quarta-feira, 30 de junho de 2021

CONSCIÊNCIA

Quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele

Isaías 30:21

O que é consciência? Deus colocou em cada um de nós algo que se levanta contra nós todas as vezes que fazemos algo que sabemos ser errado. A consciência é o detetive que vigia a direção de nossos passos e protesta contra toda transgressão consciente. A consciência é um olho vigilante, diante do qual cada imaginação, pensamento e ação passam por sua censura ou aprovação. Creio que não há argumento maior para a existência de Deus no mundo de hoje do que a consciência. Não há prova maior da existência de uma lei moral e de um Legislador do universo do que esta pequena luz da alma. Ela é a voz de Deus para o homem interior. A consciência é a nossa grande conselheira e nossa grande mestra; é também a nossa amiga mais fiel e mais paciente.

Fonte: http://conbcd.com.br 

A PALAVRA DE DEUS

 

terça-feira, 29 de junho de 2021

USA-ME

Portanto, humilhem-se debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele os exalte no tempo devido. Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês.

1 Pedro 5:6-7

Conta-se a história de uma jovem que se preparava para ser professora. Exatamente quando a vida parecia sorrir e desdobrar-se perante ela, como uma grande esperança, descobriram que ela estava leprosa. Isto significava o seu afastamento de tudo que ela conhecia e amava. A sua tristeza foi imensa. Parecia que não restava um facho de esperança para a sua existência. Nesta terrível agonia e miséria da alma, a jovem invocou o Senhor, em oração, e um raio de luz penetrou seu coração.

Ela alcançou a nobreza de espírito que a levou a dizer: "Não a minha vontade, mas a Tua, Senhor". Neste espírito, ela deu entrada no leprosário, não como vitima das circunstâncias, mas para usar os seus talentos num serviço altruísta. Sujeitando-se à vontade de Deus, ela encontrou paz.

O apóstolo Paulo não estava contente com as circunstâncias que o cercavam, mas contentava-se com o que tinha, porque era obediente à vontade do Senhor. Nós criamos o nosso próprio mundo. A felicidade vem de dentro para fora e não de fora para dentro. A estrada da vida está congestionada pelo de número de descontentes, desajustados, infelizes que tentam suportar circunstâncias de suas vidas, ao invés de usá-las para a glória de Deus.

Gladis Sanborn Wagoner (Indiana, E.U.A.)

SEMPRE HÁ UM PREÇO

 

segunda-feira, 28 de junho de 2021

ANOS DEPOIS


O generoso será abençoado, porque dá do seu pão ao pobre. 

Provérbios 22:9.

Muito tempo atrás, um rapaz que estava viajando para a região Oeste dos Estados Unidos chegou a uma fazenda e pediu uma acomodação onde pudesse passar a noite. O proprietário recebeu-o com boa vontade. Pouco depois, outro viajante e sua esposa pararam e perguntaram se poderiam pernoitar ali. O jovem marido, que sofria de tuberculose, explicou que tinha somente quatro dólares para pagar o alojamento. O fazendeiro convidou-os a entrar e disse que não cobraria nada pelo pernoite.

O primeiro rapaz, sentindo pena do viajante enfermo, ofereceu-lhe sua cama e disse que dormiria no celeiro, o que ele realmente fez. Na manhã seguinte, quando o homem doente e sua esposa estavam partindo, o fazendeiro colocou 100 dólares na mão dele e disse que os usasse, sem preocupar-se no caso de não poder devolvê-los.

Vinte anos se passaram. O primeiro rapaz viajava perto da fazenda onde havia pernoitado tantos anos atrás e decidiu ver se o proprietário ainda morava no mesmo lugar. Morava. Enquanto recordavam aquele dia, outro visitante bateu à porta. Por uma dessas coincidências únicas na vida, era o outro viajante! Havia recuperado a saúde, e a fortuna lhe havia sorrido. Tomara conhecimento, recentemente, de que seu generoso anfitrião havia sofrido sérios reveses financeiros. Estava passando por ali para pagar a generosidade dele.

- Amigo - disse ele ao fazendeiro - você me deu 100 dólares quando eu estava necessitado, e agora quero pagar-lhe 100 dólares para cada dólar que me deu.
Bem que eu gostaria de saber os nomes das pessoas dessa história, mas não sei. Tudo o que sei é que ela foi "contada pelo rapaz que chegou primeiro àquela casa de fazenda".

A generosidade tem suas recompensas, até mesmo nesta vida. Jesus disse: "Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão." S. Luc. 6:38. Mas não espere que sempre aconteça dessa maneira. Seja generoso porque isso faz parte da regra áurea - e espere bênçãos espirituais, não materiais.

O QUE É FÉ?

 

domingo, 27 de junho de 2021

SEJA FEITA A TUA VONTADE

Então Jesus foi com seus discípulos para um lugar chamado Getsêmani e disse-lhes: "Sentem-se aqui enquanto vou ali orar". Levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se. Disse-lhes então: "A minha alma está profundamente triste, numa tristeza mortal. Fiquem aqui e vigiem comigo". Indo um pouco mais adiante, prostrou-se com o rosto em terra e orou: "Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice; contudo, não seja como eu quero, mas sim como tu queres".

Mateus 26:36-39

O Dr. Wilfred T. Grenfeld, quando estudante de medicina, teve o curso de sua vida mudado pela pregação de Dwight L. Moody. Uma das dramáticas expe-riências de sua vida, que demonstra sua aceitação incondicional de Cristo, acha-se no livrinho "Boiando numa geleira", que relata o episódio seguinte.

Atendendo a um chamado urgente para ir a cerca de sessenta milhas de distância, ele saiu de trenó numa manhã de domingo de Páscoa. O gelo já estava se derretendo nas geleiras e ele verificou que, dentro em breve, ele e seus cães estariam sendo levados para o oceano Atlântico. A morte rondava perto. A noite o alcançou e, então, veio-lhe à memória um hino que aprendera na escola dominical, de autoria de Charlotte Elliot, intitulado "Seja Feita a Tua Vontade". Sua alma começou a cantar e logo uma perfeita calma invadiu todo o seu ser. Estava nas mãos de Deus. Na manhã seguinte, foi salvo.

Grenfeld estava fazendo o trabalho de Cristo e sentiu, portanto, que podia orar com fé: "Seja feita a Tua vontade".

William J. Hart (Nova lorque, E.U.A.)

MINHA FILOSOFIA DE VIDA


 

sábado, 26 de junho de 2021

CONFIANÇA NA VONTADE DE DEUS

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.

João 14:1

Certa manhã, bem cedo, quando me punha nas mãos de Deus, como fazia diariamente para executar a sua obra, senti a impressão de que devia visitar o hospital, ainda que não fosse dia regular de visita.

Num catre da enfermaria, encontrei uma mulher em desespero. Ela ia ser operada no dia seguinte. Estava com muito medo. Esforcei-me por fazê-la sentir que Jesus estava com ela e que ela devia confiar nele e entregar-se aos seus cuidados. "Ele não falhará", disse eu. Depois de orar com ela, sai.

Quando voltei lá outra vez, o rosto mais alegre de toda a enfermaria era o rosto daquela senhora. Ao aproximar-me de seu leito, ela me disse: "Pastor, eu fiz como o senhor me disse. Não tive medo algum".

Não precisamos argumentar como Deus nos faz conhecer a sua vontade. O importante é que confiemos nele, seja qual for a circunstância. Ele nos mostrará a sua vontade se o buscarmos em oração, em meditação, no estudo de sua Palavra e na comunhão com outros que estão buscando obedecê-lo.

T. Stanley Cannon (Jamaica

ILUSÃO

 

sexta-feira, 25 de junho de 2021

CONFIANÇA NO SENHOR

O qual, tendo recebido tal ordem, os lançou no cárcere interior, e lhes segurou os pés no tronco. E, perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam.

Atos 16:24,25

Os cristãos sabem que não precisam apenas de liberdade política e pessoal, mas precisam também libertar-se do pecado e do medo. Quando sabemos que Deus nos ama e nos protege como um pai, libertamo-nos de todo medo.

Foi no início da Segunda Grande Guerra, que ocorreu um concilio de igrejas, numa grande cidade europeia. Na primeira noite de reunião, a cidade foi bombardeada, sendo este o primeiro ataque que a maioria dos ministros e delegados tinham experimentado. Reuniram-se no porão da igreja, cheios de medo. Mas eis que, subitamente, alguém começou a cantar um hino sobre o amor de Deus e Sua promessa de auxilio no perigo. Cantaram hino após hino. A sala encheu-se de louvores a Deus e não mais sentiam medo. E cantaram, ainda, vários minutos depois de terminado o ataque.

Como eles, vamos também louvar a Deus por Seu amor, sempre que o medo de qualquer espécie nos ameace vencer.

Elisabeth Schutte (Alemanha) 

UMA FERIDA É MELHOR


 

quinta-feira, 24 de junho de 2021

DESÂNIMO

Abraão, um dos grandes heróis da fé, perdeu seu arrimo em Deus e ficou tão desanimado que recorreu ao subterfúgio e à mentira. Davi, homem que vivia segundo o coração de Deus, encontrou-se certa vez tão desalentado que bradou: "Ora ainda algum dia perecerei pela mão de Saul". Elias, aquele homem de Deus capaz de fechar e abrir os céus, um dia se lançou em terra e desejou a morte. Sim, mesmo aqueles gigantes da Palavra de Deus experimentaram tempos de desapontamento e desânimo, por causa do 'caminho".

O desânimo é um dos instrumentos mais eficientes de Satanás. Conta-se a história de que um dia Satanás, estando à beira da bancarrota, expôs à venda todos os seus instrumentos de tentação. Um pequeno objeto, em forma de cunha, tinha o preço mais alto. Quando lhe perguntaram o que continha, Satanás respondeu: "Este é o desânimo. Quando consigo introduzi-lo no coração do cristão, sei que em breve o terei ao meu lado". O preço era tão elevado que Satanás ainda tem consigo o pequeno instrumento em forma de cunha, e dele se serve em sua atividade no coração dos homens. 

Fonte: http://conbcd.com.br

QUE A VONTADE DE DEUS PREVALEÇA

 

quarta-feira, 23 de junho de 2021

LAVE PÉS

Jesus já viu cada momento vergonhoso das nossas vidas. E ele já resolveu “A minha graça basta. Eu posso purificar estas pessoas. Eu lavarei as suas traições.” Por essa razão precisamos fazer do Quarto de Cima da Misericórdia o nosso endereço.

Jesus disse “Se eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros. Eu lhes dei o exemplo, para que vocês façam como lhes fiz.” (João 13:14-15 NVI).

Você é a criação de um Deus bom, criado na imagem dele. Você é destinado a reinar num reino eterno. Seguro em quem você é, você pode fazer o que Jesus fez. Jogue fora a túnica de direitos e expectativas e tome a mais corajosa das atitudes. Lave pés. É assim que a felicidade acontece.

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Wash Feet”

O CRIADOR

 

terça-feira, 22 de junho de 2021

ENTREGA O TEU CAMINHO AO SENHOR

Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá:

Salmos 37:5

Uma coisa que o cristão precisa conservar clara perante os olhos é a simplicidade da fé cristã. Se procurarmos resolver as nossas dificuldades segundo os processos Científicos, ficaremos cada vez mais confusos; se usarmos os processos da filosofia, ficaremos desanimados pela nossa incapacidade de compreender a vida; se procurarmos entender a teologia, fracassaremos totalmente. 

Não nos compete compreender a mente de Deus, nem explorar as profundezas de Cristo, nem analisar o Espírito Santo. O que nos compete é depositar completa confiança no invisível e triunfante Deus, cuja graça nos basta.

Encontraremos, assim, não só o perdão, mas também nos acharemos mais juntos ao coração de Deus, com o Espírito Santo iluminando o nosso ser e dando-nos a paz que excede todo o entendimento. 

Confiança, oração, meditação e obediência são as chaves duma vida cristã que satisfaz.

William E. Hull (Texas, E.U.A.) 

MINHA ARMA

 

segunda-feira, 21 de junho de 2021

CORAGEM E FÉ

A história de Dietrich Bonhoeffer é muito trágica e, apesar de tudo, inspiradora. Este jovem teólogo cristão se opôs ativamente ao movimento

nacional socialista na Alemanha, no tempo de Hitler. Foi enviado a um campo de concentração, onde sofreu as mais terríveis torturas. Contudo, com sua fé e esperança, inspiradas por uma profunda devoção a Deus, encorajou seus companheiros de prisão e, por fim, chegou mesmo a ganhar o respeito de seus guardas.

Em seu livro "O Preço do Apostolado", Bonhoeffer diz que muitos de nós não queremos pagar o preço total como servos de Cristo. Temos a tendência de nos acomodar, pela metade, num trabalho espiritual. Esse cristão dedicado foi um exemplo vivo do preço que um discípulo de Cristo tem de pagar. Bonhoeffer, fuzilado, pagou o preço com sua própria vida, pois não deixara de pregar o evangelho, nem mesmo num campo de concentração.

Precisamos ser fortes na fé, a todas as horas. Podemos agora mesmo sondar os nossos corações e mentes, em atitude de prece, e nos dedicarmos completamente para o serviço de Deus. 

James M. Buchman (Nova lorque, E.U.A.) 

A CHAVE PARA PERDOAR

 

domingo, 20 de junho de 2021

OS SINAIS

E, pela manhã: Hoje haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Hipócritas, sabeis discernir a face do céu, e não conheceis os sinais dos tempos?

Mateus 16.3

Eu gosto de assistir ao CSI. São histórias de policiais decididos a desvendar crimes sem repostas.  É incrível como tudo pode se tornar evidências: um fio de cabelo, um inseto, uma luz, um bilhete, um som, um vegetal, solo. "As evidências falam" diz um dos personagens. As pistas põem sempre alguém na cena do crime, inocenta um suspeito, esclarece um fato, revela horas e datas.

Prestar atenção as evidências é muito importante, a Bíblia diz em Provérbios que "O prudente prevê o mal, e esconde-se; mas os simples passam e acabam pagando." Todos nós temos a capacidade de compreendermos o que está acontecendo em nossa volta e de decidirmos o que é melhor. Isso é sabedoria.

No entanto, vez ou outra, despercebidos do perigo e iludidos pelo caminho acabamos pagando o preço de ignorar os sinais. Lembro-me de um amigo que contou-me que certo dia, ao amanhecer, notou o céu diferente, nuvens grossas deslizavam no céu, levadas por um vento frio. Sua mãe ainda aconselhou: "João, a friagem está chegando, não viaje hoje." No entanto, eufórico pela aventura, disse: "Nada mãe, é só uma chuva". Ele terminou a história dizendo: "Passei o maior frio da minha vida".

No versículo acima, Jesus aconselha aos homens saber discernir os sinais dos tempos, sem isso, é impossível um viver de paz, amor e felicidade.

A VERDADE


sábado, 19 de junho de 2021

INTERESSA-ME OU NÃO?

"O que me consola na minha angústia é isto: que a tua palavra me vivifica" 

Salmos 119:50

Carlos dizia para um irmão da igreja: "Já faz quase dois meses que não o vejo nos cultos. Estava doente?" o irmão respondeu: "Quando venho à igreja, ouço o sermão e não consigo encontrar nada que fale comigo. Sinto que a palavra pregada não tenha nada que me interesse."

Por que não gostamos do sermão? Por que não nos alegra e nem nos edifica? O que está errado, o sermão ou nosso relacionamento com Deus?

Muitas vezes vivemos uma vida cristã que nada tem a ver com o Senhor. Nossa vontade, nossos interesses, nossas prioridades, nunca estão de acordo com a vontade e o ensino de Cristo. O que Ele fala não nos agrada, ignoramos Seus ensinos, deixamo-Lo de lado e só o procuramos quando os problemas nos envolvem.

Julgamos que não precisamos ir às reuniões de oração, os estudos bíblicos são dispensáveis, o sermão do pregador é chato, longo e sem conteúdo. Enquanto o pastor proclama a Palavra, estamos pensando nos prazeres mundanos do dia seguinte e, ao sair, dizemos que a pregação foi puro tédio. Se alguém perguntar o que não gostou no sermão, não saberá dizer, pois, não ouviu uma única palavra.

É mais fácil criticar o pregador e o sermão do que admitir que somos cristãos não comprometidos com Deus. É mais fácil encontrar os erros dos outros do que confessar nossos próprios erros. E, enquanto nos afastamos do Senhor, perdemos as maravilhosas bênçãos que Deus tem separado para nossas vidas. O mundo e seu pecado passam e nós perdemos nosso tempo com essas coisas que nada trazem de positivo para nosso crescimento espiritual.

Que bom que o Senhor é amoroso e paciente e continuará esperando que encontremos o caminho da verdadeira salvação e felicidade. Esperamos que ainda possamos encontrá-lo e desfrutar da vida eterna com Deus.

Paulo Barbosa

IDEIAS ERRADAS

 



quinta-feira, 17 de junho de 2021

MARCAS DE CRISTO

Recebi dos judeus cinco quarentenas de açoites menos um. Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo; Em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos;

2 Coríntios 11:24-26

Sentei-me, uma tarde, num parque do Norte da Inglaterra, ao lado de um velho mineiro aposentado. Notei que ele tinha uma longa cicatriz na face esquerda, que atravessava todas as rugas de seu rosto. "Sofreu algum acidente nas minas?", perguntei-lhe. Um brilho estranho veio aos seus olhos, enquanto respondia: "Não, moço, esta cicatriz foi deixada

por uma garrafa quebrada, quando na minha mocidade seguia o general William Booth, fundador do Exército da Salvação. Tenho orgulho desta cicatriz".

Quando leio as Escrituras e encontro o versículo desta meditação, recordo, envergonhado, quão diminuto têm sido meus esforços e quão fraca, a minha resistência contra o mal, em nome de Jesus Cristo. A cicatriz honrosa que aquele homem trazia no rosto era, sem dúvida, "resistência até o sangue". A maioria de nós não precisa, hoje em dia, sofrer a tal ponto, mas se quisermos realmente avaliar nossa resistência ao pecado e ao mal, temos de olhar para a cruz de Cristo e lembrar que Ele morreu para que tivéssemos vida. Não devemos nos alegrar pela Sua obra redentora em nossas vidas e ter orgulho dos conflitos que enfrentamos em seu nome?

William Walton (Inglaterra) 

O CONVITE


 

quarta-feira, 16 de junho de 2021

DESCOBERTA ARQUEOLÓGICA

Logo depois da Segunda Grande Guerra, um humilde pastor conduzia seu rebanho nas proximidades do Mar Morto. Violenta tempestade fez com que entrasse numa caverna desconhecida, onde encontrou vasos de barros com alguns rolos dentro; pelo chão, pedaços de vasos quebrados e rolos desfeitos. Levou uma parte do material à cidade para estudo dos especialistas. Com auxílio da química, foi possível examinar a parte interior dos rolos. E, admiravelmente, verificou-se que eram cópias dos textos bíblicos de Isaías e de Habacuque. Datados de dois mil anos, aqueles rolos haviam sido escondidos ali antes do nascimento de Cristo.

Era mais uma ponte que se estendia entre a igreja do Antigo Testamento e a do Novo Testamento. 

SIGNIFICADO

 

terça-feira, 15 de junho de 2021

SÓ AS CORES NÃO É SUFICIENTE

"Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço e outras maiores fará, porque eu vou para junto do Pai" 

João 14:12

Um professor de arte, mostrando a beleza das cores de um famoso pintor, disse a seus alunos: "Para serem tão bons quanto ele, é preciso mais que copiar suas cores; é necessário ter o seu talento."

Se queremos ser uma bênção nas mãos de Deus; se almejamos imitar o modo como Jesus viveu; se desejamos iluminar o mundo como Cristo iluminou, não poderemos copiar Suas atitudes, a não ser que tenhamos Seu talento. E Ele nos concede talentos para fazermos não apenas o que Ele fez, mas coisas ainda maiores. Aleluia!

Quando aceitamos o talento que o Senhor nos dá e o usamos para a glória de Seu nome, tudo se transforma. Nossa vida fria desaparece e o ardor por fazer a Sua vontade nos empolga e nos enriquece espiritualmente. Com os talentos do Senhor, não há pessimismo, não há incertezas, não há murmurações, não há nada que nos faça voltar atrás. Seguimos adiante com fé, sem vacilar, sem temor.

Com os talentos concedidos pelo Senhor, não há caminho longo demais, não há montes difíceis de subir, não há tarefa impossível de realizar. Estamos fortalecidos pelo Espírito Santo e tudo o que fazemos nos enche de júbilo o coração.

Não basta termos as cores de um cristão; precisamos ter os dons de Cristo. Não é suficiente termos as bênçãos do Senhor; para vencermos o mundo é necessário que sejamos uma bênção nas mãos de Deus.

Paulo Barbosa

SE VOCÊ TENTAR


segunda-feira, 14 de junho de 2021

LINDAS MÃOS

À beira de um riacho, algumas mocinhas conversavam, contando vantagens de suas lindas mãos. Uma delas mergulhou as mãos na água cintilante, e as gotas que caíam das suas palmas pareciam diamantes.

– Olhem como minhas mãos são lindas! A água corre nelas como jóias preciosas – disse ela, levantando as mãos para as outras admirarem.

Eram muito macias e brancas, pois a única coisa que fazia com elas era lavá-las em água fria e limpa.

Outra mocinha correu para colher morangos e esmagou-os nas palmas das mãos. O suco escorreu pelos dedos como vinho pisado, até os dedos ficarem rosados como o céu ao sol nascente.

– Vejam que lindas mãos as minhas! O suco de morango escorre por elas como vinho – disse ela, levantando as mãos para as outras admirarem.

Eram muito rosadas e macias, pois a única coisa que fazia com elas era lavá-las com suco de morangos todas as manhãs.

Outra mocinha colheu violetas e esmagou-as nas mãos, até ficarem muito perfumadas.

– Olhem que lindas mãos as minhas! São perfumadas como as violetas dos bosques da primavera – disse ela levantando as mãos para que as outras admirassem.

Eram muito macias e brancas, pois a única coisa que fazia com elas era lavá-las com violetas todas as manhãs.

A quarta mocinha não mostrou as mãos, deixando-as no colo. Uma velha veio andando pela estrada e parou perto das mocinhas. Elas lhe mostraram as mãos, perguntando quais eram as mais belas. Para cada uma, ela balançou a cabeça e depois pediu para ver as mãos da última mocinha, que as mantinha no colo. ela levantou as mãos timidamente.

– Hum, estas mãos estão bem limpinhas – disse a mulher – mas estão endurecidas pelo trabalho. Estas mãos ajudam os pais lavando as louças, varrendo o chão, limpando as janelas e semeando a horta. Estas mãos tomam conta do bebê, levam chá quente para a vovó e ensinam o irmãozinho menor como empilhar os toquinhos e empinar pipa. Sim, estas mãos andam muito ocupadas fazendo da casa um lar feliz, cheio de amor e carinho.

Então a velha remexeu no bolso e retirou um anel de diamantes, com rubis mais vermelhos que o morango e turquesas mais azuis que a violeta.

– Tome, use este anel, querida. Você merece o prêmio pelas mais belas mãos, pois são as mais úteis.

E a mulher desapareceu, deixando as mocinhas sentadas à beira do riacho…

Fonte:https://ejesus.com.br

CIDADÃO DO MUNDO


domingo, 13 de junho de 2021

DEUS NUNCA SE ENGANA


Há uma igreja nos EUA chamada "Almighty God Tabernacle" (Tabernáculo do Deus Todo-Poderoso). Num sábado à noite, o pastor dessa igreja ficou trabalhando até mais tarde e decidiu ligar para sua esposa antes de voltar para casa.
Era por volta das 22h. A esposa não atendeu ao telefone, apesar do pastor deixar tocar várias vezes. Ele pensou que sua esposa estivesse ocupada e continuou a fazer mais algumas coisas.
Mais tarde, ele tentou de novo e sua esposa atendeu de imediato. Ele perguntou por que ela não havia atendido antes e ela disse que o telefone sequer havia tocado.
Na segunda-feira seguinte, o pastor recebeu um telefonema no escritório da igreja do número que ele havia discado no sábado à noite. O homem com quem falava queria saber o porquê o pastor havia ligado para ele no sábado. O pastor não entendeu o que aquele homem estava dizendo.
Então, o homem disse: "O meu telefone tocou, tocou, mas eu não respondi." O pastor então se lembrou do engano e pediu desculpas por perturbá-lo, explicando que ele havia tentado falar com sua esposa. O homem respondeu: tudo bem. Deixe-me contar minha história:

Eu estava planejando me suicidar no sábado à noite. Antes, porém, eu orei dizendo:

"'Deus, se tu existes e estás me ouvindo e não queres que eu faça isso, dá-me um sinal, agora. ' Naquele momento, o telefone começou a tocar. Eu olhei para o identificador de chamadas e lá estava escrito: "Almighty God" (Deus Todo-Poderoso). E eu fiquei com medo de atender!"

Nem sempre podemos saber a importância de um telefonema ou e-mail enviado a um amigo ou até por engano a alguma pessoa. Não se chateie se, de repente, perceber que o fez por engano. Deus nunca se engana!

Autor desconhecido

DEUS AMA


sábado, 12 de junho de 2021

AMIGOS SE COMPLETAM

Samuel Johnson aconselha: “Aquele que não faz novos conhecidos à medida que avança pela vida, logo se verá sozinho. É preciso manter a amizade em constante reparo”.

Na viagem da vida, não podemos achar que os amigos que viajam conosco estarão sempre ali. A amizade precisa ser revisada regularmente. Para aqueles que foram decepcionados e feridos por amigos, falar de amizade apenas convida ao cinismo. 

Ninguém pode ter tido mais motivos para ser cínico em relação a amigos do que Jesus. Ele fez doze amigos íntimos em sua vida terrena. Um destes o traiu, outro negou conhecê-lo, e todos o abandonaram na hora em que mais precisava deles.

Contudo, na última refeição que partilhou com eles, disse-lhes: “Vós sois meus amigos” (João 15.14). Estas palavras são ainda mais impressionantes se lembramos, que Jesus, com Seu conhecimento sobrenatural sabia o que Judas, Simão Pedro e os outros estavam para fazer. Judas haveria de traí-lo com um beijo, Pedro diria que nunca o conheceu, e os outros fugiriam e se esconderiam para salvar a própria pele.

Jesus não era ingênuo quanto à amizade. Ele conhecia as pessoas. Ele conhecia seus amigos. Ele conhecia as fraquezas deles. Mas ainda os chamava de amigos. 

Amigos que falham conosco não são necessariamente malignos ou traiçoeiros. Eles são simplesmente humanos, sujeitos às mesmas fraquezas que todos nós temos. Eles fraquejam e caem. Às vezes esquecem; muitas vezes nem entendem como nos sentimos. 

Fonte: Sabedoria Pastoral – David W. Wong

Valorize não só seus amigos, mas também as pessoas que te rodeiam, sejam elas falhas ou ainda que não te agradem pelo modo de ser. “Podemos tudo em Cristo” (Fp. 4.13). Comece por um bom dia... vá quebrando as barreiras que há em você. Amanhã essa pessoa pode ser uma pessoa melhor e se tornar uma bênção de Deus!

Vitor Hugo

SÓ PODEMOS CHAMAR AMIGO


sexta-feira, 11 de junho de 2021

O SHEIK, O CAVALO E A CARIDADE


Houve uma vez, há muito tempo atrás, um sheik chamado Samir, que possuía o mais famoso cavalo de sua região, que certo árabe de outra tribo, chamado Daher, cobiçava muito. Daher ofereceu, em troca do belo cavalo, todos os seus camelos, porém Samir não aceitou a proposta.

Um dia, o árabe Daher, disfarçando-se, cobriu o rosto de cinzas e vestiu-se de farrapos e colocou-se à beira do caminho por onde havia de passar o sheik montado em seu magnífico animal.

Ao ver que Samir se aproximava, implorou Daher, com voz disfarçada – triste e sucumbida:

-”Ajuda a este infeliz peregrino! Há três dias que estou doente e sem forças para sair daqui, em busca de alimento! Socorrei-me, óh generoso sheik, e Deus que está nos céus lhe beneficiará por sua esmola!”

Samir ofereceu-se bondosamente para levá-lo na garupa de seu cavalo. O invejoso, porém, disse assim:

-”Não posso levantar-me, senhor! Não tenho mais forças!”

Comovido diante de tão deplorável miséria, desceu Samir do cavalo e, com grande dificuldade, colocou o falso mendigo sobre a sela de seu animal.

Tão logo se viu sobre o cavalo, o impostor o esporeou e afastou-se, dizendo:

- “Sou Daher! Tenho agora este cavalo em meu poder! Vou levá-lo para minha tenda, quer queiras, quer não!”

Samir, então, pediu-lhe que parasse por um momento, pois queria solicitar-lhe apenas um favor.

O ladrão, certo de que não poderia ser perseguido nem agarrado, se deteve para ouvir o que o outro tinha a dizer.

-”Você se apoderou do meu cavalo e desejo que o mesmo te sirva bem. Entretanto eu te peço que não contes a ninguém a forma pouco digna pela qual o obtiveste.”

-”E por que não?” – disse Daher.

-” A razão é simples” – explicou o sheik. “Pode acontecer que outro homem, encontrando-se doente de verdade, se veja forçado, algum dia, a pedir auxílio e o viajante venha a desconfiar do infeliz e lhe negue assistência e esmola. Serás a causa de que muitos se abstenham de praticar a caridade pelo medo de uma traição.”

Tocado no coração, envergonhou-se Daher ao ouvir essas palavras e, inspirado pelo arrependimento, desceu do cavalo e devolveu-o ao seu legítimo dono.  Samir, que era um homem bondoso e sábio, convidou-o a ir até a sua tenda, onde o hospedou por vários dias e do  ocorrido nasceu uma amizade que lhes durou por toda a vida.

(Conto extraído do livro “Lendas do Céu e da Terra”, do escritor brasileiro Malba Tahan)

TENHO MAIS A VER COM DEUS

 

quinta-feira, 10 de junho de 2021

UMA HISTÓRIA DE AMOR

A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor.

I Coríntios 13.8

Henry, famoso contista norte-americano, conta-nos uma deliciosa história de amor conjugal.


Um casal muito pobre queria se presentear no Natal, mas nenhum dos dois tinha dinheiro.

Como ela tinha um cabelo maravilhoso, resolveu vendê-lo para comprar uma pulseira nova para ele colocar no relógio que havia herdado do pai (uma jóia que acompanhava a família há três gerações), e que há muito tempo estava com a pulseira quebrada.

Quando ele chegou em casa, na noite de Natal, levou um tremendo susto ao vê-la de cabelo curto, mas sua surpresa foi ainda maior quando ela lhe deu a pulseira. Seu olhos se encheram de lágrimas, ao abrir o embrulho e emocionado falou: Linda a pulseira!

Então tranquilamente, entregou o embrulho que havia comprado para a mulher: dois pentes raros, de casco de tartaruga, orlados de pedraria, na cor exata para combinar com cabelo da esposa.

— São lindos! Deve ter custado uma nota! Como comprou?

E ele tristemente falou: Vendi o relógio.

É incrível como o amor age. Ele leva-nos a renunciar tantas coisas pelo bem-estar e benefício do próximo. Seria ótimo se o mundo amasse assim: fazendo tudo para ver o outro feliz.
 
Fonte: Os melhores contos de O. Henry, Círculo do Livro

SÓ COM O AMOR


quarta-feira, 9 de junho de 2021

ATENTOS NO CAMINHO

Adicionar legenda
“Não se desvie para os seus caminhos o teu coração, e não andes perdido nas suas veredas” 
Provérbios 7:25

Um homem comprou um novo cão de caça. Ansioso para ver se era realmente bom, saiu com ele para localizar um urso. Tão logo chegaram no bosque o cão farejou a trilha. De repente, o animal parou, cheirou o chão e disparou em uma nova direção. Ele sentiu o cheiro de um cervo que havia cruzado o caminho do urso. Alguns momentos mais tarde ele se deteve novamente, sentindo o odor de um coelho que cruzara o caminho do cervo. Finalmente, muito cansado e ofegante, o caçador encontrou seu cão latindo triunfalmente diante do buraco de um rato do campo. Nós, cristãos, muitas vezes agimos da mesma maneira. Colocamos Jesus em primeiro lugar em nossas vidas confiando ser este o melhor caminho a seguir. Porém, pouco depois desviamos nossa atenção para coisas sem a menor importância. A partir daí, acabamos nos afastando mais e mais do nosso propósito original.

A Palavra de Deus nos diz que ao conhecermos a Verdade somos, por Ela, libertos. A partir daí devemos centralizar nossa fé na perseverança em caminhar no centro desta Verdade, para que não mais venhamos a nos enroscar nas correntes enganadoras deste mundo.

Quantas vezes, após momentos de grandes provações e desacertos, vemos novamente o sol da alegria brilhar sobre os dias nebulosos que teimavam em ser os únicos companheiros de todos os momentos. Sentimos que acordamos de um terrível pesadelo e que dali para a frente apenas a felicidade sentaria ao nosso lado.

Mas, distraídos com a calma que agora passou a imperar em nossos corações ou mesmo com algum novo ingrediente que passou a frequentar os mesmos locais de nosso caminhar,
acabamos perdendo, sem o perceber, as bênçãos que até bem pouco tempo enchiam de regozijo a nossa alma.

Que estejamos sempre vigilantes para que a nossa fé não desfaleça e para que sob hipótese alguma deixemos a presença do Senhor. Só assim os nossos dias serão sempre claros e
abençoados e poderemos viver, desde agora, a vida abundante e eterna que Deus preparou para nós.

Pr. Paulo Roberto Barbosa, do site – Escuro Iluminado

CAMINHAR NA TEMPESTADE


terça-feira, 8 de junho de 2021

A PINTURA

Para que Cristo habite pela fé nos vossos corações; a fim de, estando arraigados e fundados em amor, Poderdes perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, E conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.

Efésios 3:17-19

Na Capela Keble do Colégio de Oxford, acha-se o original da pintura de Holman Hunt, intitulada "A Luz do Mundo". A que se encontra na Catedral de São Paulo, em Londres, ainda que lindíssima, é uma réplica daquela. Como é sabido, a pintura apresenta Cristo segurando uma lanterna e batendo numa porta fechada.

Quando fui a Oxford, visitei a Capela. Não havia ali ninguém, senão o zelador. Bondosamente, ele me conduziu ao local, onde a pintura se achava guardada num estojo de madeira. Colocou-a na posição em que eu poderia contemplá-la em plena luz e, depois, abriu o estojo. Fiquei tão absorvido na contemplação da pintura, que esqueci que não estava só. Comecei a pensar e expressar, em voz alta, o que me ia no pensamento! "Então o trinco da porta está pelo lado de dentro!" E o

zelador, que estava atrás de mim, acrescentou, incontinenti: "Sim, o senhor terá de permitir que Ele entre!"

Que grande verdade! Para Cristo habitar em mim, Ele terá de entrar primeiro no meu coração. E eu preciso convidá-lo a entrar. Haverá alguma parte da minha vida, na qual Ele não foi admitido?

H. Cecil Pavson (Inglaterra) 

SEM COBIÇAR A TERRA

 


segunda-feira, 7 de junho de 2021

A LUZ DE HELEN KELLER

Naquele dia os surdos ouvirão as palavras do livro, e os cegos, livres já da escuridão e das trevas, as verão. Os mansos terão regozijo sobre regozijo no Senhor, e os pobres entre os homens se alegrarão no Santo de Israel. 

Isaías 29:18-19

No livro There Are Sermons in Stories (Há Sermões em Histórias), escrito por William L. Stidger, o autor conta acerca da primeira vez que ele viu Helen Keller; fora numa palestra dela. Anteriormente Helen havia aprendido a falar audivelmente; assim, apesar de muda e completamente cega desde a mais tenra infância, ela proferiu uma palestra. No encerramento, houve estrondosos aplausos e Helen começou a bater palmas também, com alegre exuberância.

Era evidente que, de alguma forma, Helen havia percebido o entusiasmo do auditório. Assim, depois de os aplausos terem cessado, o presidente da reunião perguntou-lhe, por intermédio de Ann Sullivan que sempre a acompanhava, como ela fora capaz de sentir os aplausos, sendo que não podia ver nem ouvir.

"Através das vibrações nos meus pés", explicou Helen.

Alguém então lhe perguntou qual era seu livro preferido, e Helen bradou com exultação: "A Bíblia! É o livro mais maravilhoso do mundo!"

E quando perguntada por que a Bíblia significava tanto para ela, Helen respondeu: "É porque, em minhas trevas, a Bíblia me faz ver a Grande Luz!"

Em Isaías 9:2, o profeta diz que "o povo que está andando na escuridão verá uma grande Luz. Essa Luz vai brilhar e iluminar todos os que vivem na região da sombra da morte"(A Bíblia Viva). A escuridão da qual Isaías fala é a escuridão espiritual, e a grande Luz não é outra senão Jesus, que Se declarou a Luz do mundo (ver S. João 9:5).

Willian finaliza dizendo: "É nosso privilégio refletir a Luz do mundo, não importa qual seja nossa área de atuação. Ao partilharmos a Luz do Livro com aqueles que caminham nas trevas, quer em países estrangeiros quer em nossa pátria, minha esposa e eu nunca deixamos de emocionar-nos ao ver a luz da alegria no rosto de novos conversos. Você também pode sentir essa emoção!"

LOGO PASSARÁ


sábado, 5 de junho de 2021

DECISÃO

 "Se você não desistir dessa mania de evangelho, pode deixar esta casa!" quem dizia isto era um rude membro de uma tribo das longínquas colinas do Oriente.

"Sim, pai", respondeu Ngai, ao deitar-se na esteira de bambu, junto à porta.

Logo o pai dormia em sono profundo. Quanto à filha Ngai, porém, o sono lhe fugira. Há semanas vinha rugindo a batalha em seu Intimo. Deus lhe falara ao coração. Abriu-se-lhe à frente uma nova vida de obediência em Cristo Jesus.

Deveria baquear agora, e ceder aos desejos do velho pai? Ele providenciaria seu casamento com um moço da religião dele. Nada lhe faltaria. Viveria em segurança. Ou deveria ela escapulir porta afora, para o grande desconhecido; seguir seu Senhor, e deixar que Ele a guiasse e lhe provesse o necessário?

Por alguns instantes, sua fé teve altos e baixos levada pelas emoções. Afinal, quando se certificou de que todos estavam dormindo em sono profundo, arrumou sua trouxinha e penetrou temerosa na escura noite. Sozinha, Ngai caminhou sete dias para chegar à casa do missionário e matricular-se numa escola cristã. Foi preciso coragem extraordinária para tomar aquela decisão, mas o resultado de sua escolha certamente a recompensou. 

Fonte: onbcd.com.br

NECESSIDADE

 

sexta-feira, 4 de junho de 2021

"SE NÃO DER FRUTO"

Ezequiel 15: 1-8 

A madeira de algumas árvores é boa para a construção de casas ou móveis; mas a madeira de uma vinha não é boa para nada. Uma vinha tem valor por causa das uvas. Se não der frutos, sua outra única utilidade será virar lenha para fogueira. E se restar alguma coisa, ela terá de ser queimada novamente.

Nós, cristãos, somos como galhos de videira. O Senhor da vinha glorifica a Ele mesmo em cada um de nós, seus galhos. Naqueles que mostram arrependimento, Deus usa de amor e bondade concedendo vida eterna (Mateus 3.8). Naqueles que não dão fruto, Deus usa de justiça e reafirma sua majestade e poder, separando-os para sempre. O Senhor faz tudo com um propósito; até os ímpios para o dia do castigo. (Provérbios 16.4). Ou glorificamos voluntariamente a Deus na sua misericórdia como crentes que dão fruto, ou se formos madeira morta e imprestável seremos forçados a glorificar a Deus como combustível para sua justiça.

Deus quer que vivamos vidas úteis, foi o que escreveu Paulo: ... meus irmãos, vocês também morreram para a Lei, por meio do corpo de Cristo, para pertencerem a outro, àquele que ressuscitou dos mortos, a fim de que venhamos a dar fruto para Deus” (Romanos 7.4). Jesus disse: Eu sou a videira; vocês sãos os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto...Se alguém não permanecer em mim, será como o ramo que é jogado fora e seca. Tais ramos são apanhados, lançados ao fogo e queimados.(João 15.5 e 6) 

Extraído do livro Devocional A Cada Dia