quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

COMO APROXIMAR-SE DE DEUS?

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus;

Ef. 2.8

Enquanto o mundo gira cada vez mais apressado, movido por recursos tecnológicos e avanços em todas as áreas humanas, científicas, sociais e econômicas o homem do século XXI é um ser solitário, que busca a paz e se esconde da violência. Vive num mundo cheio de conflitos e tragédias, onde a felicidade é apenas uma palavra que há muito perdeu o sentido no tempo.

O desejo de se aproximar de Deus é vivo no interior de cada um, porque lhe arde no peito a certeza de que não somos só carne, somos alma, espírito, temos consciências, desejos, incertezas. Não é só o material que nos satisfaz, mas o emocional, o psicológico e o religioso.

E no anseio de ser aceito por Deus, cria mecanismos, faz rituais e se perde nas suas próprias ideias. São como Caim, buscam por si mesmos e do seu próprio modo saciar a justiça de Deus. Esquecem de ouvir e obedecer ao Pai e O oferecem dádivas de que nada servem.

O texto abaixo é um exemplo disso. Um homem levando uma cruz para pagar pecados. Deus não quer sacrifícios, porque de nada servem. É triste ver um homem caminhando para uma decepção. Pode haver sinceridade, pode haver religiosidade, pode haver sacrifício. Mas é frustrante saber que toda essa dedicação nunca conseguirá atingir o céu nem o coração de Deus.

No versículo acima, o apóstolo Paulo declara uma verdade que o homem não quer saber: Somos salvos pela cruz e é de graça. Ninguém pode fazer nada para alcançar o céu senão obedecer e aceitar o sacrifício da cruz. Você já aceitou Jesus?

Só Jesus é o único caminho que conduz a Deus. Só o seu sacrifício é aceito por Deus. Sem Jesus e Seu sangue, você continuará eternamente separado de Deus. Não faça como Caim que preferiu o seu próprio modo de pensar e caminhou para uma grande tragédia, tristeza e solidão. Jesus quer perdoar teu pecados e te apresentar a Deus.

APRENDE A VIVER


terça-feira, 30 de janeiro de 2018

CONFIRME SUA RESERVA

Por isso, irmãos, procurai, com diligência cada vez maior, confirmar a vossa vocação e eleição; porquanto, procedendo assim, não tropeçareis em tempo algum. 

II S. Ped. 1:10.

Tempos atrás, um amigo meu entrou distraidamente no avião errado. Só descobriu o engano depois de ter-se ajeitado confortavelmente no assento, quando o avião estava pronto para a decolagem! Por sorte, teve tempo de sair e embarcar no avião em que devia estar.

Em 1984, Michael Lewis, estudante na Califórnia, não teve tanta sorte. Depois de uma visita de três meses à Alemanha, ele estava retornando para sua casa em Oakland, via Los Angeles. Em Los Angeles, quando um funcionário da viação aérea da Nova Zelândia anunciou o embarque para Aukland, Lewis entendeu Oakland e entrou no avião. Depois de já estar voando, Lewis descobriu o equívoco, mas era tarde para o avião retornar. Quando voltou para os Estados Unidos (nada menos que por cortesia da viação aérea da Nova Zelândia!), ele explicou que o problema era que os neo-zelandeses "falavam diferente"...

Nós sorrimos por causa do erro de Lewis. Cometer esse engano é embaraçoso, mas errar no que diz respeito ao nosso destino eterno não é nada engraçado. A Bíblia fala de pessoas que, no dia do juízo, pensarão estar "a bordo" rumo ao Céu, só para descobrir que estão chegando ao lugar errado. Lemos acerca disso em S. Mat. 25:31-46. Essas pessoas protestarão: "Senhor, Senhor! porventura, não temos nós profetizado em Teu nome, e em Teu nome não expelimos demônios, e em Teu nome não fizemos muitos milagres? Então [Cristo lhes dirá] explicitamente: Nunca vos conheci. Apartai-vos de Mim, os que praticais a iniqüidade." S. Mat. 7:22 e 23.

Você e eu podemos evitar esse engano trágico, ao confirmar agora mesmo a nossa vocação e eleição. Isso quer dizer verificar o destino e conferir nossa reserva toda vez que o Espírito de Deus nos falar ao coração. É o Espírito Santo que nos convence quando estamos no caminho errado e, apontando o certo, diz: "Este é o caminho, andai por ele." Isa. 30:21.

Se você está sentindo o apelo do Espírito Santo ao seu coração agora mesmo, por que não verificar o destino e confirmar a sua reserva?

TEM DE MORRER


segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

CONFIANDO NO SENHOR

Numa classe de crianças foi contada a impressionante história de Jesus e de Pedro, resolvendo um problema sobre pagamento de impostos, através de uma moeda encontrada na boca de um peixe...

O pequeno Raul ficou cheio de esperanças, lembrando-se da multiplicidade de problemas financeiros que envolviam sua pobre mãe viúva. Quanto mais o menino pensava na maneira como se desenrolou a história que ouvira, mais ele ia se convencendo de que Jesus poderia hoje fazer coisa semelhante por eles.

E tanto insistiu nesse pensamento que, esvaziando o seu cofrezinho, juntou as poucas moedas que havia economizado e foi correndo à peixaria mais próxima. Ali, ele se dirigiu ao rapaz que atendia aos fregueses, pedindo-lhe:

- Quero comprar um peixe dos maiores que houver.

O moço, gentilmente, explicou que os peixes maiores custavam bastante mais caros. Vendo, então, que o dinheiro que levava não seria suficiente, Raul pensou um pouco e por fim acrescentou:

- Moço, na verdade eu preciso apenas de uma cabeça de peixe.

- Ah, isso se arranja facilmente - disse o peixeiro - e posso lhe conseguir uma bem grande, por um preço bastante pequeno!

Efetuando a compra, o garotinho saiu radiante de alegria, na certeza de estar dando os passos finais na solução de tantas dificuldades. Correu, levando pra casa a cabeça do peixe embrulhada num pedaço de jornal. Na cozinha, ele a colocou sobre a mesa e foi procurar a mãe, para agora lhe contar sobre a história que ouvira a respeito de Jesus. Relatou-a com todos os detalhes e por fim, exclamou:

- Mamãe, pode estar certa de que agora vamos pagar todas as nossas dívidas!

Logicamente não havia nenhuma moeda na boca do peixe, como esperava o pequeno órfão. Esse fato veio abalar a fé da criança naquele momento.

Porém, ao limpar a mesa, casualmente a mãe deparou com o seu nome impresso no pedaço de jornal que embrulhava a cabeça do peixe.

Lendo com atenção, ela tomou conhecimento de que se tratava de um anúncio que certo advogado fizera publicar, convocando-a ao seu escritório, a fim de lhe comunicar a respeito de uma herança que lhe fora deixada por um parente que acabara de partir. Inacreditável! Surpreendente!

O milagre esperado pelo menino acabou acontecendo, embora de forma diferente. De joelhos, mãe e filho deram graças ao Senhor pelo socorro que tão oportunamente lhes enviava.

Nem sempre Deus responde às nossas súplicas de maneira que esperamos, nem por vias tão diretas ou processos semelhantes a outros já acontecidos, porém, felizes e venturosos são aqueles que nele confiam.

O VALOR DAS COISAS

domingo, 28 de janeiro de 2018

O CAMPO MAIS RICO DO MUNDO


Ao que enterrou seu talento, lhe respondeu o seu senhor: Servo mau e preguiçoso. 



Mateus 25.26

O lugar mais rico deste planeta não são os campos de petróleo do Kwait, do Iraque ou da Arábia Saudita.

Tampouco, as minas de ouro e de diamantes da África do Sul, as minas de Urânio da União Soviética e as minas de prata da África.

Embora isso seja surpreendente, os depósitos mais ricos de nosso planeta podem ser encontrados a alguns quarteirões da sua casa. Eles estão no cemitério local. Enterrados embaixo do solo.


Dentro das paredes daqueles túmulos estão sonhos que nunca se realizaram, canções que nunca foram escritas, pinturas que nunca encheram uma tela, ideias que nunca foram compartilhadas, visões que nunca se tornaram realidade, invenções que nunca foram experimentadas, planos que nunca passaram da "prancheta" mental e propósitos que nunca foram realizados.


Nossos cemitérios estão cheios de um potencial que permaneceu inerte. Não enterre seu talento!

Fonte: Livro: Conta mais uma!
Editora Mensagem Para Todos.

HOMENS SÁBIOS E INTELIGENTES


sábado, 27 de janeiro de 2018

O TESTE DO "E DEPOIS?"

"...porque as riquezas não duram para sempre, nem a coroa, de geração em geração". (Provérbios 27:24)

Há uma história que data do século 16, de uma conversa profunda entre um jovem ambicioso e um cristão devoto de nome St. Philip Neri. O jovem disse-lhe animado: "Os meus pais concordaram finalmente em que eu estudasse direito!" Philip simplesmente perguntou: "E depois disso?"

Ele respondeu, "Obviamente tornar-me-ei num advogado!" "E depois disso?" interrompeu Philip. "Depois ganharei muito dinheiro, comprarei uma casa de campo, adquirirei uma carruagem com cavalos, casarei com uma mulher bonita e terei uma vida encantadora!" argumentou ele.

De novo Philip perguntou: "E depois?" "Depois ?" O jovem começou então a refletir pela primeira vez na morte e na eternidade. Ele percebeu que não tinha reconhecido Deus nos seus planos e estava construindo a sua vida em valores temporais. O sentido desta história não é afirmar que as riquezas estão erradas, mas se elas se tornam o nosso alvo central, estamos ignorando a eternidade e confiando no dinheiro e não em Deus. Jesus disse que é impossível amar o dinheiro e amar a Deus (Mateus 6:24), e Ele advertiu: "Não ajunteis tesouros na terra,? mas ajuntai tesouros no céu" (v.19-20). Tanto o jovem como o velho deve fazer planos de vida, mas tenhamos sempre a eternidade em mente ao submeter esses planos ao teste de "E depois?". 

A verdadeira medida da nossa riqueza é o tesouro que temos no céu.

Magali Coutinho/Texto extraído do Devocional: Pão Diário

MARCA DE DEUS


sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

CRISTÃO DE FATO


É PELA GRAÇA , MAS É DOLOROSO

É somente pelo trabalho poderoso da Graça em nós, mediante a fé, que a Lei pode ser confirmada, por nossa obediência aos seus mandamentos, uma vez que, apesar de ser pela Graça, por um favor imerecido de Deus, a graça é educadora e operosa, produzindo as provações e experiências necessárias para a nossa transformação, mediante a regeneração e santificação, e estas operações são dolorosas para nós, porque não é com facilidade que o velho homem é crucificado e despojado, e este trabalho é vital e essencial para a obediência da fé, uma vez é na velha natureza que reside o pecado, e não na nova, a qual é recebida na conversão. Daí a nossa inteira dependência de Cristo.

Silvio Dutra

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

UM FERREIRO NOTADO POR TODOS

“E ela disse a seu marido: Tenho observado que este que passa sempre por nós é um santo homem de Deus” 
2 Reis 4:9

Em uma pequena aldeia vivia um ferreiro. Não tinha muito talento para falar, mas participava ativamente das reuniões de uma igreja local. Em uma certa noite, muito escura, um homem da localidade e que nada queria com Deus, desceu do trem na estação e começou a caminhar em direção à sua casa. Durante o trajeto de cerca de três quilômetros, precisava atravessar uma rústica ponte de madeira que cobria um riacho que passava uns cinco metros abaixo. Devido à escuridão, acabou tropeçando e caindo sobre as pedras bem abaixo, ficando seriamente ferido. Seus gritos foram ouvidos pelos vizinhos que correram para ver o que havia acontecido. Ao se aproximarem da ponte, as primeiras palavras que ouviram do homem foram: “Mandem buscar o ferreiro que ora.”

Aquele ferreiro era reconhecido não pelo dinheiro que possuía, nem pelo seu grau de cultura nem por uma posição de destaque no local onde morava. Era lembrado como um homem de oração e certamente já havia acudido a muitas pessoas aflitas que o procuravam para interceder por seus problemas e dificuldades.

Temos nós compartilhado, com as pessoas que nos cercam, das coisas que temos experimentado diante de Deus? Temos dado um testemunho fiel de que somos servos de Cristo, fazendo com que estas pessoas se lembrem de nós quando se vêem diante de dificuldades? Ou a nossa vida é tão apagada que os nossos parentes e amigos nem percebem que somos cristãos?

Que marcas os nossos pés têm deixado ao longo de nossa caminhada? São pegadas profundas, perceptíveis a olho nu, denunciando a presença do Senhor conosco ou rastros insignificantes que sequer são notados por aqueles que passam ao nosso lado?

O que seus irmãos notam em sua vida?

Pr. Paulo Roberto Barbosa, do site – Escuro Iluminado

CRISTÃO ÚTIL


quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

ATENTOS NO CAMINHO

Adicionar legenda
“Não se desvie para os seus caminhos o teu coração, e não andes perdido nas suas veredas” 
Provérbios 7:25

Um homem comprou um novo cão de caça. Ansioso para ver se era realmente bom, saiu com ele para localizar um urso. Tão logo chegaram no bosque o cão farejou a trilha. De repente, o animal parou, cheirou o chão e disparou em uma nova direção. Ele sentiu o cheiro de um cervo que havia cruzado o caminho do urso. Alguns momentos mais tarde ele se deteve novamente, sentindo o odor de um coelho que cruzara o caminho do cervo. Finalmente, muito cansado e ofegante, o caçador encontrou seu cão latindo triunfalmente diante do buraco de um rato do campo. Nós, cristãos, muitas vezes agimos da mesma maneira. Colocamos Jesus em primeiro lugar em nossas vidas confiando ser este o melhor caminho a seguir. Porém, pouco depois desviamos nossa atenção para coisas sem a menor importância. A partir daí, acabamos nos afastando mais e mais do nosso propósito original.

A Palavra de Deus nos diz que ao conhecermos a Verdade somos, por Ela, libertos. A partir daí devemos centralizar nossa fé na perseverança em caminhar no centro desta Verdade, para que não mais venhamos a nos enroscar nas correntes enganadoras deste mundo.

Quantas vezes, após momentos de grandes provações e desacertos, vemos novamente o sol da alegria brilhar sobre os dias nebulosos que teimavam em ser os únicos companheiros de todos os momentos. Sentimos que acordamos de um terrível pesadelo e que dali para a frente apenas a felicidade sentaria ao nosso lado.

Mas, distraídos com a calma que agora passou a imperar em nossos corações ou mesmo com algum novo ingrediente que passou a frequentar os mesmos locais de nosso caminhar,
acabamos perdendo, sem o perceber, as bênçãos que até bem pouco tempo enchiam de regozijo a nossa alma.

Que estejamos sempre vigilantes para que a nossa fé não desfaleça e para que sob hipótese alguma deixemos a presença do Senhor. Só assim os nossos dias serão sempre claros e
abençoados e poderemos viver, desde agora, a vida abundante e eterna que Deus preparou para nós.

Pr. Paulo Roberto Barbosa, do site – Escuro Iluminado

O QUE JESUS PROMETEU


terça-feira, 23 de janeiro de 2018

DEUS ESCOLHEU VOCÊ

Ninguém é pequeno demais para que Deus não possa usá-lo, nenhuma desculpa é aceitável. Da próxima vez que você achar que tem um motivo para Deus não poder usá-lo, lembre das seguintes pessoas: 

Noé foi bêbado 
Abraão era muito velho 
Isaac era um alucinado 
Jacó era mentiroso 
Lia era feia 
José foi escravo e assediado 
Moisés foi um assassino ( Como Davi e Paulo) Débora era muito crítica 
Gideão era medroso 
Sansão tinha cabelos longos 
Raab foi prostituta 
Jeremias e Timóteo eram muito jovens 
Elias era suicida 
Isaías pregou nu 
Jonas fugiu de Deus 
Noemi era viúva 
Jó perdeu tudo 
João Batista comia gafanhotos 
Pedro era temperamental 
João era metido a santo (fanático) 
Os discípulos dormiram enquanto oravam 
Marta se preocupava com tudo 
Sua irmã Maria era preguiçosa 
Maria Madalena era endemoniada 
O garoto com os peixes e pães era desconhecido (e ainda é) 
A mulher samaritana teve muitos homens 
Zaqueu era muito baixo 
Pedro era muito impulsivo 
Marcos tinha desistido de tudo 
Timóteo tinha úlcera de estômago 
E Lázaro já havia morrido. 

Todos foram curados, tratados e sentiram a maravilha do amor e o poder de Deus sendo usados para levar as Boas Novas aos que ainda não conheciam e mostrar o caminho da vida eterna a todos. 

E agora qual desculpa nós vamos arrumar para não nos colocarmos na posição que Deus deseja que tomemos? 

Um dia lindo, como sua alma. 
Um semana abençoada. 
Um abraço. 
Equipe Portal da Comunhão. 

Johanna Paula Xavier Gomes Pereira

UM MÉRITO


segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

EMBARAÇO DA VIDA

"Deixemos todo embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia..." 

Hebreus 12:1.

Um cavalheiro, apreciando as cataratas do Niágara, viu uma águia voando em direção a um cordeiro congelado, preso a um pedaço flutuante de gelo. A águia pousou sobre ele que se dirigia rapidamente para as quedas, levado pela correnteza.

De vez em quando a águia, orgulhosamente, erguia sua cabeça e abria suas grandes asas como a dizer: "Eu estou seguindo em direção ao perigo mas sei o que estou fazendo; eu voarei para longe e escaparei antes que seja muito tarde." Ao aproximar-se das quedas, ela abriu suas poderosas asas e preparou-se para alçar voo. Contudo... meu Deus! Ai de mim!

-- enquanto ela se banqueteava com a carcaça morta, seus pés congelaram. Ela gritou e bateu com suas asas no gelo até que todo o seu corpo estava congelado, precipitando-se, junto com o cordeiro, pelas quedas em direção à escuridão abaixo.

Este é também o retrato daquele que bebe socialmente, achando que jamais se tornará um alcoólatra; do homem que passa horas diante de uma mesa de jogo afirmando que é apenas para se divertir e que nunca será um viciado; daqueles que enganam aqui, defraudam ali, crendo que a qualquer momento pararão sem que o mal se torne uma prática mais profunda em sua vida.

Um dos maiores enganos do pecado é sugerir, a quem o pratica, que ele poderá ser deixado de lado a qualquer momento, na hora desejada. Alguns dizem que precisamos experimentar de tudo... para saber se é realmente mau ou não... e, se não gostarmos, poderemos parar imediatamente.

Mas será realmente assim? Poderemos nos livrar das coisas más que fazemos na hora que quisermos? O pecado é como uma rede que vai nos prendendo mais e mais e quanto percebemos o erro e tentamos voltar, muitas vezes estamos tão enroscados que o retorno se torna difícil e doloroso.

O ideal é que não nos arrisquemos, enveredando por caminhos que poderão nos levar à perdição, mas se isso já aconteceu, comecemos a buscar o caminho de volta. Sabemos que poderemos contar sempre com a presença de Jesus que nos estenderá a mão para nos livrar.

Paulo Roberto Barbosa

PRONTOS?


domingo, 21 de janeiro de 2018

AMIGOS SE COMPLETAM

Samuel Johnson aconselha: “Aquele que não faz novos conhecidos à medida que avança pela vida, logo se verá sozinho. É preciso manter a amizade em constante reparo”.

Na viagem da vida, não podemos achar que os amigos que viajam conosco estarão sempre ali. A amizade precisa ser revisada regularmente. Para aqueles que foram decepcionados e feridos por amigos, falar de amizade apenas convida ao cinismo. 

Ninguém pode ter tido mais motivos para ser cínico em relação a amigos do que Jesus. Ele fez doze amigos íntimos em sua vida terrena. Um destes o traiu, outro negou conhecê-lo, e todos o abandonaram na hora em que mais precisava deles.

Contudo, na última refeição que partilhou com eles, disse-lhes: “Vós sois meus amigos” (João 15.14). Estas palavras são ainda mais impressionantes se lembramos, que Jesus, com Seu conhecimento sobrenatural sabia o que Judas, Simão Pedro e os outros estavam para fazer. Judas haveria de traí-lo com um beijo, Pedro diria que nunca o conheceu, e os outros fugiriam e se esconderiam para salvar a própria pele.

Jesus não era ingênuo quanto à amizade. Ele conhecia as pessoas. Ele conhecia seus amigos. Ele conhecia as fraquezas deles. Mas ainda os chamava de amigos. 

Amigos que falham conosco não são necessariamente malignos ou traiçoeiros. Eles são simplesmente humanos, sujeitos às mesmas fraquezas que todos nós temos. Eles fraquejam e caem. Às vezes esquecem; muitas vezes nem entendem como nos sentimos. 

Fonte: Sabedoria Pastoral – David W. Wong

Valorize não só seus amigos, mas também as pessoas que te rodeiam, sejam elas falhas ou ainda que não te agradem pelo modo de ser. “Podemos tudo em Cristo” (Fp. 4.13). Comece por um bom dia... vá quebrando as barreiras que há em você. Amanhã essa pessoa pode ser uma pessoa melhor e se tornar uma bênção de Deus!

Vitor Hugo

NÃO REIVINDIQUE


sábado, 20 de janeiro de 2018

LEVANTE-SE DA CADEIRA

“Levanta-te, resplandece, porque é chegada a tua luz, e é nascida sobre ti a glória do Senhor” 

Isaías 60:1

Vestida como uma boneca de trapo, Melody Schick, de 24 anos, sentada com um ursinho de pelúcia em seus braços, olhava fixamente em direção a uma grande plataforma onde pessoas passavam a todo momento. Apenas seus olhos se moviam. Após cinco horas e quarenta e três minutos naquela posição, ela levantou-se vagarosamente e tentou sorrir. A senhorita Schick estava buscando bater o recorde mundial de ficar sentada e quieta! O recorde anterior era de 5 horas e 32 minutos. A tentativa aconteceu em um shopping center de Dallas, No Texas, EUA, com centenas de compradores assistindo. Certamente existem alguns santos na Igreja que podiam tentar aquele recorde. Eles têm se mantido sentados, quietos — metaforicamente se não literalmente — por anos. Eles nunca estiveram envolvidos no trabalho da igreja local. Eles criticam a igreja frequentemente, mas eles nunca participam no programa.

Não há experiência mais marcante ou mais gratificante do que a que temos quando nosso coração se abre para o Senhor habitar. É um acontecimento que jamais sairá de nossa lembrança e uma felicidade que jamais poderá ser igualada. 

E qual tem sido a consequência dessa transformação que nossa vida experimentou? O que temos feito pra mostrar a Deus o quanto estamos felizes e como estamos agradecidos por tão grande bênção?

Quando recebemos a Cristo em nossas vidas e nada produzimos em prol da extensão do reino de Deus, impedimos que aquele momento que tanto regozijo trouxe ao nosso viver se repita. Passamos todos os nossos dias apenas lembrando do quanto nos alegramos com o Senhor e não permitimos que esta bênção, como um manancial de águas cristalinas, se renove a cada manhã.

Levante-se da sua cadeira e do seu marasmo. Apresente-se ao Senhor e deixe que Ele brilhe em sua vida.

Pr. Paulo Roberto Barbosa

PODE ACONTECER


SER MISERICORDIOSO


sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

UNIÃO TOTAL

“Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne.” 
Mateus 19.6a

Na bonança é gostoso ser unido e compartilhar! Mas, nas tempestades, quando é preciso levar fardos pesados uns dos outros (Gl 6.2), a história muda! Porém, o Criador insiste nesse ponto. Seu lema não é ‘cada um por si e Deus por todos’. Assim cada casal é chamado a dividir tudo, inclusive os fardos! 

E como se faz isso? Certamente não com fingimento! 

Num convívio tão próximo como o de marido e mulher, nossa pecaminosidade não desaparece. Ao contrário, ali ela se manifesta. Por isso a Palavra de Deus recomenda: Quando vocês ficarem irados, não pequem. Apazigúem a sua ira antes que o sol se ponha, e não dêem lugar ao diabo (Ef 4.26s.). O prazo para sentar e conversar é o pôr-do-sol, o fim do dia. Deus quer que resolvamos hoje mesmo nossos atritos, pois, do contrário, o Seu inimigo vai aproveitar a brecha para pôr suas cunhas! 

Aliás, o nome diabo provém do grego e significa: o que divide, confunde! Essa é exatamente a especialidade do inimigo de Deus: dividir e confundir! Faz-nos reparar na mínima falta do outro enquanto nos cega completamente para os próprios erros. 

Como não cair nessa arapuca a cada desencontro? A recomendação é: ...confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz (Tg 5.16). Nós mesmos não podemos inverter nosso modo natural de ver, mas o Espírito Santo quer e pode operar que o faltoso enxergue e confesse a sua falta. E quem sofreu falta, pelo Espírito clame a Deus pelo perdão do parceiro. A quem age assim Jesus promete: “Se dois de vocês concordarem na terra em qualquer assunto sobre o qual pedirem, isso lhes será feito por meu Pai que está nos céus” (Mt 18.19).

Oração: Senhor, concede-nos, como casal, viver união plena!

Devocional Orando em Família

DESEJOS TERRESTRES


quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

A VEREDA DO JUSTO

Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito." 

Provérbios 4.18

Observei o poder da luz por ocasião de uma visita aos EUA. As luminárias públicas, na época, iam aumentando a intensidade da luz conforme a escuridão ia chegando. O processo era automático. Enquanto o sol ainda não se punha, elas quase não brilhavam. Mas quando a escuridão aumentava mais e mais sobre a cidade, a luz ficava cada vez mais forte. Nisso, veio-me em mente a nossa situação nestes tempos do fim que ficam cada vez mais escuros. Nossa vocação é ser "...a luz do mundo". Luz é poder. 

Se em seu coração realmente foi acesa a "luz clara do Evangelho", então justamente quando a escuridão da noite cair sobre nós, a luz brilhará com maior intensidade. Na história da Igreja, na época em que igreja e estado eram interligados, isso foi sumamente perigoso para os filhos de Deus. A igreja era uma luz artificial que iluminava os pagãos. Os homens foram cristianizados, mas não evangelizados. Porém, nós, como filhos de Deus, temos hoje em dia – mais do que qualquer outra geração da Igreja de Jesus –, a tarefa de fazer brilhar a nossa luz com intensidade cada vez maior, pois a escuridão aumenta cada vez mais.

Extraído do livro Pérolas Diárias (de Wim Malgo)

SEM ARREPENDIMENTO


quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

ÚLTIMO SUSPIRO

Israel reuniu suas forças e assentou-se na cama. Gênesis 48.2 

A morte violenta ou a morte de uma pessoa jovem é sempre trágica. Mas, estar ao lado de quem está morrendo pode ser uma experiência incrível. Segurar sua mão, compartilhar uma canção, uma prece e ouvir a palavra de Deus, reunidos ao redor de uma cama, onde o tempo e a eternidade se encontram, é um privilégio. José ouviu que seu pai, Jacó, estava morrendo. 

Ele correu para junto dele. A Bíblia, então, registra algo que familiares, amigos, médicos e enfermeiras têm visto ao longo dos anos. Pais frágeis e à beira da morte erguem suas forças quando um filho ou filha os vem visitar mais uma vez. Algumas palavras finais são ditas, alguns gestos de amor exprimidos e logo há o silêncio, quando o pulmão pára de respirar. É bom parar à beira da cama de Jacó por alguns instantes. 

Jacó, o traiçoeiro, relembra à seu poderoso filho de que existe um Deus, ainda mais poderoso: "O Deus Todo-Poderoso apareceu-me em Luz, na terra de Canaã, e ali me abençoou". E continua descrevendo em detalhes as promessas de Deus. E, então, Jacó inclui os filhos de José entre seus próprios filhos. "Eles são meus", ele diz. O Natal é uma boa época para lembrar que o Pai, por meio de Jesus, nos adota como seus filhos. Ele diz: "Eles são meus". 

Pense: "Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum." (Salmo 23) 

Ore: Deus Eterno, somos finitos e mortais. Voltaremos ao pó de onde viemos. Que nossas últimas horas sejam de paz, que o sofrimento não nos roube a esperança e a fidelidade a ti. Em nome de Jesus. Amém

Cada Dia
www.cadadia.com.br

A ORAÇÃO


terça-feira, 16 de janeiro de 2018

IRMÃOS GÊMEOS

Ainda no ventre da mãe, já no nono mês de gestação e prontos para vir à luz, dois bebês começaram a dialogar. Conversavam em sua linguagem propícia de nenéns-não-nascidos, e ao seu modo, um deles indagou ao outro:

- Será que existe vida após o parto?

O outro gêmeo respondeu:

- Acredito que não, pois nunca soube a notícia de alguém que tenha voltado para contar...

O primeiro bebê começou então a lastimar:

- Que pena! Logo agora que comecei a entender as coisas e a gostar desse lugar quentinho e confortável, sinto que estou prestes a ser expulso...

- Eu também, disse o segundo, e o pior é que nós nem sabemos para onde vamos...

- Creio que chegou o nosso fim, acrescentou o primeiro.

E o segundo arrematou:

- Se foi pra nos destruir, para quê então nos fizeram???

Você que lê esse relato, sabe perfeitamente que esse não foi o fim desses dois, e sim, o verdadeiro começo de suas vidas...

Se antes, eles que nem enxergavam já gostavam de onde estavam, imagine agora, em que puderam abrir os olhos e se deparar com o nosso fantástico mundão de novidades... Êta sô!!! Pois é, descobriram sim, que existe realmente a tal vida após o parto...

E você, caro leitor, acredita numa outra vida além dessa em que vives??? Crês que no momento em que for dispensado desse mundo, tudo terminará por aqui mesmo? Estais indignado com Aquele que te criou para então depois te destruir...? Ou almejas viver uma nova vida, bem mais repleta e bem mais abundante que essa?

Lembre-se: Quem te criou, não o fez para destruir-te, muito pelo contrário, fê-lo eterno... Também não o fez para torná-lo fixo nesta terra, mas para que habites com Ele para sempre... no Paraíso.

"Antes que eu te formasse no vente materno, Eu te conheci, e antes que saísses da madre Te consagrei, e Te constitui mensageiro ao mundo" (Jeremias 1:5)


Cícero Volney

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

DESFRUTE O MELHOR

Tudo aquilo que você alimenta cresce. Isso é verdade em relação ao seu corpo, sua mente e também a sua alma. É verdade em relação a uma informação negativa ou positiva. John Gray

Tudo aquilo que você estiver fazendo – desfrute-o melhor! Quem disse que o trabalho tem que ser algo difícil e tedioso? Busque uma maneira de desfrutá-lo e – sem dúvida alguma – você será muito mais eficiente. Quem disse que aquele tempo frio e chuvoso tem que ser necessariamente algo insuportável? Desfrute os frios pingos d’água no seu rosto. Desfrute a beleza da chuva e aquela fonte inicial de insatisfação se transformara num prazer. 

São muitas as pessoas que colocam limitações ao seu próprio bem-estar. Elas dizem: "Ah! se apenas eu pudesse conseguir um novo trabalho, então eu seria feliz" ou "Ah! se apenas eu conseguisse conquistar aquela garota, aquele rapaz!" "Ah! se eu pudesse comprar aquela casa!" O problema é que quando você impõe condições ao seu estado de espírito, então você coloca algemas em si mesmo e se torna escravo daquelas condições. 

Se buscarmos satisfação pessoal na fonte errada, fatalmente estaremos arruinando a nós mesmos. Por isso devemos buscar uma sintonia com o Criador, e, em harmonia com a Sua soberana vontade, desfrutar a vida independente das circunstâncias. Agindo assim você irá ganhar um novo sentido para viver e – sem nenhuma dúvida – a aprovação do Pai. 

Para MeditaçãoTanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez. Filipenses 4.12 

Nélio DaSilva

domingo, 14 de janeiro de 2018

FIRMEZA OU FRAGILIDADE

E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito" 

Romanos 8:28

É muito conhecida a história de José. Mesmo quem nunca leu a Bíblia sabe o que lhe aconteceu, pois, os fatos que cercaram sua vida foram alvos de muitos filmes e músicas. Entre as muitas aflições pelo qual passou, podemos destacar: ele foi odiado pelos irmãos, colocado em uma cova, vendido para o Egito, caluniado por uma mulher má e lançado em uma prisão.

Nenhuma dessas coisas foi boa para José. Mas José em todo momento manteve sua conduta de forma correta através de todas as provações.

Nem todas as coisas que nos sobrevêm são, em si mesmas, boas ou agradáveis. Mas será a forma com que lidaremos com elas que mostrará a nossa firmeza ou fragilidade. Se formos sinceros e verdadeiros em nossa comunhão com o Senhor, poderemos descansar, certos de que Ele agirá incessantemente a nosso favor e todas as coisas o glorificarão.

Há momentos em que enfrentamos situações adversas que parecem intermináveis. Olhamos para trás e não conseguimos precisar onde começaram e para a frente sem vislumbrar uma forma de livramento. Questionamo-nos sobre os motivos de estarmos passando por tais situações mas não encontramos respostas.

Necessitamos confiar plenamente que tudo acontece segundo a permissão ou direção do Senhor. Sendo assim, o que nos sobrevêm, ou é enviado por Deus ou permitido por Ele. Como é Ele quem envia ou permite, é certo que também pode evitar que ocorra. E, desde que não tenha evitado, devemos concluir que é de Sua vontade e, em último caso, que trabalhará a situação para a Sua glória e, para nosso bem.

Você está passando por situações aflitivas? Fique firme, Deus lhe dará a vitória!

Paulo Roberto Barbosa

sábado, 13 de janeiro de 2018

COMO É A SUA VIDA?

Algumas pessoas são como rodas, não trabalham a menos que sejam empurradas. 

Algumas são como reboques, precisam ser puxadas! 

Algumas pessoas são como as pipas, sempre no ar e se não for mantida presa a uma linha, voam para longe!

Algumas outras são como canoas, precisam ser remadas.

Algumas são como bolas de futebol, não sabemos de que forma elas voltarão em seguida! 

Existem pessoas que são como balões de gás, vivem soprando para o alto e nunca se sabe quando vão explodir!

Há pessoas que são como um pneu furado, precisam ser levantadas.

E algumas pessoas são como um bom relógio ouro puro, face à mostra, sempre pontuais, de confiança, ocupadas e sempre prontas a mostrar um bom trabalho.

Será que nos encaixamos em alguma das definições acima?

Temos estado satisfeitos com o tipo de vida que levamos ou gostaríamos de vivenciar algo melhor?

Quando edificamos nossa vida fora dos padrões e ensinos da Palavra de Deus, estamos sempre sujeitos a uma dependência de terceiros,ou para um empurrãozinho aqui, um abrir de portas ali, uma ajeita dela acolá... E sabemos que isso não é confiável e que nem sempre a solução vem.

Quando entregamos nossas vidas nas mãos do Senhor, que nos
ama, que pagou o preço de nossos erros, que tem prazer em
nos ajudar sem interesses, então poderemos confiar e
descansar, pois, aquilo que for melhor para nós há de
acontecer.

Como é a sua vida?

Paulo Roberto Barbosa. Um cego na Internet! Visite minha homepage: 
Escuro Iluminado 

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

NÃO SE DEIXE ENGANAR

Amados, não creiam em qualquer espírito, mas examinem os espíritos para ver se eles procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo. 

I João 4. 1 (NVI)

O Senhor Jesus Cristo, nos Evangelhos, nos alerta em cerca de quatorze vezes a respeito de falsos mestres e profetas. O apóstolo Paulo de igual forma em suas epístolas, nos traz também alertas nesse sentido. O apóstolo João foi enfático: ?não creiam em qualquer espírito, mas examinem os espíritos para ver se eles procedem de Deus?. Nestes últimos tempos, os falsos profetas estão se multiplicando e muitos desses ?profetas? estão no meio do povo de Deus. Existem aqueles que estão mercadejando o evangelho, alguns falsificando a Palavra, outros com sede de poder, muitos para glória própria. Cada cristão verdadeiro deve examinar pelas Escrituras o comportamento de pregadores, profetas, cantores, mestres, no sentido de saber se realmente são o que dizem ser. É indispensável conhecermos a Bíblia Sagrada, para que através dela, analisemos o procedimento deles. Leia, estude, pesquise, aplique a Palavra de Deus e NÃO SE DEIXE ENGANAR. 

Pr. João da Cruz Parente

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

FROUXO?...

Salomão escreveu: Se te mostrares frouxo na hora da angústia, a tua força será pequena?. 

Com esta frase, o rei judeu, conhecido por sua sabedoria, nos diz que, diante das angústias da vida, das decisões que precisamos tomar, das dificuldades que se apresentam no nosso dia a dia, só existe uma atitude a ser tomada: não afrouxar. Ele não disse que deveríamos brigar, fazer pensamento positivo, ou declarar que isto não existe ou que é o diabo o responsável por esta angústia. Não! Ele disse se você se mostrar enfraquecido, a sua força será pequena. 

Na verdade, ele está dizendo para lembrarmos que Deus continua conosco; que o seu anjo continua acampado ao nosso lado; que Ele é o mesmo de ontem, de hoje e será eternamente; que nenhum dos seus planos pode ser destruído; que nada pode nos separar DELE; que Jesus continua à direita do Pai Todo-Poderoso nos defendendo de todas as acusações do diabo; que o Espírito Santo também intercede por nós com gemidos inexprimíveis e, ainda, que maior é aquele que está em nós (Deus) do que aquele que está no mundo. Será que existe algum motivo maior do que estes para não afrouxarmos na hora da angústia?

Pr. Willlllson

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

VOCÊ PROVOCA IMPACTO?

A palavra impacto significa choque, sensação muito forte. Ao longo da bíblia vemos várias passagens de pessoas que provocaram impacto, mas sem dúvida, a imagem de Jesus foi a que provocou a sensação mais forte no povo. Jesus era uma pessoa diferente de todos naquela sociedade, e isso chamava atenção do povo, ele era diferente porque Deus habitava completamente nele. Nesse momento surge a primeira pergunta: Você é diferente?

Mas para ser diferente algumas medidas tem que ser tomadas, precisamos conhecer mais a Deus. A maneira mais direta e coerente de conhecer a Deus é através da leitura da bíblia, mas o conhecimento bíblico sem um grande desejo de seguir o que está sendo lido não adianta. Vemos em Esdras 7.10 “Porque Esdras tinha preparado o seu coração para buscar e cumprir a lei do Senhor, e para ensinar em Israel os seus estatutos e as suas ordenanças”, ele decidiu fazer diferente, em meio a um povo que não queria muito compromisso com Deus, Esdras se dispôs a buscar e cumprir a lei do Senhor. Surge a segunda pergunta: Você tem se esforçado para conhecer mais a Deus e tem se dedicado a seu serviço?

Se você é diferente, e é separado para as coisas de Deus, precisa agora passar o que você sabe de Deus, através de seus conhecimentos, de suas experiências, dos seus dons. Não desenvolva a obesidade espiritual , não seja um crente que só se alimenta da palavra de Deus, mas que alimenta outras pessoas também. Seja como Jesus, provoque impacto!

Rafael Dantas

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

TRAÇAS

No primeiro ano do seu reinado, eu, Daniel, entendi, pelos livros, que o número de anos, de que falara o Senhor ao profeta Jeremias, que haviam de durar as assolações de Jerusalém, era de setenta anos. 

Daniel 9:2.

A traça se parece com um peixe achatado. Tem o corpo coberto de escamas acinzentadas, duas antenas compridas na cabeça e três caudas. Ela utiliza as cinco pontas para tatear o caminho, achar comida, cheirar e sentir sabor. As casas parecem ser o lugar ideal para as traças, pois não dispensam ficar perto das pessoas. Durante o dia escondem-se em cantinhos escuros, entre móveis e outros objetos, e à noite saem em busca de alimento. Quando se sentem em perigo, usam as seis pernas para fugir.

Apesar de pequena, um centímetro, e de não saber ler, a traça é amante dos livros. A comida para ela deve ser mole e farinhenta.

Tecidos úmidos, cola de papel e de parede, farinhas em geral e livros fazem parte de seu cardápio. A TV; o CD-ROM, o OVO e outros recursos da mídia são os grandes concorrentes dos livros, e já houve até quem profetizasse o fim deles diante da supervalorização da imagem. Mas apesar de coloridas e brilhantes, as imagens não são completas, pois chamam a atenção por alguns segundos sem dar a chance de refletir sobre o que foi visto.

Os livros, por outro lado, ajudam a compreender o mundo. E essa é a sua grande vantagem sobre a imagem. O texto escrito nos dá a possibilidade de pensar e interpretar. E isso que toma a leitura insubstituível. Lendo, você viaja e vai longe. Pode conhecer costumes e povos diferentes. Lendo, você reflete, apóia o autor e seus personagens e vai com eles até o fim da história. Mas se quiser, pode também modificar a história, discordando totalmente sem ser mal interpretado. Lendo, você mantém o cérebro em atividade. A leitura é a ginástica aeróbica de seus pensamentos. Estimula os neurônios, aumenta a agilidade mental, aumenta o raciocínio e a capacidade de argumentação e memorização.

Daniel era profeta. Deus mostrou muitas coisas a ele através de sonhos e visões recheados de imagens. Mas não mostrou tudo. Ele precisou ler alguns livros para entender a profecia. A imagem não basta. A leitura é muito mais. Leia a Bíblia, leia O Velho e o Mar, de Ernest Hemingway. Leia O Presente Precioso, do Dr. J. Spencer. Você vai gostar e o seu cérebro vai agradecer.

http://www.pastordeescola.com.br

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

TODOS TÊM O SEU VALOR

Durante meu 2º mês na Escola de Enfermagem, nosso professor nos deu um questionário. Eu era bom aluno e respondi rápido todas as questões até chegar a última que era:

"Qual o 1º nome da mulher que faz a limpeza da escola?"

Sinceramente, isso parecia uma piada. eu já tinha visto a tal mulher várias vezes. Ela era alta,cabelo escuro, lá pelos 50 anos, mas como ia saber o 1º nome dela?

Eu entreguei meu teste deixando essa questão em branco e, um pouco antes da aula terminar, um aluno perguntou se a última pergunta do teste ia contar nota.

-É claro! -respondeu o professor. -Na sua carreira, você encontrará muitas pessoas.Todas têm seu grau de importância. Elas merecem sua atenção mesmo que seja com um simples sorriso ou um simples alô.

Eu nunca mais esqueci essa lição e também acabei aprendendo que o 1º nome dela, da faxineira, era Dorothy.

Leidy Weber