu talentos e poderes espirituais. Ele espera que como seus discípulos, sejamos exemplos vivos. Deste modo, outros são inspirados a segui-lo, vendo nosso amor, nossa alegria, nossa fé, nossa paz e paciência.

Ruth Luchsinge

MUITO MAIOR


 

sexta-feira, 26 de novembro de 2021

O CHEFE ESQUIMÓ E JOÃO 3:16

No início dos anos 1800, Hans Egede, um missionário dinamarquês, deixou a sua terra nativa para pregar o evangelho aos Esquimós da Groenlândia. Ele trabalhou por anos, ensinando a eles as verdades do Cristianismo, e mesmo assim ele não via resultados aparentes de seus esforços de autonegação e longanimidade. Eventualmente ele tornava-se tão desencorajado e deprimido pela indiferença do povo que ele decidiu deixar o país. O versículo da Bíblia que ele selecionou para pregar foi: “Tenho trabalhado, inútil e vãmente gastei as minhas forças" (Isaías 49:4).

 Egede foi sucedido no trabalho pelo Sr. Beck, um Missionário Morávio. Em sua chegada, o Sr. Beck começou a contar para os Esquimós sobre o maravilhoso amor de Deus para com os pecadores culpados, assim como revelado na cruz do Calvário. Quando Kajarnak, o velho chefe Esquimó que era um assassino brutal, ouviu o

missionário ler as palavras benditas e maravilhosas de João 3:16, ele exclamou: “Leia novamente!” Beck leu as maravilhosas palavras de vida novamente e  novamente, e o velho chefe irrompeu em lágrimas e chorou como uma criança. A santidade e a justiça de Deus não o tinham comovido; o terror do inferno não causara nenhuma impressão sobre ele. Mas os inigualáveis amor e graça de Deus em dar o Seu Filho amado para morrer a fim de que um pecador pudesse ser eternamente salvo tinham completamente quebrantado o endurecido coração do chefe Esquimó. Milhares de pessoas sobre a terra louvam e agradecem a Deus por João 3:16, e milhões de pessoas farão isto no céu. E, contudo, há pessoas que ainda vivem em seus pecados e não entendem a verdade salvadora das palavras desta “miniatura do evangelho,” como Martinho Lutero deleitava-se em chamá-lo. Cada palavra neste versículo é cheia de profundo significado.

De um folheto de Bible Truth Publishers

ABRA OS OLHOS

 

quinta-feira, 25 de novembro de 2021

VIVE A VIDA

Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares.

Josué 1.9

Viver é o grande desafio de todo homem... a maioria de nós, apenas existe ou sobrevive, esquecendo-se de viver a vida com intensidade. O Senhor Jesus disse: Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. Por que então, a gente não consegue viver a vida na sua intensidade, de modo feliz, em paz e harmonia?

A resposta é simples: porque não ouvimos ao Pai. Quando Josué chorava a morte de Moisés, Deus lhe falou dizendo: Não to mandei eu? Em outras palavras, Deus lhe disse, porque você não me obedece? Porque não age como eu lhe oriento?

A grande dificuldade da vida é seguir sempre caminhando... Alguns de nós param diante das altas montanhas (o frio, o cansaço) ou à sombra dos vales profundos e são contaminados pelo desânimo, a tristeza, a amargura, a acomodação.

Na verdade, Deus deseja que todo homem enfrente os problemas da vida com ânimo e alegria, na certeza de que a vida é mais que dor. É preciso compreender que podemos superar os obstáculos com esperança e confiança mesmo que a vida seja uma eterna despedida... Pode-se viver como Jesus nos ensinou.

Fandermiler Freitas

CADA UM


quarta-feira, 24 de novembro de 2021

DECISÃO

Conta-se que um rei antigo, desejando recompensar um amigo favorito, disse: "Pede o que você quiser e eu lhe darei." O jovem amigo ponderou: "Se eu pedir para ser general, prontamente o obterei. Se a metade do reino, ele me dará. Vou pedir alguma coisa que traga junto todas estas coisas." E disse ao rei: "Dá-me sua filha por esposa." 

Por esta sábia escolha, tornou-se herdeiro de toda a riqueza e honras do reino.

Assim ocorre quando escolhemos a Cristo. NELE obtemos tudo. Será que já fizemos esta grande escolha? Revelam todas as nossas decisões menores total entrega ao Salvador?

Fonte: www.iasdemfoco.net

UM SÁBIO


terça-feira, 23 de novembro de 2021

40 MÁRTIRES, 40 COROAS (NÃO TEMA A PERSEGUIÇÃO!)

Da história da Igreja dos primeiros séculos existe um relato que veio impressionar os cristãos ao longo dos tempos. Um grupo de soldados crentes, numa das legiões do Império Romano, foi condenado à morte por sua conversão ao Cristianismo, ora poderosamente difundido e perseguido. Esses soldados foram colocados no meio deum lago congelado, para que morressem. Antes lhes deram a palavra do imperador de que se abandonassem a fé e se arrependessem de terem sido convertidos, poderiam ser libertos, passando antes pelo oficial em serviço. Naquela noite, porém, o guarda teve uma visão. Ele via anjos pairando sobre os condenados, que iam coroando os que morriam e eram de imediato levados ao Céu. Ele escutou um cântico, como de um grande coral, nos céus, cuja letra dizia:

“Quarenta mártires, quarenta coroas”. Num dado momento o guarda notou que um dos cristãos se aproximava, e logo viu que ele iria demonstrar o seu arrependimento. Chegou-se e renunciou a sua fé diante do oficial, pois estava vendo seus companheiros caírem mortos um por um. O guarda anotou seus dados pessoais.

Fixou seu olhar no rosto disforme e infeliz e disse pausadamente: “Louco, se tu tivesses visto o que eu vi nesta noite, tu terias morrido e ganhado tua coroa! Como renunciaste, mostrando-te arrependido, ela ficou e está lá suspensa e será minha! Toma o meu lugar aqui e minhas armas e eu tomarei a tua coroa”.

 Aquele guarda romano, desfazendo-se de sua armadura, rumou para junto dos mártires onde acabou morrendo por ter tido um encontro com o Senhor Jesus. Da sua legião terrestre embrenhou-se na legião dos combatentes celestiais e galgou a glória da vida eterna.

Fonte: https://www.academia.edu

MILAGRE DE DEUS

 

segunda-feira, 22 de novembro de 2021

JUNTE AS MÃOS COM DEUS

A justiça acontece na medida em que nos alinhamos com a mão da justiça de Deus. Quando você ensina uma criança com necessidades especiais a andar ou a ler, quando você cuida dos idosos, quando você se mobiliza para apoiar os oprimidos, você realiza algo que permanecerá no mundo que está por vir. É uma coisa maravilhosa restaurar a arte ou casas em ruínas, mas é uma coisa sagrada restaurar a dignidade humana. Quando damos as mãos com as de Deus, a justiça encontra oxigênio e a opressão se esconde no canto.

Para ser claro, chegará o dia em que Deus equilibrará para sempre a balança da justiça. A glória do novo reino será marcada pela prosperidade e justiça. Até então, vamos ser parceiros dele na busca pelo que é certo. Quando você defende os oprimidos, a justiça tem uma chance e Satanás tem um ataque.

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Join Hands with God’s”

 

domingo, 21 de novembro de 2021

6 MOTIVOS PORQUE DEVO PARTICIPAR DA SANTA CEIA



1º Para ser obediente ao Senhor. Mt. 26:26 Enquanto comiam, Jesus tomou o pão, e, abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo.

2° Para confessar que, pelo sangue de Jesus, temos o perdão. Mt. 26:28. Porque isto é o meu sangue, o sangue do Novo Testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados.

3° Para ter comunhão com Cristo e com os crentes. 1º Co. 10:16,17. Porventura, o cálice de bênção que abençoamos não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é, porventura, a comunhão do corpo de Cristo? Porque nós, sendo muitos, somos um só pão e um só corpo; porque todos participamos do mesmo pão.

4º Para oferecer gratidão e adoração. Ap.5:9. E cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir os seus selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda tribo, e língua, e povo, e nação.

5° Para anunciar a volta do Senhor. 1° Co. 11:26. Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciais a morte do Senhor, até que venha.

6° Para participar da vida eterna. Jo. 6:54. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último Dia.
 
 
Por: pr Sidnei Alves Da Silva

A BUSCA

 

sábado, 20 de novembro de 2021

AMIGO VERDADEIRO

O homem que tem muitos amigos sai perdendo; mas há amigo mais chegado do que um irmão" 

Provérbio 18.24


Há no Talmude a história de um judeu que tinha três amigos. Um dia, ele foi chamado ao tribunal a fim de defender-se de certas acusações. O judeu estava aterrado. Foi ter com três amigos, e pediu-lhes que o acompanhassem.

O primeiro respondeu: "Não, eu não farei nenhum bem em ir; nem a você nem a mim mesmo."

O segundo disse: "Bem, é uma coisa muito perigosa estar ao seu lado. Talvez o imperador o acuse de alguma grande ofensa contra a lei. Se eu for visto com você, ele poderá pensar que tenho parte em sua culpa. Contudo, irei com você até à porta do tribunal."

O terceiro amigo, porém lhe respondeu: "Não tema, irei com você até à presença do imperador. Dir-lhe-ei que conheço você e tenho confiança em você, e não o deixarei, enquanto você não for solto, como espero que há de ser."

E assim o fiel amigo cumpriu sua promessa. O verdadeiro amigo está pronto a ajudar até o fim.

PRA CUIDAR

 

sexta-feira, 19 de novembro de 2021

CONSTRUÍNDO PELA FÉ

O pastor Roldan dirigia uma pequena congregação em Buenos Aires, mas um dia ele começou a sentir aflorar em sua mente a ideia de fazer algo pelas crianças abandonadas. Ver as crianças vagando pelos trens, dormindo nas estações, partia seu coração. Ele não sabia o que fazer com esse fardo, que compartilhou com sua esposa,

e se perguntava: “Onde conseguiríamos o dinheiro para começar um orfanato?”

Por um tempo, eles permaneceram orando, até que um dia lhe ocorreu pedir permissão a uma rádio, para usar uma parte do terreno onde eles tinham suas antenas. Eles deram a autorização e o pastor, com grande alegria, começou a procurar materiais, pediu nas vizinhanças e com a ajuda de alguns irmãos começou a construir uma casa para abrigar os meninos. Aos seis meses, eles já tinham mais de45 crianças que eram cuidadas por ele, sua esposa e outros irmãos na igreja. Como eles foram sustentados? Pela provisão de Deus. Uma leiteria lhes dava leite, uma padaria lhes dava pão, outras igrejas que ele visitava doaram roupas, móveis, utensílios, comida. A sociedade nos ensina que, quando queremos fazer algo, precisamos primeiro ter os meios. Quando empreendemos algo para o Senhor, temos que violar essa lei. Deus quer que comecemos com o que temos e Ele nos ajudará com o fornecimento do que precisamos. Nenhuma grande obra para o Senhor começa com base na segurança do homem; tudo dependerá da fé em Deus.

 Alberto D. Gandini / José Luis Martínez - 502 Ilustraciones Selectas

OMBROS FORTES

 

quinta-feira, 18 de novembro de 2021

MORDOMIA EXPRESSSA NUMA FRASE

O norte americano R. G. La Tourneau (1888 - 1969), um homem de negócios e inventor cristão bastante conhecido, que dava 90% de seus ganhos para a obra do Senhor, disse certa vez: “Não é questão de quanto do meu dinheiro eu vou dar a Deus, mas sim de quanto do dinheiro de Deus eu vou guardar para mim”.

  Albert W. Lorimer / José Luis Martínez - 502 Ilustraciones Selectas

PRAZER EM DEUS

 

quarta-feira, 17 de novembro de 2021

NOSSO DEUS É UM DEUS JUSTO

Belsazar tornou-se rei da Babilônia em 539 AC. Em uma festa fatídica, ele ordenou que os instrumentos sagrados retirados do templo em Jerusalém fossem usados como taças de vinho. Por quê? O rei queria blasfemar contra o Deus de Israel. Sua irreverência não passou despercebida.

Fora da manga da noite, uma mão misteriosa apareceu. O dedo da mão gravou uma mensagem no gesso. Belsazar tremeu tanto que desabou. Seus astrólogos e adivinhadores não conseguiram interpretar a mensagem, então Daniel foi convocado.

No exato momento em que ele estava explicando a profecia do fim do reinado do rei, os exércitos medo-persas se preparavam para tomar a cidade. A aquisição foi rápida. A poderosa nação da Babilônia entrou em colapso; Belsazar foi morto. Nosso Deus é um Deus justo. 

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Our God Is a Just God”

DEUS

 

terça-feira, 16 de novembro de 2021

O CACHORRO E O COELHO

Eram dois vizinhos. Um deles comprou um Coelhinho para os filhos. Já os filhos do outro pediram um bichinho maior, um Cachorrinho Pastor Alemão. Papo entre eles (os vizinhos):

- Mas o seu cachorro vai comer o meu coelho!

- De jeito nenhum. Imagina... O meu pastor é filhote. Vão crescer juntos, pegar amizade... Pode acreditar em mim, pois eu entendo de bicho!

E parece que o dono do chachorro tinha mesmo razão. Juntos cresceram e amigos se tornaram... Era normal ver o coelho no quintal do cachorro e o cachorro, vive-versa.

Eis que o dono do coelho foi passar o final de semana na praia com a família e o coelho ficou só.

Domingo, à tardinha, o dono do cachorro e a família tomavam um lanche, quando entra o pastor alemão na cozinha. Pasmo, trazia o coelho entre os dentes, todo imundo, arrebentado, sujo de terra e, é claro, completamente morto.

Quase mataram também o cahorro de tanto agredí-lo. Dizia o homem:

- O vizinho estava certo, e agora? Só podia mesmo dar nisso!

O problema maior é que os vizinhos iam chegar em algumas horas, o que fazer? Todos se entreolharam...

O cachorro, coitado, chorando lá fora, e lambendo os seus ferimentos.

- Já pensaram como vão ficar aquelas crianças?
De repente, não se sabe exatamente quem teve a boa idéia, mas parecia infalível: "Vamos banhar o coelho, deixá-lo limpinho, depois a gente seca com o secador de cabelos e o colocamos na sua casinha."

E assim fizeram. Até perfume colocaram no animalzinho. "Ficou lindo! Parece até estar vivo" (disse uma das crianças).

Logo depois, ouvem o barulho dos vizinhos chegando... Instantes depois, notam os gritos da gurizada:

- Vixe! Descobriram!

Não passaram nem cinco minutos e o dono do coelho veio bater à porta, assustado (com cara de quem tinha visto um fantasma).

- O que foi? Que cara é essa?

- O coelho, o coelho...

- O que tem o coelho?

- Morreu!

- Como assim, morreu? Eu o vi vivinho da silva ainda hoje...

- Pois é, e ele morreu desde sexta-feira!
 
- Na sexta?

- Sim, e foi antes de viajarmos, as crianças até o enterraram no quintal e agora REAPARECEU!

A história termina aqui. O que aconteceu depois não importa... Mas o grande personagem dela é o Cachorro. Imagine o coitado, desde sexta-feira procurando em vão pelo seu amigo de infância. Depois de muito farejar, descobre o corpo morto e enterrado. O que faz ele... provavelmente como o coração partido, desenterra o amigo e vai mostrar para seus donos (imaginando que pudessem fazê-lo ressuscitar). Mas o ser humano continua o mesmo, sempre julgando os outros... Julgando mesmo sem antes verificar o que de fato aconteceu.

Quanta vezes tiramos conclusões precipitadas e erradas de situações? Nos achamos sempre os donos da verdade... e às vezes fazemos os outros sofrerem por nosso injusto e desastroso julgamento. Pense nisso!

A vida tem quatro sentidos: " Amar , Sofrer, Lutar e Vencer", então, AME muito e SOFRERÁS pouco, LUTE bastante e VENCERÁS sempre... mas jamais julge diante da primeira visão que tiver ou do primeiro comentário que ouvir...

Silvana Lacerda

OBEDEÇA AS ORDENS

 

segunda-feira, 15 de novembro de 2021

A SILENCIOSA FONTE DA ANSIEDADE

Minha ressaca foi terrível, mas eu sobreviveria.
A náusea foi palpável, mas eu sabia que passaria.
A disciplina foi severa, mas eu mereci.
O que eu não suportava foi a culpa.

A nossa árvore genealógica é marcada pela mancha do alcoolismo. Meu pai foi bem claro: o abuso do álcool leva à aflição e essa aflição leva à miséria. Mais de uma vez eu prometi que nunca ficaria bêbado.

Então, por que eu fiz? Por que eu, aos 16 anos, fiquei tão furiosamente embriagado que nem consegui dirigir? E por que eu dirigi de todo jeito? Por que eu bebi tanto que deitei com a cabeça girando e o estômago virando?

Quando acordei, na manhã seguinte estava com a cabeça latejando, um pai desapontado e, acima de tudo, uma consciência culpada. A culpa pesou como um bloco de concreto no meu estômago.

Você já sentiu?

Sua descida talvez não envolveu álcool. A sua podia ser por sexo, brigas, roubo, mentiras, drogas, ou explosões raivosas. Sua culpa pode ser resultado, não de um momento na vida, mas de uma estação da vida. Você farrapou como pai. Você jogou fora sua carreira. Você desperdiçou a sua juventude ou o seu dinheiro. Culpa. Essa culpa é uma das sementes que produzem a erva daninha da ansiedade.

Surpreso? Listas de gatilhos de ansiedade tipicamente incluem agendas cheias, exigências irrealistas ou engarrafamentos. Mas precisamos ir mais fundo. Por trás das expressões frenéticas da humanidade, é culpa não resolvida. De fato, a primeira ocasião de ansiedade pode ser atribuída à culpa.

“Ouvindo o homem e sua mulher os passos do Senhor Deus que andava pelo jardim quando soprava a brisa do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus entre as árvores do jardim.” (Gênesis 3:8)

O que aconteceu com a primeira família? Até esse ponto não havia sinal de medo ou ansiedade. Eles não se esconderam de Deus. De fato, eles não tinham o que esconder. “O homem e sua mulher viviam nus, e não sentiam vergonha.” (Gênesis 2:25)

Mas, aí veio a serpente e o fruto proibido. Eles disseram “sim” para a tentação e “não” para Deus. E num instante tudo mudou. Eles se cobriram de folhas e se esconderam nas árvores. Eles fizeram o que pessoas ansiosas fazem, eles se envolveram numa corrida para se cobrirem.

Note a sequência. Primeiro veio a culpa. Ansiedade veio em seguida. A culpa dirigiu o caminhão. A ansiedade pegou carona atrás. Adão e Eva não souberam como lidar com a sua derrota. Nós pagamos um preço alto quando não lidamos de forma apropriada com a nossa.

Vamos voltar para a história de Max aos 16 anos, o jovem que acorda num poço de culpa. Imagine que ele resolvesse tratar o seu pecado com a atitude de Adão e Eva. Que ele minimize ou descarte o evento. Talvez ele opte pelo caminho da autopunição. E afinal, ele pode até se embriagar de novo para escapar da culpa, por um tempo, até que ele fique sóbrio.

O que vai acontecer com Max se ele nunca descobrir um tratamento saudável para sua derrota? Que tipo de pessoa a culpa não resolvida cria? Uma pessoa ansiosa, sempre se escondendo, fugindo, negando, fingindo.

A culpa suga a vida das nossas almas.
A graça, por outro lado, a restaura.

Ninguém tinha mais motivos para sentir o peso da culpa que o Apóstolo Paulo. Ele foi uma versão antiga da ISIS, prendendo discípulos e derramando o seu sangue (veja Atos 8:3). Ele era legalista até a alma. (Veja Filipenses 3:4-6). Ele tinha sangue nas suas mãos e diplomas religiosos na sua parede. Mas aí veio o momento no caminho de Damasco. Cristo achou Paulo, e Paulo acho a graça. Filipenses 3:7-8

Ele nunca foi o mesmo. “Mas o que para mim era lucro, passei a considerar como perda, por causa de Cristo.” (Filipenses 3:7)

Eu posso testemunhar para o poder transformador da graça. Por quatro anos eu vivi com o bloco de concreto da culpa; não só daquela noite de bebedeira, mas por mais cem como ela. A culpa me estragou e estava à caminho de uma vida inteira de miséria. Daí, eu ouvi um pregador fazer para mim o que estou tentando fazer para você: descrever a graça divina que transforma pródigos em pregadores. Quando ele perguntou se alguém gostaria de receber esta graça, correntes de ferro não podiam ter me segurado. A verdade seja dita, correntes de ferro haviam me segurado. Mas essas correntes foram quebrada e eu fui liberto.

Isso faz quarenta anos. Nos anos desde então, eu passei por ansiedade. Mas nunca tive um momento ansioso que foi devido à culpa não resolvida. Em Cristo, eu descobri um perdão que é profundo demais para ser sondado, alto demais para ser escalado. Você conhece esta graça? Senão, podemos ter descoberto uma fonte da sua ansiedade. Você pensou que o problema era seu calendário, seu casamento, seu trabalho. Na realidade, é culpa não resolvida.

Entregue a ele. Diga a ele o que você fez e que você está arrependido. Peça para ele trocar sua culpa por paz, tranquilidade e esperança.

Não se afogue no bojo da sua própria condenação. Deus está pronto para escrever um novo capítulo em sua vida. Diga com Paulo “Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.” (Filipenses 3:13-14)

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “The Unspoken Source of Anxiety”

MORTA

 

domingo, 14 de novembro de 2021

UMA GRANDE DESCOBERTA

Jesus disse: "Eu vos afirmo que, de igual modo, há júbilo diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende." 

Lucas 15.10

Estava no centro de reciclagem, separando as latas, garrafas de vidro, jornais e embalagens plásticas que acumulara. Para minha surpresa, encontrei meu celular num pacote de jornais e latas. Por semanas procurara no carro, na casa e no jardim. O celular era importante para minha comunicação profissional e pessoal. Receara tê-lo perdido para sempre e fiquei encantado ao recuperá-lo. 

Quando estamos perdidos, Deus nos procura com mais fervor do que procurei meu celular. Numa arrogante autossuficiência, afasto-me de Deus como se não precisasse Dele. Em teimosia, sigo meu próprio caminho em vez de prestar atenção ao meu Criador. Mas quando me dou conta da minha tolice e retorno para Deus, arrependido de meu orgulho pecaminoso, Ele me acolhe de volta com prazer. Embora me sinta tentado a me condenar, o Senhor me restaura ao serviço. Deus valoriza uma relação próxima comigo muito mais do que prezo meu celular. A parábola da moeda perdida ensina que os céus regozijam quando nos afastamos do pecado e buscamos o Senhor. 

Oração: Deus gracioso, graças por valorizares um relacionamento íntimo conosco. Graças por nos estimares, pessoas comuns que somos, como Teus. Em nome de Jesus. Amém.

Pensamento para o dia: O Senhor comemora quando pedimos direção e perdão.

Oremos pelas pessoas que se sentem desvalorizadas.

Clifford B. Rawley (Missouri, EUA)

APROXIMAR-SE DE DEUS

UMA BÍBLIA

 

sábado, 13 de novembro de 2021

O PERIGO DA DEMORA

Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a sua voz, Não endureçais os vossos corações,Como na provocação, no dia da tentação no deserto.

Hebreus 3:7,8

Um jovem engenheiro construía no nordeste dos Estados Unidos uma ponte sobre um precipício nas montanhas. Depois de semanas e meses de trabalho com um grupo de operários a obra já estava quase terminada.

Numa tarde ele disse aos seus empregados:

– Venham depois da ceia e terminaremos isto em uma hora. Então eu lhes pagarei o solário de um dia por esta hora extra.

Mas eles responderam:

– Nós fizemos outros planos.

– Venham depois da ceia – insistiu o engenheiro – e lhes pagarei o preço de dois dias.

– Por que nos obriga a voltar? – disseram.

– Porque, se vier uma tempestade esta noite, sobre as montanhas, a ponte será arrastada, pois não está bem firme.

E eles saíram dizendo que não choveria durante alguns meses.

Mas as nuvens estavam densas e se arremessaram em chuva sobre as montanhas, numa torrente indômita que arrastou a ponte em seu furor.

Ó homens e mulheres! Este é um quadro vivo que nos ensina que não devemos tardar em garantir nossas almas.

 George W. Truett.

CONTRIBUIÇÃO

 

quinta-feira, 11 de novembro de 2021

ATITUDE

Uma mulher acordou uma manhã para a quimioterapia, olhou no espelho e percebeu que tinha somente três fios de cabelo na cabeça. 

— Bom (ela disse), acho que vou trançar meus cabelos hoje.

Assim ela fez e teve um dia maravilhoso. 

No dia seguinte ela acordou, olhou no espelho e viu que tinha somente dois fios de cabelo na cabeça.

— Hummm (ela disse), acho que vou repartir meu cabelo no meio hoje.

Assim ela fez e teve um dia magnífico. 

No dia seguinte ela acordou, olhou no espelho e percebeu que tinha apenas um fio de cabelo na cabeça. 

— Bem (ela disse), hoje vou amarrar meu cabelo como um rabo de cavalo.

Assim ela fez e teve um dia divertido. 

No dia seguinte ela acordou, olhou no espelho e percebeu que não havia um único fio de cabelo na cabeça. 

— Yeeesss... (ela exclamou), hoje não tenho que pentear meu cabelo. 

ATITUDE É TUDO! Seja mais humano e agradável consigo mesmo e com as pessoas. 

Fonte:  http://pastorwalterpacheco.com.br

ETERNAMENTE RESPONSÁVEL


quarta-feira, 10 de novembro de 2021

TODO MUNDO PRECISA DE UM TORCEDOR

Cada pessoa precisa ouvir um “maravilhoso”. Entenda porquê. Empresas gastam bilhões de dólares para nos convencerem que somos gordinhos, fedorentos, feios e ultrapassados. A insegurança habita em bilhões de corações. Você distribuiria encorajamento? Você pode fazer acontecer um pouco de felicidade? Você pode lembrar à humanidade que nós fomos feitos na imagem de Deus? Que fomos escolhidos, destinados e amados?

Comece escutando atentamente. Peça para alguém lhe contar a história dele ou dela. Dê o mais raro de presentes: sua plena atenção. Elogie abundantemente. Incentivo bíblico não é uma palavra tipo casual, mas sim uma determinação premeditada para levantar o espírito de outra pessoa. Todo mundo precisa de uma líder de torcida Dê o presente que Deus adora dar – o presente do encorajamento.

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Everyone Needs a Cheerleader”

DE TODO O CORAÇÃO


terça-feira, 9 de novembro de 2021

FALE COM O REI DO CÉU

Você, como Ester, está enfrentando um desafio impossível? Então imite a rainha. Esther poderia ter permanecido escondida, ela poderia ter feito nada. Ou ela poderia ter corrido para a presença do rei Xerxes, mas em vez disso, ela escolheu a oração.

E você? Este é o momento para uma conversa franca, honesta e rosto no chão com o Senhor de tudo. As roupas não precisam ser rasgadas, mas o verniz deve ser removido. O jejum é opcional, mas a oração de humildade genuína não.

Que desafio você está enfrentando? Seu trabalho está em perigo? O seu ente querido está no hospício? Sua fé está em frangalhos? Retire-se para o seu quarto de oração. A rainha pôde entrar na sala do trono de Xerxes porque ela havia passado algum tempo na sala do trono de Deus. O mesmo se aplica à sua história e à minha. Depois de falar com o rei do céu, estamos prontos para enfrentar qualquer rei na terra. 

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Speak to the King of Heaven”

FIQUE TRANQUILO

 

segunda-feira, 8 de novembro de 2021

VOCÊ TEM RESSENTIMENTO DE SEU CÔNJUGE?

Algum tempo atrás, alguém me disse: "Todos os começos de um relacionamento são maravilhosos, mas o final é sempre o mesmo". Eu não concordo com isso. Você pode ser feliz para sempre com seu cônjuge, se ambos aprenderem a caminhar lado a lado, com um objetivo em comum. Talvez, um dos maiores problemas seja quando alguém fere seu cônjuge, e isso não se resolve; quando alguém coloca em sua mente uma espécie de livro de contas com erros e defeitos de seu cônjuge. Borges, em Fragmentos de um evangelho apócrifo, escreveu: "Não odeie seu inimigo, porque isso torna você de alguma forma seu escravo. Seu ódio nunca será melhor do que sua paz". E esse é o título destas palavras. Pense, por um momento, o ressentimento o tornou um escravo de seu cônjuge?

O problema com o ressentimento é que, como todos os vícios, gera dependência e desenvolve tolerância. Quem o prova corre o risco de desenvolver o "gosto" pelo amargo ressentimento, pelo rancor e, de alguma maneira, aprecia-o. Se eu entendi bem, na verdade, o antídoto contra o ressentimento não é um, são vários. Vou citar somente três:
 
1. Pare de desenterrar o passado

Uma lenda diz que um monge e seu discípulo, no caminho para o mosteiro, tinham que atravessar um rio. Na beira, estava uma mulher muito obesa e elegante, que também queria atravessar, mas a água no rio estava muito alta. Então, o monge a colocou em seus ombros e a levou até a outra margem. Enquanto ele a colocava no chão, ela os olhou com desdém e foi embora, sem agradecer. O discípulo ficou furioso. Não disse nada, mas estava enfurecido por dentro. Caminharam vários quilômetros em silêncio e ao chegar ao mosteiro, o discípulo, irritado, virou-se para o monge e disse: "Ela era tão pesada…, e nem sequer agradeceu". O monge riu e disse: "Sim, eu a carreguei, e ela era pesada. Mas eu a deixei no rio, muitos quilômetros atrás. Você ainda a está carregando." O passado é muito pesado, tem extremidades tão afiadas que cada vez que você o toca, suas feridas tornam-se mais profundas. Pare de carregá-lo. Quando você deixar o passado no passado, quando parar de pensar o que seu cônjuge disse, fez ou deixou de fazer e dizer, sua vida irá tornar-se muito mais leve.
  
http://familia.com.br/

VIVER EM VÃO

 

domingo, 7 de novembro de 2021

COMANDO

É duas vezes melhor para nós pensarmos em Deus do que pensarmos em qualquer outra pessoa ou coisa. Deus quer que comecemos e terminemos nossas orações pensando n´Ele. Quanto mais focados estivermos nas coisas lá do alto, mais inspirados estaremos aqui na terra.

Ampliar. Ao ampliar um objeto, você o aumenta para que possa entendê-lo. Quando ampliamos Deus, fazemos o mesmo. Aumentamos nossa consciência acerca dEle para que possamos entendê-lo melhor. É exatamente isso o que acontece quando adoramos – tiramos nossa mente de nós mesmos e a colocamos em Deus; a ênfase está n´Ele.

Gosto do modo como a ultima frase da Oração do Senhor é traduzida na The Message [a mensagem] (Mateus 6.13):

“Você está no comando! Você pode fazer o que quiser! Você resplandece na beleza!”

Poderia ser mais simples? Deus está no comando! Este conceito não é estranho para nós. Sabemos o que significa estar no comando de um restaurante ou de uma loja. Mas e estar no comando do universo?

Há muitos exemplos acerca da autoridade de Jesus, mas só mencionarei um de meus favoritos. Jesus e os discípulos estão em um barco atravessando o mar da Galileia. Uma tempestade surge de repente, e o que era calmo fica violento – ondas terríveis se levantam do mar e batem na embarcação. Enquanto os discípulos se angustiam, Jesus dorme (ELE DORME!). Como Ele pode dormir em um momento como esse? Ou, como perguntaram os discípulos: “Mestre, não te importas que morramos?” (Marcos 4.38).

A tempestade que deixou os discípulos em pânico o deixa com sono. O que pôs medo nos olhos deles o pôs para dormir. O barco era um túmulo para os seguidores de Jesus e um berço para Cristo. Como Ele podia dormir durante a tempestade? Simples – Ele estava no comando do barco.

“Ele, se levantou, repreendeu o vento, e disse ao mar: “Aquieta-te! Acalme-se!” O vento se aquietou, e fez-se completa bonança.” Mc 4:39

Incrível. Ele não entoa um mantra ou balança uma varinha mágica. Nenhum anjo é chamado; nenhuma ajuda é necessária. O mar enfurecido se acalma no mesmo instante. Uma calma imediata. Nem uma onda. Nem uma gota. Nem uma rajada de vento. Em um instante, o mar deixa de ser uma torrente agitada para ser um lago tranquilo.

É de admirar que os discípulos estivessem dispostos a morrer por Jesus? Eles nunca haviam visto tal poder; nunca haviam visto tal gloria É justo que eles declarem a autoridade de Jesus. É justo que façamos o mesmo. E, quando o fazemos, declaramos sem duvida: o governador do universo governa nossa vida e nosso coração.


MAX LUCADO

DOÇURA

sábado, 6 de novembro de 2021

O ROSTO DE DEUS

Rafael, Michelangelo e vários outros pintores tentaram retratar o rosto de Deus. Foram infelizes. Como mostrar na tela quem nunca foi visto? Com a proximidade do Natal, mais artistas procuram esboçar o que imaginam ser o rosto de Deus.

Ele se parece com uma criança? É o frágil bebê das manjedouras? Talvez; o reino do céu pertence aos pequeninos, aos que mamam. Ao tentar desenhar o mistério, o artista termina com um ídolo.

O rosto de Deus, entretanto, pode ser experimentado nos sem-teto que perambulam pelas ruas e dormem nos viadutos das grandes cidades. Quando Jesus nasceu, a família estava sem moradia certa, não possuía recursos para pagar uma hospedaria e viu-se obrigada a refugiar-se em um estábulo. 

O rosto de Deus pode ser percebido em vítimas de preconceito e em injustiçados. Sobre o menino que nasceu em Belém pairou uma dúvida: ele era de fato filho de José? O casal não inventara aquela história toda para se safar de um rolo?

O rosto de Deus se revela nos desprezíveis, nos que foram condenados à margem da história. Quando o menino nasceu, ninguém notou ou escutou o alarido dos anjos. A trombeta que anunciou paz na terra pela boa vontade de Deus passou desapercebida da grande maioria. Apenas um punhado de pastores foi sensível para presenciar o momento mais importante da história.

Qual o rosto de Deus? Ele não se parece com os cartões postais ou com o menino de barro das lapinhas. Deus é igualzinho a Jesus. E Jesus é bem parecido com o vizinho do lado, com a mulher que pede socorro na delegacia do bairro e com a família que chora a morte do filho no corredor do ambulatório. 

Não é preciso muito para encontrar Deus, basta um coração de carne, humano.
Soli Deo Gloria.
Ricardo Gondim

AMIGO