quarta-feira, 30 de setembro de 2020

CONFIANÇA DE ALEXANDRE E O MÉDICO

A confiança de Dario aumentou ainda mais quando se convenceu de que era por covardia que Alexandre se demorava na Silícia. Mas o que detinha Alexandre naquele lugar era uma doença, atribuída por uns a seu cansaço, por outros a um banho tomado no Cinnus, cujas águas são geladas. Os médicos, persuadidos de que o mal estava acima de todos os remédios, não ousavam ministrar-lhe os socorros necessários, com medo de provocar, se não conseguissem curá-lo, o ressentimento dos macedônios. Só Filipe – o Acarnaniano – venceu esse receio. Vendo o rei em perigo extremo, contando com a amizade que Alexandre tinha por ele e considerando ainda a vergonha porque passaria se não se expusesse ao perigo para salvar aquela vida ameaçada, experimentando, para salvá-la, os últimos remédios e arriscando tudo, propôs-lhe um tratamento e convenceu-o de que devia confiar, se é que desejava tanto sarar e ficar em condições de continuar a guerra.

Nessa ocasião, Alexandre recebera uma carta que Parmenion lhe enviara do campo, avisando-o de que devia pôr-se em guarda contra Filipe. Dizia a carta que Filipe, seduzido pelos ricos presentes de Dario e pela promessa de se casar com sua filha, comprometera-se a provocar a morte de Alexandre. O rei leu a carta e, sem a mostrar a nenhum dos seus amigos, guardou-a debaixo do travesseiro. No momento oportuno, Filipe acompanhado pelos médicos, entrou no quarto, com o remédio que trazia numa taça. Alexandre deu-lhe com uma das mãos a carta de Parmenion, e, tomando com a outra a taça, engoliu o remédio de um só gole, sem deixar transparecer nenhuma suspeita. Foi admirável o espetáculo, uma cena deveras teatral, ver os dois homens, um lendo, outro bebendo, depois de se olharem, mas um e outro de maneira bem diferente. Alexandre, com o rosto risonho e satisfeito, atestava a seu médico a confiança que nutria nele. E Filipe indignava-se contra a calúnia, ora chamando os deuses para provar sua inocência, com as mãos levantadas para o Céu, ora jogando-se sobre a cama de Alexandre e exortando-o a ter esperança e a deixar-se guiar por ele sem receio.

O remédio, provocando forte reação, começou produzindo-lhe um grande abatimento no corpo, tirando-lhe e reprimindo lhe, por assim dizer, todo o vigor até nas fontes da vida; e isto a ponto de Alexandre desmaiar, sem mais voz e apenas com um resto de pulso e de sensibilidade. Mas, os socorros de Filipe fizeram-no logo recuperar as forças e aparecer aos macedônios, cuja inquietação e pavor só cessaram ao tornarem a ver Alexandre". – Alexandre e César.

Fonte: http://www.iasdemfoco.net

RAZÃO HUMANA

 

terça-feira, 29 de setembro de 2020

FÉ QUALIFICADA

João capítulo 4 e versículo 7 descreve um pai que tinha um filho doente. Ele “procurou-o e suplicou-lhe que fosse curar seu filho, que estava à beira da morte.” Direto, urgente. O oficial tinha um pedido e um plano de ação. Na mente dele, os dois andariam lado a lado de Caná até Cafarnaum.

A resposta de Cristo nos surpreende. “Se vocês não virem sinais e maravilhas, nunca crerão”. (João 4:48 NVI). Ele levantou uma bandeira de cautela contra uma fé qualificada que diz “Eu vou crer se…”, “Eu vou crer quando…”. Depois Jesus falou ao pai “Pode ir. O seu filho continuará vivo” (João 4:50 NVI). Esse foi o momento da verdade para o pai, o momento em que ele começou a caminhada mais longa. O homem confiou na palavra falada de Cristo. Agora faça o mesmo. Lembre-se, amigo, você nunca está só.

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Contingent of Faith”

O MOMENTO MAIS PERIGOSO

 

segunda-feira, 28 de setembro de 2020

DEUS NÃO ME AMA


Esta é a queixa de muitos, ainda que seja apenas no recôndito de seus pensamentos.

E ela pode ser vista até mesmo, temporariamente, em dados momentos da vida dos santos mais eminentes, quando submetidos a circunstâncias destinadas a provar a sua fé.

Todavia, esta queixa é uma constante naqueles que não amam a Deus, quando as coisas não caminham na direção que eles desejavam. 

Apressadamente concluem: “posso comprovar isto pelas minhas presentes condições de vida.”

“Por acaso é ser amado e assistido por Deus quando se vive na pobreza em que tenho vivido?”

“Quando não se tem as qualificações, dons e habilidades que tantas pessoas possuem e que lhes faz pessoas prósperas neste mundo?”

“Por acaso é ser amado com esta enfermidade que carrego por anos sucessivos?”

A esta lista de argumentos, muitos outros poderiam ser acrescentados, mas estes poucos nos bastam para ilustrarem o ponto que pretendemos enfocar.

Nesta noite de 10-05-2015 tive um sonho muito revelador no qual vi pessoas que tinham profissões que não demandavam qualificações empreendedoras, e nem mesmo capacitação para resolver situações desafiadoras, uma vez que não teriam a mínima possibilidade de atender a tais requisitos. Caso fossem necessários, certamente não permaneceriam empregadas. 

Então ouvi uma voz que dizia alto e bom som: “Nisto se comprova o amor e cuidado divino para com tais pessoas.” 

E isto se aplicava também aos que eram qualificados para tais desempenhos, pois se não fosse pelos dons e capacitações recebidas de Deus, jamais poderiam cumprir as funções para as quais foram designadas a desempenhar neste mundo.

Assim, soa muito estranha ao ouvido divino a queixa de que não somos amados por Ele em razão de não sermos habilitados, ou prósperos em bens, terrenos, etc.

A declaração de Jesus relativa à viúva pobre destaca muito mais o Seu amor e cuidado por ela, do que propriamente um elogio ao fato de ter ofertado do modo que é esperado por Deus.

Por acaso esta única passagem das Escrituras não é bastante suficiente para exemplificar o amor de Deus pelos que são pobres neste mundo? 

E quanto ao que se queixa de sua enfermidade prolongada... este não possui um grande motivo para louvar a graça divina que o mantêm em vida?

Não lhe é dada a oportunidade de aumentar o seu galardão pelo testemunho de uma boa consciência para com Deus, e de paciência na tribulação?

Não podemos medir de fato o tamanho do amor e cuidado de Deus por nós, pela régua curta e estreita da nossa razão natural, quanto àquilo que somos ou que possamos fazer, uma vez que é Ele que a tudo e a todos governa, e dá a cada um segundo a medida da sua própria capacidade.

Contentemo-nos portanto com a porção que Ele nos tem designado neste mundo, e exaltemos em todas as circunstâncias, o Seu grande, amoroso e poderoso Nome. 

Silvio Dutra

AS VITÓRIA DE DEUS

 

domingo, 27 de setembro de 2020

DEUS É REAL

"Sabei que o Senhor é Deus: foi ele quem nos fez e dele somos" 

Salmo 100.3.

Quando alguém me pergunta sobre como posso estar seguro de quem Deus é na realidade, conto-lhe a história do garoto que estava empinando um papagaio. O dia era propício, o vento estava bom e grandes nuvens encrespadas corriam pelo céu. O papagaio subiu, até ser totalmente envolvido pelas nuvens.

— O que está fazendo? - perguntou um homem ao menino.

— Estou soltando um papagaio - respondeu ele.

O homem, então voltou a perguntar: Você está vendo o papagaio? Tem certeza disso? Você não está vendo o papagaio!

Respondeu-lhe o garoto: Não o estou vendo, mas de vez em quando sinto um puxão; então, eu fico certo de que ele está lá em cima.

Não proceda como o homem em relação a Deus. Encontre-o você mesmo e, então, saberá, pelo puxão maravilhoso e seguro nas cordas do seu coração, que Ele existe com toda a certeza.

Fonte: http://maxmode.blogspot.com

sábado, 26 de setembro de 2020

ANDAR EM OBEDIÊNCIA A DEUS

"Este é o caminho pelo qual devem andar”, quer se voltem para a direita, quer para a esquerda. 

Isaias 30.21

“Vamos por este caminho”, eu disse ao tocar o ombro do meu filho e redirecioná-lo em meio à multidão para seguir a mãe e as irmãs à nossa frente. Fiz isso várias vezes no parque de diversão que estávamos visitando. Meu filho estava ficando cansado e se distraía com mais facilidade. Por que ele simplesmente não as segue?, eu pensava.

E então me veio à mente: Com que frequência faço exatamente o mesmo? Com que frequência me desvio de andar em obediência a Deus encantado pelas tentações de seguir o que quero ao invés de buscar os Seus caminhos?

Pense nas palavras de Isaías enviadas por Deus a Israel: “e seus ouvidos o ouvirão. Uma voz atrás de vocês dirá: Este é o caminho pelo qual devem andar, quer se voltem para a direita, quer para a esquerda” (v.21). Numa parte anterior do capítulo, Deus havia repreendido Seu povo pela rebelião. Mas, se eles confiassem em Sua força, e não nos próprios caminhos (v.15), Deus prometia mostrar-lhes amor e compaixão (v.18).

Uma expressão da generosidade de Deus é a promessa de guiar-nos com Seu Espírito. Isso acontece quando falamos com Ele sobre os nossos desejos e lhe perguntamos, em oração, o que Ele tem para nós. Sou grato por Deus nos guiar pacientemente, dia a dia, passo a passo, à medida que confiamos nele e ouvimos a Sua voz.

Por:  Adam R. Holz
Fonte: https://paodiario.org/

MEDO DE CAIR


 

sexta-feira, 25 de setembro de 2020

FELIZ É O OUTRO

Tem um conto japonês milenar que é mais ou menos assim: Em uma planície, viviam um Urubu e um Pavão. Certo dia, o Pavão refletiu:

- Sou a ave mais bonita do mundo animal, tenho uma plumagem colorida e exuberante, porém nem voar eu posso, de modo a mostrar minha beleza. Feliz é o Urubu que é livre para voar para onde o vento o levar.

O Urubu, por sua vez, também refletia no alto de uma árvore: "Que infeliz ave sou eu, a mais feia de todo o reino animal e ainda tenho que voar e ser visto por todos, quem me dera ser belo e vistoso tal qual aquele Pavão."

Foi quando ambas as aves tiveram uma brilhante ideia em comum e se juntaram para discorrer sobre ela: cruzar seria ótimo para ambos, gerando um descendente que voasse como o Urubu e tivesse a graciosidade de um Pavão... Então cruzaram... e daí nasceu o peru: que é feio e não voa!

Moral da história: "Se tá ruim, nem vem com gambiarra que piora!"

DENTRO DE NÓS

 


quinta-feira, 24 de setembro de 2020

ORAÇÃO


Tommy Scrace era um menino de 11 anos. Quando o pastor pediu que todos que tinham ganho alguma alma para Cristo se levantassem na reunião de experiências, Tommy também se levantou.

Um a um, os adultos relataram a maneira como ganharam almas para Deus. Afinal o menino ficou sozinho de pé. Era tão pequenino que o ministro nem notou e foi preciso que alguém o apontasse.

– E o que fez você para ganhar uma alma, meu menino?

Ele respondeu com apenas uma palavra:

– Oração. O pastor pediu mais explicações. O menino se voltou e apontou para seu pai sentado no mesmo banco, ao seu lado. Então contou que vinha orando pelo pai há três anos, quando tinha oito anos de idade. Orou até que seu pai assistiu a uma reunião de oração e se entregou a Cristo. O pastor voltou-se para o pai e perguntou-lhe o que pensava de ser cristão. De seu coração cheio do amor de Cristo o homem respondeu:

– Não há nada como isto.

Tommy usou o método da persistente e efetiva oração. – Go.

 Fonte: http://www.iasdemfoco.net

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

CUIDADO COM AS VITÓRIAS

 


MELHOR QUE A ESPERANÇA


Certa ocasião, JESUS disse aos discípulos que, quando fossem à cidade, veriam um homem carregando um cântaro de água. Eles deveriam segui-lo. Não era costumeiro, no Oriente, que os homens carregassem coisa alguma na cabeça. As mulheres sempre o faziam.

Quando eles viram o homem, perguntaram-lhe: “Onde está o aposento para o convidado?”

“Que estranho vocês perguntarem isso”, ele respondeu. “Eu o preparei imaginando quem haveria de querê-lo”.

É maravilhoso quando DEUS está liderando, tudo, no final, funciona perfeitamente dentro do plano DELE. Você acha que ELE não pode fazer isso por você hoje? Você acha que ELE não poderia fazer o mesmo por pessoas que têm estado em confusão durante dias e dias? ELE sabe de que maneira libertá-las do problema. ELE pode estar com você na sua hora mais negra. Pode fazer TODAS as coisas concorrerem para o teu bem. ELE tem um jeito de organizar o SEU plano. E quando chega a hora, você sempre sabe que foi um dia que você, de modo muito especial, viveu em DEUS.

Existe uma enorme diferença de viver em DEUS e viver na especulação e na esperança. Existe algo melhor do que a esperança, melhor do que a especulação, é viver os milagres que DEUS quer realizar em nossas vidas. Creia que ELE pode realizá-los. Espere com paciência e gratidão, e você verá o resultado

Smith Wigglesworth, em “CRÊ SOMENTE!”

ESPERANÇA E FÉ

 

terça-feira, 22 de setembro de 2020

QUANDO A JUVENTUDE DOMINAVA O MUNDO


Agora, pois, meu filho, o Senhor seja contigo; e prospera, e edifica a casa do Senhor teu Deus, como ele disse de ti.

1 Crônicas 22:11

Alexandre, o Grande, dominou o mundo com a idade de 23 anos; Aníbal comandou as forças cartagineses aos 26; Colombo tinha os seus planos feitos para encontrar a Índia aos 28; João Smith traçou e desenvolveu um império colonial na Virgínia aos 27 anos; Martinho Lutero iniciou a Reforma aos 38 anos; seguiu-se lhe Calvino, com 21; Joana d'Arc fez todos os seus trabalhos e terminou sua missão na fogueira aos 19; Patrick Henry deu o clamor de "Liberdade ou morte" aos 27 anos; Hamilton com a idade  de 32 anos foi o secretário do Departamento do Tesouro; um jovem de 26 anos descobriu a lei da gravidade; Rogério Guilherme foi banido como herético aos 29; e Cristo sofreu a crucificação na idade de 30 anos. – H.H.B.

Fonte:http://www.iasdemfoco.net

HOMENS QUE LUTAM

 

domingo, 20 de setembro de 2020

O QUE VOCÊ TEM HOJE


 

O AMOR DE DEUS


Alguma vez você já parou para pensar o quanto Deus te ama? O quanto seu carinho e cuidado são grandes por você? Muitas vezes nós encontramos tão religiosos que não damos a verdadeira importância ao Amor de Cristo! Talvez você esteja assim, talvez você seja convertido a tanto tempo que esqueceu a unção do primeiro Amor, esqueceu que o verdadeiro cristão não vive só de cultos aos domingos, redes de jovens aos sábados e acampamentos, um verdadeiro cristão vive como filho de Deus, que tem, e busca intimidade com o Pai, que se preocupa em adorá-lo em espírito e em verdade!

Eu não sei como anda a sua vida nesse exato momento mais sei de uma coisa O NOSSO DEUS sabe e está querendo fazer uma verdadeira reforma em tudo que a religiosidade desgastou! Deus quer uma vida nova pra você! Deus quer te usar e fazer de você mais que vencedor! Hoje eu quero que você pense na sua vida com Deus e em como você tem servido ao nosso Senhor, será que aquele fogo do Espírito ainda continua aceso em você? Ou infelizmente o tempo e a religiosidade o apagaram? Se agora você se encontra frio na fé se derrame diante do nosso Deus e peça a Ele que faça uma reforma em você, uma reforma no seu amor e principalmente no seu propósito de servi-lo com intimidade!

Eu não sei onde você está precisando de restauração mais Jesus sabe e está disposto a te ajudar, está disposto a fazer com que você tenha uma vida de santificação pois o que Ele realmente quer é fazer maravilhas em sua vida!!! Acredite no que Deus tem pra você, Ele te ama e quer te usar!

Patrícia Alves

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

TROCANDO OURO POR FARINHA

Numa quarta-feira, em 16 junho de 1897, um navio do Alasca entrou no porto de S. Francisco. Um amontoado de pessoas saiu do barco - todos cambaleando sob sua carga - ouro. Havia ouro em seus bolsos, sacolas, latas de café e em vasos de vidro, até os cantis para matar sua sede estava repleto de ouro. Cerca de 750 mil dólares em ouro saíram desse único navio. Era a mais rica história de ouro que o mundo conhecia. 

Ouvindo as notícias, milhares de pessoas abandonaram seus trabalhos, deixaram suas famílias, suas vidas rumo ao Alasca e ao Rio Klondike. Mas a maioria não estava preparada para atravessarem as regiões que os faria chegar até lá, com baixas temperaturas, extensos nevoeiros e abismos. Levava-se 16 semanas (4 meses) até chegar à cidade de Dawson. Apenas 1 em cada 4 conseguiu chegar até o final

Nos dias de hoje, as coisas parecem não ser nada diferentes. As pessoas vivem correndo, de um lado para o outro, em busca de manter suas necessidades. Até aí tudo bem. Mas em geral, a maioria dos homens vive para buscar satisfazer necessidades criadas por leis de consumo. 

“Eu preciso”- comprar um carro novo, casa luxuosa, roupas modernas, estudos superiores, viagens paradisíacas, etc.

Como tudo isto custa, e custa muito dinheiro, vivemos loucos, correndo atrás de cada centavo de oportunidade a ganhar um pouco mais.

Acabamos até fazendo loucuras: 2 empregos, horas extras todos os fins de semana, pegamos férias em dinheiro, fazemos empréstimos a juros.

IMPOSSÍVEL

 

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

O CACHORRO E O COELHO

Eram dois vizinhos. Um deles comprou um Coelhinho para os filhos. Já os filhos do outro pediram um bichinho maior, um Cachorrinho Pastor Alemão. Papo entre eles (os vizinhos):

- Mas o seu cachorro vai comer o meu coelho!

- De jeito nenhum. Imagina... O meu pastor é filhote. Vão crescer juntos, pegar amizade... Pode acreditar em mim, pois eu entendo de bicho!

E parece que o dono do chachorro tinha mesmo razão. Juntos cresceram e amigos se tornaram... Era normal ver o coelho no quintal do cachorro e o cachorro, vive-versa.

Eis que o dono do coelho foi passar o final de semana na praia com a família e o coelho ficou só.

Domingo, à tardinha, o dono do cachorro e a família tomavam um lanche, quando entra o pastor alemão na cozinha. Pasmo, trazia o coelho entre os dentes, todo imundo, arrebentado, sujo de terra e, é claro, completamente morto.

Quase mataram também o cahorro de tanto agredí-lo. Dizia o homem:

- O vizinho estava certo, e agora? Só podia mesmo dar nisso!

O problema maior é que os vizinhos iam chegar em algumas horas, o que fazer? Todos se entreolharam...

O cachorro, coitado, chorando lá fora, e lambendo os seus ferimentos.

- Já pensaram como vão ficar aquelas crianças?
De repente, não se sabe exatamente quem teve a boa idéia, mas parecia infalível: "Vamos banhar o coelho, deixá-lo limpinho, depois a gente seca com o secador de cabelos e o colocamos na sua casinha."

E assim fizeram. Até perfume colocaram no animalzinho. "Ficou lindo! Parece até estar vivo" (disse uma das crianças).

Logo depois, ouvem o barulho dos vizinhos chegando... Instantes depois, notam os gritos da gurizada:

- Vixe! Descobriram!

Não passaram nem cinco minutos e o dono do coelho veio bater à porta, assustado (com cara de quem tinha visto um fantasma).

- O que foi? Que cara é essa?

- O coelho, o coelho...

- O que tem o coelho?

- Morreu!

- Como assim, morreu? Eu o vi vivinho da silva ainda hoje...

- Pois é, e ele morreu desde sexta-feira!
 
- Na sexta?

- Sim, e foi antes de viajarmos, as crianças até o enterraram no quintal e agora REAPARECEU!

A história termina aqui. O que aconteceu depois não importa... Mas o grande personagem dela é o Cachorro. Imagine o coitado, desde sexta-feira procurando em vão pelo seu amigo de infância. Depois de muito farejar, descobre o corpo morto e enterrado. O que faz ele... provavelmente como o coração partido, desenterra o amigo e vai mostrar para seus donos (imaginando que pudessem fazê-lo ressuscitar). Mas o ser humano continua o mesmo, sempre julgando os outros... Julgando mesmo sem antes verificar o que de fato aconteceu.

Quanta vezes tiramos conclusões precipitadas e erradas de situações? Nos achamos sempre os donos da verdade... e às vezes fazemos os outros sofrerem por nosso injusto e desastroso julgamento. Pense nisso!

A vida tem quatro sentidos: " Amar , Sofrer, Lutar e Vencer", então, AME muito e SOFRERÁS pouco, LUTE bastante e VENCERÁS sempre... mas jamais julge diante da primeira visão que tiver ou do primeiro comentário que ouvir...

Silvana Lacerda

ANTES DE ORAR

 

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

DECIDA ACREDITAR

A fé acontece quando depositamos a nossa confiança em Deus. É uma decisão de confiar inteiramente na força de um Salvador vivo e amoroso. E, na medida que fizermos isso, teremos “vida em seu nome”. Este é o propósito dos milagres. O Apóstolo João relembrou os sinais nesta promessa: que você e eu nunca estamos sós.

Isso não foi uma das últimas promessas de Cristo? Antes que ele subiu ao céu, ele assegurou seus amigos, “Eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos” (Mateus 28:20 NVI). Estas palavras deviam significar tudo para João. Você consegue imaginar o apóstolo já idoso enquanto ele conta do dia em que, há umas seis décadas e a milhares de quilômetros, Jesus o convidou a largar a sua rede de pesca e seguí-Lo? João podia. Você também pode. Lembre-se amigo. Você nunca está só.

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Decide to Believe”

ALCANÇAR O ALTO

 

terça-feira, 15 de setembro de 2020

A ARTE DE RESOLVER CONFLITOS

O trem atravessava sacolejando os subúrbios de Tóquio numa modorrenta tarde de primavera.

Um dos vagões estava quase vazio: apenas algumas mulheres e idosos e um jovem lutador de Aikidô.

O jovem olhava, distraído, pela janela, a monotonia das casas sempre iguais e dos arbustos cobertos de poeira.

Chegando a uma estação as portas se abriram e, de repente, a quietude foi rompida por um homem que entrou cambaleando, gritando com violência palavras sem nexo.

Era um homem forte, com roupas de operário. Estava bêbado e imundo.

Aos berros, empurrou uma mulher que carregava um bebê ao colo e ela caiu sobre uma poltrona vazia. Felizmente nada aconteceu ao bebê.

O operário furioso agarrou a haste de metal no meio do vagão e tentou arrancá-la. Dava para ver que uma das suas mãos estava ferida e sangrava.

O trem seguiu em frente, com os passageiros paralisados de medo e o jovem se levantou.

O lutador estava em excelente forma física. Treinava oito horas todos os dias, há quase três anos.

Gostava de lutar e se considerava bom de briga. O problema é que suas habilidades marciais nunca haviam sido testadas em um combate de verdade. Os alunos são proibidos de lutar, pois sabem que Aikidô "é a arte da reconciliação.

Aquele cuja mente deseja brigar perdeu o elo com o universo.

Por isso o jovem sempre evitava envolver-se em brigas, mas no fundo do coração, porém, desejava uma oportunidade legítima em que pudesse salvar os inocentes, destruindo os culpados.

Chegou o dia! Pensou consigo mesmo. Há pessoas correndo perigo e se eu não fizer alguma coisa é bem possível que elas acabem se ferindo.

O jovem se levantou e o bêbado percebeu a chance de canalizar sua ira.

Ah! Rugiu ele. Um valentão! Você está precisando de uma lição de boas maneiras!

O jovem lançou-lhe um olhar de desprezo.

Pretendia acabar com a sua raça, mas precisava esperar que ele o agredisse primeiro, por isso o provocou de forma insolente.

Agora chega! Gritou o bêbado. Você vai levar uma lição. E se preparou para atacar.

Mas, antes que ele pudesse se mexer, alguém deu um grito: Hei!

O jovem e o bêbado olharam para um velhinho japonês que estava sentado em um dos bancos.

Aquele minúsculo senhor vestia um quimono impecável e devia ter mais de setenta anos...

Não deu a menor atenção ao jovem, mas sorriu com alegria para o operário, como se tivesse um importante segredo para lhe contar.

Venha aqui disse o velhinho, num tom coloquial e amistoso. Venha conversar comigo insistiu, chamando-o com um aceno de mão.

O homenzarrão obedeceu, mas perguntou com aspereza: por que diabos vou conversar com você?

O velhinho continuou sorrindo. O que você andou bebendo? Perguntou, com olhar interessado.

Saquê rosnou de volta o operário e não é da sua conta!

Com muita ternura, o velhinho começou a falar da sua vida, do afeto que sentia pela esposa, das noites que sentavam num velho banco de madeira, no jardim, um ao lado do outro.

Ficamos olhando o pôr do sol e vendo como vai indo o nosso caquizeiro, comentou o velho mestre.

Pouco a pouco o operário foi relaxando e disse: é, é bom. Eu também gosto de caqui...

São deliciosos concordou o velho, sorrindo. E tenho certeza de que você também tem uma ótima esposa.

Não, falou o operário. Minha esposa morreu.

Suavemente, acompanhando o balanço do trem, aquele homenzarrão começou a chorar.

Eu não tenho esposa, não tenho casa, não tenho emprego. Eu só tenho vergonha de mim mesmo.

Lágrimas escorriam pelo seu rosto. E o jovem estava lá, com toda sua inocência juvenil, com toda a sua vontade de tornar o mundo melhor para se viver, sentindo-se, de repente, o pior dos homens.

O trem chegou à estação e o jovem desceu. Voltou-se para dar uma última olhada. O operário escarrapachara-se no banco e deitara a cabeça no colo do velhinho, que afagava com ternura seus cabelos emaranhados e sebosos.

Enquanto o trem se afastava, o jovem ficou meditando... O que pretendia resolver pela força foi alcançado com algumas palavras meigas. E aprendeu, através de uma lição viva, a arte de resolver conflitos.

Autor desconhecido

O VALOR DAS COISAS

 


segunda-feira, 14 de setembro de 2020

DIVINAS HARMONIAS

Um viajante que visitou a catedral de Pisa conta como parou defronte da majestosa cúpula e lhe contemplou as linhas graciosas.

Repentinamente o ar se encheu de música. A grande cúpula vibrava de harmonia. Ondas de música vibravam como sons de um grande órgão, para em seguida suavizarem e perderem-se como ecos à distância. As harmonias haviam sido produzidas pelo guia que, em dado momento, havendo retardado os passos, tangera uma corda tripla. Dentro da abóbada mágica, todo som se transforma em harmonias, e nenhuma dissonância pode atingir o ápice da cúpula e permanecer como tal.

Uma palavra, um passo, um ruído ou murmúrio da multidão, em baixo são, de alguma forma, transformados em notas agradáveis.

Se uma cúpula, obra das mãos do homem, pode harmonizar todas as dissonâncias, podemos nós duvidar que, sob a grande cúpula dos Céus divinos, todas as coisas possam juntamente contribuir para o avanço do divino propósito de redenção de todos quantos O amam?

Todo sofrimento, lágrima ou dor, podem ser amalgamados em harmonias dentro da cúpula celeste da divina graça.

Fonte: http://www.iasdemfoco.net

EM GUERRA

 


domingo, 13 de setembro de 2020

A MAJESTADE DO AMOR DE DEUS

Como está escrito: Amei a Jacó, e odiei a Esaú. 

Romanos 9:13

Um cavalheiro, que pensava consistir o cristianismo somente em problemas misteriosos, disse a um velho ministro: Parece-me muito estranha a seguinte declaração: "A Jacó amei, mas aborreci a Esaú."
 
"Sim, é muito estranha", disse o ministro, "porém, qual é a parte que lhe parece mais estranha?" "Oh!", respondeu o cavalheiro, "o que concerne ao aborrecimento de Esaú."
 
"Bem, senhor", replicou-lhe o ministro, "quão maravilhosamente somos feitos e quanta diferença há entre um e outro!" A parte mais inconcebível desta história é como Deus pôde amar a Jacó. Não há mistério tão profundo como o do amor de Deus. - N.T.Mil Ilustrações

NÃO HÁ


sábado, 12 de setembro de 2020

BEM-AVENTURADO

Bem-aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos! Do trabalho de tuas mãos comerás, feliz serás, e tudo te irá bem.

Salmos 128:1-2

Pensamento: O que chama a atenção nestes versículos, é a ligação que o salmista Davi faz entre felicidade, trabalho, sucesso e obediência a Deus. Temer ao Senhor e andar nos Seus caminhos significa obedecer a Deus. Bem-aventurado significa ser mais do que feliz. Sendo assim, obedecer a Deus significa felicidade. E como conseqüência da felicidade e obediência ao Senhor, somada ao trabalho, temos o resultado, e a promessa de que TUDO, TUDO, TUDO, nos irá bem !!!

Oração: Senhor Deus, ajuda-me a conhecer os Seus caminhos, e faça com que eu ande neles, que eu não me desvie nem para a esquerda nem para a direita. Quero estar sempre no centro da Sua vontade. Abençoa Senhor o trabalho das minhas mãos, e obrigado pela promessa, de que TUDO irá bem. Eu oro em nome de Jesus. Amém

Fonte: https://www.devocionaldiario.com.br

IMPOSSÍVEL

 


sexta-feira, 11 de setembro de 2020

ENCONTRAR A PAZ

"Porque o Senhor dá a sabedoria; da sua boca vem a inteligência e o entendimento"

Provérbios 2.6


É um milagre! A Bíblia tem sido, no decorrer dos anos, o livro mais vendido do mundo. Nenhum outro livro alcança a profundidade de sua sabedoria, nem a beleza de sua poesia, nem a veracidade de sua história e de sua profecia.


Os críticos que viram nela fraudes, ficção e promessas não cumpridas acabaram descobrindo que os equívocos estavam neles, e não na Bíblia. Eruditos notáveis e respeitáveis têm demonstrado que as aparentes contradições foram causadas por traduções incorretas e não por erros divinos. E o homem, e não a Bíblia, que precisa ser corrigido.


Um de nossos colportores-evangelistas na Índia bateu à porta da casa de um médico. "Como posso encontrar paz?", perguntou-lhe o médico. O colportor falou-lhe sobre a esperança do cristão, e deixou-lhe uma Bíblia. Ao voltar, alguns meses mais tarde, recebeu cordial acolhida. A Bíblia estava sobre a mesa, aberta. Apontando para ela, disse o médico: "No ano passado, quando o senhor bateu à minha porta, eu não era cristão. Agora sou seguidor de Jesus. Esse livro maravilhoso operou a mudança em minha vida. Estudo-o todos os dias e procuro levar à minha família a alegria e felicidade que encontrei em suas páginas".


Sim, meu amigo, a divina Bíblia, lida atenta e devotadamente, levará gozo e alegria'' ao seu coração

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

NADA SEM LUTA

 


VAI A PRÓPRIA FONTE DA VIDA

E dar-vos-ei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne. E porei dentro de vós o meu Espírito, e farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis os meus juízos, e os observeis.

Ezequiel 36:26,27

O patrão de um servo muito fiel, um dia lhe deu um relógio de presente. Aquele homem simples não se continha de alegria. O relógio era sua posse mais estimada. Levava sempre consigo o seu tesouro, e mostrava-o a todos. Depois de algum tempo, o relógio parou. Os ponteiros, naturalmente não andavam. Em vão procurou ele mesmo localizar e corrigir o defeito.

Em sua ignorância, o velho tirou os ponteiros e os levou a um relojoeiro. Foi com dificuldade que este afinal o convenceu de que o problema não estava nos ponteiros, mas no maquinismo. Devia haver alguma sujeira ou ferrugem no interior, de modo que os ponteiros só caminhariam depois de removido aquilo. 

Meditações Matinais

terça-feira, 8 de setembro de 2020

SÃO COMO VELAS

 


TENDE BOM ÂNIMO

Logo a seguir, compeliu Jesus os discípulos a embarcar e passar adiante dele para o outro lado, enquanto ele despedia as multidões.


MT 14.22

Por que algumas vezes na vida, temos a impressão de que, mesmo obedecendo a Jesus e seguindo sua vontade, estamos sós em meio a luta? Já aconteceu com você?

Com os discípulos já! Jesus os compeliu (os obrigou, forçou, constrangeu) a deixarem-no na praia. Ele despedia as multidões enquanto os discípulos entrando no barco seguiam para a outra margem do mar da Galileia.

Quando a tarde caiu e a noite começou a lançar seu manto negro sobre a terra, os discípulos, no barco, lutavam contra as ondas e o vento forte que açoitava o barco. Jesus, sobre o monte, orava ao Pai.

Depois das 3 horas da madrugada, A tempestade agigantara-se e os discípulos, cansados e desanimados, estavam a ponto de desistirem. Quando a gente enfrenta este tipo de tempestade o coração deixa-se abater e o diabo vem ao nosso encontro dizendo: "Ei! Você seguiu rigorosamente a voz de Jesus e olhe aonde foi parar. É isso o que ele prometeu?" 

Talvez eu fale com alguém assim, desanimado, cansado, angustiado, desapontado. A obediência a voz de Deus te levou para o meio de uma tempestade. Eu não sei por quê. Mas uma coisa é certa, se foi o Mestre que te conduziu até aí, Ele virá ao teu encontro como aconteceu com os discípulos, por isso, por enquanto, esqueça o vento, não olhe demais para as ondas nem dê ouvido ao inimigo, ouça só a voz de Deus que te diz: Tende bom ânimo! Sou eu. Não temais!

Fandermiler Freitas

segunda-feira, 7 de setembro de 2020

UM GRAMA DE FÉ

 


VOCÊ PODERIA SER ALGUÉM PARA ALGUÉM?

Quando o desastre ataca, o espírito humano responde estendendo a mão para os aflitos. Pessoas ficam na fila para doar sangue. Equipes de resgate trabalham por horas incontáveis. Mas o esforço mais essencial é realizado por outra equipe. O trabalho deles? De cingir o mundo em oração.

Em grande parte, nem sabemos os nomes deles. Assim foi o caso de alguém que orou num dia há muito tempo atrás. Ele foi até Jesus em prol de um amigo que estava doente. Ninguém foi mais importante do que aquele que foi até Jesus. João escreve: “Então Maria e Marta mandaram um recado a Jesus dizendo: ‘Senhor, aquele a quem o senhor ama está doente’.” (João 11:3). Alguém foi até Jesus em prol de Lázaro. E porque alguém foi, Jesus respondeu! Você poderia ser alguém para alguém?

Max Lucado
Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “Will You Be Someone for Another?”

BRASIL

domingo, 6 de setembro de 2020

A PRIMEIRA CEIA

1 Coríntios 11:26 - "Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha".

Quatro textos registram os acontecimentos da primeira "Ceia do Senhor". Três destes estão nos evangelhos de Mateus 26:26-29; Marcos 14:22-25 e Lucas 22:19-20, e o outro está em 1 Coríntios 11:23-26. Podemos aprender como Jesus e os discípulos celebraram a ceia comparando estes acontecimentos. Por favor, se você puder, pare uns poucos minutos para ler cada uma destas quatro passagens.

Uma das primeiras coisas que temos que entender é o propósito, a palavra diz "Fazei isto em memória de mim" Lucas 22:19. A Ceia do Senhor é nossa oportunidade para lembrar o sacrifício que Jesus fez na cruz, pelo qual ele nos oferece a esperança da vida eterna: "Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha" 1 Coríntios 11:26. A Ceia do Senhor não pretende ser um memorial para o novo nascimento, da vida ou da ressurreição de Cristo. É um momento especial no qual os cristãos refletem sobre o Salvador sofredor para serem lembrados do alto preço que ele pagou por nossos pecados. Precisamos manter este tema central do evangelho em nossas mentes.

Outra coisa que temos que ver é os símbolos, Jesus usou dois símbolos para representar seu corpo e seu sangue. É claro que ele não ofereceu literalmente seu corpo nem seu sangue. Ele deu aos discípulos pão sem fermento para representar seu corpo e o fruto da videira para representar o sangue que estava para ser derramado na cruz. Ele não deixou dúvida sobre a relação deste sacrifício com nossa salvação: "Porque isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, derramado em favor de muitos, para remissão dos pecados" Mateus 26:28.

E por ultimo a ordem quando comparamos estes quatro relatos da primeira ceia nos evangelhos, podemos também ver a ordem na qual a ceia foi observada. Jesus primeiro orou para agradecer a Deus pelo pão e então todos o partilharam. Ele orou de novo para agradecer ao Senhor pelo cálice, e todos beberam dele. Deste modo, ele chamou especial atenção para cada elemento da ceia.

Esta é uma das ordenanças que Jesus nos deixou, que possamos observá-la e pratica-la em nossas vidas.

sábado, 5 de setembro de 2020

o Temor do Senhor

 


TODAS AS DÁDIVAS SÃO RETRIBUÍDAS

Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo.

Lucas 6:38

O presidente de uma empresa farmacêutica recebeu uma dose de seu próprio remédio, que lhe foi grato ao paladar.

Por vários anos E. Claiborne Robins, chefe de uma firma de laboratório farmacológico em Richmond, em Virgínia, de vez em quando fechava seu estabelecimento para levar seus 170 empregados em breves viagens de férias. Washington, D.C., foi o destino da primeira excursão.

Seguiram-se viagens mais longas – uma a Neva York, outra a Miami. A companhia pagava todas as despesas. Quando lhe perguntaram porque seguia costume tão contrário às práticas comerciais, o Sr. Robins respondeu: "Estou convencido de que esses empregos de capital num pouco de recreação pagam seus dividendos na atitude do pessoal para com sua tarefa."

Em seu vigésimo aniversário de presidência da firma, o Sr. Robins recebeu uma agradável surpresa – seus empregados viraram as coisas, e ofereceram ao chefe uma viagem à custa deles próprios. Entregaram-lhe dois cheques – um simulado contra o Banco do Divertimento, e um verdadeiro, de 4.200 dólares – e sugeriram que ele e a sua esposa fossem em viagem por quinze dias a Acapulco, México.

Seria erro supor que as ações generosas e boas são sempre retribuídas com bondade, como no caso citado. Muitas vezes os dividendos vêm por outras maneiras ...

http://www.iasdemfoco.net